O QUE É A URLib?

por Gerald Jean Francis Banon e Lise Christine Banon
<urlibservice@gmail.com>

Primeira versão: agosto 1995.
Última modificação: janeiro 2014.
Versão Inglesa.

CONTEÚDO

1. URLib e URLibService
2. Características do URLibService
3. Regra de formação dos nomes de repositório
4. Acesso persistente
5. Document original e direitos autorais 
6. Edições, licença e download do URLibService
7. Exemplos de sites usando o URLibService
8. Citação
9. Referências


1. URLib E URLibService

Pense na URLib como uma plataforma para uma biblioteca ou um arquivo digital possuindo
algum tipo de estante inteligente no sentido em que nela existe um espaço
único no qual cabe qualquer novo documento independente de quem o deposita.

No seu sentito individual, URLib significa "Uniform Repository for a Library"
(Repositório Uniforme para uma Biblioteca).
No seu sentito coletivo, URLib significa "Uniform Repositories for a Library"
(Repositórios Uniformes para uma Biblioteca).

O conceito de Repositório Uniforme foi introduzido pela primeira
vez em 1995 para resolver o problema da integração de documentos
eletrônicos produzidos por pessoas utilizando sistemas de arquivos
independentes.

Cada repositório uniforme (ou simplesmente repositório)
contem um único material eletrônico chamado de documento.

Um documento eletrônico pode ser qualquer coleção de arquivos e
diretórios debaixo de um mesmo diretório chamado de pasta do documento.

O acervo da biblioteca é o conjunto de todos os documentos depositados
nos repositórios uniformes.

O acervo da biblioteca está distribuido na rede ao longo dos
chamados sites ou acervos locais, cada um sendo um conjunto
de repositórios debaixo de um mesmo diretório.

URLibService (Serviço da URLib) é o nome do programa de
computador que gerencia o acervo da URLib.

No presente estágio de desenvolvimento do URLibService [2]
cada acervo local utiliza o Apache como servidor Web.

Ao utilizar o URLibService, é possível criar novos repositórios para
depositar novos documentos num acervo local e instalar novas cópias de
repositórios/documentos já existentes, provenientes de outros acervos
locais.


2. CARACTERÍSTICAS DO URLibService

Você pode usar o URLibService para:

- identificar universalmente os documentos por meio de IBI (Identificador com Base na Internet);
- organizar o armazenamento dos documentos no sistema de arquivos dos computadores;
- depositar e atualizar os documentos remotamente utilizando navegadores;
- armazenar os documentos em qualquer formato de arquivo (HTML, PDF, DOC, ...);
- disponibilizar os documentos na Web;
- achar os documentos na Web através de palavras chaves;
- procurar em sites da URLib físicamente distribuidos através de uma única pergunta;
- emitir relatórios de pesquisa, tabelas, sumários e índices por autores;
- facilitar o download dos documentos com seus metadados;
- restringir o acesso de cada documento através de ip ou senha;
- compartilhar um dado acervo local com outros;
- instalar uma copia de um documento proveniente de um outro acervo local;
- controlar as versões dos documentos;
- localizar na Web a versão original de um documento;
- autenticar as cópias de um documento;
- transferir um documento para um novo acervo local;
- exibir o aviso de direitos autoriais apropriado para cada documento;
- registrar um documento como sendo o original;
- exibir o selo do editor do documento;
- armazenar e exibir as estatísticas de acesso de cada documento;
- permitir vínculos relativos entre documentos, tornando o acesso persistente;
- resolver universalmente vínculos definidos em termos de IBI (URL persistentes);
- garantir a persistência dos vínculos frente a fusão ou divisão de acervos locais;
- permitir vínculos sensíveis à preferência de idioma do usuário;
- criar um vínculo persistente para a última edição de um documento;
- avisar automaticamente os documentos em construção;
- exibir os metadados dos documentos no formato BibTeX ou Refer (EndNote);
- disponibilizar os metadados dos documentos através do protocole OAI
  (Open Archives Initiative) para a coleta de metadados;
- atribuir documentos a avaliadores e seleciona-los com base nos pareceres.


3. REGRA DE FORMAÇÃO DOS NOMES DE REPOSITÓRIO

Os repositórios são chamados de uniforme porque eles são criados
usando uma mesma regra de construção a longo dos acervos locais.
Desta forma, qualquer um pode ser instalado em qualquer acervo local
sem conflito de nome.

Um repositório uniforme é uma sequência de quatro diretórios sucessivos
cujos nomes são respectivamente:
- um nome de subdomínio,
- uma palavra de domínio, e eventualmente um número de porta, separados por "." ou "@",
- um ano e
- um mês, dia, hora, minuto, e eventualmente segundo, separados por ".".

Mais precisamente, a sintaxe de um nome de repositório é:

<nome-de-subdomínio>/
<palavra-de-domínio>[.|@<número-de-porta>]/
<ano>/
<mês>.<dia>.<hora>.<minuto>[.<segundo>]

Aqui vão dois exemplos de nomes de repositório:

<dpi.inpe.br/banon/1995/09.01.10.50>
<dpi.inpe.br/banon-pc2@1905/2005/12.07.19.19>.

De forma a garantir que o caminho acima seja único dentro de todos os caminhos
criados até agora e todos os caminhos que serão criados no futuro,
as seguintes regras devem ser observadas.

- A expressão <palavra-de-domínio>.<nome-de-subdomínio> deve ser o nome de domínio
  do computador hospedando o acervo local, e o <número-de-porta> deve ser
  a porta http de acesso à esse acervo local.
  
  Nos exemplos acima, os repositórios foram criados em acervos
  locais cujas URLs de acesso eram (no momento da criação do repositório),
  respectivamente, banon.dpi.inpe.br e banon-pc2.dpi.inpe.br:1905
  
- O <ano> e o <mês>.<dia>.<hora>.<minuto>[.<segundo>], expressos
  numericamente, devem corresponder à data/hora GMT da criação do
  repositório, de forma a resolver o problema da migração de um
  acervo local entre fusos horários.
  
Mais detalhes sobre a formação de nome de repositório podem ser encontrados em [9]


4. ACESSO PERSISTENTE

O URLibService permite a construção de hipertextos estaveis [4]
cujas partes podem ser copiadas ou mudadas de um site da URLib
para outro sem a necessidade de modificar os vínculos ou de recorrer
a um serviço global de nome.

Adicionalmente, o URLibService oferece um serviço global de nome
que resolve URL persistentes escritas em termos de IBI
(Identificador com Base na Internet) [9].

Assim, um dos destaques do URLibService é oferecer uma solução
interessante para o problema dos VÍNCULOS de CITAÇOES. Qualquer que
seja o local físico onde se encontra um documento no acervo da
URLib, seu acesso é persistente.


5. DOCUMENTO ORIGINAL E DIREITOS AUTORAIS

Depositar um documento num repositório é um ato de publicação.

De maneira a respeitar os direitos autorais e não duplicar as entradas,
SOMENTE os detentores dos direitos autorais (ou pessoas autorizadas)
devem criar os repositórios. Em outras palavras, os possíveis
administradores locais são:

- o primeiro autor dos trabalhos (se os direitos autorais não foram
  transferidos a um editor, caso contrário com a permissão do editor);

- o editor dos trabalhos (uma vez que os direitos autorais foram
  transferidos pelo(s) seu(s) autor(es);

- alguém com a permissão dos detentores dos direitos autorais.

Um documento é considerado original se ele está no acervo local
do detentor dos direitos autorais.


6. EDIÇÕES, LICENÇA E DOWNLOAD DO URLibService

A primeira edição do URLibService [1] foi lançada em
agosto de 1995. Esta edição foi usada até abril de 2001.

A segunda edição do URLibService [2] foi lançada em
agosto de 1998.

O uso do URLibService é livre para as instituições públicas e
as associações sem fins lucrativos [5].

O URLibService é multiplataforma, podendo ser instalado nos
seguintes sistemas operacionais: Windows, SunOS e Linux [3].

Este programa encontra-se protegido contra a utilização não autorizada,
conforme preceitua a Lei nº 9.609, de 19 de fevereiro de 1998,
regulamentada pelo Decreto nº 2.556, de 20 de abril de 1998,
combinada com a Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998,
estando devidamente registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI
(Decreto nº 2.556/98, art. 1º) sob o nº 00072253.


7. EXEMPLOS DE SITES USANDO O URLibService

Atualmente, mais de dez sites da URLib estão instalados.
Alguns são espelhados por outros. Os mais interessantes são:

- O site da "Biblioteca do INPE"
<http://www.inpe.br/biblioteca>
que da acesso a referências e/ou textos completos de trabalhos
(como teses e artigos em congresso) publicados
"Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais" (INPE) [6][8].

- O site do "XII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto"
<http://www.ltid.inpe.br/sbsr2005/biblioteca>
que da acesso aos anais das conferências passadas [7].


8. CITAÇÃO

"Toute oeuvre est l'oeuvre de bien d'autres choses qu'un "auteur""
Paul Valéry (1871-1945)
(Le Monde, Selection Hebdomadaire Edition Internationale, Jeudi 27/7/95, p.10)

"Toda obra é a obra de muitas outras coisas além de um "autor""
(tradução por G. J. F. Banon e M. A. Carvalho)

"Any work is the work of many more things than just an "author""
(translation by G. J. F. Banon e M. A. Carvalho)


9. REFERENCES


[1] Banon, Gerald Jean Francis :1998:
    Uniform repositories for a digital library - URLib
    URL: <http://urlib.net/dpi.inpe.br/banon/1997/08.14.12.32>


[2] Banon, Gerald Jean Francis ::
    URLibService User's Guide
    URL: <http://urlib.net/iconet.com.br/banon/2000/12.31.20.38>


[3] Banon, Gerald Jean Francis ::
    Downloading the URLib Environment
    URL: <http://urlib.net/iconet.com.br/banon/2000/12.30.22.40>


[4] Banon, Gerald Jean Francis ::
    Hiperdocumentos versus URLib
    URL: <http://urlib.net/dpi.inpe.br/banon/2002/10.10.08.39>


[5] Banon, Gerald Jean Francis ::
    URLibService Copyright
    URL: <http://urlib.net/dpi.inpe.br/banon/2000/03.04.00.05>


[6] Banon, Gerald Jean Francis; Ribeiro, Marciana Leite & Banon, Lise Christine :2004:
    Preservação digital da memória técnico-científica do INPE
    URL: <http://urlib.net/dpi.inpe.br/lise/2004/03.02.15.20>


[7] Banon, Lise Christine & Banon, Gerald Jean Francis ::
    "Ferramentas on-line" associadas a uma biblioteca digital para publicação em eventos: Projeto XII SBSR
    URL: <http://urlib.net/sid.inpe.br/ePrint@80/2005/10.05.21.15>


[8] Banon, Gerald Jean Francis ::
    Bibiloteca Digital da Memória Tecnico-Científica do INPE
    URL: <http://urlib.net/dpi.inpe.br/banon-pc2@1905/2005/12.07.19.19>


[9] Banon, Gerald Jean Francis :2011:
    Identificador com base na Internet (IBI): Sistema de identificação
    URL: <http://urlib.net/dpi.inpe.br/banon-pc2@1905/2005/12.07.19.19>