Close
Metadata

%0 Conference Proceedings
%4 sid.inpe.br/mtc-m21c/2019/11.04.16.14
%2 sid.inpe.br/mtc-m21c/2019/11.04.16.14.15
%T Análise energética da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS)
%D 2019
%A António, Jaime Fernando,
%A Aravéquia, José Antônio,
%@affiliation Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
%@affiliation Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
%@electronicmailaddress jaime.fernandes@inpe.br
%@electronicmailaddress jose.aravequia@inpe.br
%B Encontro de Alunos de Pós-Graduação em Meteorologia do CPTEC/INPE, 18 (EPGMET)
%C Cachoeira Paulista, SP
%8 04-08 nov.
%X As Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCASs) são fenômenos atmosféricos de escala sinótica com grande impacto social sobre o Brasil. Com uma taxa precipitação média acima de 5 mm/dia, ela contribui fortemente para o abastecimento e distribuição de água em várias cidades do Brasil. Além disso, chuvas fortes a ela associada podem causar inundações, deslizamento de terras e condicionar as atividades sócias−econômicas como a aviação e a agricultura devido as condições de tempo ocasionado e quantidade de chuvas acumulada durante o verão austral. Sendo assim, o objetivo deste trabalho é analisar as características dinâmicas e termodinâmicas do evento de ZCAS ocorrido em dezembro de 2013 através do ciclo de energia de Lorenz. Para isso, usamos dados de temperatura, os componentes horizontais e vertical do vento e geopotencial da análise retrospectiva ERA−5 do ECMWF com resolução de 0,25 × 0,25 e 32 níveis verticais (10 a 1000 hPa). A formulação do ciclo de energia de Lorenz usada neste estudo, segue a abordagem de Oort (1964), que considera os vórtices transitórios e permanentes simultaneamente. O evento é analisado em três etapas (formação, desenvolvimento e dissipação) e discutidos de acordo com o padrão de sua localização. Os resultados obtidos, são mostrados em valores médios para as integrais globais, seção transversal de latitude−altitude e gráfico de superfície para os componentes de perturbação. As taxas de geração da energia potencial média disponível [G(PM)] e da energia potencial disponível das perturbações [G(PE)] são analisada a partir do balança dos componentes de entrada e saída dos reservatórios (PM, PE, KM e KE) de energia e pelo calor diabático. As tendências dos componentes dos reservatórios também são analisadas.
%9 Estudos de Tempo e Clima
%@language pt
%3 Jaime_Fernando_António_et-al.pdf


Close