Close
Metadata

@TechReport{RizzoRoss:2009:SiLiTr,
               author = "Rizzo, Paula Nascimento and Rossi, Jos{\'e} Osvaldo",
                title = "Simula{\c{c}}{\~a}o de linha de transmiss{\~a}o 
                         n{\~a}o-lineares para a gera{\c{c}}{\~a}o de RF em 
                         aplica{\c{c}}{\~o}es espaciais",
          institution = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais",
                 year = "2009",
                 type = "RPQ",
              address = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos",
                 note = "{Bolsa PIBIC/INPE/CNPq}",
             keywords = "transmiss{\~a}o n{\~a}o linear.",
             abstract = "Nos {\'u}ltimos anos t{\^e}m-se notado uma demanda crescente do 
                         uso de alta tens{\~a}o para a gera{\c{c}}{\~a}o de RF em 
                         ve{\'{\i}}culos espaciais, aeronaves de defesa e sat{\'e}lites. 
                         Em fun{\c{c}}{\~a}o disto, a motiva{\c{c}}{\~a}o deste 
                         trabalho reside na simula{\c{c}}{\~a}o de linhas de 
                         transmiss{\~a}o discretas n{\~a}o-lineares (NLETLs- Nonlinear 
                         Lumped Element Transmission Lines) atrav{\'e}s do programa Spice 
                         (Circuit Maker simulador) com o intuito de demonstrar a 
                         gera{\c{c}}{\~a}o de RF de alta pot{\^e}ncia. O 
                         princ{\'{\i}}pio de funcionamento de NLETLS baseia-se em dois 
                         pontos: a) linhas de transmiss{\~a}o com elementos discretos 
                         s{\~a}o respons{\'a}veis pelo efeito de dispers{\~a}o e b) 
                         redes implementadas com diodos varactores ou indutores saturados 
                         (utilizados como elementos n{\~a}o-lineares C \& L na 
                         constru{\c{c}}{\~a}o da linha, respectivamente) s{\~a}o 
                         respons{\'a}veis pela caracter{\'{\i}}stica de 
                         n{\~a}o-linearidade da linha. Neste caso, como C {\'e} 
                         vari{\'a}vel utiliza-se normalmente redes de diodos varactores 
                         por causa da excelente caracter{\'{\i}}stica de 
                         n{\~a}o-linearidade de sua capacit{\^a}ncia de 
                         jun{\c{c}}{\~a}o. Ambas as propriedades da linha 
                         (n{\~a}o-linearidade e dispers{\~a}o) agindo em conjunto 
                         permitem o aparecimento de oscila{\c{c}}{\~o}es de alta 
                         freq{\"u}{\^e}ncia ao longo da linha, as quais podem ser usadas 
                         para alimentar uma carga de RF atrav{\'e}s de uma antena casada 
                         com a sa{\'{\i}}da da linha. A melhor maneira de verificar a 
                         freq{\"u}{\^e}ncia das oscila{\c{c}}{\~o}es geradas consiste 
                         em extra{\'{\i}}las, colocando-se para isto um capacitor de 
                         pequeno valor (faixa de pF) entre o indutor da {\'u}ltima 
                         se{\c{c}}{\~a}o e a carga. Desta maneira, existe uma grande 
                         perspectiva para a constru{\c{c}}{\~a}o de um gerador de RF 
                         bastante compacto para ser aplicado em plataformas m{\'o}veis de 
                         defesa ou em sistemas de comunica{\c{c}}{\~o}es por 
                         sat{\'e}lite com freq{\"u}{\^e}ncias da ordem de 1 GHz. 
                         Contudo, em aplica{\c{c}}{\~o}es de alta pot{\^e}ncia, o uso 
                         combinado de capacitores ferroel{\'e}tricos (blocos 
                         cer{\^a}micos de titanato de b{\'a}rio) com n{\'u}cleos de 
                         ferrite intercalados, numa topologia de placas paralelas para a 
                         confec{\c{c}}{\~a}o das linhas de transmiss{\~a}o, consiste 
                         numa {\'o}tima solu{\c{c}}{\~a}o para a produ{\c{c}}{\~a}o de 
                         picos de RF entre 20 e 60 MW. E caso se consiga atingir 
                         freq{\"u}{\^e}ncias de RF entre 650 MHz e 2 GHz com o emprego da 
                         linha h{\'{\i}}brida a partir de redes de diodos varactore com 
                         indutores satur{\'a}veis, pode-se obter um grande avan{\c{c}}o 
                         no uso desta tecnologia em aplica{\c{c}}{\~o}es espaciais ou em 
                         sistemas de defesa. De fato, o emprego desta tecnologia j{\'a} 
                         foi demonstrado atrav{\'e}s de uma linha de transmiss{\~a}o 
                         n{\~a}o-linear experimental constru{\'{\i}}da por pesquisadores 
                         da empresa BAE Systems do Reino Unido (apenas com indutores 
                         satur{\'a}veis de n{\'u}cleos de ferrites especiais). Neste 
                         caso, eles obtiveram gera{\c{c}}{\~a}o de RF com pot{\^e}ncia 
                         de pico da ordem de 20 MW em 1 GHZ e efici{\^e}ncia de 20 %. 
                         Por{\'e}m, em nosso caso, a id{\'e}ia principal consiste em 
                         demonstrar (por meio de simula{\c{c}}{\~o}es Spice) que {\'e} 
                         poss{\'{\i}}vel atrav{\'e}s do uso de indutores com 
                         n{\'u}cleos de ferrite convencionais e redes de diodos varactores 
                         gerarem RF com freq{\"u}{\^e}ncias da ordem de 1 GHz.",
          affiliation = "{} and {Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
             language = "pt",
                pages = "53",
                  ibi = "8JMKD3MGP3W34R/42U9GL5",
                  url = "http://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42U9GL5",
           targetfile = "Paula Rizzo.pdf",
        urlaccessdate = "2021, Feb. 26"
}


Close