Fechar
Metadados

@InProceedings{GurjãoPezzPariJust:2018:InCoEl,
               author = "Gurj{\~a}o, Carlos Diego De Sousa and Pezzi, Luciano Ponzi and 
                         Parise, Claudia Klose and Justino, Fl{\'a}vio Barbosa",
                title = "Influ{\^e}ncia conjunta do el niņo oscila{\c{c}}{\~a}o sul e 
                         dipolo da ant{\'a}rtica no gelo marinho do oceano austral",
            booktitle = "Anais...",
                 year = "2018",
               editor = "Herdies, Dirceu Luis and Coelho, Simone Marilene Sievert da 
                         Costa",
         organization = "Encontro dos alunos de p{\'o}s-gradua{\c{c}}{\~a}o em 
                         meteorologia do CPTEC/INPE, 17. (EPGMET)",
            publisher = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)",
              address = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos",
             keywords = "Gelo Marinho, Clima, Modelagem.",
             abstract = "O Dipolo da Ant{\'a}rtica (DPA) {\'e} um modo de variabilidade 
                         clim{\'a}tica observado em in{\'u}meras vari{\'a}veis 
                         atmosf{\'e}ricas entre os setores do Atl{\^a}ntico e 
                         Pac{\'{\i}}fico do Oceano Austral. O entendimento do DPA tem 
                         ajudado na compreens{\~a}o dos mecanismos de teleconex{\~o}es 
                         entre o Pac{\'{\i}}fico Equatorial Central e os diferentes 
                         setores do Oceano Austral. Existem v{\'a}rios estudos na 
                         literatura que sugerem algum tipo de teleconex{\~a}o entre os 
                         campos de Gelo Marinho (GM) e o clima global. Com base nesta 
                         hip{\'o}tese, este trabalho pretende analisar se o padr{\~a}o 
                         DPA se manifesta no campo de anomalias sazonais de 
                         Concentra{\c{c}}{\~a}o de Gelo Marinho (CGM) e de vari{\'a}veis 
                         atmosf{\'e}ricas de duas bases de dados de rean{\'a}lises atuais 
                         durante eventos extremos do El Niņo Oscila{\c{c}}{\~a}o Sul 
                         (ENOS). A segunda etapa visa avaliar os principais modos de 
                         variabilidade sazonal do campo de CGM e dos campos 
                         atmosf{\'e}ricos adjacentes, isto {\'e}, Press{\~a}o ao 
                         N{\'{\i}}vel M{\'e}dio do Mar (PNMM) e Temperatura do Ar em 
                         Superf{\'{\i}}cie (TAS). O estudo compreende o per{\'{\i}}odo 
                         entre os anos de 1979 e 2014. A liga{\c{c}}{\~a}o entre as 
                         vari{\'a}veis atmosf{\'e}ricas e GM durante o evento ENOS 
                         decorre em uma persist{\^e}ncia de anomalias de GM configurando 
                         um padr{\~a}o DPA confinado entre os setores do Atl{\^a}ntico e 
                         Pac{\'{\i}}fico do Oceano Austral. Em todas as 
                         composi{\c{c}}{\~o}es verificou-se que o padr{\~a}o DPA {\'e} 
                         bem mais definido nos compostos da CGM, no inverno e na primavera. 
                         A influ{\^e}ncia do DPA na variabilidade do GM, assim como na 
                         atmosfera, n{\~a}o foi detectada no ver{\~a}o austral. Outro 
                         ponto de discuss{\~a}o {\'e} a natureza do deslocamento dos 
                         centros de anomalias positivas e negativas da PNMM, durante 
                         eventos de El Niņo. Verificou-se que a localiza{\c{c}}{\~a}o dos 
                         centros de anomalias n{\~a}o coincidiam com as regi{\~o}es do 
                         Atl{\^a}ntico e Pac{\'{\i}}fico do Oceano Austral; um centro de 
                         anomalia positiva centrado na Passagem de Drake {\'e} um exemplo. 
                         Atrav{\'e}s dos campos de anomalias de Altura do Geopotencial 
                         (AGP), verificou-se que os padr{\~o}es cicl{\^o}nicos e 
                         anticicl{\^o}nicos que est{\~a}o confinados entre os setores do 
                         Oceano Austral mantiveram-se com a mesma estrutura vertical em 
                         toda a sua profundidade, indicando que o sinal atmosf{\'e}rico 
                         {\'e} basicamente barotr{\'o}pico.",
  conference-location = "Cachoeira Paulista",
      conference-year = "22-26 out. 2018",
             language = "pt",
         organisation = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)",
                  ibi = "8JMKD3MGPDW34R/3SR29UH",
                  url = "http://urlib.net/rep/8JMKD3MGPDW34R/3SR29UH",
           targetfile = "MG2-07.pdf",
                 type = "Modelagem Geral",
        urlaccessdate = "25 jan. 2021"
}


Fechar