Fechar
Metadados

@InProceedings{CardosoQuad:2018:PeAbEv,
               author = "Cardoso, Camila De Souza and Quadro, M{\'a}rio Francisco Leal 
                         De",
                title = "Persist{\^e}ncia e abrang{\^e}ncia dos eventos extremos de 
                         precipita{\c{c}}{\~a}o no sul do brasil",
            booktitle = "Anais...",
                 year = "2018",
               editor = "Herdies, Dirceu Luis and Coelho, Simone Marilene Sievert da 
                         Costa",
         organization = "Encontro dos alunos de p{\'o}s-gradua{\c{c}}{\~a}o em 
                         meteorologia do CPTEC/INPE, 17. (EPGMET)",
            publisher = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)",
              address = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos",
             keywords = "eventos extremos, precipita{\c{c}}{\~a}o, desastres naturais.",
             abstract = "Conhecer a persist{\^e}ncia e a abrang{\^e}ncia dos eventos 
                         extremos de precipita{\c{c}}{\~a}o tem se tornado cada vez mais 
                         importante, visto que o conhecimento detalhado deste tipo de 
                         fen{\^o}meno pode auxiliar cada vez mais os servi{\c{c}}os de 
                         preven{\c{c}}{\~a}o e mitiga{\c{c}}{\~a}o de desastres 
                         naturais. Na literatura atual poucos trabalhos separam tais 
                         eventos conforme o car{\'a}ter do fen{\^o}meno 
                         meteorol{\'o}gico. Neste contexto, o objetivo deste trabalho 
                         {\'e} identificar os eventos extremos de precipita{\c{c}}{\~a}o 
                         no Sul do Brasil, considerando sua persist{\^e}ncia e observando 
                         sua abrang{\^e}ncia espacial. Para isto, utilizou-se dados de 
                         precipita{\c{c}}{\~a}o di{\'a}ria proveniente do Climate 
                         Prediction Center/National Centers for Environmental Prediction 
                         para o per{\'{\i}}odo entre 01 de janeiro de 1979 e 31 de 
                         dezembro de 2015, totalizando 37 anos de dados di{\'a}rios. A 
                         metodologia aplicada nas s{\'e}ries temporais permitiu 
                         classificar os eventos extremos em dois grupos, denominados chuva 
                         Intensa e chuva Persistente. O desenvolvimento de um algoritmo 
                         computacional possibilitou a identifica{\c{c}}{\~a}o e 
                         conhecimento da abrang{\^e}ncia espacial dos eventos de 
                         precipita{\c{c}}{\~a}o, resultando em quatro grupos de chuva. Os 
                         resultados permitiram inferir que h{\'a} grande variabilidade 
                         anual dos eventos extremos Intensos e Persistentes na regi{\~a}o, 
                         seja de car{\'a}ter Abrangente ou N{\~a}o Abrangente. 
                         Sazonalmente a esta{\c{c}}{\~a}o de ver{\~a}o {\'e} 
                         preferencial para ocorr{\^e}ncia de extremos nas quatro 
                         categorias avaliadas, e a menor frequ{\^e}ncia {\'e} encontrada 
                         para os meses de inverno nos eventos extremos de chuva Intensa. 
                         Espacialmente observou-se um elevado n{\'u}mero de eventos de 
                         car{\'a}ter abrangente numa faixa entre as latitudes de 25šS e 
                         29šS, que compreende as regi{\~o}es entre o norte do Rio Grande 
                         do Sul e Paran{\'a}. Para os eventos de car{\'a}ter N{\~a}o 
                         Abrangente verificou-se que as regi{\~o}es preferenciais s{\~a}o 
                         o litoral do Paran{\'a}, nos casos de chuva intensa, e nos casos 
                         de chuva Persistente s{\~a}o as regi{\~o}es da Grande 
                         Florian{\'o}polis, Norte catarinense e Sul catarinense. Ao 
                         avaliar a precipita{\c{c}}{\~a}o m{\'e}dia estimada para os 
                         eventos extremos verificou-se que n{\~a}o est{\'a} diretamente 
                         relacionada ao maior n{\'u}mero de eventos, j{\'a} que as 
                         regi{\~o}es do sudeste e sudoeste do Rio Grande do Sul apresenta 
                         os maiores volumes. Por fim, os resultados apresentados mostraram 
                         a complexidade em analisar os eventos extremos de 
                         precipita{\c{c}}{\~a}o, al{\'e}m de trazer uma nova abordagem 
                         ao distinguir os fen{\^o}menos de curta dura{\c{c}}{\~a}o e os 
                         de maior dura{\c{c}}{\~a}o, bem como conhecer a 
                         distribui{\c{c}}{\~a}o espacial de tais eventos, e 
                         consequentemente as regi{\~o}es mais suscet{\'{\i}}veis.",
  conference-location = "Cachoeira Paulista",
      conference-year = "22-26 out. 2018",
             language = "pt",
         organisation = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)",
                  ibi = "8JMKD3MGPDW34R/3SR7KDH",
                  url = "http://urlib.net/rep/8JMKD3MGPDW34R/3SR7KDH",
           targetfile = "TC4-06.pdf",
                 type = "Estudos de Tempo e Clima",
        urlaccessdate = "19 jan. 2021"
}


Fechar