Fechar
Metadados

@InProceedings{GavaVascSans:2018:AnReA,
               author = "Gava, Maria L{\'{\i}}via Lins Mattos and Vasconcellos, Fernanda 
                         Cerqueira and Sansigolo, Cl{\'o}vis Angeli",
                title = "An{\'a}lise da rela{\c{c}}{\~a}o entre a oscila{\c{c}}{\~a}o 
                         quase-bienal e a oscila{\c{c}}{\~a}o ant{\'a}rtica atrav{\'e}s 
                         de ondeletas cruzadas",
            booktitle = "Anais...",
                 year = "2018",
               editor = "Herdies, Dirceu Luis and Coelho, Simone Marilene Sievert da 
                         Costa",
         organization = "Encontro dos alunos de p{\'o}s-gradua{\c{c}}{\~a}o em 
                         meteorologia do CPTEC/INPE, 17. (EPGMET)",
            publisher = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)",
              address = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos",
             keywords = "AAO, QBO, ondeletas cruzadas.",
             abstract = "A Oscila{\c{c}}{\~a}o Ant{\'a}rtica (AAO) {\'e} caracterizada 
                         pela altern{\^a}ncia de massa atmosf{\'e}rica entre as 
                         regi{\~o}es de latitudes m{\'e}dias e altas. Durante a fase 
                         positiva da AAO, s{\~a}o observadas anomalias positivas de 
                         press{\~a}o em latitudes m{\'e}dias e anomalias negativas de 
                         press{\~a}o em latitudes altas. Na fase negativa o oposto {\'e} 
                         observado. A AAO atua na troposfera em todos os meses do ano, e em 
                         novembro atinge sua fase ativa, quando tem seu m{\'a}ximo na 
                         estratosfera. A Oscila{\c{c}}{\~a}o Quase-Bienal (QBO) {\'e} 
                         caracterizada pela varia{\c{c}}{\~a}o na dire{\c{c}}{\~a}o 
                         leste-oeste do vento zonal na estratosfera tropical. Ela possui um 
                         per{\'{\i}}odo m{\'e}dio de 28 meses, em que a fase Leste 
                         {\'e} marcada por ventos de leste enquanto a fase Oeste apresenta 
                         ventos de oeste. Seu sinal surge em, aproximadamente, 30 km de 
                         altitude e tende a se propagar para a baixa estratosfera com o 
                         tempo. A QBO e AAO se desenvolvem em diferentes partes do globo, 
                         apesar disso, alguns estudos sugerem que essas 
                         oscila{\c{c}}{\~o}es podem estar relacionadas. Nesse trabalho 
                         foram calculados os {\'{\i}}ndices da QBO e da AAO, este 
                         {\'u}ltimo para v{\'a}rios n{\'{\i}}veis (30, 200, 500 e 700 
                         hPa), utilizando os dados da Rean{\'a}lise Era-Interim, para o 
                         per{\'{\i}}odo de jan/1981 a dez/2010. O {\'{\i}}ndice da AAO 
                         foi calculado a partir da 1 EOF de anomalia de altura 
                         geopotencial entre 30-90S. Posteriormente foram geradas figuras 
                         da transformada de ondeleta cont{\'{\i}}nua para cada uma das 
                         s{\'e}ries temporais, e figuras de ondeletas cruzadas entre o 
                         {\'{\i}}ndice da QBO e o {\'{\i}}ndice AAO em cada um dos 
                         n{\'{\i}}veis anteriormente calculados. Atrav{\'e}s das 
                         transformadas de ondeletas cont{\'{\i}}nuas, foi encontrado um 
                         pico de energia no per{\'{\i}}odo de 2 anos para o 
                         {\'{\i}}ndice da QBO, como era esperado. Todos os 
                         n{\'{\i}}veis do {\'{\i}}ndice do SAM calculados apresentaram 
                         um pico de energia nesse mesmo per{\'{\i}}odo, apesar de em 
                         alguns n{\'{\i}}veis esses picos n{\~a}o serem estatisticamente 
                         significativos (n{\'{\i}}veis de 700 e 500 hPa). Com as 
                         ondeletas cruzadas, podemos observar picos de energia entre 
                         1985-1995 e 2000-2005, no per{\'{\i}}odo de 2 anos, para as 
                         ondeletas cruzadas obtidas entre o {\'{\i}}ndice da QBO e AAO em 
                         30 hPa. A partir dos vetores de fase, observamos 
                         varia{\c{c}}{\~o}es na diferen{\c{c}}a de fase entre as 
                         s{\'e}ries temporais, tendo uma defasagem de aproximadamente 18 
                         meses no per{\'{\i}}odo de 1985-1990, passando a 3 meses entre 
                         1990-1995 e voltando a 18 meses entre 2000-2005. Para as ondeletas 
                         cruzadas entre o {\'{\i}}ndice QBO e os outros n{\'{\i}}veis 
                         do {\'{\i}}ndice AAO, o resultado {\'e} similar, n{\~a}o 
                         apresentando o pico entre 1985-1990, e os outros dois picos 
                         observados anteriormente com menor intensidade.",
  conference-location = "Cachoeira Paulista",
      conference-year = "22-26 out. 2018",
             language = "pt",
         organisation = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)",
                  ibi = "8JMKD3MGPDW34R/3SR7MCS",
                  url = "http://urlib.net/rep/8JMKD3MGPDW34R/3SR7MCS",
           targetfile = "TC5-06.pdf",
                 type = "Estudos de Tempo e Clima",
        urlaccessdate = "17 jan. 2021"
}


Fechar