Fechar
Metadados

@InProceedings{BrasilienseCaSaDeChSa:2016:AnSiEv,
               author = "Brasiliense, Camila S. and Calado, R. N. and Santos, V. R. S. and 
                         Dereczynski, C. P. and Chou, Sin Chan and Satyamurty, Prakki",
          affiliation = "{Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)} and {Universidade 
                         Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)} and {Universidade Federal do Rio 
                         de Janeiro (UFRJ)} and {Universidade Federal do Rio de Janeiro 
                         (UFRJ)} and {Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and 
                         {Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "An{\'a}lise sin{\'o}tica de um evento de chuva intensa associado 
                         a inunda{\c{c}}{\~o}es na Bracia do Rio Para{\'{\i}}ba do Sul 
                         em janeiro de 2000",
                 year = "2016",
         organization = "Congresso Brasileiro de Meteorologia, 19. (CBMET)",
             abstract = "O objetivo deste estudo {\'e} identificar os principais 
                         mecanismos f{\'{\i}}sicos, em escala sin{\'o}tica, 
                         respons{\'a}veis pela ocorr{\^e}ncia de chuvas intensas 
                         associadas a inunda{\c{c}}{\~o}es, na Bacia do Rio 
                         Para{\'{\i}}ba do Sul no in{\'{\i}}cio de janeiro de 2000. 
                         Entre os dias 2 e 3 de janeiro as chuvas que atingiram quase 50% 
                         do valor esperado para todo o m{\^e}s de janeiro na regi{\~a}o, 
                         totalizaram 192 mm em Cruzeiro (SP), 142 mm em S{\~a}o Jos{\'e} 
                         do Barreiro (SP), 139 mm em Resende (RJ) e 130 mm em Barra Mansa 
                         (RJ), concentrando-se principalmente na por{\c{c}}{\~a}o sul da 
                         Bacia do rio Para{\'{\i}}ba do Sul, na regi{\~a}o do M{\'e}dio 
                         Para{\'{\i}}ba. Segundo a Defesa Civil, o n{\'u}mero de 
                         desabrigados na {\'a}rea da Bacia foi de cerca de 6 mil pessoas, 
                         havendo mais de 12 {\'o}bitos, v{\'{\i}}timas de afogamento, 
                         desabamentos e quedas de barreiras, al{\'e}m de ter sido 
                         decretado estado de calamidade p{\'u}blica em cidades como Barra 
                         Mansa e Resende no Rio de Janeiro e estado de emerg{\^e}ncia nas 
                         cidades de Queluz e Cruzeiro em S{\~a}o Paulo e em outras 14 
                         cidades de Minas Gerais. A an{\'a}lise sin{\'o}tica foi 
                         elaborada a partir do conjunto de dados do Climate Forecast System 
                         Reanalysis (CFSR) do National Centers for Environmental Prediction 
                         (NCEP), com resolu{\c{c}}{\~a}o horizontal de aproximadamente 50 
                         km. Os resultados indicam que ap{\'o}s a chegada de uma frente 
                         fria em S{\~a}o Paulo no dia 01/01/2000, com chuvas moderadas, 
                         inferiores a 40 mm/dia, no sul da Bacia, um epis{\'o}dio de Zona 
                         de Converg{\^e}ncia do Atl{\^a}ntico Sul (ZCAS) configurou-se 
                         sobre a Regi{\~a}o Centro-Oeste e sul da Regi{\~a}o Sudeste do 
                         Brasil, atuando entre os dias 1 e 8 de janeiro de 2000. Aspectos 
                         t{\'{\i}}picos de eventos de ZCAS foram observados durante o 
                         caso, tais como a presen{\c{c}}a da Alta da Bol{\'{\i}}via 
                         (AB), do V{\'o}rtice Cicl{\^o}nico do Nordeste (VCN) e do cavado 
                         da ZCAS nos altos n{\'{\i}}veis, fortes movimentos ascendentes 
                         em 500 hPa e extensas regi{\~o}es de baixa press{\~a}o, com 
                         converg{\^e}ncia de umidade nos baixos n{\'{\i}}veis. O 
                         destaque neste evento foi a forma{\c{c}}{\~a}o de um 
                         V{\'o}rtice Cicl{\^o}nico Embebido na ZCAS (VCEZ) que ficou 
                         posicionado ao sul da Bacia, contribuindo para intensificar a 
                         converg{\^e}ncia de umidade (maior que 70 g.kg-1.dia-1), o 
                         movimento vertical (menor que -0,7 Pa.s-1) e consequentemente a 
                         precipita{\c{c}}{\~a}o na {\'a}rea em estudo. O VCEZ, 
                         caracterizado como um ciclone n{\~a}o frontal e de escala 
                         sin{\'o}tica, apresentou n{\'u}cleo quente nos baixos 
                         n{\'{\i}}veis e n{\'u}cleo frio em altos n{\'{\i}}veis. 
                         Perfis verticais de vorticidade relativa, umidade 
                         espec{\'{\i}}fica e velocidade vertical detalharam sua estrutura 
                         vertical, indicando a baroclinia existente durante sua 
                         evolu{\c{c}}{\~a}o. Um dipolo nos n{\'{\i}}veis m{\'e}dios e 
                         superiores, formado por uma alta fria e baixa quente, localizado 
                         entre o Uruguai e Rio Grande do Sul, ficou estacion{\'a}rio por 
                         dois dias na regi{\~a}o, amplificando o cavado da ZCAS existente 
                         em m{\'e}dios n{\'{\i}}veis, contribuindo para o deslocamento 
                         do VCEZ para oeste, em dire{\c{c}}{\~a}o ao continente com 
                         caracter{\'{\i}}stica barotr{\'o}pica nos baixos 
                         n{\'{\i}}veis. Diagramas da estrutura vertical do VCEZ foram 
                         gentilmente preparados para este caso pelo Dr. Robert Hart da 
                         Florida State University. Seus resultados, obtidos com a 
                         Rean{\'a}lise CFS, mostram que inicialmente enquanto o VCEZ 
                         deslocava-se em dire{\c{c}}{\~a}o ao continente, o mesmo se 
                         comportou como um ciclone subtropical, apresentando n{\'u}cleo 
                         sim{\'e}trico e quente nos baixos n{\'{\i}}veis (entre 600 e 
                         900 hPa) e n{\'u}cleo frio nos altos n{\'{\i}}veis (entre 600 e 
                         300 hPa). Contudo, a partir do dia 04/01 o VCEZ passou a se 
                         deslocar para sudeste, apresentando n{\'u}cleo frio tamb{\'e}m 
                         nos baixos n{\'{\i}}veis, perdendo as caracter{\'{\i}}sticas 
                         de ciclone subtropical.",
  conference-location = "Jo{\~a}o Pessoa, PB",
      conference-year = "7-11 nov.",
             language = "pt",
                  ibi = "8JMKD3MGP3W34P/3MSNG62",
                  url = "http://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34P/3MSNG62",
           targetfile = "brasiliense_analise.pdf",
        urlaccessdate = "23 nov. 2020"
}


Fechar