Fechar
Metadados

@InProceedings{SouzaEsco:2016:CaSiFr,
               author = "Souza, Amanda Caroline de and Escobar, Gustavo Carlos Juan",
          affiliation = "{} and {Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "Caracteriza{\c{c}}{\~a}o de sistemas frontais em latitudes 
                         tropicais e subtropicais da am{\'e}rica do sul",
                 year = "2016",
         organization = "Semin{\'a}rio de Inicia{\c{c}}{\~a}o Cient{\'{\i}}fica e 
                         Inicia{\c{c}}{\~a}o em Desenvolvimento Tecnol{\'o}gico e 
                         Inova{\c{c}}{\~a}o (SICINPE)",
                 note = "{Bolsa PIBIC/INPE/CNPq}",
             abstract = "Este trabalho, iniciado em Agosto de 2015, tem como objetivo 
                         determinar um crit{\'e}rio pr{\'a}tico e objetivo para 
                         identificar cavados barocl{\'{\i}}nicos ou frentes polares e 
                         subtropicais. Inicialmente o trabalho tratou da an{\'a}lise 
                         manual de cartas sin{\'o}ticas, assim como imagens de 
                         sat{\'e}lites para a identifica{\c{c}}{\~a}o e 
                         classifica{\c{c}}{\~a}o dos sistemas. Como m{\'e}todo de 
                         classifica{\c{c}}{\~a}o foram identificadas as principais 
                         vari{\'a}veis meteorol{\'o}gicas de superf{\'{\i}}cie e 
                         altitude associadas com cada tipo de sistema, dando embasamento 
                         te{\'o}rico e pr{\'a}tico para um crit{\'e}rio que ser{\'a} 
                         avaliado diariamente pelos previsores. O estudo foi aplicado em 8 
                         cidades da Am{\'e}rica do Sul, desde Porto Alegre/RS at{\'e} o 
                         Nordeste brasileiro, sendo analisadas num per{\'{\i}}odo de 6 
                         anos (2010 a 2015). O tempo no Brasil sofre muita influ{\^e}ncia 
                         de sistemas meteorol{\'o}gicos, sendo que os sistemas frontais 
                         s{\~a}o considerados as principais causas das 
                         altera{\c{c}}{\~o}es. As frentes frias cl{\'a}ssicas ou polares 
                         localizam-se depois de um acentuado gradiente de temperatura e/ou 
                         espessura 500/100 hPa e de temperatura de ponto de orvalho, 
                         acompanhadas do jato polar bem definido em 250 hPa; al{\'e}m 
                         destas caracter{\'{\i}}sticas, a nebulosidade e a 
                         precipita{\c{c}}{\~a}o ocorrem em uma pequena {\'a}rea 
                         localizada no lado frio (atr{\'a}s do sistema). Na 
                         presen{\c{c}}a de frentes subtropicais existe um fraco gradiente 
                         de temperatura e/ou espessura, significando uma fraca baroclinia, 
                         por{\'e}m n{\~a}o h{\'a}, praticamente, a exist{\^e}ncia de um 
                         gradiente de temperatura de ponto de orvalho; a nebulosidade e a 
                         precipita{\c{c}}{\~a}o associada a esse tipo de sistema ocorrem 
                         em uma grande {\'a}rea localizada atr{\'a}s do sistema, similar 
                         {\`a} frente polar cl{\'a}ssica, no entanto n{\~a}o existe a 
                         presen{\c{c}}a de um jato polar associado diretamente, e sim o 
                         jato subtropical. Cavados barocl{\'{\i}}nicos apresentam fraco 
                         gradiente de temperatura, por{\'e}m um significativo gradiente de 
                         umidade. A banda de nebulosidade e chuva associada na 
                         presen{\c{c}}a de cavados barocl{\'{\i}}nicos se formam no lado 
                         quente ({\`a} frente do sistema), e em muitas oportunidades 
                         organizam epis{\'o}dios de ZCAS (Zona de Converg{\^e}ncia do 
                         Atl{\^a}ntico Sul) ou de ZCOU (Zona de Converg{\^e}ncia de 
                         Umidade); geralmente representam ramos frios fracos de ciclones 
                         extratropicais tamb{\'e}m fracos, e assim como as frentes 
                         subtropicais, n{\~a}o possuem jato polar associado, e sim o jato 
                         subtropical. As frentes frias cl{\'a}ssicas ocorrem com maior 
                         frequ{\^e}ncia no inverno (JJA), as subtopicais ocorrem 
                         geralmente nos meses de Agosto, Setembro e Outubro, e os cavados 
                         barocl{\'{\i}}nicos ocorrem mais na esta{\c{c}}{\~a}o chuvosa 
                         do Brasil, de Outubro {\`a} Abril. Al{\'e}m da 
                         cria{\c{c}}{\~a}o dos crit{\'e}rios de 
                         identifica{\c{c}}{\~a}o e classifica{\c{c}}{\~a}o dos 
                         sistemas, foi realizado um estudo sobre a influ{\^e}ncia de ENOS 
                         na ocorr{\^e}ncia de sistemas frontais, determinando um aumento 
                         no n{\'u}mero de sistemas frontais em anos de La Niņa. Com os 
                         resultados da Inicia{\c{c}}{\~a}o Cient{\'{\i}}fica {\'e} 
                         poss{\'{\i}}vel uma melhoria no ambiente operacional do Grupo de 
                         Previs{\~a}o de Tempo do CPTEC/INPE.",
  conference-location = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos, SP",
      conference-year = "25-26 jul.",
             language = "pt",
           targetfile = "Souza_caracterizacao.pdf",
        urlaccessdate = "27 nov. 2020"
}


Fechar