Fechar
Metadados

@InProceedings{TsujiGomePrad:2016:ReDeEs,
               author = "Tsuji, Andr{\'e} Martins and Gomes, Vivian Martins and Prado, 
                         Ant{\^o}nio Fernando Bertachini de Almeida",
          affiliation = "{Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and 
                         {Universidade Estadual Paulista (UNESP)} and {Instituto Nacional 
                         de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "Remo{\c{c}}{\~a}o de detritos espaciais com uso de disparos de 
                         laser",
                 year = "2016",
         organization = "Semin{\'a}rio de Inicia{\c{c}}{\~a}o Cient{\'{\i}}fica e 
                         Inicia{\c{c}}{\~a}o em Desenvolvimento Tecnol{\'o}gico e 
                         Inova{\c{c}}{\~a}o (SICINPE)",
                 note = "{Bolsa PIBIC/INPE/CNPq}",
             abstract = "Neste trabalho estuda-se a possibilidade da remo{\c{c}}{\~a}o de 
                         detritos espaciais presentes em {\'o}rbitas terrestres, 
                         diminuindo assim o risco de eventuais acidentes com sat{\'e}lites 
                         em atividade. A trajet{\'o}ria desse detrito foi, inicialmente, 
                         prevista seguindo as tr{\^e}s leis de Kepler em um problema de 
                         dois corpos, para depois inserir a perturba{\c{c}}{\~a}o gerada 
                         pelo efeito gravitacional da Lua em um problema de tr{\^e}s 
                         corpos. Posteriormente, os efeitos gravitacionais do Sol 
                         tamb{\'e}m foram inseridos na simula{\c{c}}{\~a}o. Os efeitos 
                         gravitacionais da Lua e do Sol foram aplicados sobre o detrito e 
                         sobre a Terra, com a finalidade de aumentar a fidelidade da 
                         simula{\c{c}}{\~a}o comparada com os efeitos reais. O segundo 
                         tipo de perturba{\c{c}}{\~a}o adicionada {\`a} 
                         simula{\c{c}}{\~a}o foi a deforma{\c{c}}{\~a}o geopotencial do 
                         campo gravitacional da Terra. Utilizando o coeficiente de 
                         achatamento da Terra J2 foi poss{\'{\i}}vel aproximar mais a 
                         simula{\c{c}}{\~a}o dos efeitos reais. Em etapas posteriores 
                         desse trabalho pretende-se utilizar um n{\'u}mero maior de termos 
                         para o potencial da Terra, visando uma melhoria de precis{\~a}o 
                         nas integra{\c{c}}{\~o}es num{\'e}ricas. A 
                         participa{\c{c}}{\~a}o do arrasto atmosf{\'e}rico {\'e} 
                         fundamental na remo{\c{c}}{\~a}o do detrito, e foi modelado de 
                         uma forma bastante simplificada. Assume-se que quando o 
                         ve{\'{\i}}culo atinge a altitude de 200 km em 
                         rela{\c{c}}{\~a}o a superf{\'{\i}}cie da Terra a reentrada 
                         ocorrer{\'a} e o detrito ser{\'a} destru{\'{\i}}do. Sendo 
                         assim, n{\~a}o {\'e} feita uma integra{\c{c}}{\~a}o 
                         num{\'e}rica levando em conta a densidade da atmosfera. Essa 
                         etapa ser{\'a} a pr{\'o}xima a ser efetuada na 
                         continua{\c{c}}{\~a}o dessa pesquisa. A forma de derrubar o 
                         detrito ser{\'a} a aplica{\c{c}}{\~a}o de um impulso vindo de 
                         um canh{\~a}o laser. Esse impulso ser{\'a} aplicado pelo 
                         canh{\~a}o, que estar{\'a} localizado na superf{\'{\i}}cie 
                         terrestre. A dire{\c{c}}{\~a}o do impulso ser{\'a} a mesma que 
                         o canh{\~a}o aponta para o detrito. Para isso {\'e} 
                         necess{\'a}rio considerar a localiza{\c{c}}{\~a}o do 
                         canh{\~a}o em determinado instante, levando em conta a 
                         rota{\c{c}}{\~a}o da Terra e verificando se o detrito est{\'a} 
                         vis{\'{\i}}vel para o canh{\~a}o nesse instante. Havendo 
                         visibilidade, {\'e} elaborado um algoritmo que varia a magnitude 
                         do impulso a partir do zero, com o objetivo de encontrar qual o 
                         menor valor de impulso que consegue fazer com que o detrito tenha 
                         uma {\'o}rbita cujo perigeu esteja abaixo de 200 km, indicando 
                         assim que haver{\'a} a reentrada atmosf{\'e}rica e o detrito 
                         ser{\'a} destru{\'{\i}}do. Assume-se que o menor valor de 
                         impulso represente uma situa{\c{c}}{\~a}o aonde haja economia de 
                         energia no disparo do canh{\~a}o. Como muitos disparos ser{\~a}o 
                         efetuados, essa economia {\'e} relevante durante o processo. Para 
                         cada instante simulado, {\'e} obtida a dire{\c{c}}{\~a}o que o 
                         canh{\~a}o deve apontar, junto com o menor impulso 
                         necess{\'a}rio para alterar a velocidade do detrito o suficiente 
                         para que mude sua trajet{\'o}ria, entre na atmosfera e sofra 
                         combust{\~a}o. Visando minimizar o gasto de energia para a 
                         remo{\c{c}}{\~a}o do detrito, para cada instante simulado, 
                         s{\~a}o desconsideradas as situa{\c{c}}{\~o}es aonde s{\~a}o 
                         necess{\'a}rias um impulso igual ou maior que o dobro do 
                         m{\'o}dulo da velocidade que o detrito possu{\'{\i}}a antes da 
                         aplica{\c{c}}{\~a}o do impulso.",
  conference-location = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos, SP",
      conference-year = "25-26 jul.",
             language = "pt",
           targetfile = "Tsuji_remocao.pdf",
        urlaccessdate = "01 dez. 2020"
}


Fechar