Fechar
Metadados

@InProceedings{AlmeidaMatt:2016:SoC&Em,
               author = "Almeida, Danilo Pallamin and Mattiello-Francisco, Maria de 
                         F{\'a}tima",
          affiliation = "{Universidade de S{\~a}o Paulo (USP)} and {Instituto Nacional de 
                         Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "Software C\&DH embarcado em nanossat{\'e}lites (ScdhNa)",
                 year = "2016",
         organization = "Semin{\'a}rio de Inicia{\c{c}}{\~a}o Cient{\'{\i}}fica e 
                         Inicia{\c{c}}{\~a}o em Desenvolvimento Tecnol{\'o}gico e 
                         Inova{\c{c}}{\~a}o (SICINPE)",
            publisher = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais",
              address = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos, SP",
                 note = "{Bolsa PIBIC/INPE/CNPq}",
             abstract = "Este trabalho, iniciado em Mar{\c{c}}o de 2016, tem por alvo o 
                         desenvolvimento do software que realiza as fun{\c{c}}{\~o}es de 
                         comando, manipula{\c{c}}{\~a}o de dados e aquisi{\c{c}}{\~a}o 
                         de telemetria, embarcado do computador de bordo do 
                         nanosat{\'e}lite NANOSATC-BR2, que utiliza o padr{\~a}o CubeSat. 
                         As atividades realizadas at{\'e} o presente focaram a 
                         an{\'a}lise dos requisitos do software de comando e gest{\~a}o 
                         de dados (C\&DH). Modelos baseados no formalismo timed automata 
                         foram criados com o uso da ferramenta UPPAAL para representar a 
                         interoperabilidade entre o computador de bordo do NANOSATC-BR2 e 
                         as cargas {\'u}teis do nanossat{\'e}lite. Os modelos ser{\~a}o 
                         {\'u}teis na an{\'a}lise dos requisitos de cada subsistema, 
                         tanto na perspectiva de opera{\c{c}}{\~a}o a bordo quanto em 
                         solo.A ferramenta UPPAAL permite validar os requisitos em termos 
                         de propriedades dos modelos, tais como frequ{\^e}ncia de visita 
                         de comunica{\c{c}}{\~a}o entre computador e carga {\'u}til, 
                         padr{\~a}o de intera{\c{c}}{\~a}o a ser seguido, e volume de 
                         dados a ser transferido, entre outros. Uma das propostas do 
                         projeto do NANOSATC-BR2 {\'e} desenvolver no Brasil o software de 
                         gest{\~a}o de bordo, em parceria com empresas nacionais 
                         emergentes de ex-alunos do INPE, para assim manter esta tecnologia 
                         sob dom{\'{\i}}nio do Brasil. A abordagem adotada, pela equipe 
                         de p{\'o}s-gradua{\c{c}}{\~a}o da Engenharia de Sistemas do 
                         INPE, ser{\'a} orientada a modelos (Model Driven Engineering). 
                         Desta maneira, o software embarcado no computador de bordo, 
                         tomar{\'a} como base o modelo aqui desenvolvido para operar o 
                         nanossat{\'e}lite. O NANOSATC-BR2 {\'e} um nanossat{\'e}lite 2U 
                         que contar{\'a} com cargas {\'u}teis desenvolvidas tanto 
                         internamente no INPE, como em parceria com grupos de pesquisa de 
                         universidades brasileiras na UFRGS, UFSM, SMDH, e UFMG. 
                         Inicialmente, foram criados modelos de opera{\c{c}}{\~a}o 
                         individuais entre o computador de bordo com as respectivas cargas 
                         {\'u}teis. A partir dos requisitos dos subsistemas descritos em 
                         linguagem natural, um modelo de interoperabilidade foi gerado para 
                         cada carga util, com foco nas suas necessidades de 
                         intera{\c{c}}{\~a}o com o software de gest{\~a}o de bordo. Em 
                         seguida, estes modelos foram integrados em um {\'u}nico modelo de 
                         interoperabilidade representando todas as demandas de 
                         intera{\c{c}}{\~a}o entre o computador de bordo e as cargas 
                         {\'u}teis. O desenvolvimento deste modelo de interoperabilidade 
                         se insere no processo MDE de verifica{\c{c}}{\~a}o e 
                         valida{\c{c}}{\~a}o de sistemas, prevista em engenharia de 
                         sistemas como uma etapa importante no desenvolvimento de projetos 
                         cr{\'{\i}}ticos intensivos em software.",
  conference-location = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos, SP",
      conference-year = "25-26 jul.",
             language = "pt",
                  ibi = "8JMKD3MGP3W34P/3N5DTC2",
                  url = "http://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34P/3N5DTC2",
           targetfile = "Almeida_software.pdf",
        urlaccessdate = "26 nov. 2020"
}


Fechar