Fechar
Metadados

@InProceedings{FerreiraMineNonoItik:2016:EsInPa,
               author = "Ferreira, Helen Beatriz and Mineiro, S{\'e}rgio Luiz and Nono, 
                         Maria do Carmo de Andrade and Itikawa, Gustavo Hideki",
          affiliation = "{Universidade Federal de S{\~a}o Paulo (UNIFESP)} and {Instituto 
                         Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and {Instituto Nacional de 
                         Pesquisas Espaciais (INPE)} and {ETEP Faculdades}",
                title = "Estudo da influ{\^e}ncia dos par{\^a}metros de 
                         sinteriza{\c{c}}{\~a}o na microestrutura e nas propriedades 
                         mec{\^a}nicas de cer{\^a}micas especiais para uso em controle 
                         t{\'e}rmico de sat{\'e}lites",
                 year = "2016",
         organization = "Semin{\'a}rio de Inicia{\c{c}}{\~a}o Cient{\'{\i}}fica e 
                         Inicia{\c{c}}{\~a}o em Desenvolvimento Tecnol{\'o}gico e 
                         Inova{\c{c}}{\~a}o (SICINPE)",
            publisher = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais",
              address = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos, SP",
                 note = "{Bolsa PIBIC/INPE/CNPq}",
             abstract = "O estudo de manganitas com estrutura perovskita tem sido objeto de 
                         estudo nas {\'u}ltimas d{\'e}cadas, justificado pelas 
                         promissoras aplica{\c{c}}{\~o}es cient{\'{\i}}ficas e 
                         tecnol{\'o}gicas que esses materiais podem oferecer. A estrutura 
                         perovskita {\'e} uma das mais interessantes que existem. Pertence 
                         a fam{\'{\i}}lia tern{\'a}ria das estruturas cristalinas e tem 
                         f{\'o}rmula ABX3. As perovskitas podem cristalizar em todas as 
                         simetrias poss{\'{\i}}veis, desde c{\'u}bica (alta simetria) 
                         at{\'e} tricl{\'{\i}}nica (muito baixa simetria). No Grupo 
                         Tecamb do Laborat{\'o}rio Associado de Sensores e Materiais do 
                         INPE, a pesquisa e o desenvolvimento de cer{\^a}micas de 
                         manganita de lant{\^a}nio (LaMnO3) s{\~a}o motivados por seu 
                         potencial uso em dispositivos de controle t{\'e}rmico, pois esta 
                         cer{\^a}mica apresenta baixa emissividade abaixo da temperatura 
                         ambiente e alta emissividade acima da temperatura ambiente, 
                         tornando-a {\'u}til para auxiliar na dissipa{\c{c}}{\~a}o de 
                         calor e manuten{\c{c}}{\~a}o da temperatura do sat{\'e}lite 
                         dentro de sua faixa operacional. Neste trabalho tem sido estudada 
                         a dopagem do componente prim{\'a}rio LaMnO3, em que os 
                         s{\'{\i}}tios de La s{\~a}o substitu{\'{\i}}dos por 
                         {\'a}tomos de Ca ou Sr na rede cristalina. Referente {\`a}s 
                         atividades desenvolvidas entre agosto de 2015 a julho de 2016, 
                         s{\~a}o apresentados estudos realizados nas 
                         composi{\c{c}}{\~o}es de manganita de lant{\^a}nio dopada com 
                         estr{\^o}ncio (LSMO) e manganita de lant{\^a}nio dopada com 
                         c{\'a}lcio (LCMO), sintetizadas por rea{\c{c}}{\~a}o no estado 
                         s{\'o}lido. Os p{\'o}s precursores (La2O3, MnO, SrCO3 e CaCO3) 
                         foram misturados em moinho e calcinados na temperatura de 1100 C 
                         para a obten{\c{c}}{\~a}o da estrutura cristalina tipo 
                         perovskita, respons{\'a}vel pela propriedade de emissividade 
                         deste material. A prepara{\c{c}}{\~a}o e as 
                         caracteriza{\c{c}}{\~o}es do material foram realizadas com o 
                         objetivo de estudar a forma{\c{c}}{\~a}o da fase cristalina a 
                         partir dos {\'o}xidos precursores e a microestrutura sinterizada 
                         em fun{\c{c}}{\~a}o da temperatura empregada na 
                         produ{\c{c}}{\~a}o das cer{\^a}micas. Os ciclos de mistura e 
                         calcina{\c{c}}{\~a}o foram repetidos por quatro vezes antes da 
                         sinteriza{\c{c}}{\~a}o. Na etapa de forma{\c{c}}{\~a}o do 
                         corpo cer{\^a}mico, as amostras foram sinterizadas na faixa de 
                         temperatura entre 1250 C e 1350 C. Os resultados foram 
                         relacionados com as temperaturas de sinteriza{\c{c}}{\~a}o 
                         adotadas e mostraram que houve influ{\^e}ncia dos par{\^a}metros 
                         de sinteriza{\c{c}}{\~a}o no estado de densifica{\c{c}}{\~a}o 
                         da microestrutura, bem como foi comprovada a obten{\c{c}}{\~a}o 
                         da fase perovskita por an{\'a}lises pelo m{\'e}todo de Rietveld, 
                         que nos p{\'o}s mostrou a evolu{\c{c}}{\~a}o das fases desde a 
                         mistura dos materiais precursores at{\'e} a forma{\c{c}}{\~a}o 
                         da composi{\c{c}}{\~a}o desejada, e na cer{\^a}mica mostrou a 
                         manuten{\c{c}}{\~a}o da fase perovskita obtida nas temperaturas 
                         de sinteriza{\c{c}}{\~a}o estudadas.",
  conference-location = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos, SP",
      conference-year = "25-26 jul.",
             language = "pt",
                  ibi = "8JMKD3MGP3W34P/3N5E6RH",
                  url = "http://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34P/3N5E6RH",
           targetfile = "Ferreira_estudo da influencia.pdf",
        urlaccessdate = "27 nov. 2020"
}


Fechar