Fechar
Metadados

@InProceedings{MarquesMine:2016:PrMaCe,
               author = "Marques, Renan Borges and Mineiro, S{\'e}rgio Luiz",
          affiliation = "{Universidade Federal de S{\~a}o Paulo (UNIFESP)} and {Instituto 
                         Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "Processamento de materiais cer{\^a}micos avan{\c{c}}ados via 
                         ultrassonificac{\~a}o",
                 year = "2016",
         organization = "Semin{\'a}rio de Inicia{\c{c}}{\~a}o Cient{\'{\i}}fica e 
                         Inicia{\c{c}}{\~a}o em Desenvolvimento Tecnol{\'o}gico e 
                         Inova{\c{c}}{\~a}o (SICINPE)",
                 note = "{Bolsa PIBIC/INPE/CNPq}",
             abstract = "Sonoqu{\'{\i}}mica {\'e} um campo da Qu{\'{\i}}mica onde se 
                         estuda a influ{\^e}ncia das ondas ultrass{\^o}nicas sobre os 
                         sistemas qu{\'{\i}}micos e permite a s{\'{\i}}ntese de uma 
                         grande variedade de materiais, inclusive nanoestruturados. Em 
                         sistemas cer{\^a}micos, quando os reagentes est{\~a}o em 
                         suspens{\~a}o, significativas altera{\c{c}}{\~o}es 
                         qu{\'{\i}}micas e f{\'{\i}}sicas podem ocorrer pelo efeito 
                         ultrassom. Este efeito {\'e} origin{\'a}rio principalmente do 
                         fen{\^o}meno de cavita{\c{c}}{\~a}o ac{\'u}stica. O 
                         m{\'e}todo de ultrassom tem capacidade para altera{\c{c}}{\~a}o 
                         da morfologia superficial, da composi{\c{c}}{\~a}o e da 
                         reatividade do material particulado, como {\'e} o caso dos 
                         p{\'o}s cer{\^a}micos. Como consequ{\^e}ncia, estes materiais 
                         tornam-se mais reativos, facilitando a s{\'{\i}}ntese final e 
                         podendo reduzir a temperatura e o tempo de tratamento t{\'e}rmico 
                         para a obten{\c{c}}{\~a}o das cer{\^a}micas, quando comparado 
                         aos processos convencionais. A motiva{\c{c}}{\~a}o deste projeto 
                         ocorre pela necessidade da incorpora{\c{c}}{\~a}o desta 
                         t{\'e}cnica nas pesquisas feitas pelo Grupo Tecamb 
                         (Laborat{\'o}rio de Tecnologias Ambientais) do LAS/CTE/INPE para 
                         a aquisi{\c{c}}{\~a}o de conhecimento das potencialidades da 
                         utiliza{\c{c}}{\~a}o do equipamento de ultrassom assim como a 
                         obten{\c{c}}{\~a}o de par{\^a}metros de opera{\c{c}}{\~a}o 
                         para aplica{\c{c}}{\~o}es nos projetos do grupo. Este trabalho 
                         tem como objetivo a utiliza{\c{c}}{\~a}o do m{\'e}todo da 
                         ultrassonifica{\c{c}}{\~a}o na sintetiza{\c{c}}{\~a}o de 
                         p{\'o}s cer{\^a}micos de zirc{\^o}nia com 
                         composi{\c{c}}{\~o}es homog{\^e}neas e redu{\c{c}}{\~a}o do 
                         tamanho de part{\'{\i}}culas e aglomerados. A s{\'{\i}}ntese 
                         do material foi realizada pela rota qu{\'{\i}}mica de 
                         precipita{\c{c}}{\~a}o, utilizando oxicloreto de zirc{\^o}nio 
                         octo-hidratado (ZrOCl2.8H2O) como material precursor. O 
                         di{\'o}xido de zirc{\^o}nio ou zirc{\^o}nia (ZrO2) {\'e} um 
                         {\'o}xido que vem sendo utilizado como um material com grandes 
                         aplica{\c{c}}{\~o}es tanto na {\'a}rea cient{\'{\i}}fica 
                         quanto na tecnol{\'o}gica, devido {\`a}s suas excelentes 
                         propriedades el{\'e}tricas e estruturais. As cer{\^a}micas 
                         produzidas a partir da zirc{\^o}nia possuem alta rigidez, dureza, 
                         resist{\^e}ncia qu{\'{\i}}mica e baixa condutividade 
                         t{\'e}rmica. As propriedades dos p{\'o}s obtidos, como a 
                         morfologia e o tamanho de part{\'{\i}}culas, o estado de 
                         aglomera{\c{c}}{\~a}o das part{\'{\i}}culas, a {\'a}rea 
                         superficial e as fases cristalinas, foram correlacionados com os 
                         par{\^a}metros de processamento, como o tempo e a pot{\^e}ncia 
                         de ultrassom empregados, e com os par{\^a}metros de 
                         calcina{\c{c}}{\~a}o, como os tempos e as temperaturas 
                         utilizadas. A s{\'{\i}}ntese qu{\'{\i}}mica resultou na 
                         forma{\c{c}}{\~a}o de part{\'{\i}}culas de tamanhos 
                         nanom{\'e}tricos abaixo de 100 nm. Os p{\'o}s processados se 
                         apresentaram na forma de aglomerados devido {\`a} alta 
                         reatividade do material particulado. Para se ter um controle da 
                         forma{\c{c}}{\~a}o de aglomerados na obten{\c{c}}{\~a}o de 
                         nanopart{\'{\i}}culas {\'e} necess{\'a}rio a 
                         complementa{\c{c}}{\~a}o da pesquisa, com inclus{\~a}o de novos 
                         componentes e estudos de par{\^a}metros de processamento para 
                         minimizar o estado de aglomera{\c{c}}{\~a}o das 
                         part{\'{\i}}culas.",
  conference-location = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos, SP",
      conference-year = "25-26 jul.",
             language = "pt",
           targetfile = "Marques_Processamento.pdf",
        urlaccessdate = "29 nov. 2020"
}


Fechar