Fechar
Metadados

@InProceedings{CostaRicc:2017:PrIdCo,
               author = "Costa, Caroline de Oliveira and Ricci, M{\'a}rio C{\'e}sar",
          affiliation = "{Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and {Instituto 
                         Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "O problema da identifica{\c{c}}{\~a}o no controle de processos",
                 year = "2017",
         organization = "Semin{\'a}rio de Inicia{\c{c}}{\~a}o Cient{\'{\i}}fica e 
                         Inicia{\c{c}}{\~a}o em Desenvolvimento Tecnol{\'o}gico e 
                         Inova{\c{c}}{\~a}o (SICINPE)",
                 note = "{Bolsa PIBIC/INPE/CNPq}",
             abstract = "Na teoria de controle moderno frequentemente requer-se uma 
                         descri{\c{c}}{\~a}o do sistema em termos de equa{\c{c}}{\~o}es 
                         diferenciais ou de diferen{\c{c}}as e uma descri{\c{c}}{\~a}o 
                         das perturba{\c{c}}{\~o}es como processos estoc{\'a}sticos, 
                         caracterizados por equa{\c{c}}{\~o}es diferenciais 
                         estoc{\'a}sticas ou de diferen{\c{c}}as ou por propriedades de 
                         segunda ordem, tais como fun{\c{c}}{\~o}es de covarian{\c{c}}a 
                         e densidades espectrais. Em muitos problemas pr{\'a}ticos 
                         simplesmente n{\~a}o se disp{\~o}e de descri{\c{c}}{\~o}es de 
                         sistemas e dist{\'u}rbios. Quando os modelos n{\~a}o podem ser 
                         obtidos a partir de primeiros princ{\'{\i}}pios, usando leis 
                         b{\'a}sicas da f{\'{\i}}sica, pode-se obter os modelos a partir 
                         de dados colhidos experimentalmente no processo num procedimento 
                         designado de problema de identifica{\c{c}}{\~a}o, o qual pode 
                         ser formulado como se segue: Dada uma classe de modelos, um 
                         crit{\'e}rio e medidas dos sinais de entrada e sa{\'{\i}}da, 
                         encontrar um modelo em particular que melhor se ajusta aos dados 
                         experimentais de acordo com o crit{\'e}rio fornecido. Algumas 
                         quest{\~o}es surgem naturalmente ao se utilizar os resultados da 
                         identifica{\c{c}}{\~a}o para resolver um problema de controle: 
                         {\'e} poss{\'{\i}}vel escolher racionalmente estruturas de 
                         modelos e crit{\'e}rios? Importa o fato do resultado da 
                         identifica{\c{c}}{\~a}o n{\~a}o ser exato? O que {\'e} 
                         precis{\~a}o de um problema de identifica{\c{c}}{\~a}o? Qual 
                         {\'e} a precis{\~a}o necess{\'a}ria num caso particular? Nesse 
                         trabalho essas quest{\~o}es s{\~a}o discutidas. Um caso simples 
                         {\'e} analisado, a saber, o problema de controle {\'o}timo de um 
                         sistema linear com par{\^a}metros constantes, mas desconhecidos, 
                         com uma entrada e uma sa{\'{\i}}da e um crit{\'e}rio 
                         quadr{\'a}tico. Verificou-se, no entanto, que o arcabou{\c{c}}o 
                         matem{\'a}tico desenvolvido permite lidar com o caso em que os 
                         par{\^a}metros s{\~a}o processos estoc{\'a}sticos. Enfim, 
                         obt{\'e}m-se alguns resultados sobre o problema adaptativo, isto 
                         {\'e}, uma situa{\c{c}}{\~a}o em que a 
                         identifica{\c{c}}{\~a}o e o controle s{\~a}o realizados 
                         simultaneamente.",
  conference-location = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos, SP",
      conference-year = "25-26 jul.",
             language = "pt",
           targetfile = "Costa_problema.pdf",
        urlaccessdate = "24 nov. 2020"
}


Fechar