Fechar
Metadados

@InProceedings{InostrozaLaraAlve:2018:VaAmPu,
               author = "Inostroza Lara, Ana Mar{\'{\i}}a and Alves, L.",
          affiliation = "{Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and {Instituto 
                         Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "Varia{\c{c}}{\~a}o de amplitude de pulsa{\c{c}}{\~o}es PC5 em 
                         fun{\c{c}}{\~a}o da latitude para a tempestade geomagn{\'e}tica 
                         do per{\'{\i}}odo 19-20 de julio de 2016",
                 year = "2018",
         organization = "Simp{\'o}sio Brasileiro de Geof{\'{\i}}sica Espacial e 
                         Aeronomia, 7. (SBGEA)",
             abstract = "As pulsa{\c{c}}{\~o}es Pc5 possuem baixa frequ{\^e}ncia (1,6 - 
                         6,6 mHz) e podem perdurar por um longo tempo. S{\~a}o uma classe 
                         dentro das ondas magnetohidrodin{\^a}micas observadas na 
                         magnetosfera. As pulsa{\c{c}}{\~o}es constituem as ondas na 
                         faixa de frequ{\^e}ncia de ultra-baixa frequ{\^e}ncia (ULF), 
                         como consequ{\^e}ncia do aumento da atividade geomagn{\'e}tica e 
                         altas velocidades do vento solar, sendo as respons{\'a}veis do 
                         transporte de massa e energia. Possuem uma larga 
                         distribui{\c{c}}{\~a}o latitudinal, no entanto, devido {\`a} 
                         sua frequ{\^e}ncia s{\~a}o geralmente observadas desde latitudes 
                         aurorais at{\'e} a c{\'u}spide. O per{\'{\i}}odo de estudo 
                         corresponde a uma tempestade geomagn{\'e}tica ocorrida durante os 
                         dias 19 e 20 de Julho de 2016. Nesse trabalho s{\~a}o 
                         apresentados uma revis{\~a}o das ondas de Alfv{\'e}n na 
                         magnetosfera na faixa de frequ{\^e}ncia correspondente as ondas 
                         ULF e sua depend{\^e}ncia com a latitude, como resultado 
                         apresentamos a varia{\c{c}}{\~a}o da amplitude de ondas ULF 
                         observadas a partir do solo, em esta{\c{c}}{\~o}es de alta (rede 
                         de magnet{\^o}metros Carisma) e baixa latitude (rede de 
                         magnet{\^o}metros Embrace), decorrente da chegada de uma 
                         eje{\c{c}}{\~a}o de massa coronal na Terra. Os espectros de 
                         ondas apresentados foram obtidos durante tr{\^e}s 
                         per{\'{\i}}odos distintos da tempestade, a saber, durante o 
                         impulso s{\'u}bito, observado em 19 de Julho de 2016, a fase 
                         inicial e a fase principal.",
  conference-location = "Santa Maria, RS",
      conference-year = "05-09 nov",
             language = "en",
           targetfile = "page-232.pdf",
        urlaccessdate = "24 nov. 2020"
}


Fechar