Fechar
Metadados

@InProceedings{RubertSouz:2018:InMoNa,
               author = "Rubert, Joel and Souza, Ronald Buss de",
          affiliation = "{Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and {Instituto 
                         Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "Interfer{\^e}ncia do movimento do navio na componente vertical da 
                         velocidade do vento",
                 year = "2018",
         organization = "Simp{\'o}sio Brasileiro de Geof{\'{\i}}sica Espacial e 
                         Aeronomia, 7. (SBGEA)",
             abstract = "A componente vertical da velocidade do vento {\'e} 
                         respons{\'a}vel em grande parte pela troca de energia entre a 
                         superf{\'{\i}}cie e atmosfera, por{\'e}m diferente do que 
                         ocorre quando os dados s{\~a}o coletados em terra, a partir de 
                         torres fixas, o c{\'a}lculo de fluxos turbulentos a partir de 
                         dados coletados no oceano n{\~a}o {\'e} preciso devido ao 
                         cont{\'{\i}}nuo movimento dos instrumentos instalados no navio. 
                         Sendo a componente vertical diretamente influenciada pelo 
                         movimento do sensor instalado no navio, realizou-se um experimento 
                         visando estudar a interfer{\^e}ncia do movimento do navio nesta 
                         componente, afim de melhorar a qualidade dos dados de fluxo 
                         turbulento medidos entre o oceano e atmosfera, na regi{\~a}o da 
                         Conflu{\^e}ncia Brasil-Malvinas (CBM) no Oceano Atl{\^a}ntico 
                         Sudoeste e no Oceano Austral. Para realiza{\c{c}}{\~a}o deste 
                         experimento foi instalado no Navio Polar Almirante Maximiano, da 
                         Marinha do Brasil, uma torre micrometeorol{\'o}gica com sensores 
                         de vento executando medidas em alta frequ{\^e}ncia (20 Hz) em 
                         dois n{\'{\i}}veis. Este experimento foi realizado no 
                         per{\'{\i}}odo de 10 a 21 de outubro de 2015, durante a primeira 
                         fase da Opera{\c{c}}{\~a}o Ant{\'a}rtica XXXIV. O primeiro 
                         n{\'{\i}}vel de medi{\c{c}}{\~a}o situou-se a 12,3m da 
                         l{\^a}mina de {\'a}gua e o segundo n{\'{\i}}vel a 16,5m. A 
                         velocidade m{\'e}dia para componente vertical no primeiro 
                         n{\'{\i}}vel foi de 1,39m.s-1 e no segundo n{\'{\i}}vel foi de 
                         0,78m.s-1 . Tamb{\'e}m observou-se que no primeiro n{\'{\i}}vel 
                         ocorreram falhas na ordem de 38,6% das medidas executadas. No 
                         segundo n{\'{\i}}vel a perda de dados correspondeu a 6,8% dos 
                         dados coletados. As falhas que ocorrem no sensor durante as 
                         medi{\c{c}}{\~o}es tem origem possivelmente, devido {\`a} 
                         interfer{\^e}ncia dos sprays de {\'a}gua salgada ocorrido 
                         ap{\'o}s o impacto das ondas na proa do navio. Esta an{\'a}lise 
                         inicial indica que o sensor instalado no n{\'{\i}}vel inferior, 
                         al{\'e}m de ter mais falhas devido ao spray, mediu a componente 
                         vertical somado ao escoamento horizontal do vento, quando este 
                         for{\c{c}}ado a subir devido ao casco do navio. Estas 
                         observa{\c{c}}{\~o}es contribuem no aperfei{\c{c}}oamento da 
                         instala{\c{c}}{\~a}o de sensores, visando melhorar a qualidade 
                         dos dados de fluxo turbulento.",
  conference-location = "Santa Maria, RS",
      conference-year = "05-09 nov",
             language = "pt",
        urlaccessdate = "30 nov. 2020"
}


Fechar