Fechar
Metadados

@InProceedings{BarrosTaWrCaFiIn:2018:DeMeBo,
               author = "Barros, Diego and Takahashi, Hisao and Wrasse, Cristiano Max and 
                         Carrasco, A. J. and Figueiredo, Cosme Alexandre Oliveira Barros 
                         and Inoue J{\'u}nior, M{\'a}rio Takao",
          affiliation = "{Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and {Instituto 
                         Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and {Instituto Nacional de 
                         Pesquisas Espaciais (INPE)} and {Universidad de Los Andes (ULA)} 
                         and {Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and 
                         {Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "Desenvolvimento meridional de bolhas de plasma equatoriais 
                         observadas em pontos geomagneticamente conjugados sobre o setor 
                         brasileiro",
                 year = "2018",
         organization = "Simp{\'o}sio Brasileiro de Geof{\'{\i}}sica Espacial e 
                         Aeronomia, 7. (SBGEA)",
             abstract = "Neste trabalho ser{\'a} apresentado um estudo sobre 
                         desenvolvimento meridional de bolhas de plasma equatoriais 
                         utilizando dados de TEC perturbado. Para o c{\'a}lculo do TEC 
                         perturbado, foram utilizados dados coletados pelas 
                         esta{\c{c}}{\~o}es GNSS de Boa Vista (coordenadas 
                         geomagn{\'e}ticas: 9,6N; 19,7E), Itacoatiara (coordenadas 
                         geomagn{\'e}ticas: 3,3N; 19,8E), Col{\'{\i}}der (coordenadas 
                         geomagn{\'e}ticas: 5S; 19,9E), e Cuiab{\'a} (coordenadas 
                         geomagn{\'e}ticas: 8,8S; 19,7E). Foram analisados dados de TEC 
                         perturbado para o per{\'{\i}}odo entre janeiro de 2012 e 
                         fevereiro de 2016. No total, 655 noites com a ocorr{\^e}ncia de 
                         bolhas de plasma foram analisadas. Em 459 noites (~70%), as bolhas 
                         de plasma se desenvolveram simetricamente em torno do Equador 
                         magn{\'e}tico. Em 196 noites (~30%), as bolhas de plasma 
                         apresentaram um deslocamento para o norte ou para o sul do Equador 
                         magn{\'e}tico. Consequentemente, as bolhas de plasma apresentaram 
                         uma assimetria no seu desenvolvimento em torno do Equador 
                         magn{\'e}tico. A maior ocorr{\^e}ncia do deslocamento meridional 
                         para o norte (sul) do Equador magn{\'e}tico foi observada nos 
                         meses de janeiro e dezembro (mar{\c{c}}o/abril e 
                         setembro/outubro), e a menor nos meses de mar{\c{c}}o/abril e 
                         agosto/setembro (janeiro e dezembro). Para investigar estas 
                         assimetrias, foi utilizado um modelo num{\'e}rico que considera a 
                         a{\c{c}}{\~a}o do vento neutro para simular a 
                         forma{\c{c}}{\~a}o de bolhas de plasma sobre o Equador 
                         magn{\'e}tico e seu desenvolvimento at{\'e} 30S de latitude. As 
                         simula{\c{c}}{\~o}es num{\'e}ricas mostraram que um vento 
                         meridional transequatorial {\'e} capaz de causar assimetrias no 
                         desenvolvimento meridional das bolhas de plasma. Um vento 
                         meridional transequatorial dirigido para norte (sul) causa um 
                         deslocamento das bolhas de plasma para o norte (sul) do Equador 
                         magn{\'e}tico.",
  conference-location = "Santa Maria, RS",
      conference-year = "05-09 nov",
             language = "pt",
           targetfile = "page-68.pdf",
        urlaccessdate = "24 nov. 2020"
}


Fechar