Fechar
Metadados

@InProceedings{AlmeidaMeloQuadMach:2019:AnEpGe,
               author = "Almeida, Luana Cristina Ara{\'u}jo de and Melo, M{\^o}nica 
                         Let{\'{\i}}cia de and Quadro, M{\'a}rio Francisco Leal de and 
                         Machado, Jeferson Prietsch",
          affiliation = "{Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)} and {Instituto 
                         Federal de Santa Catarina} and {Instituto Federal de Santa 
                         Catarina} and {Universidade Federal do Rio Grande (UFRG)}",
                title = "An{\'a}lise de um epis{\'o}dio de geada fraca em S{\~a}o 
                         Louren{\c{c}}o em Minas Gerais no ano de 2018",
                 year = "2019",
         organization = "Encontro de Alunos de P{\'o}s-Gradua{\c{c}}{\~a}o em 
                         Meteorologia do CPTEC/INPE, 18. (EPGMET)",
             abstract = "Com intuito de estudar um dos principais fen{\^o}menos 
                         respons{\'a}vel por perdas na agricultura, principalmente nas 
                         Regi{\~o}es Sul e Sudeste do Brasil, este trabalho tem por 
                         objetivo analisar condi{\c{c}}{\~o}es atmosf{\'e}ricas 
                         relacionadas a ocorr{\^e}ncia de um epis{\'o}dio de geada fraca 
                         na regi{\~a}o de S{\~a}o Louren{\c{c}}o/MG, no dia 13 de Julho 
                         de 2018. Para verifica{\c{c}}{\~a}o do caso, foi calculado o 
                         {\'{\i}}ndice de ocorr{\^e}ncia de geada (IOG), ferramenta 
                         desenvolvida para previs{\~a}o deste fen{\^o}meno 
                         meteorol{\'o}gico no setor operacional do CPTEC/INPE. Os dados 
                         utilizados no estudo (press{\~a}o reduzida ao n{\'{\i}}vel 
                         m{\'e}dio do mar, temperatura do ponto de orvalho a 2m, umidade 
                         relativa em 1000, 850 e 500 hPa) foram obtidos a partir da 
                         rean{\'a}lise Era\−Interim do ECMWF. A metodologia do 
                         c{\'a}lculo do IOG mostra que, valores resultantes entre menos 
                         dois e dois (\−2<IOG>2) indica m{\'e}dia 
                         condi{\c{c}}{\~a}o para a forma{\c{c}}{\~a}o, e superior a 
                         dois (IOG 2) condi{\c{c}}{\~o}es s{\~a}o favor{\'a}veis {\`a} 
                         ocorr{\^e}ncia do fen{\^o}meno. A an{\'a}lise sin{\'o}tica 
                         mostra, associada a uma condi{\c{c}}{\~a}o 
                         p{\'o}s\−frontal, o centro de alta press{\~a}o em 
                         deslocamento no dia 12 de julho com centro de 1026 hPa e, ao longo 
                         do dia, a press{\~a}o atmosf{\'e}rica diminui. No dia 13 de 
                         julho, dia da ocorr{\^e}ncia da geada, a press{\~a}o diminui 
                         para 1022 hPa. Com o deslocamento do centro de alta press{\~a}o 
                         para o oceano, a press{\~a}o no dia posterior ao dia do evento, 
                         {\'e} consideravelmente menor. A temperatura do ponto de orvalho 
                         (TD) no dia anterior ao evento, encontrava\−se em 6 C 
                         {\`a}s 06 UTC (03 h local), com tend{\^e}ncia de aumento. No dia 
                         da ocorr{\^e}ncia da geada, {\`a}s 06 UTC, a TD 
                         encontrava\−se entre 6 a 9 C e seguiu em 
                         eleva{\c{c}}{\~a}o no dia posterior. A umidade relativa do ar na 
                         camada m{\'e}dia da troposfera (500 hPa) nos dias 12 e 13 de 
                         julho encontrava\−se em torno de 50 %. No dia posterior 
                         h{\'a} uma diminui{\c{c}}{\~a}o para 30 % devido ao aumento de 
                         temperatura. A umidade relativa na baixa troposfera no dia 12 
                         estava acima de 40%. J{\'a} no dia do evento h{\'a} uma queda 
                         significativa, encontrando\−se em torno de 10%. No dia 
                         posterior a umidade relativa volta a aumentar. Diante deste 
                         contexto atmosf{\'e}rico, a ocorr{\^e}ncia de geada n{\~a}o era 
                         muito prop{\'{\i}}cia por conta da temperatura a 2m de 6 oC 
                         estar bem pr{\'o}xima do limite da ferramenta avaliada, que 
                         {\'e} 7 C. No entanto, ocorreu o registro de geada fraca, segundo 
                         o INMET. Portanto o IOG mostrou um desempenho satisfat{\'o}rio 
                         para previs{\~o}es de geada fraca ocorrida no munic{\'{\i}}pio 
                         de S{\~a}o Louren{\c{c}}o/MG, sendo poss{\'{\i}}vel sua 
                         utiliza{\c{c}}{\~a}o como ferramenta de previs{\~a}o de geada 
                         mesmo em intensidade fraca. No entanto, faz\−se 
                         necess{\'a}rio estudos em demais regi{\~o}es Sudeste do Brasil 
                         para sua confirma{\c{c}}{\~a}o.",
  conference-location = "Cachoeira Paulista, SP",
      conference-year = "04-08 nov.",
             language = "pt",
           targetfile = "Luana_Cristina_Araujo_et-al.pdf",
                 type = "Estudos de Tempo e Clima",
        urlaccessdate = "26 jan. 2021"
}


Fechar