Fechar
Metadados

@TechReport{VargasPime:2012:IrPlIo,
               author = "Vargas, Douglas Willian Duarte de and Pimenta, Alexandre Alvares",
                title = "Irregularidades no plasma ionosf{\'e}rico observado atrav{\'e}s 
                         de medidas {\'o}ticas da emiss{\~a}o OI 630nm na regi{\~a}o 
                         tropical brasileira",
          institution = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais",
                 year = "2012",
                 type = "RPQ",
              address = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos",
                 note = "{Bolsa PIBIC/INPE/CNPq}",
             keywords = "plasma ionosf{\'e}rico, regi{\~a}o tropical, medidas {\'o}ticas 
                         da emiss{\~a}o.",
             abstract = "As irregularidades de plasma de grande escala na regi{\~a}o F 
                         tropical e de baixas/m{\'e}dias latitudes se manifestem como 
                         redu{\c{c}}{\~a}o/aumentos na densidade do plasma devido {\`a}s 
                         instabilidades na base na ionosfera. Tais irregularidades podem 
                         interferir na propaga{\c{c}}{\~a}o de sinais de r{\'a}dio 
                         empregados nas telecomunica{\c{c}}{\~o}es bem como nos sinais 
                         empregados em sistemas de navega{\c{c}}{\~a}o e posicionamento, 
                         como os GPS. Atrav{\'e}s de medidas {\'o}ticas da emiss{\~a}o 
                         OI 630nm e OI 777.7nm, obtidas com imageadores do tipo All-Sky, 
                         podemos observar Dark Band Structures (DBS), Brightness Waves (BW) 
                         e Bolhas de plasma. O fen{\^o}meno conhecido como Dark Band 
                         Structures trata-se de uma instabilidade de plasma 
                         ionosf{\'e}rico, onde o plasma da camada F {\'e} empurrado para 
                         alturas superiores, causando a redu{\c{c}}{\~a}o na intensidade 
                         da emiss{\~a}o OI 630nm. Em imagens all-sky, as DBS se manifestam 
                         como uma onda atravessando o campo de vis{\~a}o do imageador e se 
                         propagando de sudoeste para noroeste. As Brightness Waves 
                         tratam-se de uma anomalia na temperatura da termosfera na 
                         regi{\~a}o tropical, e {\'e} decorrente de uma 
                         intera{\c{c}}{\~a}o n{\~a}o linear entre modos de mar{\'e}s 
                         que causam um aumento de temperatura em torno da meia noite. Esse 
                         aumento de temperatura causa um gradiente de press{\~a}o que 
                         modifica os ventos meridionais. O fen{\^o}meno conhecido como 
                         Bolhas de Plasma tem origem na ionosfera equatorial. As bolhas de 
                         plasma ocorrem na ionosfera, acima de 200 km, e sempre no 
                         per{\'{\i}}odo da noite. Essas t{\^e}m a propriedade de 
                         interferir na propaga{\c{c}}{\~a}o de ondas de 
                         R{\'a}dio-Frequ{\^e}ncia (RF). Neste trabalho apresentamos e 
                         discutimos alguns eventos relacionados com essas instabilidades de 
                         plasma na regi{\~a}o F ionosf{\'e}rica.",
          affiliation = "{Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)} and {Instituto 
                         Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
             language = "pt",
                pages = "26",
                  ibi = "8JMKD3MGP3W34R/42SF9A2",
                  url = "http://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42SF9A2",
           targetfile = "Douglas Willian Duarte de Vargas.pdf",
        urlaccessdate = "22 jan. 2021"
}


Fechar