Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <ref report and firstg CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR and y 2012>.
10 referências encontradas buscando em 15 dentre 15 sites.
Data e hora local de busca: 27/02/2021 10:31.
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42SF7HB
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.16.45
Última Atualização2020:07.18.16.45.45 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.16.45.45
Última Atualização dos Metadados2021:02.27.05.00.12 administrator
Chave de CitaçãoCardosoRigo:2012:DeSéTe
TítuloDeterminação de séries temporais das ejeções de massa coronal
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas26
Número de Arquivos1
Tamanho654 KiB
Área de contextualização
Autor1 Cardoso, Angélica Baumann
2 Rigozo, Nivaor Rodolfo
Grupo1
2 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 angelicacardosodp@gmail.com
2 nivaor.rigozo@inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-18 16:45:45 :: simone -> administrator ::
2021-02-27 05:00:12 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveséries temporais, massa coronal.
ResumoEste trabalho, iniciado em janeiro de 2012, teve como objetivo determinar e estudar o comportamento das Ejeções de Massa Coronal (EMCs) com o aumento e diminuição da atividade solar. Para isto, os dados foram obtidos através do banco de dados da NASA: 1) SOHO CATALOG; 2) NOAA. Com a utilização dos dados coletados, foram determinadas séries temporais diárias, mensais e anuais das EMCs e também das Manchas Solares para o período de 1996 a 2009. Através das séries obtidas, foram construídos gráficos para análise da relação entre as EMCs e as Manchas Solares, estes gráficos mostram o coeficiente de correlação entre as duas séries, se este coeficiente for entre 0,5 e 1, significa que existe uma relação considerável entre estas séries, portanto, quando o número de EMCs aumenta o número de Manchas Solares também aumenta e vice-versa. Foi observado, que quando há um grande número de Manchas Solares e EMCs temos um período de máxima atividade solar e quando este número é pequeno temos um período de mínima atividade solar; estes períodos de máxima e mínima atividade solar determinam o ciclo solar.
AreaCEA
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 18/07/2020 13:45 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42SF7HB
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42SF7HB
Idiomapt
Arquivo AlvoAngélica Baumann Cardoso.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber resumeid rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)simone
atualizar 
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42T635H
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.18.16
Última Atualização2020:07.22.18.16.11 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.18.16.11
Última Atualização dos Metadados2021:02.27.05.02.18 administrator
Chave de CitaçãoCoelhoSouz:2012:AnSéTe
TítuloAnálise de séries de tempo de dados meteo-oceanográficos na região da Ilha Deception, arquipélago das Shetland do Sul, Antártica
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas11
Número de Arquivos1
Tamanho178 KiB
Área de contextualização
Autor1 Coelho, Anderson Henrique Henriques
2 Souza, Ronald Buss de
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JJ6U
Grupo1
2 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 andersonhcoelho@hotmail.com
2 ronald@dsr.inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-22 18:16:11 :: simone -> administrator ::
2021-02-27 05:02:18 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveoceanografia, Arquipélago das Shetland do Sul, Antártica.
ResumoO Oceano Austral merece a devida dedicação por inúmeras razões, como por ser, circumpolar, onde faz fronteira com os outros três oceanos do globo, assim, tendo total influência no clima que controla o gelo marinho e, também, de suma importância, o controle de formação e o transporte das massas de águas profundas que participam da circulação termo-halina global influenciando as mais remotas regiões do Oceano Global.
AreaSRE
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 22/07/2020 15:16 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42T635H
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42T635H
Idiomapt
Arquivo AlvoAnderson Henrique Henriques Coelho.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)simone
atualizar 
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42SFBT5
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.17.38
Última Atualização2020:07.18.17.38.55 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.17.38.55
Última Atualização dos Metadados2021:02.27.05.00.12 administrator
Chave de CitaçãoCostaSchu:2012:SiLONí
TítuloSistema LOFAR - nível de rádio interferência no Observatório Espacial do Sul em São Sartinho da Serra na faixa de 10 - 240mhz
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas34
Número de Arquivos1
Tamanho2287 KiB
Área de contextualização
Autor1 Costa, Leonardo Zavareze da
2 Schuch, Nelson Jorge
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHUD
Grupo1
2 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 leonardozavareze@gmail.com
2 njschuch@lacesm.ufsm.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-18 17:38:55 :: simone -> administrator ::
2021-02-27 05:00:12 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chavesistema LOFAR.
AreaETES
Arranjo
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 18/07/2020 14:38 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42SFBT5
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42SFBT5
Idiomapt
Arquivo AlvoLeonardo Zavareze da Costa.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosabstract archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42T4TSL
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.12.21
Última Atualização2020:07.22.12.21.17 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.12.21.17
Última Atualização dos Metadados2021:02.27.05.00.18 administrator
Chave de CitaçãoGuedesRigo:2012:EsAnÁr
TítuloEstudo dos anéis de árvores da região sul do brasil
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas18
Número de Arquivos1
Tamanho252 KiB
Área de contextualização
Autor1 Guedes, Luete Amaral
2 Rigozo, Nivaor Rodolfo
Grupo1
2 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 luete.guedes@gmail.com
2 nivaor.rigozo@inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-22 12:21:17 :: simone -> administrator ::
2021-02-27 05:00:18 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveanéis de árvores, região Sul do Brasil.
ResumoEste trabalho, iniciado em abril de 2011, teve como objetivo fazer o estudo dos anéis de árvores da região Sul do Brasil, além de adquirir experiência no uso da metodologia digital de datação cronológica em anéis de árvores e a obtenção de séries temporais das espessuras dos anéis de árvores. Inicialmente foi desenvolvida uma pesquisa bibliográfica sobre o tema, logo após iniciou-se a identificação visual dos anéis de Araucárias (Araucaria angustifolia) com a ajuda de uma lupa binocular o que permite uma melhor identificação dos anéis de crescimento e dos falsos anéis presentes nas amostras. Para dar continuidade a este projeto de Iniciação Científica, após a digitalização das imagens das amostras com um digitalizador de mesa, foi utilizada a metodologia digital TIIAA para a obtenção das séries temporais das espessuras dos anéis inteiros de Araucárias, bem como sua datação. Na segunda etapa foi feita a medição separando o lenho tardio do lenho inicial, obtendo três séries temporais (anel inteiro, lenho tardio e lenho inicial).
AreaSRE
Arranjo
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 22/07/2020 09:21 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42T4TSL
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42T4TSL
Idiomapt
Arquivo AlvoLuete Amaral.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber resumeid rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42SFDHH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.17.58
Última Atualização2020:07.18.17.58.57 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.17.58.57
Última Atualização dos Metadados2021:02.27.05.00.13 administrator
Chave de CitaçãoMoreiraRigo:2012:EsDiRe
TítuloEstudo digital dos registros naturais em anéis de árvores
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRDP
Número de Páginas34
Número de Arquivos1
Tamanho553 KiB
Área de contextualização
Autor1 Moreira, Vanessa Silva
2 Rigozo, Nivaor Rodolfo
Grupo1
2 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 vanessaeng.ftal@gmail.com
2 nivaor.rigozo@inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-18 17:58:57 :: simone -> administrator ::
2021-02-27 05:00:13 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveanéis de árvores, região Sul do Brasil, datação cronológica, Araucárias.
ResumoA espécie florestal estudada foi a Araucaria angustiolia, a qual possui anéis anuais de crescimento bem visíveis, o que possibilita a identificação dos mesmos. Os anéis em árvores mostram possíveis ocorrências de perturbações passadas, antrópicas ou não e relações clima-crescimento. Sabe-se que cada anel corresponde à quantidade de madeira produzida em um ano, eles são estruturas anatômicas do xilema secundário que observadas em corte transversal possuem círculos concêntricos ao redor da medula relacionados com o tronco. Esta quantidade pode ser proporcional às variações de temperatura, das chuvas, de exposição ao Sol, entre outros parâmetros. O objetivo deste trabalho foi fazer o estudo digital dos registros naturais em anéis de árvores coletadas na Floresta Nacional de Chapecó - SC foram estudadas num total de 52 amostras de Araucaria angustiflia. Além de adquirir experiência no uso da metodologia digital de datação cronológica em anéis de árvores e a obtenção de séries temporais das espessuras dos anéis de árvores. As medidas de séries temporais das espessuras e das densidades dos anéis pela análise de imagens têm um grande potencial nas análises dos anéis de árvores. Neste projeto foi aplicada uma metodologia de análise de imagem, desenvolvida no grupo de pesquisa Geofísica Espacial por Análise de Registros Naturais (GEONAT), no qual foi desenvolvido este projeto, que determina com eficiência a espessura dos anéis de árvores. Este método é vantajoso por ser simples e prático, pois utiliza apenas um computador, um digitalizador de imagens de mesa de alta resolução e um software de programação. A análise das amostras foi feita primeiramente com o auxílio de uma lupa binocular que permite uma melhor identificação dos anéis de crescimento. Após a identificação dos anéis foi feito a digitalização das imagens das amostras de árvores, com um digitalizador de mesa para efetuar a determinação das suas espessuras. Para isso, utilizou-se a ferramenta computacional Image Tool para a determinação das espessuras dos anéis, de cada amostra digitalizada, e obtenção de suas séries temporais. Por fim foi utilizada a ferramenta computacional para gerar os gráficos de cada série temporal da espessura dos anéis obtida das amostras, com suas respectivas cronologias, a fim de verificar o comportamento, tendência de crescimento dos anéis em função do tempo, em anos. Permitindo assim uma melhor datação cronológica das amostras.
AreaSRE
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 18/07/2020 14:58 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42SFDHH
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42SFDHH
Arquivo AlvoVanessa Silva Moreira.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label language lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber resumeid rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)simone
atualizar 
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42SFEML
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.18.12
Última Atualização2020:07.18.18.12.18 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.18.12.18
Última Atualização dos Metadados2021:02.27.05.00.13 administrator
Chave de CitaçãoPaulRigo:2012:EsImDi
TítuloEstudo de imagens digitais das ejeções de massas coronais
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas29
Número de Arquivos1
Tamanho606 KiB
Área de contextualização
Autor1 Paul, Ricardo Luiz
2 Rigozo, Nivaor Rodolfo
Grupo1
2 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 rpaul@inf.ufsm.br
2 rodolfo@dge.inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-18 18:12:18 :: simone -> administrator ::
2021-02-27 05:00:13 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveimagens digitais, massas coronais.
ResumoNo estudo das Ejeções de Massa Coronal, do inglês Coronal Mass Ejections (CMEs), foram feitas as análises de aproximadamente 4450 imagens digitais do ano de 1999. O estudo das imagens digitais de Ejeções de Massa Coronal tem o objetivo de identificar esse fenômeno ocorrido na atmosfera solar através de imagens digitais, do tipo C3, obtidas pelo coronógrafo Large Angle and Spectrometric Coronagraph (LASCO), que esta a bordo do satélite Solar and Heliospheric Observatory (SOHO). O estudo inicial consiste em coletar as imagens e seleciona-las para o tratamento digital. Após o procedimento inicial, deve ser detectada a CME na imagem, analisada e se for possível, iniciar a filtragem da imagem conservando somente a CME para estudo de sua dinâmica. Neste processo, foram analisados aproximadamente 910 eventos contendo imagens de possíveis ejeções de massa coronal. Por fim, são comparados os resultados obtidos das dinâmicas das CMEs com os resultados gerados pelo SOHO Catalog, da National Aeronautics and Space Administration (NASA).
AreaCEA
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 18/07/2020 15:12 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42SFEML
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42SFEML
Idiomapt
Arquivo AlvoRicardo Luiz Paul.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber resumeid rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)simone
atualizar 
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42SQ6EE
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.20.17.44
Última Atualização2020:07.20.17.44.23 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.20.17.44.23
Última Atualização dos Metadados2021:02.27.05.00.18 administrator
Chave de CitaçãoReisSouz:2012:ClEsTe
TítuloClimatologia da estrutura termal do Oceano Atlântico sudoeste a partir de dados observacionais de XBTS
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRDP
Número de Páginas36
Número de Arquivos1
Tamanho1694 KiB
Área de contextualização
Autor1 Reis, Rafael Afonso do Nascimento
2 Souza, Ronald Buss de
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JJ6U
Grupo1
2 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 rafael_cgb@hotmail.com
2 ronald@dsr.inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-20 17:44:23 :: simone -> administrator ::
2021-02-27 05:00:18 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveClimatologia, Oceano Atlantico, Oceanografia.
ResumoO presente projeto tem como objetivo descrever a estrutura termal na região da Confluência Brasil-Malvinas (CBM), uma região bastante energética e de extrema importância global, tendo sua dinâmica oceânica relacionada às dinâmicas oceânicas das regiões subantártica/antártica e subtropical. Nesta região, a Corrente do Brasil (águas quentes e salinas) encontra a Corrente das Malvinas (águas frias e menos salinas), causando instabilidades que resultam em grandes atividades de mesoescala marcado pela formação de grandes meandros e pela formação de inúmeros vórtices de mesoescala típicos da região. Os dados analisados são de sondas XBT, a qual mede o perfil de temperatura da água do mar com respeito à profundidade, que chega a 700 metros. Estes dados foram obtidos através do PROANTAR (Programa Antártico Brasileiro) nas Operações Antárticas XX a XXIX (2001 a 2011, respectivamente), que, a bordo do Navio de Apoio Oceanográfico (NApOc) Ary Rongel, lança sondas XBT ao longo do percurso de Rio Grande (Brasil) até a Antártica. Também utilizamos dados do Banco Nacional de Dados Oceanográficos (BNDO) que datam desde a década de 1950 até a década de 1990. A área de estudo fica no Oceano Atlântico Sudoeste, com a latitude entre 30°S e 50°S, e longitude entre 50°W e 60°W. Estes dados tem datas desde 1956 até 2011 e para cada uma das observações foi construído um perfil de temperatura com respeito à profundidade. A partir destes perfis, observam-se as diferenças existentes entre a temperatura da superfície do mar (e suas amplitudes) e a profundidade da termoclina nas Correntes do Brasil e das Malvinas. Também podemos ver claramente a influência que uma causa sobre a outra, nos perfis em que elas se encontram. Em regiões em que existem vórtices da CB, a camada de mistura é empurrada para baixo, devido à natureza quente das águas.
AreaSRE
Arranjo
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 20/07/2020 14:44 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42SQ6EE
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42SQ6EE
Arquivo AlvoRafael Afonso do Nascimento Reis.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label language lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42T55G5
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.13.17
Última Atualização2020:07.22.13.17.59 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.13.17.59
Última Atualização dos Metadados2021:02.27.05.00.19 administrator
Chave de CitaçãoRossatoSouz:2012:AnEsSé
TítuloAnálise estatística de séries temporais de dados provenientes de sensores remotos e reanálise na região do Oceano Atlântico sudoeste
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas24
Número de Arquivos1
Tamanho965 KiB
Área de contextualização
Autor1 Rossato, Fernando
2 Souza, Ronald Buss de
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JJ6U
Grupo1
2 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 rossato.fernando@hotmail.com
2 ronald@dsr.inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-22 13:17:59 :: simone -> administrator ::
2021-02-27 05:00:19 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveséries temporais, sensores remotos, Oceano Atlântico.
ResumoEste relatório tem o objetivo de detalhar as atividades desenvolvidas a partir da análise e comparação de estimativas de fluxo de calor latente e sensível de dados tomados in situ com os do modelo ETA e do projeto OAFlux (Objectively Analyzed Air- Sea Fluxes). A região de estudo, Confluência Brasil-Malvinas (CBM), está localizada no Oceano Atlântico Sudoeste próxima dos 40° S de latitude. A CBM é a região de frente oceanográfica onde ocorre o encontro entre as águas quentes e salinas da Corrente do Brasil (CB), de origem tropical, e as águas frias e menos salinas da Corrente das Malvinas (CM), de origem subantártica. Essa região é uma das mais energéticas do oceano devido os fortes gradientes de TSM e alta variabilidade oceânica de mesoescala, a CBM tem um papel importante na modulação do tempo e clima das regiões sul e sudeste do Brasil. A comparação entre valores estimados de fluxos de calor latente e sensível in situ e obtidos por outras duas bases de dados diferentes tem por objetivo avaliar os valores encontrados. O modelo ETA conseguiu prever valores próximos na região da frente oceanográfica entre a CB e a CM e superestimou sobre as águas das mesmas correntes; já o projeto OAFlux obteve resultados mais satisfatórios, principalmente nos fluxos de calor sensível. Diferenças entre os fluxos de calor estimados por dados observacionais e por modelos podem ser explicadas pela diferença temporal entre as estimativas e também pelo efeito da mesoescala no oceano. Neste relatório também está representado um estudo sobre estimativas de fluxos de calor latente e sensível, utilizando os dados meteorológicos e oceanográficos coletados pelo projeto ACEx (Atlantic Ocean Carbon Experiment), na região de plataforma e parte do talude compreendida entre as latitudes das localidades de Paranaguá (PR) e Chuí (RS). Através de cinco transecto perpendiculares à costa. Os resultados demonstram que sobre as águas relativamente mais distantes da região costeira há um maior fluxo de calor e umidade para atmosfera, acarretando um maior transporte de energia. Este processo ocorre em toda área de estudo, com exceção do transecto P3 onde a incidência de um sistema frontal pode ter acarretado redução do fluxo de latente. Já na região costeira temos uma camada limite atmosférica mais estável com menores fluxos de calor do oceano para a atmosfera.
AreaSRE
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 22/07/2020 10:17 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42T55G5
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42T55G5
Idiomapt
Arquivo AlvoFernando Rossato.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)simone
atualizar 
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3B7Q8KS
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/01.18.12.49
Última Atualização2020:11.20.22.41.02 sergio
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/01.18.12.49.44
Última Atualização dos Metadados2020:11.20.22.41.03 sergio
Número do RelatórioINPE-17020-RPQ/883
Chave de CitaçãoSausenPardSaitPere:2012:AnEvIn
TítuloAnálise do evento de inundação brusca ocorrido em São Lourenço do Sul, RS, em 10 de março de 2011
ProjetoGeotecnologias para desastres naturais
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas207
Número de Arquivos2
Tamanho14820 KiB
Área de contextualização
Autor1 Sausen, Tania Maria
2 Pardi Lacruz, María Silvia
3 Saito, Silvia Midori
4 Pereira, Rodrigo da Silva
Identificador de Curriculo1 8JMKD3MGP5W/3C9JJ9M
Grupo1 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Campus Brasil/CRECTEALC
3 CEMADEN
4 GEODESASTRES-SUL CNPq/INPE-PCI
Endereço de e-Mail do Autor1 tania@dsr.inpe.br
2 lacruz@dsr.inpe.br
3 silsai@gmail.com
4 ps_drigo@yahoo.com
Endereço de e-Mailtania@dsr.inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2012-01-18 12:49:44 :: tania@ltid.inpe.br -> yolanda ::
2012-01-18 16:42:54 :: yolanda -> tania@ltid.inpe.br ::
2012-01-19 13:44:33 :: tania@ltid.inpe.br -> yolanda ::
2012-02-02 13:05:05 :: yolanda -> tania@ltid.inpe.br ::
2012-02-09 13:38:53 :: tania@ltid.inpe.br -> yolanda ::
2012-05-23 16:48:06 :: yolanda -> banon ::
2012-05-23 16:54:00 :: banon -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-05-28 12:28:11 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br ::
2012-05-28 13:23:16 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator :: -> 2012
2012-07-25 12:56:47 :: administrator -> ivone@sid.inpe.br :: 2012
2012-07-30 15:49:08 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator :: 2012
2020-04-13 14:03:30 :: administrator -> simone :: 2012
2020-11-20 22:38:57 :: simone -> sergio :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveinundação brusca, geotecnologias, São Lourenço do Sul.
ResumoEm março de 2011 o município de São Lourenço do Sul, localizado na região Sul do estado do Rio Grande do Sul, a 191 km de Porto Alegre, foi atingido por chuvas concentradas entre a noite de 09 de março e a madrugada do dia 10 que acabaram provocando um episódio de enxurrada, inundando uma parte considerável da cidade. Cerca de 20 mil pessoas foram afetadas pela inundação e em torno de 500 tiveram que aguardar por resgate no mau tempo. Oito bairros ficaram inundados, ao redor de 300 famílias acabaram ilhadas e mais de 50% da cidade, principalmente a zona urbana, ficou coberta por água entre 2,5 a 3 metros de altura. O Município decretou Situação de Calamidade Pública no dia 10 de março de 2011, por meio do decreto N$º$3437. Duas pontes da BR-116 ficaram submersas durante a madrugada do dia 10 de março, nos km 471 e 468, entre os municípios de São Lourenço do Sul e Turuçu. Este estudo tem como objetivo fazer uma análise do evento de inundação brusca ocorrida no Município de São Lourenço do Sul, e principalmente na bacia do arroio São Lourenço, no período de 09 a 11 de Março de 2011, utilizando geotecnologias. Os objetivos específicos são: identificar no município as principais características que contribuem para eventos de inundação; caracterizar as feições da bacia do arroio São Lourenço que contribuíram para o evento de inundação e avaliar os danos causados pela inundação no município de São Lourenço do Sul. O Município de São Lourenço do Sul está localizado no Sudeste do estado do Rio Grande do Sul, na margem direita da Lagoa dos Patos, na latitude de 3$1º$21'55 extquotedblright Sul e longitude de 5$1º$58'42 extquotedblright Oeste, estando a uma altitude de 19 metros. Neste estudo foram utilizadas imagens do satélite GOES 12, num total de 36 imagens, referentes ao período de 09h00min do dia 09 as 20h00min horas do dia 11 de Março de 2001; imagens LANDSAT5/TM, órbita 221 ponto 82, bandas 3, 4 e 5, de 23 de abril de 1995 e 16 de abril de 2010; mosaico extit{Landsat GeoCover da NASA} identificado como S- 22-30-2000; produto extit{ASTER GDEM} com resolução de 1 arco-segundo ($pm$ 30m), coordenadas do canto inferior esquerdo da imagem - S31W052; imagem extit{HRC/CBERS} 2B, 15$7_{-}$A/13$5_{-}$3, de 13 de abril de 2009; variáveis morfométricas (curvatura vertical, curvatura horizontal e forma de terreno) do projeto TOPODATA derivadas do SRTM; dados de campo tais como: entrevistas com os moradores afetados; pontos de GPS de medidas do nível das marcas de água em fachadas de imóveis; coordenadas das pontes afetadas pela inundação; coordenadas da localização de pluviômetros, fotografias das áreas afetadas. Foram gerados mapas para o município e a bacia do arroio são Lourenço da rede de drenagem, uso e cobertura do solo, relevo, curvatura vertical e horizontal, formas de revelo, declividade, Medidas largura do canal do arroio São Lourenço; localização das pontes afetadas pelas chuvas e localização de pluviômetros. O evento de inundação brusca ocorrido em São Lourenço do Sul teve como origem precipitações intensas e concentradas em um curto período de tempo; o uso e cobertura do solo além do relevo e da declividade, aliados as chuvas concentradas contribuíram para potencializar este evento de inundação. As perdas econômicas e sociais no município foram consideráveis, principalmente na área do turismo, uma das principais fontes de renda do município; os dados de satélite foram importantes para identificar as características do município e da bacia do arroio que contribuem para eventos de inundação brusca. ABSTRACT: In March of 2011, the city of São Lourenço do Sul, located in the south of the state of Rio Grande do Sul, 191 km from Porto Alegre, was reached by concentrated rains between the night of March $9^{th}$ and the morning of March 1$0^{th}$ that caused a flood episode, flooding a considerable part of the city. About 20 thousand people were affected by the flooding and around 500 had to wait under bad weather for rescuing. Eight districts were flooded and around 300 families were islanded and more than 50% of the city especially the urban area was covered by water between 2.5 and 3 meter high. The city declared public emergency on March 1$0^{th}$, 2011 through Decree $nº$3437. Two bridges of the BR-116 were submerged during the early morning of March 1$0^{th}$ along km 471 and km 468 between the cities of São Lourenço do Sul and Turuçu. This study aims to analyze the flash flooding occurred in the municipality of São Lourenço do Sul specially in the stream basin of São Lourenço in the period of 9 to 11 of March, 2011, using geotechnologies. The specific objectives are identify in this city the main characteristics that contribute to flood events, characterize the features of the stream basin of São Lourenço that contributed to the flooding and evaluate the damage caused by the flooding in the city of São Lourenço do Sul. The municipality of São Lourenço do Sul is located in the southeast of the Rio Grande do Sul State, in the right margin of Laguna dos Patos, latitude of S3$1º$21´55 extquotedblright and longitude of W5$1º$58´42 extquotedblright in an altitude of 19 meters. In this study were used the images of the satellite GOES 12, in a total of 36 images referring to the period of 09:00AM of March $9^{th}$ to 8:00PM of March 1$1^{th}$, 2011; LANDSAT5/TM images, path 221 row 82, bands 3, 4 and 5, of April 2$3^{rd}$ , 1995 and April 1$6^{th}$, 2010; Landsat GeoCover mosaic from NASA identifying as S-22-30-2000; extit{ASTER GDEM} product with resolution of 1 arch-second ($pm$ 30m), coordinates of the lower left corner of the image - S31W052; extit{HRC/CBERS 2B} images, 15$7_{-}$A/13$5_{-}$3, of April 1$3^{th}$, 2009, morfometric variables (vertical curvature, horizontal curvature and land shape) of the project TOPODATA derived from SRTM, field data from: interviews with the affected residents, measures of GPS points of the water marks levels on facades of buildings, coordinates of the bridges affected by the flooding, coordinates of location of pluviometers, photographs of the affected areas. Maps were generated to the São Lourenço do Sul Municipality and stream basin of São Lourenço and maps of drainage, land use and land cover, relief, vertical and horizontal curvature, land shape, declivity, measures of the width of the stream channel of São Lourenço, location of the affected bridges by flooding and location of pluviometers. The flash flooding event occurred in São Lourenço do Sul was originated by intense rainfall concentrated in a short period of time. The land use and land cover in addition to the relief and declivity allies to concentrated rain contributed to enhance the flooding event. Social and economic losses in this city were considerable, especially in tourism, one of the main source of income of the city, the satellite data were important to identify the characteristics and the stream basin that contributed to the flash flooding event.
AreaSRE
ArranjoBDMCI > Fonds > Produção > CRCRS > Análise do evento...
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas-8.pdf 22/05/2012 14:20 791.4 KiB 
Originais/Analise do evento de inunda‡ao...pdf 22/05/2012 15:52 56.8 MiB
publicacao.pdf 23/05/2012 09:25 13.9 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 18/01/2012 10:49 1.9 KiB 
TERMO DE DEPOSITO ASSINADO TANIA SAUSEN PRODUCAO.pdf 20/11/2020 19:41 569.3 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3B7Q8KS
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3B7Q8KS
Idiomapt
Arquivo AlvoTERMO DE DEPOSITO ASSINADO TANIA SAUSEN PRODUCAO.pdf
Grupo de Usuáriosivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
sergio
tania@ltid.inpe.br
Visibilidadeshown
Licença de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.10
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype creatorhistory date descriptionlevel dissemination doi edition format isbn issn label lineage mark nextedition notes orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readergroup rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)sergio
atualizar 
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42T4T6L
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.12.12
Última Atualização2020:07.22.12.12.48 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.12.12.48
Última Atualização dos Metadados2021:02.27.05.00.18 administrator
Chave de CitaçãoTrevisanSouzMuel:2012:AnDaOc
TítuloAnálise de dados oceanográficos e de comportamento animal no oceano austral obtidos a partir de plataformas de coleta de dados (pcds) instaladas em mamíferos marinhos
Ano2012
Data de Acesso27 fev. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas22
Número de Arquivos1
Tamanho1042 KiB
Área de contextualização
Autor1 Trevisan, Mariana Borba
2 Souza, Ronald Buss de
3 Muelbert, Mônica Mathias da Costa
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JJ6U
Grupo1
2 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Endereço de e-Mail do Autor1 mari.trevisan@hotmail.com
2 ronald@dsr.inpe.br
3 monica.muelbert@furg.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-22 12:12:48 :: simone -> administrator ::
2021-02-27 05:00:18 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveoceanografia, comportamento animal, Oceano Austral, Plataforma de coleta de dados, mamíferos marinhos.
ResumoEste trabalho tem como objetivo principal estudar o comportamento biológico do elefante-marinho do sul (Mirounga leonina) e sua relação com as condições oceanográficas do Oceano Austral. O estudo é feito através da instalação de plataformas de coleta de dados (PCDs) em fêmeas dessa espécie. As PCDs contêm mini-CTDs (condudivity-temperature-depth) que gravam perfis de temperatura, salinidade e pressão durante os mergulhos realizados por estes animais. Após o registro, os dados são enviados para os satélites NOAA que operam com o sistema ARGOS. Como os elefantes-marinhos do sul são animais que realizam mergulhos profundos (espécie topo de cadeia trófica do Oceano Austral), os dados obtidos pelas PCDs servem para caracterizar as massas dágua da região onde os animais se deslocam. Os dados oceanográficos e de localização usados nesse trabalho foram obtidos a partir de 24 fêmeas de elefantes-marinhos que foram equipadas com PCDs na Ilha Elefante, porção norte do arquipélago das Shetland do Sul nas proximidades da Península Antártica, Antártica, durante os verões austrais de 2008 e 2009. Os dados oceanográficos associados à posição geográfica e data foram coletados desde janeiro de 2008. Os sensores de salinidade, temperatura e pressão recolhidos pelos mini-CTDs são comparáveis a instrumentos de medição oceanográfica tradicionais, e fornecem informações importantes do meio ambiente ao mesmo tempo em que permitem o acompanhamento do comportamento destes animais com alta resolução espacial e temporal nas regiões onde trafegam. No presente momento do estudo foram escolhidas duas fêmeas instrumentadas no ano de 2008, que foram selecionadas devido às diferenças em suas rotas de exploração e forrageio. Na rota da fêmea CT 44 foram analisados 7392 perfis de mergulho e da fêmea CT 45, 9898 perfis. As fêmeas foram instrumentadas em seu período pós-muda da pelagem, a CT 44 pesava 435 kg, e transmitiu dados durante 278 dias, já a CT 45 pesava 281 kg, e transmitiu dados durante 281 dias. A CT 44 partiu da Ilha Elefante para área de forrageio na Baía Marguerite cruzando o Estreito de Bransfield. Sua média de duração de mergulho foi de 32,9 minutos, e o tempo máximo de mergulho foi de 95,25 minutos, com desvio padrão de 13,3. A média de profundidade de mergulho foi de 333,2 metros, e a profundidade máxima de 2108,8 metros, desvio padrão 144,11. A CT 45 partiu da Ilha Elefante em direção a mar aberto, possível local de forrageio, retornou meses depois para região de quebra de plataforma de gelo. A média de duração de seus mergulhos foi de 22,3 minutos, a duração máxima foi de 68,25 minutos, desvio padrão de 9,7. A profundidade média de mergulho foi de 374,9 metros, e o máximo de 1128,8 metros, desvio padrão de 243,7. Nota-se que as profundidades médias ficaram em torno de 340 m para as duas fêmeas e a duração dos mergulhos foi de 32,9 minutos para a CT 44 e 22,3 minutos para a CT 45. No trabalho de Bennett et al (2001), utilizando dados de 12 EMS instrumentados na Ilha Geórgia do Sul, as profundidades de mergulho tiveram uma média de 363 m e a duração média destes mergulhos ficou em 22,2 min. Em comparação com estes padrões, as fêmeas CT 44 e CT 45 instrumentadas na Ilha Elefante, apresentaram média de profundidade pouco abaixo da que foi vista para animais instrumentados em Geórgia do Sul. A média de tempo de mergulho da CT 45 foi semelhante, mas a média de tempo da CT 44 foi muito maior do que a vista naqueles animais, com aproximadamente 10 minutos a mais. A CT 44 partiu da Ilha Elefante e seguiu rumo à região da Baía Marguerite, seu local de forrageio. A maior média de tempo gasto em mergulho por esta fêmea se deve a maior produtividade desta região em comparação a área de forrageio em mar aberto escolhida pela CT 45. Esta diferença pode ser vista na média diária de profundidade de mergulho alcançada por cada fêmea em sua área de forrageio no mês de junho de 2008 representada pelos gráficos da figura 1. Na Figura 01 também podemos observar o ciclo diário de seus mergulhos, mais profundos durante o dia em comparação com os realizados durante a noite. Fazendo a comparação entre as rotas escolhidas pelas fêmeas concluí-se que a CT 44 encontrou maior disponibilidade de alimentos sobre a plataforma, onde é interessante mergulhar por mais tempo a procura de alimentos. Sua máxima permanência submersa superou os 90 minutos, considerado próximo do limite observado por Hindell et al., (1992).
AreaSRE
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 22/07/2020 09:12 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42T4T6L
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42T4T6L
Idiomapt
Arquivo AlvoMariana Borba Trevisan.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)simone
atualizar