Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <ref report and firstg DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR and y 2012>.
7 referências encontradas buscando em 15 dentre 15 sites.
Data e hora local de busca: 02/03/2021 17:04.
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42SPBAL
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.20.13.15
Última Atualização2020:07.20.13.15.31 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.20.13.15.31
Última Atualização dos Metadados2021:02.24.02.57.59 administrator
Chave de CitaçãoAntonioliPereBret:2012:EsEx
TítuloAnálise de padrões da desvegetação no bioma cerrado com base em mineração de dados espaciais oriundos de imagens dos sensores dos satélites LANDSAT: um estudo exploratório
Ano2012
Data de Acesso02 mar. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas37
Número de Arquivos1
Tamanho947 KiB
Área de contextualização
Autor1 Antonioli, Virginia
2 Pereira Júnior, Alfredo da Costa
3 Bretos, Ana Luísa Kalantzopoulos
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JGGQ
Grupo1
2 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de São Paulo (USP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Universidade de São Paulo (USP)
Endereço de e-Mail do Autor1 virginia.antonioli@usp.br
2 alfredo@dsr.inpe.br
3 ana.bretos@usp.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-20 13:15:31 :: simone -> administrator ::
2021-02-24 02:57:59 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chavedesvegetação, Cerrado, mineração de dados espaciais, Landsat.
ResumoAvaliação dos métodos de classificação de áreas queimadas. Devido à insuficiência de uma série de dados consistentes para a análise temporal da desvegetação no bioma cerrado, o presente trabalho direciona seu foco para as implicações metodológicas de tal análise, considerando também o fato que a partir da análise de imagens da área teste não foram encontradas áreas com desvegetação em proporções significativas. Com o constante debate sobre a ocorrência de mudanças climáticas e suas consequências, mostra-se cada vez mais a necessidade de estudos comparativos entre fisionomias naturais ao longo do tempo, e possíveis mudanças ocorridas nas mesmas. O uso do geoprocessamento e de técnicas do sensoriamento remoto para identificar tais mudanças é cada vez mais frequente, já que se mostra eficaz em englobar em uma mesma análise amplitudes de escala tanto temporal quanto espacial. Neste trabalho o objetivo foi de comparar e analisar três métodos de classificação diferentes interpretação visual, classificação automática supervisionada com o método de Máxima Verossimilhança e classificação automática segmentada e supervisionada com o método Battacharya , usados para mapear as áreas queimadas no Parque Estadual do Jalapão, área de proteção com 159 mil hectares localizada a leste do estado de Tocantins, no bioma Cerrado. O ano escolhido foi 2010 quando houve a ocorrência do fenômeno El Niño, que causou grande influência no clima brasileiro e teve como consequência um aumento na frequência e área das queimadas na região. Após a classificação utilizando os diferentes métodos foi possível concluir que: 1) a classificação depende da acurácia visual e experiência do intérprete e pode levar a erros de omissão e demanda mais tempo em relação aos outros métodos, não sendo indicada para grandes séries temporais; 2) a classificação pelo método de Máxima Verossimilhança é um processo relativamente rápido, mas para o mapeamento de áreas queimadas apresentou alta frequência de confusão com rios, sombras e solos expostos de origem antrópica; 3) e o método Battacharya com uso da segmentação apresentou-se mais laborioso e cometeu o mesmo tipo de erros que o método de Máxima Verossimilhança, apesar de ser esperado que tivesse maior acurácia por ser uma combinação de dois processos de identificação de objetos na imagem.
AreaSRE
Arranjo
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 20/07/2020 10:15 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42SPBAL
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42SPBAL
Idiomapt
Arquivo AlvoVirginia Antonioli.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ER446E
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42T62RS
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.18.13
Última Atualização2020:07.22.18.13.17 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.18.13.17
Última Atualização dos Metadados2021:02.24.02.58.00 administrator
Chave de CitaçãoBretosPereAnto:2012:AnTeQu
TítuloAnálise temporal das queimadas no Parque Estadual do Jalapão, Tocantins, de 1997 a 2011
Ano2012
Data de Acesso02 mar. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas39
Número de Arquivos1
Tamanho891 KiB
Área de contextualização
Autor1 Bretos, Ana Luisa Kalantzopoulos
2 Pereira Júnior, Alfredo Costa
3 Antonioli, Virginia
Grupo1
2 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de São Paulo (USP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Universidade de São Paulo (USP)
Endereço de e-Mail do Autor1 ana.bretos@usp.br
2 alfredo@dsr.inpe.br
3 virginia.antonioli@usp.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-22 18:13:17 :: simone -> administrator ::
2021-02-24 02:58:00 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chavequeimadas, Parque Estadual do Jalapão.
ResumoO presente trabalho é um estudo do bioma Cerrado, que quantifica a incidência de queimadas no período de 1997 a 2011 através da classificação digital de imagens do satélite landsat 5, no software livre SPRING. Um padrão de incidência de fogo é um dado fundamental para o manejo do fogo em ecossistemas sujeitos a queimas periódicas como os do Cerrado, mas os estudos são escassos nesse bioma. A área de estudo foi o Parque Estadual do Jalapão com 1.589 km2, criado em Janeiro/2001 no estado do Tocantins, junto com uma zona de amortecimento de 7,3 km. As áreas queimadas foram estimadas para dois períodos: início da estação seca (IES) e final da estação seca (FES) e para inferir o padrão de sazonalidade do fogo o intervalo de 1997-2011 foi dividido em quatro períodos: 1997-2002 (período 1); 2004-2008 (período 2); 2009-2011 (período 3); 2004-2011 (período 4). A partir desta análise foi possível observar maiores áreas queimadas no período final da estação seca no intervalo de 2004-2011 (período 4). Essa mudança seria prejudicial ao ambiente porque os fogos no início da seca fragmentam a paisagem e previnem os fogos tardios que são mais severos e prejudiciais à vegetação devido a maior extensão, intensidade e velocidade. É intrínseca à área de estudo atividades econômicas relacionadas ao extrativismo, principalmente artesanato feito com capim dourado, cuja colheita é dependente da queima prévia de áreas onde este incide. Discute-se então, possíveis relações entre as atividades realizadas na área e as mudanças no regime do fogo observadas na análise, além de conflitos no manejo do fogo no PEJ.
AreaSRE
Arranjo
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 22/07/2020 15:13 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42T62RS
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42T62RS
Idiomapt
Arquivo AlvoAna Luisa Kalantzopoulos Bretos.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ER446E
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber resumeid rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42SFES5
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.18.14
Última Atualização2020:07.18.18.14.14 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.18.18.14.14
Última Atualização dos Metadados2021:02.24.02.57.58 administrator
Chave de CitaçãoMarcondesKamp:2012:MaInSu
TítuloMapeamento de indicadores de sustentabilidade do litoral de São Paulo
Ano2012
Data de Acesso02 mar. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas80
Número de Arquivos1
Tamanho1911 KiB
Área de contextualização
Autor1 Marcondes, Raquel Aparecida Barros
2 Kampel, Milton
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHTG
Grupo1
2 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 raquel@dsr.inpe.br
2 milton@dsr.inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-18 18:14:14 :: simone -> administrator ::
2021-02-24 02:57:58 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveIndicadores, Desenvolvimento Sustentável, Zona Costeira da Baixada Santista e Litoral Sul de São Paulo.
ResumoHá atualmente uma necessidade de um mapeamento da zona costeira de forma mais eficaz para melhorar as políticas públicas, devido ao impacto que essas áreas têm sofrido ao longo do tempo. A zona costeira de São Paulo teve um crescimento populacional de 7,5 vezes entre 1940 e 2000. Este crescimento pode ser atribuída a vários fatores. No entanto, sem um planejamento adequado, o impacto ambiental pode se tornar irreversível. A utilização de indicadores ambientais podem simplificar a representação de fenômenos complexos, reconhecendo as forças que atuam sobre o ecossistema e proporcionar a comunicação de informação importante para os planos de gestão. Foram estudados os 36 municípios do litoral do estado de São Paulo : Ubatuba, Caraguatatuba , Ilha bela , São Sebastião ,Bertioga, Santos, Guarujá, São Vicente, Praia Grande, Cubatão, Itanhaém, Mongaguá , Peruíbe, Ilha Comprida, Iguapé e Cananéia, Apiaí, Barra do Chapéu, Barra do Turvo, Cajati, Eldorado, Iporanga, Itaóca, ItapirapuãPaulista, Itariri, Jacupiranga, Juquiá, Juquitiba, Miracatu, Pariquera-Açu, Pedro de Toledo, Registro, Ribeira, São Lourenço da Serra, Sete Barras e Tapiraí. Os 47 parâmetros usados neste trabalho foram obtidos de diversas instituições públicas como IBGE, Embrapa, Instituto Florestal, Municípios, IPEA, SEAP, SMA e SABESP. Estes parâmetros temáticos foram agregados para obter indicadores do setor em seis dimensões: espacial, cultural, econômica, ecológica, social e político. Os dados foram normalizados para calcular um índice de impacto antropogénico (IGIA) no nível municipal. Este índice é usado como uma métrica para comparações na região de estudo. Os resultados são apresentados como gráficos, tabelas e mapas devem ser divulgados na internet de forma interativa. A base de dados pode também ser atualizada dinamicamente, a extensão em que os novos valores dos parâmetros usados são obtidos. A aplicação de indicadores de desenvolvimento sustentável proposto neste trabalho permitiu gerar um diagnóstico da zona costeira de SP, mostrando as áreas consideradas de maior risco e aqueles com oportunidades para o desenvolvimento regional. A cidade de Caraguatatuba apresentou a maior IGIA e Iporanga o menor índice geral.
AreaSRE
Arranjo
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 18/07/2020 15:14 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42SFES5
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42SFES5
Idiomapt
Arquivo AlvoRaquel Aparecida Barros Marcondes.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ER446E
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42SPAHL
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.20.13.06
Última Atualização2020:07.20.13.06.12 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.20.13.06.12
Última Atualização dos Metadados2021:02.24.02.57.58 administrator
Chave de CitaçãoMeloCost:2012:EsEx
TítuloAnálise de padrões da antropização na região da Estação Ecológica Uruçuí-Una, Piauí, bioma cerrado, no período de 2001-2010, com base em imagens de sensores orbitais: um estudo exploratório
Ano2012
Data de Acesso02 mar. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas34
Número de Arquivos1
Tamanho947 KiB
Área de contextualização
Autor1 Melo, Walkiria Lacerda Silveira de
2 Costa Junior, Alfredo Pereira da
Grupo1
2 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de Taubaté (UNITAU)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 walkiria@dsr.inpe.br
2 alfredo@dsr.inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-20 13:06:12 :: simone -> administrator ::
2021-02-24 02:57:58 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveantropização, Estação Ecológica Uruçuí-UNA, cerrado, sensores orbitais.
ResumoO presente estudo teve como objetivo analisar a antropização e a efetividade da proteção ambiental na Estação Ecológica Uruçuí-Una, sudoeste do Piauí, e no seu entorno. O trabalho teve como base a interpretação visual de imagens dos sensores dos satélites da série Landsat do período de 2001 a 2010. O mapeamento das áreas desmatadas e queimadas foi desenvolvido com uso de ferramentas de geoprocessamento no software SPRING. Os resultados mostraram que se queimou até 47% da área da Estação, com picos de áreas queimadas nos anos de 2004 (37%), 2007 (27%) e 2010 (47%). Os desmatamentos tiveram um aumento até o período 2008/2009 no entorno, mas não no interior da Estação que ficou estável em cerca de 1%. Concluímos que a ESECUU não possui total efetividade como área de proteção ambiental do bioma Cerrado principalmente pela ocorrência de extensas queimadas antrópicas dentro e fora da Estação e pelos desmatamentos no entorno. Esses processos antrópicos são provavelmente causados por atividades agropecuárias de comunidades familiares que ainda vivem em seu interior e no entorno e por atividades de implantação de culturas e pastagens por agricultores e pecuaristas empresariais no entorno.
AreaSRE
ArranjoBDMCI > Fonds > Produção > DIDSR > Análise de padrões...
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 20/07/2020 10:06 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42SPAHL
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42SPAHL
Idiomapt
Arquivo AlvoWalkiria Lacerda Silveira de Melo.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ER446E
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber resumeid rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3CH93C8
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/08.29.15.46
Última Atualização2012:10.08.12.22.06 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/08.29.15.46.47
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.12.55 administrator
Número do RelatórioINPE-17079-RPQ/886
Chave de CitaçãoRudorffCASAPLACGRPMSMPCMVSLA:2012:IdÁrPr
TítuloIdentificação de áreas de preservação permanente ciliares a partir das feições da paisagem e imagens de sensoriamento remoto em regiões produtoras de cana-de-açúcar no estado de São Paulo
ProjetoMapeamento agroambiental por imagens de sensoriamento remoto
Ano2012
Data de Acesso02 mar. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas66
Número de Arquivos1
Tamanho2900 KiB
Área de contextualização
Autor 1 Rudorff, Bernardo Friedrich Theodor
 2 Crepani, Edison
 3 Aguiar, Daniel Alves de
 4 Santos, Juliana Silveira dos
 5 Adami, Marcos
 6 Palmeira, Alessandro Ferraz
 7 Luz, André Moscardo Salles Almeida
 8 Alves, Claudia Durand
 9 Corrêa, Daniela Brandão
10 Goltz, Elisabeth
11 Risso, Joel
12 Paula, Juliano Vieira de
13 Medeiros, Jussara Starling de
14 Silva, Jordano Egon dos Santos
15 Macedo, Letícia Andreucci
16 Pereira, Madalena Niero
17 Carvalho, Magog Araújo de
18 Mello, Márcio Pupin de
19 Varlez, Marco Aurélio Santos
20 Sousa, Rita de Cassya Almeida
21 Lima, Suely Franco Siqueira de
22 Aulicino, Tânia L. I. Nakaya
Identificador de Curriculo 1 8JMKD3MGP5W/3C9JGKP
 2 8JMKD3MGP5W/3C9JGU9
 3
 4
 5
 6
 7
 8
 9
10
11
12
13
14
15
16 8JMKD3MGP5W/3C9JHNH
Grupo 1 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 2 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 3 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 4 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 5 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 6 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 7 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 8 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 9 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
10 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
11 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
12 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
13 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
14 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
15 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
16 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
17 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
18 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
19 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
20 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
21 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
22 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação 1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 4 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 5 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 6 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 7 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 8 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 9 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
10 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
11 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
12 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
13 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
14 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
15 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
16 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
17 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
18 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
19 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
20 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
21 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
22 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor 1 bernardo@dsr.inpe.br
 2 crepani@dsr.inpe.br
 3 daniel@dsr.inpe.br
 4 julianas@dsr.inpe.br
 5 adami@dsr.inpe.br
 6 palmeira@ltid.inpe.br
 7
 8
 9
10
11
12
13 starling@dsr.inpe.br
14
15
16 madalena@ltid.inpe.br
17 magogaraujo@gmail.com
18 mello@dsr.inpe.br
19 marco@dsr.inpe.br
20
21
22 litsue@dsr.inpe.br
Endereço de e-Mailjuliana.silveiradossantos@gmail.com
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2012-08-29 15:48:46 :: juliana.silveiradossantos@gmail.com -> yolanda ::
2012-09-05 11:37:12 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-09-05 11:57:28 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br ::
2012-09-19 19:56:11 :: ivone@sid.inpe.br :: -> 2012
2012-09-20 13:06:47 :: ivone@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com :: 2012
2012-09-20 14:46:15 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br :: 2012
2012-09-20 19:06:32 :: ivone@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com :: 2012
2012-09-21 11:58:00 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br :: 2012
2012-10-04 19:23:44 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator :: 2012
2012-10-08 12:11:25 :: administrator -> ivone@sid.inpe.br :: 2012
2012-10-08 12:19:02 :: ivone@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com :: 2012
2012-10-08 12:23:38 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br :: 2012
2012-10-11 13:25:43 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator :: 2012
2018-06-05 04:12:55 :: administrator -> :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveSensoriamento remoto, áreas de preservação permanente ciliares, cana-de-açúcar.
AreaSRE
ArranjoINPE > Produção > DIDSR > Identificação de áreas...
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 08/10/2012 08:44 777.2 KiB 
Originais/RELATàRIO_APPS_Final_ENTREGUE.doc 04/09/2012 10:49 22.1 MiB
Originais/RELATàRIO_APPS_Final_ENTREGUE.pdf 04/09/2012 13:21 4.7 MiB
publicacao.pdf 08/10/2012 08:45 2.8 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 29/08/2012 12:46 1.7 KiB 
autorizacao.pdf 05/09/2012 08:54 1.7 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3CH93C8
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3CH93C8
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
ivone@sid.inpe.br
juliana.silveiradossantos@gmail.com
lmanacero@yahoo.com
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
ivone@sid.inpe.br
juliana.silveiradossantos@gmail.com
lmanacero@yahoo.com
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ER446E
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosabstract archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory date descriptionlevel dissemination doi edition format isbn issn label lineage mark nextedition notes orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42T53PE
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.12.56
Última Atualização2020:07.22.12.56.51 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.12.56.51
Última Atualização dos Metadados2021:02.24.02.57.59 administrator
Chave de CitaçãoSantosKampGaetPomp:2012:AnReMa
TítuloAnálise da reflectância marinha na região costeira de Ubatuba, litoral norte de São Paulo
Ano2012
Data de Acesso02 mar. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas53
Número de Arquivos1
Tamanho2781 KiB
Área de contextualização
Autor1 Santos, João Felipe Cardoso dos
2 Kampel, Milton
3 Gaeta, Salvador Airton
4 Pompeu, Mayza
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHTG
Grupo1
2 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de São Paulo (USP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Universidade de São Paulo (USP)
4 Universidade de São Paulo (USP)
Endereço de e-Mail do Autor1 joaofelipe.iousp@gmail.com
2 milton@dsr.inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-22 12:56:51 :: simone -> administrator ::
2021-02-24 02:57:59 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveReflectância, Ubatuba (SP), Sensoriamento Remoto, Oceanografia.
ResumoOs constituintes opticamente ativos da água do mar possuem características ópticas que concedem diferentes cores ao oceano, podendo ser analisados remotamente pela reflectância marinha na faixa de luz visível dentro ou sobre a água. Nos casos de águas oceânicas abertas do Caso1 a concentração dos componentes opticamente ativos mantém-se praticamente constante ao longo do tempo, fazendo com que os sensores orbitais funcionem bem nestas condições. Onde os constituintes ópticos sofrem maiores interferências, como é o caso das regiões costeiras do Caso2 efeitos antropogênicos, aporte de matéria orgânica e inorgânica, mudanças na direção e intensidade do vento fazem necessária a aquisição de dados oceanográficos complementando as medidas radiométricas e auxiliando a análise da reflectância marinha em entender melhor os processos envolvidos na região litorânea. A aquisição destes dados fundamentais para interpretação do sensoriamento remoto das águas costeiras é realizada através da rede de observações ANTARES, relacionando a reflectância marinha, medida por meio de radiômetros, com os dados oceanográfico, e imagens de satélite. Para identificar quais fatores alteram a concentração dos constituintes da água do mar objetivou-se analisar os constituintes biópticos da água e também simular as bandas de leitura dos sensores orbitais para comparar os valores de clorofila-a obtidos com os algoritmos empíricos e os analisados fluorimetricamente. Cada sensor agrupou as estações de coleta de uma maneira diferente que não se correlacionam com as estações do ano, reforçando os estudos que dizem que a região é influenciada por eventos locais. Existe somente no verão e inverno uma característica mais determinante de cor do oceano. O melhor desempenho das versões OC3M, OC3E e OC3S ainda é o mesmo do relatório anterior. Neste ano analisando também os dados do sensor MODIS/Aqua este apresentou melhor desempenho que os algoritmos. Essa pesquisa deverá auxiliar o desenvolvimento e validação de algoritmos da cor do oceano para o litoral de Ubatuba.
AreaSRE
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 22/07/2020 09:56 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42T53PE
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42T53PE
Idiomapt
Arquivo AlvoJoão Felipe Cardoso dos Santos.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ER446E
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)simone
atualizar 
Área de identificação
Tipo de ReferênciaReport
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42T5UMP
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.17.59
Última Atualização2020:07.22.17.59.47 simone
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.22.17.59.47
Última Atualização dos Metadados2021:02.24.02.58.00 administrator
Chave de CitaçãoSilvaNova:2012:DiSóMi
TítuloDiagnóstico sócio-ambiental da micro bacia Quiriim-Puruba, município de Ubatuba-SP
Ano2012
Data de Acesso02 mar. 2021
TipoRPQ
Número de Páginas43
Número de Arquivos1
Tamanho1872 KiB
Área de contextualização
Autor1 Silva, Bruna dos Santos
2 Novaes Júnior, René Antonio Novaes
Grupo1
2 DSR-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de Taubaté (UNITAU)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 brunas@dsr.inpe.br
2 rene@dsr.inpe.br
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Histórico2020-07-22 17:59:47 :: simone -> administrator ::
2021-02-24 02:58:00 :: administrator -> simone :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveGeotecnologias, Bacia Hidrográfica, Planejamento.
ResumoA bacia hidrográfica é considerada uma unidade espacial básica de estudo por constituir-se, pelo menos do ponto de vista físico, num sistema de mais fácil identificação e levantamento de suas variáveis, propiciando desta forma embasamento a uma análise mais sistêmica e integrada. Levando esses fatores em consideração, a utilização das técnicas de geoprocessamento têm se difundido casa vez mais como uma ferramenta importante na sistematização e disposição das informações de determinadas áreas, em representações nos formatos raster, vetoriais ou cadastrais em, um banco de dados geo referenciado possibilitando desta maneira rápido cruzamento e manipulação desses dados. O trabalho consiste na utilização de geotecnologias no desenvolvimento de um diagnostico sócio - ambiental da micro - bacia Quiririm - Puruba, situada em Ubatuba (SP), sendo em área a segunda maior micro bacia da UGRHI do Litoral Norte e identificada no relatório da Fehidro como a mais preservada do município, constituindo-se portanto em prioritária manutenção dessa conservação. Fatores como crescimento desordenado, tratamento insuficiente de esgoto, especulação imobiliária principalmente em detrimento de atividade turística, zonas de intervenção antrópica mesmo em áreas dentro da unidade de conservação, deflagram a importância da pesquisa e gestão com o objetivo de um melhor relacionamento entre o espaço analisado e as populações diretamente envolvidas. O trabalho está sendo realizado através de levantamento bibliográfico, análise de imagens de satélite, cartas topográficas, informações cadastrais e trabalhos de campo para a aplicação de questionário sócio econômico e posterior cruzamento das informações, culminando em mapas temáticos e o diagnóstico sócio ambiental da micro bacia, objeto de pesquisa.
AreaSRE
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 22/07/2020 14:59 1.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP3W34R/42T5UMP
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP3W34R/42T5UMP
Idiomapt
Arquivo AlvoBruna dos Santos Silva.pdf
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ER446E
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Área de notas
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label lineage mark nextedition orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber resumeid rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)simone
atualizar