Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <ref report and not secondaryty TAE and firstg DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR and y 2014>.
3 referências encontradas buscando em 15 dentre 15 sites.
Data e hora local de busca: 23/10/2020 03:15.
Tipo da ReferênciaReport
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42R6HBB
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.10.13.54
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.10.13.54.30
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoConceiçãoAmarFisc:2014:DiPoPa
Autor1 Conceição, Mariana Cavalcanti da
2 Amaral, Silvana
3 Fisch, Simey Thury Vieira
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JJ8Q
Grupo1
2 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de Taubaté (UNITAU)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Universidade de Taubaté (UNITAU)
Endereço de e-Mail do Autor1 mariana.cdac@gmail.com
2 silvana@dpi.inpe.br
TítuloDistribuição potencial de palmeiras (Arecaceae) no estado de São Paulo em cenários de aquecimento global
Ano2014
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Palavras-Chavepalmeiras, Arecaceae, registro de ocorrência de espécies, modelagem de distribuição potencial, mudanças climáticas.
ResumoAs palmeiras, plantas da família Arecaceae, são de ampla ocorrência nas regiões de clima tropical, sendo sensíveis a mudanças de temperatura, podendo ser utilizadas como bioindicadoras em estudos relacionados às mudanças climáticas. Esse trabalho tem por objetivo mapear a distribuição potencial atual de palmeiras nativas do estado de São Paulo e em cenários futuros de aquecimento global. Nessa primeira etapa do projeto foi elaborado um banco de dados com a ocorrência de palmeiras nativas dos biomas Mata Atlântica e Cerrado. Esses dados foram obtidos do Herbário Virtual da Flora e dos Fungos do INCT, com acesso no dia 09 de abril de 2014, e a partir de uma tabela de Levantamento Quantitativo do Pesquisador Eduardo Cabral Gomes do Instituto de Botânica do Estado de São Paulo. Foram selecionados apenas os registros que apresentaram informações das coordenadas geográficas de latitude e longitude originais, verificadas com auxílio do sistema Google Earth, para eliminar registros com erros de localização. As espécies com mais de 10 registros foram inseridas em banco de dados geográfico (TerraView) para se visualizar a distribuição atual dessas espécies. Das 33 espécies originais, apenas nove de Mata Atlântica e uma de Cerrado apresentaram registros suficientes para serem utilizadas nos experimentos de modelagem. A espécie com maior número de registros foi Syagrus romanzoffiana (Cham.) Glassman (35) e a com menos registros foi Lytocaryum hoehnei (Burret) Toledo (06). Após esta primeira fase de aquisição de dados e organização das informações, serão obtidos os dados ambientais e os procedimentos de modelagem e distribuição dessas espécies para descrever a distribuição original e exercícios simulando cenários climáticos futuros.
Número de Páginas17
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
TipoRDP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
AreaSRE
Tamanho202 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoMariana Cavalcanti da Conceicao.pdf
Última Atualização2020:07.10.13.54.30 urlib.net/www/2017/11.22.19.04 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.10.13.54.30 urlib.net/www/2017/11.22.19.04 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Estágio do Documentonot transferred
Permissão de Leituraallow from all
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 10/07/2020 10:54 1.7 KiB 
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label language lineage mark nextedition nexthigherunit orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
Tipo da ReferênciaReport
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GSJS3L
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.21.13.24
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.21.13.24.53
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Número do RelatórioINPE-17457-RPQ/907
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoDal´AstaSPSRSEBACD:2014:PoInSe
Autor 1 Dal´Asta, Ana Paula
 2 Souza, Anielli Rosane de
 3 Pinho, Carolina Moutinho Duque de
 4 Soares, Fernanda da Rocha
 5 Rego, Genilson Fernando de Jesus
 6 Siqueira, Juliana Mota de
 7 Escada, Maria Isabel Sobral
 8 Brigatti, Newton
 9 Amaral, Silvana
10 Camilotti, Vagner Luis
11 Dória, Vinicius Etchebeur Medeiros
Identificador de Curriculo 1
 2
 3
 4
 5
 6
 7 8JMKD3MGP5W/3C9JHRG
 8
 9 8JMKD3MGP5W/3C9JJ8Q
Grupo 1 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 2 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 3 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 4 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 5
 6 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 7 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 8 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
 9 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
10 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
11 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação 1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 4 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 5 INPA - Núcleo de Apoio a Pesquisa
 6 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 7 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 8 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
 9 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
10 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
11 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor 1 anapdalasta@dpi.inpe.br
 2 anielli@dpi.inpe.br
 3 cmdpinho@gmail.com
 4 frnnda@yahoo.com.br
 5 genilsonstm@gmail.com
 6 siqueira@dpi.inpe.br
 7 isabel@dpi.inpe.br
 8 brigatti_n@yahoo.com.br
 9 silvana@dpi.inpe.br
10 vagner.camilotti@gmail.com
11 viniciusdoria@dsr.inpe.br
TítuloAs comunidades de terra firme do sudoeste do Pará: população, infraestrutura, serviços, uso da terra e conectividades
Ano2014
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Palavras-Chaveurbano extensivo, sudoeste do Pará, comunidades, serviços, conectividade.
ResumoEste relatório apresenta a metodologia de coleta de dados e a descrição inicial dos resultados obtidos no trabalho de campo com comunidades de terra firme na região do Distrito Florestal Sustentável da BR-163, sudoeste do Pará. Realizado no período de 06 a 26 de setembro de 2013, esse trabalho complementa e reproduz parcialmente os levantamentos de campo realizados nas comunidades ribeirinhas do Tapajós e Arapiuns em 2009 e 2012, respectivamente. A área de estudo apresenta diferentes tipos de ocupação e contextos como a presença de Unidades de Conservação, Projetos de Assentamento, áreas de garimpo, de agricultura familiar, de pecuária e de produção de grãos. Três percursos foram percorridos: de Itaituba a Uruará pela Transamazônica; de Itaituba a Novo Progresso pela BR-163 e Transgarimpeira; e a região de Santarém, Belterra e Mojuí dos Campos. A partir de entrevistas com informantes chaves e questionários semiestruturados 55 comunidades foram inventariadas. Foram abordadas questões relacionadas às características sociodemográficas, infraestrutura, saúde e educação, uso da terra e uso de recursos florestais. Foram realizados descrições e registros fotográficos sobre a infraestrutura das localidades. As comunidades e sedes dos municípios foram também mapeadas com dados de sensoriamento remoto e caracterizadas quanto aos seus limites e organização espacial interna. Para avaliar o refinamento do TerraClass 2010, foram avaliados pontos em campo referentes à classe urbana, observando-se confusões da ordem de 2% no mapeamento e imprecisão no limite dos polígonos. Os resultados indicam diferenças das comunidades visitadas de acordo com o contexto geográfico e com o histórico de formação. De modo geral, as comunidades distantes das estradas principais e das sedes dos municípios apresentam infraestrutura e serviços mais precários do que as que estão próximas às cidades e estradas, e assim estabelecem uma relação de dependência mais forte com outros núcleos populacionais e cidades. O aumento da escolaridade e a procura por emprego são fatores que influenciam a mobilidade da população, bem como atividades de melhoria de infraestrutura como a construção de hidrelétricas, pavimentação da BR-163 e atividades mineração. As mudanças no uso da terra, como o plantio mecanizado de grãos e o avanço da pecuária no sul do estado, produzem efeitos nos regimes de terras, na economia e na mobilidade. A análise específica dos diferentes aspectos levantados no campo será realizada em pesquisas posteriores. Os resultados desse trabalho serão comparados com os dados obtidos para as comunidades ribeirinhas, contribuindo para o melhor entendimento das relações de conectividade das localidades e estudos das redes urbanas do sudoeste paraense. ABSTRACT: This report presents data collection methodology and initial results description for the fieldwork carried out from September 06 th to 26 th, 2013, at terra firme (mainland) communities in the Sustainable Forest District BR-163, southwestern Pará. This work complements and partially reproduces field surveys conducted at riverine communities of the Tapajós and Arapiuns Rivers in 2009 and 2012, respectively. The study area presents different types of occupations and land use contexts, such as: protected areas, settlement projects, mining areas, family farms, livestock and grain production farms. Three regions were surveyed: from the municipality of Itaituba to Uruará, by the Transamazonia road; from Itaituba to Novo Progresso, by BR-163 and Transgarimpeira roads, and the municipalities of Santarém, Belterra and Mojuí dos Campos by local roads. We surveyed 55 communities by interviewing key informants, using semi-structured questionnaires that contained questions related to: sociodemographic characteristics, community infrastructure, health and education services, land cover and the use of forest resources. Local infrastructure was characterized by descriptions and photograph records. From remote sensing data, the limits and internal spatial organization of each community and cities were also mapped and checked in the field. Descriptions Points referred as urban class at TerraClass 2010 mapping were also verified in the field, resulting in slight class confusion, around 2%, and some the inaccuracy of polygons borders. The results stressed differences between communities according to geographical context and its historical background. In general, remote communities, far from main roads and municipality centers, presented precarious infrastructure and services, and thus, they establish a strong dependence relationship with other settlements and cities. Searching for higher education level and jobs are factors that influence the population mobility, as well as infrastructure improvement activities such as reservoir constructions, roads paving (as in course for BR-163 road) and mining activities. Land use and land cover changes, e.g. mechanized grain production and the improvement of livestock production in the southern state, have effects on land tenure, communities economy and population mobility. Detailed analysis of these field results will be carried out in future and specific research activities. The findings will also be compared with the riverine communities characterizations, contributing to a better understanding of the relationships between communities and its connectivity to urban networks in the southwest of Pará.
Número de Páginas96
Idiomapt
TipoRPQ
AreaSRE
ProjetoUrbis Amazônia
Tamanho3398 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Última Atualização2014:11.03.17.52.25 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator
Última Atualização dos Metadados2020:04.29.13.33.48 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailisabel@dpi.inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosadministrator
isabel@dpi.inpe.br
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
isabel@dpi.inpe.br
silvana@dpi.inpe.br
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.10
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Permissão de Leituraallow from all
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EQCCU5
8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta source
originais/20082014_RPQ_Campo2013.pdf 03/11/2014 14:10 2.8 MiB
originais/@4primeirasPaginas-14.pdf 03/11/2014 13:59 338.1 KiB 
originais/CAPA.docx 03/11/2014 13:58 56.1 KiB 
Conteúdo da Pasta agreement
autorizacao.pdf 03/11/2014 15:52 559.8 KiB 
Histórico2014-08-21 13:37:44 :: isabel@dpi.inpe.br -> yolanda ::
2014-11-03 17:55:29 :: yolanda -> tereza@sid.inpe.br ::
2014-11-03 18:18:04 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2014
2014-11-03 18:45:26 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2014
2020-04-29 13:33:48 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory date descriptionlevel dissemination doi edition format isbn issn label lineage mark nextedition notes orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaReport
Identificador8JMKD3MGP3W34R/42QM9KP
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.07.18.44
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2020/07.07.18.44.08
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoMoraisOrtiRosi:2014:EsAvÁr
Autor1 Morais, Rodolfo
2 Ortiz, Jussara de Oliveira
3 Rosim, Sérgio
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHKL
3 8JMKD3MGP5W/3C9JJ8E
Grupo1
2 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
3 DPI-OBT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de Taubaté (UNITAU)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 rodolfords@outlook.com
2 jussara@dpi.inpe.br
3 sergio@dpi.inpe.br
TítuloEstudo e avaliação de áreas de proteção ambiental na região da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul
Ano2014
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Palavras-ChaveÁrea de Proteção Ambiental, Rio Paraíba do Sul.
ResumoEsse trabalho apresenta os resultados preliminares da pesquisa de Iniciação Científica que visa estabelecer uma metodologia para avaliação de Áreas de Proteção Ambiental (APA) na Bacia do rio Paraíba do Sul, Estado de São Paulo. Neste trabalho as APA são definidas por pontos de captação de água considerados de interesse para uma cidade. Estes pontos de captação de água foram demarcados pelo núcleo de São José dos Campos do Instituto Chico Mendes para Biodiversidade-ICMBIO. A parte central deste trabalho é fazer a delimitação das APA, partindo de uma rede drenagem que será delimitada automaticamente pelo sistema TerraHidro, considerando os pontos de captação dentro das APA selecionadas. Quatro pontos de captação foram escolhidos e vão definir as APA formadas pelas bacias hidrográficas dos rios Guaratinguetá, Una, Bocaina e Vermelho. Para reconhecimento dos padrões de uso do solo dentro de cada APA, imagens do satélite RapidEye serão classificadas automaticamente usando o sistema de informações geográficas SPRING. No estágio atual do trabalho os limites das quatros APA selecionadas já foram delimitados e a APA Rio Uma está em fase de classificação. O banco de dados espaciais está em desenvolvimento no SPRING e possibilitará análises espaciais que permitam inferir sobre algumas condições ambientais, em relação aos possíveis poluentes, no entorno da área de captação de água da cidade para indicar se intervenções são necessárias a fim de garantir que a qualidade da água seja adequada às necessidades de consumo humano.
Número de Páginas28
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
TipoRDP
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
AreaSRE
Tamanho1981 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoRodolfo Morais.pdf
Última Atualização2020:07.07.18.44.08 urlib.net/www/2017/11.22.19.04 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.07.18.44.08 urlib.net/www/2017/11.22.19.04 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhourlib.net/www/2017/11.22.19.04.03
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Estágio do Documentonot transferred
Permissão de Leituraallow from all
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 07/07/2020 15:44 1.7 KiB 
Campos Vaziosarchivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition format isbn issn label language lineage mark nextedition nexthigherunit orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup reportnumber rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar