Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <ref thesis and course AST and gr *SPG-INPE* and date 2012>.
9 referências encontradas buscando em 15 dentre 15 sites.
Data e hora local de busca: 27/02/2021 10:19.
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3D7EQNH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/12.13.13.01
Última Atualização2013:03.15.14.26.44 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/12.13.13.01.35
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.13.30 administrator
Chave SecundáriaINPE-17135-TDI/1990
Chave de CitaçãoAlmeida:2012:VaInEc
TítuloVariações nos instantes de eclipse de sistemas binários no contexto de exoplanetas
Título AlternativoEclipse timing variations of binary systems in the exoplanet context
CursoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2012
Data2012-12-21
Data de Acesso27 fev. 2021
Tipo da TeseTese (Doutorado em Astrofísica)
Número de Páginas111
Número de Arquivos1
Tamanho5671 KiB
Área de contextualização
AutorAlmeida, Leonardo Andrade de
GrupoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaRodrigues, Cláudia Vilega (presidente)
Jablonski, Francisco José (orientador)
Válio, Adriana Benetti Marques
Baptista, Raymundo
Pereira, Marildo Geraldête
Endereço de e-Mailleonardo@das.inpe.br
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2012-12-13 13:02:50 :: leonardo@das.inpe.br -> yolanda ::
2012-12-21 12:05:52 :: yolanda -> leonardo@das.inpe.br ::
2013-02-18 19:07:59 :: leonardo@das.inpe.br -> yolanda ::
2013-02-20 19:21:52 :: yolanda -> administrator ::
2013-03-14 19:51:55 :: administrator -> yolanda@sid.inpe.br ::
2013-03-15 13:15:58 :: yolanda@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-03-15 14:27:33 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-03-21 13:06:34 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2012
2013-03-21 13:07:00 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2012
2018-06-05 04:13:30 :: administrator -> :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveExoplanetas, Sistemas binários, Parâmetros fundamentais, QS Vir, WASP-4b, NSVS 14256825, exoplanets, binary systems, fundamentals, QS Vir, WASP-4b, NSVS 14256825.
ResumoUm dos mais importantes objetivos da pesquisa em exoplanetas é detectar e caracterizar planetas nos mais variados ambientes, com ênfase em planetas similares à nossa Terra, localizados na zona habitável de suas estrelas hospedeiras. A detecção e a caracterização desses objetos permitem refinar os modelos teóricos sobre a formação e evolução planetária. Com quase 300 exoplanetas descobertos pelo método dos trânsitos fotométricos, a técnica de se monitorar variações nos instantes de trânsito tem grande potencial para permitir a detecção de planetas adicionais. A técnica consiste em medir com precisão os instantes dos trânsitos e verificar se os resíduos obtidos a partir do ajuste de uma efeméride linear, apresentam variações que indiquem a presença de componentes adicionais interagindo com o sistema. Essa mesma técnica pode, e tem sido aplicada há várias décadas à sistemas binários eclipsantes. Nesta tese, utilizamos essa técnica para estudar dois sistemas binários, QS Vir e NSVS 14256825, e o sistema planetário WASP-4. Dados fotométricos dos três sistemas foram obtidos usando as facilidades do Observatório do Pico dos Dias/LNA-MCTI, do Miniobservatório Astronômico do INPE e do banco de dados públicos do Observatório Europeu Austral, entre os anos de 2008 e 2012. Em todos os casos, o período orbital apresentou variações complexas. Em ambos os sistemas binários, supondo que o efeito tempo-luz seja responsável pela variação no período orbital, os resultados indicam a presença de dois corpos circumbinários. Em QS Vir os corpos seriam um planeta gigante, com extit{M} $sim$ 8, 7 M$_{Jup}$ e período orbital de $sim$ 14,4 anos e uma anã marrom com extit{M} $sim$ 0,056 M$odot$ e período orbital de $sim$ 17,1 anos, se assumirmos coplanaridade entre eles e a binária interna. Em NSVS 14256825, sob a mesma suposição de coplanaridade, os corpos seriam dois planetas gigantes, com extit{M} $sim$ 2,8 M$_{Jup}$ e extit{M} $sim$ 8,1 M$_{Jup}$ e períodos orbitais de $sim$ 3,49 e $sim$ 6,9 anos, respec-tivamente. Assim, os corpos ao redor de NSVS 14256825 estariam numa ressonância orbital do tipo 2:1. Já em WASP-4, o período orbital do planeta mostrou variações em escala de tempo bem menor que nos casos dos sistemas binários, indicando perturbações de curto prazo. O resultado da nossa análise mostra, como melhor solução, um planeta adicional no sistema com massa de $sim$ 3,2 M$oplus$ e em ressonância 5:3 com o planeta WASP-4b. ABSTRACT: One important goal in exoplanetary research is detecting and characterizing planets in a diversity of environments, since this improves our ability to test theoretical models of planetary formation and evolution. With nearly 300 exoplanets discovered by photometric transits, the technique of transit timing variations has been successfully applied to a number of systems to probe possible additional bodies in these systems. This technique consists of measuring accurately the times of transit and verifying if the residuals with respect to a linear prediction present variation that indicate the presence of additional components interacting with the system. The same technique has been applied along the years in the case of third bodies interacting with eclipsing binaries. In this thesis, we use the technique of analyzing the transit time variations to study two binary systems, QS Vir and NSVS 14256825, and a planetary system WASP-4. Photometric data for the three systems were obtained using the facilities of the extit{Laboratório Nacional de Astrofísica, LNA/MCTI, the Miniobservatório Astronômico do INPE}, and public data from ESO between 2008 and 2012. In all cases, the orbital period of the systems show complex variations. In the two binary systems, QS Vir and NSVS 14256825, assuming that the light travel time effect is responsible for the variation in their orbital periods, the results indicate the presence of two circumbinary bodies. In QS Vir, the bodies would be a giant planet, extit{M} $sim$ 8.7 M$_{Jup}$ with orbital period of $sim$ 14.4 years, and a brown dwarf, extit{M} $sim$ 0.056 M$odot$, with orbital period of $sim$ 17.1 years, if we assume coplanarity between the external bodies and inner binary. In NSVS 14256825, under the same assumption of coplanarity, the bodies would be two giant planets, extit{M} $sim$ 2.8 M$_{Jup}$ and extit{M} $sim$ 8.1 M$_{Jup}$, with orbital periods of $sim$ 3.49 and $sim$ 6.9 years. The bodies around NSVS 14256825 would be in a mean motion resonance of 2:1. In WASP-4, the orbital period of the planet shows variations in time scales shorter than those of the binary systems, indicating equally short-term perturbations. The best solution from our analysis indicates an additional planet in the system with mass $sim$ 3.2 M$oplus$ and a mean motion resonance of 5:3 with WASP-4b.
AreaCEA
ArranjoBDMCI > Fonds > Produção > AST > Variações nos instantes...
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 15/03/2013 11:24 777.2 KiB 
Originais/folha de aprovacao.pdf 05/03/2013 14:46 153.0 KiB 
Originais/LeonardoAAlmeida.pdf 20/02/2013 16:20 6.4 MiB
publicacao.pdf 15/03/2013 11:25 5.5 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 13/12/2012 11:01 1.7 KiB 
autorizacao.pdf 15/03/2013 11:26 9.3 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3D7EQNH
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3D7EQNH
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
leonardo@das.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
leonardo@das.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2NE4L
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory descriptionlevel doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3BJT72E
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/03.26.20.44
Última Atualização2012:06.20.12.14.39 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/03.26.20.44.10
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.12.27 administrator
Chave SecundáriaINPE-17035-TDI/1902
Chave de CitaçãoCarvalho:2012:CoNoGe
TítuloConstrução de uma nova geração de transdutores paramétricos para o detector de ondas gravitacionais Mario Schenberg
Título AlternativoConstruction of a new generation of parametric transducers for the Mario Schenberg Gravitational wave detector
CursoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2012
Data2012-04-19
Data de Acesso27 fev. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Astrofísica)
Número de Páginas133
Número de Arquivos1
Tamanho2606 KiB
Área de contextualização
AutorCarvalho, Natália do Carmo
GrupoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaAraújo, José Carlos Neves de (presidente)
Aguiar, Odylio Denys de (orientador)
Souza, Carlos Alexandre Wuensche de
Oliveira Júnior, Nei Fernandes de
Endereço de e-Mailnataliaccar@gmail.com
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2012-03-26 20:59:23 :: nataliaccar@gmail.com -> yolanda ::
2012-04-17 12:58:43 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-04-17 13:01:34 :: lmanacero@yahoo.com -> nataliaccar@gmail.com ::
2012-05-29 19:10:17 :: nataliaccar@gmail.com -> yolanda ::
2012-06-18 17:16:43 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-06-20 12:16:56 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br ::
2012-06-20 14:17:28 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator :: -> 2012
2018-06-05 04:12:27 :: administrator -> :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveOndas gravitacionais, detectores, transdutores, gravitational waves, detectors, transducers.
ResumoA radiação gravitacional apresenta-se como uma promissora ferramenta na investigação do cosmos. Seu fraco acoplamento com a matéria não só significa uma barreira a ser ultrapassada pelos experimentalistas, mas sugere que essas ondas gravitacionais possam carregar informações das mais remotas regiões do universo. Sobretudo, acredita-se que sua detecção possa ratificar finalmente a teoria da gravitação de Einsten. O detector de ondas gravitacionais Mario Schenberg é uma antena esférica constituída por uma liga de cobre e alumínio com 1150 kg e 65 cm de diâmetro. Seu princípio de operação é caracterizado por um sistema de três osciladores acoplados, onde dispositivos denominados transdutores são responsáveis por converter a energia mecânica absorvida pela esfera em sinais eletrônicos. Espera-se que, quando resfriado a uma temperatura igual ou inferior a 100 mK, o detector atinja uma sensibilidade de aproximadamente 10$^{-22}$ Hz$^{-1/2}$ em uma banda passante de 100 Hz centrada em 3,2 kHz. Nesse trabalho é proposta uma série de melhorias no sistema de transdução, onde o objetivo é a supressão das perdas eletromecânicas que comprometam a sensibilidade do detector. Para tanto, um novo modelo de transdutor paramétrico foi desenvolvido. A necessidade de substituir o antigo foi constatada após testes de vibração que evidenciaram falhas no extit{design}. Estudaram-se também métodos de tratamento de superfícies para que as cavidades ressonantes, responsáveis pela modulação do sinal, adquirissem um alto fator de qualidade elétrico. Por fim, dedicou-se uma parte do trabalho ao aperfeiçoamento do terceiro componente do sistema de transdução: membranas delgadas responsáveis por auxiliar na modulação e amplificação do sinal. ABSTRACT: Gravitational radiation presents itself as a promising tool for the exploration of the cosmos, its weak coupling with matter not only means a barrier to be overcome by the experimentalists, but it suggests that gravitational waves can carry information from the most remote regions of the universe. Above all, it is believed that its detection can finally confirm the gravitation theory of Einsten. The Mario Schenberg gravitational wave detector is a spherical antenna built from a copper-aluminum alloy with a mass of 1150 kg and a 65 cm diameter. Its principle of operation is characterized by the coupling of three mechanical oscillators, in which devices named transducers are responsible for converting mechanical energy absorbed by the sphere into electronical signals. One expects that when cooled down to a temperature equal or below 100 mK the detector reaches a sensitivity of approximately 10-22 Hz-1/2 in a frequency band of 100 Hz centered at 3.2 kHz. In this work it is proposed a series of improvements in the transducer system with the aim of electromagnetic losses suppression, which could compromise the detector sensitivity. In order to do that a new parametric transducer design was developed. The necessity for replacement of the old design was realized after vibration tests, which made evident design flaws. Methods of surface treatment were also studied with the objective of high electrical Q improvement of the resonant cavities responsible for the signal modulation. Finally, part of the work was dedicated to the improvement of the third component for the transducer system: the thin membranes responsible for the modulation and amplification of the signal.
AreaCEA
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 01/06/2012 09:51 776.6 KiB 
Originais/DISSERTA€ÇO_NATµLIACARVALHO.docx 01/06/2012 08:49 4.7 MiB
Originais/DISSERTA€ÇO_NATµLIACARVALHO.pdf 29/05/2012 17:52 2.8 MiB
Originais/Folha de Aprova‡ao.pdf 15/06/2012 13:10 116.4 KiB 
publicacao.pdf 19/06/2012 13:49 2.5 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 26/03/2012 17:44 1.9 KiB 
autorizacao.pdf 20/06/2012 09:11 194.5 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3BJT72E
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3BJT72E
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
ivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
nataliaccar@gmail.com
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
ivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
nataliaccar@gmail.com
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2NE4L
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3C4D3MS
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/06.11.14.37
Última Atualização2012:07.12.12.24.11 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/06.11.14.37.50
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.12.30 administrator
Chave SecundáriaINPE-17039-TDI/1906
Chave de CitaçãoCosta:2012:AnInNã
TítuloAnálise de indicadores de não-gaussianidade aplicados a mapas da radiação cósmica de fundo em microondas
Título AlternativoAnalysys of non-gaussian indicators applied to the cosmic microwave background radiation maps
CursoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2012
Data2012-06-04
Data de Acesso27 fev. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Astrofísica)
Número de Páginas89
Número de Arquivos1
Tamanho2317 KiB
Área de contextualização
AutorCosta, Mariana Cunha
GrupoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaMiranda, Oswaldo Duarte (presidente)
Souza, Carlos Alexandre Wuensche de (orientador)
Leo, Armando Bartolome Bernui
Endereço de e-Mailmarianacunhacost@gmail.com
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2012-06-11 17:43:26 :: marianacunhacost@gmail.com -> yolanda ::
2012-07-11 12:25:19 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-07-12 12:26:25 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br ::
2012-07-20 17:44:16 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator ::
2012-11-22 13:39:37 :: administrator :: -> 2012
2018-06-05 04:12:30 :: administrator -> :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveRadiação Cósmica de Fundo em Microondas (RCFM), não-gaussianidade, anisotropias da temperatura, funcionais de Minkowski, Cosmic Microwave Background Radiation (CMBR), non-gaussianity, temperature anisotropies, Minkowski functionals.
ResumoA Radiação Cósmica de Fundo em Microondas (RCFM) é um sinal eletromagnético, vindo de todas as direções do céu, cujo espectro corresponde a um corpo negro com temperatura de 2,725 $K$. Apesar de predominantemente isotrópica, os mapas da RCFM obtidos pelo satélite WMAP apresentam pequenas anisotropias (da ordem de $10^{-5} K$). Tais anisotropias podem ter origem em perturbações iniciais de origem inflacionária, que obedecem a uma distribuição gaussiana, ou perturbações iniciais geradas por defeitos topológicos, cuja origem é possivelmente não-gaussiana. Testar a existência de sinais não-gaussianos nas flutuações de temperatura da RCFM é importante para validar várias classes de modelos inflacionários. Este trabalho tem como objetivo analisar as características de um mapa de dados de flutuações da RCFM, produzido pelo satélite WMAP (o mapa WMAP-ILC7), e comparar os resultados obtidos com mapas simulados incluindo diferentes funções de densidade de probabilidade (PDFs): gaussiana, Maxwell, Rayleigh e Lognormal. A análise estatística foi baseada na distribuição de regiões com temperatura acima e abaixo de um limiar estabelecido a partir das propriedades dos mapas ( extquotedblleft{hot and cold spots} extquotedblright), ca-racterizadas pelos funcionais de Minkowksi. Os mapas simulados foram construídos com o pacote computacional HEALPix ( extquotedblleft{Hierarchical Equal Area isoLatitude Pixelization of a sphere} extquotedblright), e os coeficientes extit{$C_{l}$} foram gerados, com a inclusão de condições iniciais produzidas com PDFs não-gaussianas e gaussiana, pelo código extit{sky_ng_sim} e pelo pacote CAMB ( extquotedblleft{Code for Anisotropies in the Microwave Background} extquotedblright). Os funcionais de Minkowski dos mapas produzidos foram determinados e quantidades chamadas resíduos normalizados foram calculadas, a partir dos resíduos dos funcionais de Minkowski, buscando-se quantificar o desvio de gaussianidade esperado em cada conjunto de simulações das diferentes PDFs. Foi encontrado um indicador, denominado extit{$RN_{2}$}, baseado na diferença entre os valores máximo e mínimo das curvas dos resíduos dos funcionais de Minkowski calculados para mapas médios. Para as PDFs testadas, a razão entre os valores de extit{$RN_{2}$} para os níveis de não-gaussianidade iguais a 1% e 0, 1%, respectivamente, indicam que os valores de extit{$RN_{2;1,0%}$} são sistematicamente maiores do que extit{$RN_{2;1,0%}$}. Trabalhos futuros incluem a análise da discrepância encontrada nos resultados com a PDF Lognormal e a inclusão de dife-rentes tipos de ruído na análise acima. ABSTRACT: The Cosmic Microwave Background Radiation (CMBR) is an electromagnetic signal, coming from all directions of the sky, whose spectrum corresponds to a blackbody temperature of 2.725 K. Although predominantly isotropic, the CMBR maps obtained by the WMAP satellite show a smalI degree of anisotropy (about $10^{-5} K$). Such anisotropies may arise from initial perturbations of inflationary origin, which follow a Gaussian distribution, or initial perturbations generated by topological defects, whose origin is possibly non-Gaussian. Testing for non-Gaussian signals in the CMBR temperature fluctuations is important to validate the various classes of inflationary models. This work aims to analyze the characteristics of a real CMBR map produced by the WMAP satellite (the ILC map), and compare the results obtained with simulated maps including different probability density functions (PDFs): Gaussian, MaxwelI, Rayleigh and Log-Normal. Our statistical analysis will be based on the distribution of temperature regions above and below a threshold established based on the properties of maps (hot and cold spots), characterized by the so-called Minkowski functionals. The simulated maps were constructed with the HEALPix package (Hierarchical Equal Area isoLatitude pixelization of the sphere), and the extit{$C_{l}$} coefficients were generated, including initial conditions produced with non-Gaussian and Gaussian PDFs, by the extit{sky_ng_sim} co de and the CAMB package (Code for Anisotropies in the Microwave Background). The Minkowski functional of the maps produced were determined and quantities called normalized residues were calculated from the residuals of the Minkowski functional, seeking to quantify the deviation from gaussianity expected in each set of simulations of different PDFs. Was found an indicator, called extit{$RN_{2}$}, based on the difference between the maximum and minimum values of the residuals of the curves of Minkowski functionals calculated for the average of Gaussian maps. For the tested PDFs, the ratio between the values of extit{$RN_{2}$} for the levels of non-gaussianity equal to 1% and 0.1%, respectively, indicate that the values of extit{$RN_{2;1,0%}$}are systematically larger than extit{$RN_{2;1,0%}$}. Future analysis should investigate the discrepancy in the results with the Lognormal PDF and include various types of noise in the above work.
AreaCEA
Conteúdo da Pasta source
originais/@4primeirasPaginas.pdf 15/06/2012 11:06 777.5 KiB 
originais/Folha de Avalia‡ao.pdf 04/07/2012 14:50 241.3 KiB 
originais/publicacao.pdf 11/06/2012 14:28 17.3 MiB
publicacao.pdf 11/07/2012 13:52 2.3 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 11/06/2012 11:37 1.9 KiB 
autorizacao.pdf 12/07/2012 09:23 205.9 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3C4D3MS
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3C4D3MS
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
ivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
marianacunhacost@gmail.com
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
ivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
marianacunhacost@gmail.com
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2NE4L
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3BDLPKH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/02.23.15.43
Última Atualização2012:05.11.11.36.09 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/02.23.15.43.55
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.12.25 administrator
Chave SecundáriaINPE-17007-TDI/1885
Chave de CitaçãoMagalhães:2012:DiCaMa
TítuloDispersão do campo magnético em torno de glóbulos de Bok
Título AlternativoMagnetic field dispersion near Bok globules
CursoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2012
Data2012-03-08
Data de Acesso27 fev. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Astrofísica)
Número de Páginas176
Número de Arquivos1
Tamanho9868 KiB
Área de contextualização
AutorMagalhães, Victor de Souza
GrupoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaJablonski, Francisco José (presidente)
Rodrigues, Cláudia Vilega (orientadora)
Barbosa, Cássio Leandro Dal Ri
Magalhães, Antonio Mário
Endereço de e-Mailvictor.magalhaes.2802@gmail.com
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2012-02-23 15:45:11 :: victor.magalhaes.2802@gmail.com -> banon ::
2012-03-07 16:34:40 :: banon -> yolanda ::
2012-03-07 17:54:42 :: yolanda -> victor.magalhaes.2802@gmail.com ::
2012-05-07 17:32:01 :: victor.magalhaes.2802@gmail.com -> yolanda ::
2012-05-10 13:40:22 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-05-10 16:37:12 :: lmanacero@yahoo.com -> yolanda ::
2012-05-10 17:39:12 :: yolanda -> banon ::
2012-05-10 17:39:52 :: banon -> yolanda ::
2012-05-11 11:24:11 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-05-11 11:43:18 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br ::
2012-05-11 17:27:34 :: ivone@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-05-14 16:11:20 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br ::
2012-05-14 18:25:22 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator ::
2012-11-22 13:45:32 :: administrator :: -> 2012
2018-06-05 04:12:25 :: administrator -> :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveformação estelar, objetos estelares jovens, polarimetria, infravermelho, óptico, meio interestelar, star formation, young stellar objects, polarimetry, infrared, optical, interstellar medium.
ResumoA compreensão do processo de formação estelar passa por observações das propriedades do meio interestelar e das estrelas recém-formadas que devem ser consistentemente reproduzidos por estudos teóricos e simulações. Nossa proposta é contribuir para a caracterização do campo magnético interestelar em regiões de formação estelar. Em particular, pretendemos verificar se a dispersão da direção do campo magnético, $sigma$$_{B}$, é diferente em regiões com e sem formação estelar. Neste trabalho, usamos a polarimetria óptica para mapear a direção do campo magnético em glóbulos de Bok com e sem formação estelar. A amostra consiste de 20 regiões que incluem 23 glóbulos, 14 com formação estelar e 9 sem. Esta dissertação apresenta os detalhes da observação, redução e preparação dos catálogos polarimétricos que serão usados na determinação das propriedades do campo magnético de cada região. A técnica utilizada neste trabalho permite uma determinação precisa de $sigma$$_{B}$, quando a distribuição de ângulos de polarização é gaussiana. Dessas regiões, 13 têm uma distribuição gaussiana de ângulos de polarização, 4 apresentam uma distribuição de ângulos de polarização com estrutura espacial e 3 apresentam uma sobreposição de distribuições de ângulos de polarização. Para 15 regiões foi possível atribuir um valor para $sigma$$_{B}$ através de um ajuste gaussiano à distribuição de ângulos de polarização. Para podermos incluir as regiões com estrutura espacial no estudo da dispersão, utilizamos a razão entre a média vetorial da polarização e a média do módulo de polarização da região, $eta$, como uma medida da organização do campo magnético na região sendo uma medida suplementar a $sigma$$_{B}$. Por fim, encontramos que as distribuições de $sigma$$_{B}$ e $eta$ para as regiões com e sem formação estelar são diferentes, segundo o teste de Kolmogorov-Smirnov. As médias de $eta$ e $sigma$$_{B}$ indicam que as regiões com formação estelar são ligeiramente mais ordenadas que as regiões sem formação, porém com apenas 1$sigma$ de confiança. ABSTRACT: In order to comprehend the star formation process observational and theoretical work should walk hand in hand. Our proposal is to contribute to the charaeterisation of the interstellar magnetic field in star forming regions. More specifically, we try to verify whether the dispersion in the magnetic field direction, $sigma$$_{B}$, is different in regions with and without star formation. In this work we use optical polarimetry to map the interstellar magnetic field direction around Bok globules. Our sample consists of twenty regions containing twenty three Bok globules, fourteen with embedded infrared point sources and nine without. This dissertation presents the procedures for the data reduction and catalog preparation. The catalogs are used to determine the magnetic field properties of each region. Our technique allows an accurate determination of $sigma$$_{B}$, if the polarisation angle distribution is well described by a gaussian curve. In our sample, thirteen regions show a gaussian distribution of polarisation angles, four regions show a spatially resolved distribution of polarisation angles and three regions present a superposition of polarisation angle distributions. In fifteen regions we are able to measure $sigma$$_{B}$ fitting the distribution of polarisation angles to a gaussian curve. In order to include the regions with spatially resolved distributions of polarisation angles, we use the ratio between the mean vectorial polarisation and the mean polarisation modulus, $eta$ This quantity is a measure of the magnetic field organisation. Finally, we find that the distributions of $sigma$$_{B}$ and $eta$ for regions with and without star formation are different, according to the Kolmogorov-Smirnov testo The averages of $eta$ and $sigma$$_{B}$ indicate that regions with star formation are slightly more ordered than quiescent regions, but with only 1 $sigma$ confidence level.
AreaCEA
ArranjoINPE > Produção > AST > Dispersão do campo...
Conteúdo da Pasta source
@4primeirasPaginas-3.pdf 08/05/2012 09:53 777.2 KiB 
dissertacao_mestrado.zip 14/05/2012 13:04 104.0 MiB
Folha de Aprova‡ao.pdf 07/05/2012 15:04 721.3 KiB 
publicacao.pdf 10/05/2012 10:55 9.6 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 23/02/2012 13:43 1.9 KiB 
autorizacao.pdf 11/05/2012 08:36 381.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3BDLPKH
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3BDLPKH
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
ivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
victor.magalhaes.2802@gmail.com
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2NE4L
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readergroup readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3BC3TTH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/02.13.16.01
Última Atualização2012:05.18.17.02.42 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/02.13.16.01.05
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.12.24 administrator
Chave SecundáriaINPE-16999-TDI/1878
Chave de CitaçãoMaiolino:2012:EsRaX
TítuloUm estudo em raios X de SCO X-1 utilizando dados do INTEGRAL
Título AlternativoA study of SCO X-1 using X-ray data from INTEGRAL
CursoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2012
Data2012-02-29
Data de Acesso27 fev. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Astrofísica)
Número de Páginas101
Número de Arquivos1
Tamanho1329 KiB
Área de contextualização
AutorMaiolino, Taís Michele
GrupoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaCieslinski, Deonísio (presidente)
Braga, João (orientador)
Lima Neto, Gastão Cesar Bierrenbach
Endereço de e-Mailtais.maiolino@gmail.com
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2012-02-13 16:01:05 :: tais.maiolino@gmail.com -> yolanda ::
2012-03-06 14:45:02 :: yolanda -> tais.maiolino@gmail.com ::
2012-04-30 15:21:42 :: tais.maiolino@gmail.com -> yolanda ::
2012-05-17 19:40:30 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-05-18 17:03:23 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br ::
2012-05-18 17:47:59 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator :: -> 2012
2018-06-05 04:12:24 :: administrator -> :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveSCO X-1, Binárias de raios X de baixa massa, Satélite INTEGRAL, ajuste espectral, raios X, correlação, diagrama cor-cor, diagrama cor-intensidade duro, Sco X-1, low mass x-ray binaries, INTEGRAL satellite, spectral fit, X-ray, correlation, color-color diagram, hard hardness-intensity diagram.
ResumoSco X-1 é uma binária de raios X de baixa massa do tipo Z e a fonte persistente mais brilhante em raios X moles do céu. Neste trabalho fizemos um estudo de longo termo desta fonte utilizando 13 observações distribuídas entre os anos de 2003 e 2010 com o satélite INTEGRAL. Estudamos o espectro emitido na faixa de energia de 20 a 200 keV, buscando encontrar correlações entre os parâmetros dos ajustes e também entre o estágio da fonte no diagrama cor-cor e o diagrama cor-intensidade duro (produzido em raios X duros na faixa de 20 a 60 ke V com dados do HEXTE). Utilizamos o modelo de comptonização ( extit{compTT} no XSPEC) para ajustar o espectro até $sim$ 40-50 ke V e uma lei de potência (PEGPWRLW no XSPEC) para ajustar a parte não térmica de $sim$ 40-50 keV até 200 keV. Somente em uma das observações a componente não térmica não foi detectada. O índice da lei de potência médio obtido correspondente às outras observações em que a componente não térmica é detectada é igual a 3,06 $pm$ 0,21. Da correlação entre os parâmetros dos ajustes encontramos evidências de que a componente não térmica tem origem do processo de Comptonização. Não encontramos uma maneira eficiente de determinar todos os três estágios da fonte no caminho Z no diagrama cor-cor em raios X moles através do diagrama cor-intensidade duro. Porém, encontramos uma característica no diagrama cor-intensidade duro que permita talvez (porque há a necessidade de mais investigação) inferir que a fonte está em um estágio de acreção de massa de moderada a alta. ABSTRACT: Sco X-1 is a low mass x ray binary (also a Z source) and it is the brightest persistent soft X ray source in the sky. In this work we did a long term study of this source using 13 observations between the years 2003 and 2010 provided by the INTEGRAL satellite. We studied the spectra (20-200 keV) searching for correlations between the parameters of the spectral fits and between the stage of source in the Z-track of color-color diagram and the hard hardness-intensity diagram (produced with X ray in the range of 20 to 60 keV, with RXTE/HEXTE data). We used the compTT mo del (XSPEC) for fit the spectra to $sim$ 40-50 ke V and one power law (PEGPWRLW mo del) to fit the non-thermal part ofthe spectrum, $sim$ 40-50 keV to 200 keV. Only in one observation the non-thermal component wasn't detected. The mean powerlaw index obtained for the other observations where the non-thermal component was detected is 3,06 $pm$ 0,21. From the correlation between the fit parameters we found strong evidences that the non-thermal component is originated by the Comptonization processo We didn't find an efficient way to determine the Z-track of source in the color-color diagram through the hard hardness-intensity diagramo However, we found a behavior in the hard hardness-intensity diagram that maybe allow us to infer (although a detailed investigation is still needed) that the source is at a stage of mass accretion from moderate to high.
AreaCEA
ArranjoBDMCI > Fonds > Produção > AST > Um estudo em...
Conteúdo da Pasta source
DISSERTACAO_FINAL.zip 18/05/2012 14:00 24.5 MiB
Originais/@4primeirasPaginas-5.pdf 09/05/2012 11:46 777.2 KiB 
Originais/Folha de Aprova‡ao.pdf 03/05/2012 09:14 696.3 KiB 
Originais/publicacao.pdf 30/04/2012 10:42 4.1 MiB
publicacao.pdf 18/05/2012 13:30 1.3 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 13/02/2012 14:01 1.9 KiB 
autorizacao.pdf 18/05/2012 14:02 29.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3BC3TTH
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3BC3TTH
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
ivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
tais.maiolino@gmail.com
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2NE4L
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readergroup readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3B8Q7ML
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/01.24.16.15
Última Atualização2012:04.25.14.33.36 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/01.24.16.15.55
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.12.22 administrator
Chave SecundáriaINPE-16983-TDI/1863
Chave de CitaçãoPereira:2012:CoEsUn
TítuloUma contribuição ao estudo do Universo pré-galáctico
Título AlternativoA contribution for the pre-galactic Universe study
CursoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2012
Data2012-02-24
Data de Acesso27 fev. 2021
Tipo da TeseTese (Doutorado em Astrofísica)
Número de Páginas205
Número de Arquivos1
Tamanho2401 KiB
Área de contextualização
AutorPereira, Eduardo dos Santos
GrupoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaSouza, Carlos Alexandre Wuensche de (presidente)
Miranda, Oswaldo Duarte (orientador)
Aguiar, Odylio Denys de
Marinho Júnior, Rubens de Melo
Lima Neto, Gastão Cesar Bierrenbach
Makler, Martin
Endereço de e-Mailduducosmo@das.inpe.br
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2012-01-24 16:18:35 :: duducosmo@das.inpe.br -> yolanda ::
2012-01-26 11:56:04 :: yolanda -> duducosmo@das.inpe.br ::
2012-01-26 14:30:56 :: duducosmo@das.inpe.br -> yolanda ::
2012-01-26 16:58:24 :: yolanda -> duducosmo@das.inpe.br ::
2012-01-26 18:50:14 :: duducosmo@das.inpe.br -> yolanda ::
2012-02-01 11:13:04 :: yolanda -> duducosmo@das.inpe.br ::
2012-03-30 12:33:15 :: duducosmo@das.inpe.br -> yolanda ::
2012-03-30 17:29:13 :: yolanda -> duducosmo@das.inpe.br ::
2012-03-30 19:13:02 :: duducosmo@das.inpe.br -> yolanda ::
2012-04-24 16:03:10 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-04-25 14:34:50 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br ::
2012-04-30 17:48:17 :: ivone@sid.inpe.br :: -> 2012
2012-05-02 15:11:26 :: ivone@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com :: 2012
2012-05-02 16:19:03 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br :: 2012
2012-05-02 16:37:55 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator :: 2012
2018-06-05 04:12:22 :: administrator -> :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chavecosmologia, formação de estruturas, buracos negros, astrofísica computacional, cosmology, structures formation, black holes, astrophysical computing.
ResumoNesse trabalho foi desenvolvido um modelo baseado no formalismo extquotedblleft{tipo Press-Schechter} extquotedblright que permite derivar a taxa cósmica de formação estelar (TCFE). Em particular, essa TCFE produz um bom acordo com os dados observacionais para extit{redshifts z} < 6. De posse da TCFE, estudou-se fundos estocásticos de ondas gravitacionais produzidos pelo colapso, para buracos negros, de estrelas formadas a partir de extit{redshifts z} $sim$ 20 - 40. Foram observados, para alguns modelos, razões Sinal-Ruído extit{(S/N)} > 10 a partir da correlação de dois detectores LIGO avançados extit{(Advanced} LIGO ou LIGO III). Uma outra possibilidade de detector de onda gravitacionais, para a próxima década, é o Telescópio Einstein (ET) que incrementará as razões Sinal-Ruído estudadas neste trabalho por um fator de 10. Assim, a astronomia de ondas gravitacionais poderá contribuir enormemente para o estudo do Universo pré-galáctico, ajudando a reconstruir a história de formação estelar a altos-redshifts. Além disso, estudou-se o crescimento de buracos negros supermassivos e sua conexão com a TCFE. Em particular, é possível obter, a partir de sementes de 1000M$odot$ (em extit{redshift} $sim$ 20), a evolução da densidade comóvel de buracos negros considerando que estes crescem por acrescência de matéria (argumento de Soltan). Para reproduzir a função luminosidade de quasares (FLQ), esse modelo mostra que a eficiência radiativa média, dos discos de acresção, deve ser uma função do extit{redshift}. Um resultado interessante é de que a função extit{Duty Cycle} dos quasares é máxima dentro da janela em extit{redshift} 8,5 - 11, que está dentro da incerteza observacional associada com a reionização do Universo. Dessa forma, talvez mini-quasares possam ter tido um papel importante durante a reionização do nosso Universo. Esta tese também produziu um extit{framework} computacional chamado PyGra WC para o estudo de cosmologia e ondas gravitacionais de origem cosmológica. Esse extit{framework} está disponível para a comunidade desde que respeitados os termos da GNU-GPL. ABSTRACT: We developed a model based on the extquotedblleft{Press-Schechter-like formalism} extquotedblright which allows to derive the cosmic star formation rate (CSFR). In particular, our CSFR produces a good agreement with observational data for redshifts extit{z} < 6. Using the CSFR, we studied the stochastic backgrounds of gravitational waves produced by the collapse of stars to produce black holes as remnants. We have obtained, for some models, Signal to Noise ratios (S/N) > 10 from the correlation of two advanced LIGO detectors (Advanced LIGO or LIGO III). Another possibility of gravitational wave detector, for the next decade, is the Einstein Telescope (ET) that will increase the Signal to Noise ratios studied in this work by a factor of 10. Thus, gravitational wave astronomy can contribute greatly to the study of pre-galactic universe, helping to reconstruct the history of star formation at high redshifts. We also studied the growth of supermassive black holes and their connection with the CSFR. In particular, from seeds of 1000M$odot$ (at a redshift of > $sim$ 20), we reconstructed the evolution of the comoving density of black holes just using Soltan´s argumento In order to reproduce the quasar luminosity function (QLF), our model shows that the mean radiative efficiency of the accretion disks should be a function of redshift. An interesting result is that the duty-cycle of quasars is maximum within the redshift range 8.5 to 11, which is within the observational uncertainties associated with the reioni-zation of the Universe. Thus, perhaps mini-quasars may have had an important role during the reionization of our universe. This thesis also produced a framework called PyGravWC for the study of cosmology and gravitational waves of cosmological origino This framework is available to the community if respected the terms of the GNU-GP.
AreaCEA
ArranjoINPE > Produção > AST > Uma contribuição ao...
Conteúdo da Pasta source
Originais/4primeirasPaginas.tex 18/04/2012 13:51 4.2 KiB 
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 18/04/2012 13:50 777.8 KiB 
Originais/Folha de Aprova‡ao.pdf 02/04/2012 11:31 864.8 KiB 
Originais/TeseEdu.pdf 30/03/2012 16:20 5.4 MiB
Originais/TeseEdu.zip 30/03/2012 16:22 30.7 MiB
publicacao.pdf 25/04/2012 09:56 2.3 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 24/01/2012 14:15 1.9 KiB 
autorizacao.pdf 25/04/2012 11:33 444.7 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3B8Q7ML
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3B8Q7ML
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
duducosmo@das.inpe.br
ivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2NE4L
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readergroup readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3CB8D2H
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/07.23.14.31
Última Atualização2012:08.15.11.56.30 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/07.23.14.31.07
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.12.31 administrator
Chave SecundáriaINPE-17066-TDI/1928
Chave de CitaçãoSilveira:2012:EsNêCo
TítuloEstrelas de nêutrons como fontes de ondas gravitacionais e a detecção do modo fundamental
Título AlternativoNeutron stars as souces of gravitational waves and the detection of the fundamental mode
CursoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2012
Data2012-05-24
Data de Acesso27 fev. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Astrofísica)
Número de Páginas134
Número de Arquivos1
Tamanho1804 KiB
Área de contextualização
AutorSilveira, Patrick da Rosa
GrupoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaAraújo, José Carlos Neves de (presidente)
Aguiar, Odylio Denys de (orientador)
Chirenti, Cecilía Bertoni Martha Hadler (orientadora)
Oliveira, Manuel Maximo Bastos Malheiro de
Endereço de e-Mailivone@sid.inpe.br
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2012-07-23 14:38:20 :: ofisicopatrick -> yolanda ::
2012-07-23 17:04:12 :: yolanda -> ofisicopatrick ::
2012-07-24 15:42:56 :: ofisicopatrick -> yolanda ::
2012-07-24 17:02:20 :: yolanda -> administrator ::
2012-08-03 12:32:14 :: administrator -> yolanda ::
2012-08-03 14:25:07 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2012-08-03 16:37:30 :: lmanacero@yahoo.com -> ivone@sid.inpe.br ::
2012-08-14 20:01:50 :: ivone@sid.inpe.br :: -> 2012
2012-08-15 12:09:33 :: ivone@sid.inpe.br -> administrator :: 2012
2018-06-05 04:12:31 :: administrator -> :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveestrelas de neutrôns, modos quasinormais, modo fundamental, ondas gravitacionais, relatividade geral, neutrons stares, quasenormal modes, fundamental mode, gravitational waves, general relativity.
ResumoO trabalho baseia-se no estudo de estrelas de nêutrons isoladas como fonte de ondas gravitacionais e a análise em particular do modo quasinormal fundamental (modo f). Para tanto, obtemos primeiramente um modelo relativístico para uma estrela de nêutrons em equilíbrio, integrando numericamente as equações TOV, as quais descrevem um corpo esfericamente simétrico em equilíbrio gravitacional. Obtemos a solução do modo f para uma estrela de nêutrons com pulsações não-radiais, através da integração numérica das equações de perturbação. Espera-se que a maior parte da radiação gravitacional emitida pela estrela seja feita através desse modo, o que deverá facilitar a sua detecção. Além disso, a banda de freqüências de detecção do detector de ondas gravitacionais Mario Schenberg coincide com uma faixa das freqüências previstas para os modos f, possibilitando a sua observação. A detecção destas freqüências fornecerá uma forma de se obter a massa e o raio da estrela de nêutrons emissora da radiação gravitacional observada. ABSTRACT: The work is based on isolated neutron stars as gravitational wave sources and, in particular, the fundamental quasinormal mode (f mode) analysis. Firstly, we obtain a relativistic model for a neutron star in equilibrium by numerically integrating the TOV equations, which describe an spherically symmetry body in gravitational equilibrium. We obtain the f mode solution for a neutron star with non-radial pulsations by the numerical integration of the perturbation equations. We expect that the largest portion of the gravitational radiation emitted by the star be in this mode channel, which must make its detection easier. Furthermore, the Mario Schenberg gravitational wave has its frequency band for detection in the range of some of the frequencies expected for the f modes, making its observation possible for it. The detection of these frequencies will provide a way to obtain the mass and radius of the neutron star that emitted the observed gravitational waves.
AreaCEA
ArranjoBDMCI > Fonds > Produção > AST > Estrelas de nêutrons...
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 25/07/2012 09:11 777.6 KiB 
Originais/Patrick da Rosa Silveira pag 2 avalia‡Æo final 001.pdf 25/07/2012 08:40 255.7 KiB 
Originais/publicacao.pdf 03/08/2012 11:20 2.9 MiB
publicacao.pdf 03/08/2012 13:12 1.8 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 23/07/2012 11:31 2.0 KiB 
autorizacao.pdf 03/08/2012 13:36 187.2 KiB 
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3CB8D2H
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3CB8D2H
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
ivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
ofisicopatrick
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
ivone@sid.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
ofisicopatrick
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2NE4L
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3DG4UD5
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.04.15.41
Última Atualização2013:02.15.12.15.12 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.04.15.41.21
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.13.56 administrator
Chave SecundáriaINPE-17122-TDI/1977
Chave de CitaçãoTelloGálvez:2012:AnBiEc
TítuloAnálise de Binárias Eclipsantes no bojo da Galáxia com dados OGLE-II usando o código Wilson-Devinney
Título AlternativoAnalysis of Eclipsing Binaries of the Galactic Bulge with OGLE-II data using the Wilson-Devinney code
CursoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2012
Data2012-11-30
Data de Acesso27 fev. 2021
Tipo da TeseTese (Doutorado em Astrofísica)
Número de Páginas137
Número de Arquivos1
Tamanho2926 KiB
Área de contextualização
AutorTello Gálvez, Julio César
GrupoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaRodrigues, Cláudia Vilega (presidente)
Jablonski, Franscisco José (orientador)
Cieslinski, Deonísio
Nascimento Jr., José Dias do
Oliveira, Alexandre Soares de
Endereço de e-Mailjctello@yahoo.com
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2013-02-04 15:43:18 :: jctello@yahoo.com -> yolanda ::
2013-02-15 10:52:12 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-02-15 12:17:11 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-02-26 18:38:07 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2012
2013-02-26 18:38:27 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2012
2018-06-05 04:13:56 :: administrator -> :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chavebinárias eclipsantes, código Wilson-Devinney, OGLE, 2MASS, eclipsing binaries, Wilson-Devinney code, OGLE, 2MASS.
ResumoA grande quantidade de dados resultantes de levantamentos sistemáticos tais como OGLE, MACHO, CoRoT, KEPLER e de futuros levantamentos como o LSST torna necessária a utilização de ferramentas robustas para ajustar modelos numéricos a fim de reproduzir as curvas de luz observadas de sistemas binários eclipsantes. O objetivo deste trabalho foi desenvolver um procedimento para otimizar o uso do código Wilson-Devinney com a finalidade de se determinar parâmetros relevantes desses sistemas. Aplicamos um método de ajuste otimizado a uma amostra de binárias eclipsantes selecionadas no catálogo OGLE-II com contrapartidas identificadas no catálogo 2MASS. Para cerca de 30% desta amostra estimamos a temperatura das componentes ajustando a SED com uma grade de modelos. Obtivemos os parâmetros de 7 objetos da amostra OGLE-2MASS ajustando a curva de luz com o código Wilson-Devinney que otimizamos. Para dois objetos com dados apenas do OGLE, BUL-SC16 335 e BUL-SC42 2830, foi feito um estudo mais detalhado com dados observacionais coletados no LNA e SOAR. BUL-SC16 335 é do tipo separado com uma componente do tipo sdB, forte efeito de reflexão e similar a HW Vir. Encontramos que o BUL-SC42 2830 é uma binária do tipo V361 Lyr com transferência de material entre as componentes, sendo o terceiro objeto deste tipo que se conhece. ABSTRACT: The extensive data obtained from systematic surveys such as OGLE, MACHO, CoRoT and KEPLER, and future surveys as, for example, the LSST make it necessary the use of robust tools to fit numerical models in order to reproduce observed light curves of eclipsing binary systems. The objective of the current work has been to develop an optimization procedure for using the Wilson-Devinney code in order to recover relevant parameters of these systems. We apply an optimized fitting method to a selected sample of eclipsing binaries from the OGLE-II catalogue together with theirs counterparts identified in the 2MASS catalogue. We estimate the temperature of the components for near 30% of the sample adjusting the SED with a grid of models. We obtained the parameters of 7 objects of the sample OGLE-2MASS adjusting the light curve with the Wilson-Devinney code optimized. For two objects with the OGLE data only, BUL SCl6-335 and BUL-SC42 2830, was made a more detailed study with observational data collected in LNA and SOAR. BUL-SC16 335 is detached type with a component type SdB, strong refiection effect and is similar to HW Vir. We found that BUL-SC42 2830 is a binary of type V361 Lyr with material transfer between the components, and is the third object known of this type.
AreaCEA
ArranjoRepositório da BDMCI > Fonds INPE > Produção > AST > Análise de Binárias...
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 07/02/2013 15:52 778.8 KiB 
Originais/folha de aprovacao.pdf 05/02/2013 15:55 147.5 KiB 
Originais/Julio Cesar trouxe hoje seu trabalho que inseri na pasta.docx 04/02/2013 14:48 13.0 KiB 
Originais/publicacao.pdf 04/02/2013 13:25 15.6 MiB
publicacao.pdf 15/02/2013 09:40 2.9 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
autorizacao.pdf 15/02/2013 10:15 4.0 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3DG4UD5
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3DG4UD5
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
jctello@yahoo.com
lmanacero@yahoo.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
jctello@yahoo.com
lmanacero@yahoo.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2NE4L
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3D7L8JB
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2012/12.14.18.33
Última Atualização2013:03.04.12.56.40 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2012/12.14.18.33.25
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.13.30 administrator
Chave SecundáriaINPE-17127-TDI/1982
Chave de CitaçãoVitti:2012:CoEsEn
TítuloUma contribuição ao estudo do enriquecimento químico do universo
Título AlternativoA contribution to the study of the chemical enrichment of the universe
CursoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2012
Data2012-12-17
Data de Acesso27 fev. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Astrofísica)
Número de Páginas140
Número de Arquivos1
Tamanho3651 KiB
Área de contextualização
AutorVitti, Marcela
GrupoAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaMiranda, Oswaldo Duarte (presidente)
Milone, André de Castro (orientador)
Souza, Carlos Alexandre Wuensche de
Costa, Roberto Dell' Aglio Dias da
Lima Neto, Gastão Cesar Bierrenbach
Endereço de e-Mailma_vtt@yahoo.com.br
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2012-12-14 18:39:42 :: ma_vtt@yahoo.com.br -> yolanda ::
2012-12-21 10:57:00 :: yolanda -> ma_vtt@yahoo.com.br ::
2013-02-06 01:46:59 :: ma_vtt@yahoo.com.br -> yolanda ::
2013-02-26 13:05:04 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-02-26 16:52:35 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-03-01 12:01:30 :: tereza@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-03-01 12:08:42 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-03-01 12:11:35 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2012
2013-03-01 12:12:08 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2012
2013-03-04 12:46:11 :: administrator -> lmanacero@yahoo.com :: 2012
2013-03-04 12:57:44 :: lmanacero@yahoo.com -> administrator :: 2012
2018-06-05 04:13:30 :: administrator -> tereza@sid.inpe.br :: 2012
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveastrofísica extragaláctica, abundância química, universo, extragalactic astrophysics, chmical abundance, universe.
ResumoO objetivo deste trabalho é o de inferir a evolução da metalicidade do Universo desde extit{redshift z} $sim$ 20 até o presente. O estudo foi feito por meio do acoplamento de um modelo de evolução química ao código de formação de estruturas desenvolvido por Pereira e Miranda (2010). Usa-se o oxigênio como elemento chave por ser o metal mais abundante no Universo e, também, porque é produzido prioritariamente por estrelas massivas. Esse código, baseado no cenário hierárquico de formação de estruturas e usando o formalismo Press e Schechter (1974), permite obter de forma auto-consistente a taxa cósmica de formação estelar como função do extit{redshift}. Esperamos com este trabalho contribuir com uma melhor caracterização da formação estelar ao final da chamada extquotedblleft{era cosmológica das trevas} extquotedblright, bem como obter o espectro de massa das estrelas de População III, a partir da metalicidade do Universo a alto extit{redshift}. Os dados produzidos por nosso trabalho são confrontados com as metalicidades inferidas para diferentes DLAs ( extit{Damped Lyman} $lpha$) e sub-DLAs observados a diversos extit{redshifts}. Foram usados tanto extit{yields} da População III como da População II para comparação. Além do oxigênio foram feitos modelos com o zinco, pois este não sofre tanta depleção por poeira quanto o oxigênio e por fim foi traçada também a evolução temporal da extit{metalicidade} cósmica em estruturas. Como resultado obtivemos uma melhor aproximação das predições do modelo teórico aos dados de abundâncias de DLAs e sub-DLAs usando apenas extit{yields} de População III, quando consideramos uma distribuição de halos com massa mínima de M = 10$^{6}$ M$odot$, valores da escala característica de formação estelar, $ au$ = 2 Gyr e $ au$ = 3 Gyr, e a Função de Massa Inicial (IMF) do tipo Salpeter com expoente x = 1,35. Também podemos ver que estrelas entre 140 até 260 M$odot$ reproduzem de forma satisfatória a abundância de oxigênio até extit{z} $sim$ 2. ABSTRACT: The aim of this work is to infer the metallicity evolution of the Universe from redshift extit{z} $sim$ 20 up to the present. The study has been done through the coupling of a chemical evolution model to the code of structure formation developed by Pereira e Miranda (2010). Oxygen has been adopted as a key element because it is the most abundant metal in the Universe as well as it is basically synthesized by massive stars. This code, based on the hierarchical scenario of structure formation and using the Press e Schechter (1974) formalism, allows a self-consistent way of obtaining the cosmic star formation rate as a function of the redshift. We expect this work to contribute with a better characterization of the star formation at the end of the dark ages of the Universe, as well as to obtain the mass spectrum of Population In stars from the metallicity of the Universe at high redshift. The data produced in our work are compared with the element abundances inferred from different DLAs (Damped Lyman $lpha$) and sub-DLAs observed at several redshifts. In this study, yields of Population In and Population II stars have been used for comparison purpose. In addition to oxygen, models considering zinc have been also computed because this element does not suffer much dust depletion as oxygen as well as the evolution of cosmic metallicity has been predicted. As major results, we have had a better theoretical modelling to reproduce the DLAs/sub-DLAs abundance data with the Population In yields only, considering a halo mass distribution with minimum mass of M = 10$^{6}$ M$odot$;), a characteristic time scale of star formation ranging from $ au$ = 2 Gyr and $ au$ = 3 Gyr, and Salpeter-like initial mass function with Salpeter exponent extit{x} = 1,35. Furthermore, we could also conclude that stars with masses in the range from 140 to 260 M$odot$;) may reproduce well the oxygen abundance until extit{z} $sim$ 2.
AreaCEA
ArranjoINPE > Produção > AST > Uma contribuição ao...
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 26/02/2013 11:45 777.0 KiB 
Originais/folha de aprovacao.pdf 18/02/2013 13:34 152.0 KiB 
Originais/publicacao-24.pdf 01/03/2013 08:54 5.5 MiB
publicacao.pdf 01/03/2013 09:07 2.9 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 14/12/2012 16:33 1.7 KiB 
autorizacao.pdf 26/02/2013 13:50 4.5 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3D7L8JB
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3D7L8JB
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
lmanacero@yahoo.com
ma_vtt@yahoo.com.br
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
lmanacero@yahoo.com
ma_vtt@yahoo.com.br
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2NE4L
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)tereza@sid.inpe.br
atualizar