Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <ref thesis and course CST-CST-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR and date 2014>.
3 referências encontradas buscando em 15 dentre 15 sites.
Data e hora local de busca: 23/10/2020 03:34.
Tipo da ReferênciaThesis
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GUJEH8
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.02.18.19
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.02.18.19.48
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE-17461-TDI/2252
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoBezerra:2014:MoDiMa
AutorBezerra, Denilson da Silva
GrupoCST-CST-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
AfiliaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
TítuloModelagem da dinâmica do manguezal frente à elevação do nível do mar
Ano2014
BancaValeriano, Dalton de Morisson (presidente)
Kampel, Silvana Amaral (orientadora)
Kampel, Milton (orientador)
Monteiro, Antônio Miguel Vieira
Lignon, Marilia Cunha
Santos, Márcio Costa Fernandes Vaz dos
Data2014-09-25
Título AlternativoModeling of the pattern of mangrove resistence to sea-level rise
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Palavras-Chavemudanças climáticas, elevação do nível do mar, manguezal, modelo, autômato, climatic changes, the sea-level rise, mangrove, model, automata.
ResumoA elevação do nível do mar é um efeito característico das mudanças climáticas na zona costeira. O manguezal é um ecossistema particularmente vulnerável a este processo, devido a sua posição intermediária entre o mar e o continente. O Brasil possui, simultaneamente, a segunda maior área total, e a maior área contínua de manguezal do mundo presente no litoral Norte brasileiro (na Amazônia legal), entre a cidade de Belém/PA e a Ilha do Maranhão que é composta por 4 (quatro) cidades (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa). Estudar o padrão de resposta do manguezal a elevação do nível do mar no território brasileiro é um desafio. As pesquisas direcionadas a essa temática tem sido voltadas em sua maioria ao uso do sensoriamento remoto e a observações locais. O presente estudo propõe uma abordagem metodológica para simular o padrão de resistência do manguezal a elevação do nível do mar, usando modelagem espacialmente explícita baseada em autômatos celulares. O modelo proposto denominado de BR-MANGUE é inicialmente por seu modelo conceitual, as regras para a interação entre os elementos e os procedimentos metodológicos para sua implementação computacional. Foi realizada uma simulação considerando 88 (oitenta e oito) eventos de elevação de 0,011 a 0,97 m, conforme uma progressão aritmética de razão 0,011 m para o intervalo de tempo de 2012 a 2100. A área de estudo de caso é a Ilha do Maranhão que contém extensa área de manguezal, além de ser densamente ocupada. Os resultados apresentados demonstraram que o manguezal teve 13 (treze) padrões de resistência, sendo que o primeiro foi caracterizado por um intervalo de elevação de 0,01 a 0,13 m, referente ao período de 2013 a 2024. Nesse intervalo, a área de manguezal permaneceu aproximadamente constante, com valores da ordem de 17.711 ha para a área total, e 16.916 ha de área remanescente, o que corresponde a 4,49% (795 ha) de expansão. Após o primeiro padrão de resistência, o manguezal apresentou 12 (doze) padrões subsequentes de resistência e declínio de área até o final da simulação. Os resultados obtidos por meio do BR-MANGUE sugerem que experimentos de modelagem podem ser usados para promover uma melhor compreensão dos padrões de respostas do manguezal a potenciais eventos de elevação do nível do mar, principalmente em áreas de uso e ocupação complexos como na zona costeira brasileira. ABSTRACT: The sea-level rise is a characteristic effect of climatic changes in coastal zone. The mangrove ecosystem is particularly vulnerable to this process, due to its intermediate position between the sea and the continent. The Brazil has, simultaneously, the second largest total area, and the largest area of continuous mangrove present in the Brazilian north coast (in Amazonia), between the city of Belém / PA and the Maranhão Isle which is composed of four (4) cities (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar and Raposa). To study the response pattern of the mangrove to sea-level rise in Brazilian territory is a challenge, the directed researches this thematic has been geared mostly for use of remote sensing and local observations. The present study proposes a methodological approach to simulate the resistance pattern of the mangrove to sea-level rise, using spatially explicit modeling based on cellular automata. The proposed model is called the BR-MANGROVE; initially we present the conceptual model, the rules for the interaction between the elements and the methodological procedures for computer implementation. The simulation considers 88 (eighty-eight) events of elevation from 0.011 to 0.97 m according an arithmetic progression of reason 0.011 m for the time interval from 2012 to 2100. The case study area is the Maranhão Island which contains extensive mangrove area, and is densely occupied. The results presented demonstrated that mangrove had 13 (thirteen) resistance patterns, where the first was characterized by an elevation range from 0.01 to 0.13 m for the period 2013-2024. In this interval, the mangrove area remained approximately constant, with values of the order of 17,711 ha for the total area, and 16,916 ha of remaining area, which corresponds to 4.49% (795 ha) of expansion. After the first resistance pattern, mangrove showed 12 (twelve) subsequent patterns of resistance and decline of area until the end of the simulation. The results obtained through the BR-MANGROVE suggest that modeling experiments can be used to promote a better understanding of patterns of the mangrove responses to potential events of sea-level rise, especially in areas of complex use and occupation as in the coastal zone Brazilian.
Número de Páginas156
Idiomapt
Tipo da TeseTese (Doutorado em Ciência do Sistema Terrestre)
Tipo SecundárioTDI
AreaCST
CursoCST-CST-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Tamanho5319 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Última Atualização2015:01.30.16.26.18 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator
Última Atualização dos Metadados2020:04.29.13.33.11 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
Endereço de e-Maildenilson.bezerra@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosadministrator denilson.bezerra@inpe.br marcelo.pazos@inpe.br tereza@sid.inpe.br yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator denilson.bezerra@inpe.br marcelo.pazos@inpe.br tereza@sid.inpe.br yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.10
Permissão de Leituraallow from all
Conteúdo da Pasta source
originais/@4primeirasPaginas.pdf 29/01/2015 09:38 148.7 KiB 
originais/Avaliação Final - Denilson da Silva Bezerra.pdf 16/12/2014 15:25 314.0 KiB 
originais/versão com correçoes do aluno-1.pdf 12/01/2015 15:05 4.8 MiB
originais/versão com correçoes do aluno.docx 29/01/2015 09:42 13.0 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
autorizacao.pdf 29/01/2015 14:32 636.1 KiB 
Histórico2014-09-02 18:19:48 :: denilson.bezerra@inpe.br -> administrator ::
2015-01-29 16:03:52 :: administrator -> yolanda :: 2014
2015-01-29 16:34:00 :: yolanda -> tereza@sid.inpe.br :: 2014
2015-01-30 11:53:04 :: tereza@sid.inpe.br -> marcelo.pazos@sid.inpe.br :: 2014
2015-01-30 16:38:31 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator :: 2014
2020-04-29 13:33:11 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosacademicdepartment archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition nexthigherunit notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaThesis
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GBUHCP
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/05.23.11.59
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/05.23.11.59.20
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE-17381-TDI/2189
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoDallaNora:2014:MoInGl
AutorDalla Nora, Elói Lennon
GrupoCST-CST-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
AfiliaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
TítuloModeling the interplay between global and regional drivers on amazon deforestation
Ano2014
BancaOmetto, Jean Pierre Henry Balbaud (presidente)
Aguiar, Ana Paula Dutra de (orientador)
Lapola, David Montenegro (orientador)
Batistella, Mateus
Sousa Júnior, Wilson Cabral de
Data2014-04-02
Título AlternativoModelagem da interação entre fatores globais e regionais sobre o desmatamento da Amazônia
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Palavras-ChaveAmazon deforestation, Land use modelling, future scenario, desmatamento na Amazônia, modelagem de uso da Terra, cenários futuros.
ResumoTropical deforestation is historically one of the largest drivers of biodiversity loss and carbon emissions globally. The growing demand for food, fiber and biofuels along with market's globalization is expected to add further pressure on tropical deforestation in the coming decades. In this sense, a number of models have been proposed to explore future deforestation trends, particularly in the Amazon. However, none of these models plausibly captured the general trajectory of land cover change that has been observed in this region. This thesis provides evidence that previous modeling approaches were not able to consistently represent the forces that shape land use dynamics in the Amazon. In general they are restricted by either global or regional drives of land cover change. Therefore, an alternative modeling approach should be taken to explore cross-scale interactions such as the world demand for resources and land use regulations. The main objective of this thesis is to explore an innovative modeling approach for the Amazon which allows simulating how the global demand for agricultural commodities and different regional land use policies could affect future deforestation trends inside and outside the Brazilian Amazon, paying special attention to leakage effects over the Cerrado. A global economic model was taken to integrate supply and demand factors at both global and regional scales. Then a spatially explicit land-use model is used to explore future patterns of land cover change over the Brazilian Amazon and Cerrado biome. Leakage effects are simulated in two different ways, regarding land demand and land allocation. In the first case, leakage effects are determined by changes on the relative land rents of different land use types mediated by changes on regional land use policies. In the second case, leakage effects are simulated based on Spatial Lag technique for land demand allocation which accounts for the spatial dependence of the deforestation. Based on this approach six contrasting multi-scale scenarios are explored focusing on deforestation rates and spatial pattern analysis for both Amazon and Cerrado. Our results revealed that Amazon conservation might not be the end of deforestation in Brazil once it can lead 43% increase over the Cerrado cleared area up to 2050. Massive land cover changes would be expected throughout the Cerrado biome, especially on the Midwest region and over the emerging agricultural frontier of MATOPIBA (acronym formed by the first letters of the Maranhão, Tocantins, Piauí and Bahia Brazilian states). Biofuels targets compliance can further press land cover changes over this region revealing that productivity gains will be decisive for both Amazon and Cerrado conservation. In summary, biodiversity conservation and emissions reduction in Brazil will depend on broader land use policies and land use efficiency. Otherwise, managing a transition towards a more sustainable land use can become utopian. RESUMO: O desmatamento nos trópicos é historicamente uma das maiores causas da perda de biodiversidade e emissões de carbono em nível mundial. A crescente demanda por alimentos, fibras e biocombustíveis, juntamente com a globalização dos mercados, deve pressionar ainda mais o desmatamento nos trópicos durante as próximas décadas. Neste sentido, uma série de modelos tem sido proposta para explorar tendências futuras de desmatamento, especialmente na Amazônia. Entretanto, nenhum destes modelos conseguiu capturar de forma plausível a trajetória geral de mudança da cobertura da terra observada nesta região durante a última década. Esta tese fornece evidências de que as abordagens de modelagem anteriores não foram capazes de representar de forma consistente as forças que moldam a dinâmica de uso da terra na Amazônia. Em geral, estas abordagens são limitadas ou por fatores determinantes globais ou fatores regionais de mudança. Neste caso, uma abordagem de modelagem alternativa deveria ser adotada para explorar interações entre escalas como a demanda mundial por recursos e as regulamentações de uso da terra. Assim, o objetivo geral deste trabalho é explorar uma abordagem de modelagem de uso da terra inovadora para a Amazônia, que permita simular como a demanda mundial por commodities agrícolas e diferentes políticas regionais de uso da terra podem afetar as tendências futuras de desmatamento dentro e fora da Amazônia, com especial atenção para os efeitos de deslocamento de demanda sobre o Cerrado. Um modelo econômico global foi adotado para integrar fatores de oferta e demanda em escala global e regional. Então, um modelo de uso da terra espacialmente explícito é utilizado para explorar padrões futuros de mudança da cobertura terra sobre a Amazônia Brasileira e o Cerrado. Mudanças indiretas de uso da terra são simuladas de duas maneiras diferentes, em relação à demanda e alocação de terras. No primeiro caso, os deslocamentos são determinados por alterações na renda relativa (land-rents) dos diferentes tipos de uso mediados por mudanças em políticas regionais de uso da terra. No segundo caso, os efeitos de deslocamento são simulados com base em regressão espacial (Spatial-Lag) para alocação de demanda por terra a qual captura a dependência espacial do desmatamento. Com base nesta abordagem seis cenários contrastantes de multi-escala são explorados com foco em taxas de desmatamento e análise de padrões espaciais para Amazônia e Cerrado. Os resultados revelaram que a conservação da Amazônia pode não ser o fim do desmatamento no Brasil, uma vez que isso pode levar a um aumento de 43% sobre a área desmatada no Cerrado até 2050. Extensas modificações no padrão de cobertura da terra seriam esperadas ao longo deste bioma, especialmente na região Centro-Oeste e sobre a fronteira agrícola emergente MATOPIBA (sigla formada pelas primeiras letras dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). O cumprimento de metas para biocombustíveis pode pressionar ainda mais as mudanças de cobertura da terra sobre esta região revelando que ganhos de produtividade serão decisivos para a conservação da Amazônia e do Cerrado. Em síntese, a conservação da biodiversidade e redução de emissões no Brasil dependerá de políticas de uso da terra mais amplas, além de melhoria na eficiência do uso da terra. Caso contrário, a gestão de uma transição para um uso da terra mais sustentável pode se tornar utópica.
Número de Páginas109
Idiomaen
Tipo da TeseTese (Doutorado em Ciência do Sistema Terrestre)
Tipo SecundárioTDI
AreaCST
CursoCST-CST-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Tamanho1092 KiB
Número de Arquivos3
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Última Atualização2018:05.08.19.29.50 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.03.04.07 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
Endereço de e-Maileloi.dallanora@inpe.br
Grupo de Usuáriosadministrator eloi.dallanora@inpe.br simone tereza@sid.inpe.br yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator eloi.dallanora@inpe.br yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.10
Permissão de Leituraallow from all
Conteúdo da Pasta source
originais/@4primeirasPaginas.pdf 07/08/2014 15:58 148.8 KiB 
originais/Avaliação Final pagina 2 - Elói Lennon Dalta Nora.pdf 26/05/2014 15:23 173.8 KiB 
originais/Thesis_Eloi_DallaNora_vFinal_R2 (3)-1.docx 26/05/2014 11:43 1020.0 KiB 
originais/Thesis_Eloi_DallaNora_vFinal_R3.pdf 26/05/2014 11:47 888.4 KiB 
Conteúdo da Pasta agreement
autorizacao.pdf 08/08/2014 09:51 592.3 KiB 
Why have land use change models for the amazon failed to capture the amount of deforestation over the last decade.pdf 08/05/2018 16:29 76.0 KiB 
Histórico2014-05-23 11:59:21 :: eloi.dallanora@inpe.br -> yolanda ::
2014-05-23 17:49:50 :: yolanda -> administrator :: 2014
2014-05-26 14:37:34 :: administrator -> yolanda :: 2014
2014-08-08 14:43:10 :: yolanda -> tereza@sid.inpe.br :: 2014
2014-08-08 17:40:18 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2014
2018-05-08 19:20:36 :: administrator -> pubtc@inpe.br :: 2014
2018-05-08 19:33:29 :: pubtc@inpe.br -> simone :: 2014
2018-05-08 19:33:51 :: simone -> administrator :: 2014
2018-06-04 03:04:07 :: administrator -> :: 2014
Campos Vaziosacademicdepartment archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition nexthigherunit notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Data de Acesso23 out. 2020
similares 
Tipo da ReferênciaThesis
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GA78RH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/05.12.11.49
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/05.12.11.49.38
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE-17433-TDI/2235
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoPacheco:2014:InPrMe
AutorPacheco, Felipe Siqueira
GrupoCST-CST-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
TítuloInfluência dos processos meteorológicos e hidrodinâmicos na emissão de carbono em reservatórios de hidrelétricas
Ano2014
BancaBarbosa, Cláudio Clemente Faria (presidente)
Ometto, Jean Pierre Henry Balbaud (orientador)
Alvalá, Plínio Carlos (orientador)
Assireu, Arcilan Trevenzoli
Roland, Fábio
Data2014-06-13
Título AlternativoInfluence of meteorological and hydrological processes in carbon emission in hydroelectric reservoirs.
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Palavras-Chavecarbono, hidrodinâmica, reservatórios de hidrelétricas, modelagem, carbon, hydrodynamics, hydroelectric reservoirs, modeling.
ResumoAo longo das últimas décadas, estudos mostraram que reservatórios de hidrelétricas, principalmente nas regiões tropicais, são importantes fontes de gases de efeito estufa (GEE). A partir do consenso de que hidrelétricas não são fontes limpas de energia, muitos estudos vêm sendo publicados na tentativa de melhorarem as estimativas de emissões de GEE utilizando novas técnicas e abordagem. Visto que muitos fatores ligados à hidrodinâmica influenciam os processos de produção, transporte, estoque e liberação de carbono em reservatórios de hidrelétricas, o objetivo principal deste trabalho foi determinar como os padrões de circulação influenciam a ciclagem de carbono e os níveis de emissões de GEE em reservatórios de hidrelétricas tropicais. Neste trabalho, foi analisado o efeito de eventos de subsidência e ressurgência em reservatórios de hidrelétricas tropicais. Foram feitos, também, estudos combinando trabalhos de campo e modelagem numérica para analisar o respectivo impacto de fatores meteorológicos e hidrológicos sobre a dinâmica espacial e temporal do fitoplâncton e da intensidade dos fluxos de $CO_{2}$. Os resultados mostram um aumento significativo nas emissões de $CO_{2}$ (12-47%) e metano (3-16%) em vários reservatórios de hidrelétricas tropicais quando eventos de subsidência e ressurgência são considerados na estimativa de emissão de gases de efeito estufa. Em um dos reservatórios estudados (Funil, estado do RJ, Brasil), a variabilidade sazonal e espacial da concentração de clorofila e fluxos de $CO_{2}$ está mais relacionada aos processos hidrodinâmicos da entrada do rio e tempo de residência do que a fatores ambientais externos, como temperatura do ar e radiação solar. Este reservatório é de particular importância por fazer parte do sistema de abastecimento da cidade do Rio de Janeiro. Nesse reservatório, conclusões contraditórias podem ser tiradas a respeito do nível de emissões quando a heterogeneidade proporcionada pela hidrodinâmica não é considerada adequadamente. Sendo assim, os padrões de circulações de massas de água e a heterogeneidade espacial mostraram ser características fundamentais na busca por estimativas mais confiáveis sobre o quanto é emitido por reservatórios de hidrelétricas. Devido à complexidade da ciclagem do carbono, a discussão sobre o papel desses sistemas no cenário global de emissões ainda será foco de discussão nos próximos anos, principalmente em sistemas tropicais onde existem ainda poucos estudos - embora este número venha aumentando significativamente nos últimos anos. ABSTRACT: Over the last two decades, hydroelectric reservoirs have been identified as potentially important sources of greenhouse gas (GHG) emissions. Then, many studies have been published attempting to improve estimates of emissions using new techniques and approaches. Since many factors related to hydrodynamics influence the production, transportation, storage and release of carbon in hydroelectric reservoirs, the main objective of this study was to determine how water circulation patterns influence the carbon cycle and levels of GHG emissions in tropical hydroelectric reservoirs. In this work, we analyzed the effect of upwelling and downwelling events in tropical hydroelectric reservoirs. We also combine fieldwork and modeling to analyze the respective impact of meteorological and hydrological factors on the spatial and temporal dynamics of phytoplankton and the intensity of carbon dioxide ($CO_{2}$) fluxes. The results show a significant increase in emissions of $CO_{2}$ (12-47%) and methane (3-16%) in six tropical hydroelectric reservoirs when upwelling and downwelling events are considered to estimate the emission of greenhouse gases. In an old and stratified reservoir (Funil, state of Rio de Janeiro, Brazil), the seasonal and spatial variability of partial pressure of $CO_{2}$ and chlorophyll concentration is more related to river inflow and retention time than external environmental factor such as air temperature and solar radiation. In this reservoir, contradictory conclusions can be drawn about the level of emissions when the heterogeneity provided by the hydrodynamics is not adequately considered. Thus, the circulation patterns of water and spatial heterogeneity showed to be key features for a more reliable estimate of how much GHG is emitted by hydroelectric dams. Due to the complexity of carbon cycle, the discussion about the role of these systems in global emissions scenario will still be the focus of discussion in the coming years, mainly in tropical systems where there are few studies - although this number has increased significantly in recent years.
Número de Páginas143
Idiomapt
Tipo da TeseTese (Doutorado em Ciência do Sistema Terrestre)
Tipo SecundárioTDI
AreaCST
CursoCST-CST-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Tamanho3845 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Última Atualização2014:10.09.14.11.31 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.03.04.07 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
Endereço de e-Mailfelipe.pacheco@inpe.br
Grupo de Usuáriosadministrator felipe.pacheco@inpe.br tereza@sid.inpe.br yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator felipe.pacheco@inpe.br tereza@sid.inpe.br yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.10
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Permissão de Leituraallow from all
Conteúdo da Pasta source
originais/@4primeirasPaginas.pdf 26/08/2014 15:35 149.8 KiB 
originais/Avaliação Final - Felipe Siqueira PAcheco.pdf 14/08/2014 11:21 153.0 KiB 
originais/TESE - FELIPE S. PACHECO 07-08-2014.docx 13/08/2014 10:04 8.3 MiB
originais/TESE - FELIPE S. PACHECO 07-08-2014.pdf 09/09/2014 10:04 3.5 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
autorizacao.pdf 08/10/2014 15:59 600.2 KiB 
Histórico2014-05-22 12:49:37 :: felipe.pacheco@inpe.br -> yolanda ::
2014-05-22 13:16:53 :: yolanda -> administrator ::
2014-07-08 15:56:56 :: administrator -> felipe.pacheco@inpe.br ::
2014-08-06 14:30:20 :: felipe.pacheco@inpe.br -> administrator ::
2014-08-06 14:59:21 :: administrator -> felipe.pacheco@inpe.br ::
2014-08-06 20:10:29 :: felipe.pacheco@inpe.br -> yolanda ::
2014-08-07 12:14:55 :: yolanda -> felipe.pacheco@inpe.br ::
2014-08-07 13:08:59 :: felipe.pacheco@inpe.br -> yolanda ::
2014-10-08 19:13:33 :: yolanda -> tereza@sid.inpe.br ::
2014-10-09 13:38:54 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2014
2014-10-09 16:47:01 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2014
2018-06-04 03:04:07 :: administrator -> :: 2014
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition nexthigherunit notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress resumeid secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Data de Acesso23 out. 2020
similares