Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <ref thesis and course GESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR and date 2013>.
8 referências encontradas buscando em 15 dentre 15 sites.
Data e hora local de busca: 02/03/2021 18:00.
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP8W/3BTG5KH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m18/2012/05.18.16.55
Última Atualização2013:06.10.04.42.44 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m18/2012/05.18.16.55.42
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.03.55.41 administrator
Chave SecundáriaINPE-17185-TDI/2031
Chave de CitaçãoCueva:2013:ElIrIo
TítuloEletrodinâmica das irregularidades ionosféricas em baixas latitudes e caracterização das plumas em três setores de longitude
Título AlternativoElectrodinamics of the low latitude ionospheric irregularites and caracterization of plumes in three longitudinal sectors
CursoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2013
Data2013-02-28
Data de Acesso02 mar. 2021
Tipo da TeseTese (Doutorado em Geofísica Espacial/Ciências do Ambiente Solar-Terrestre)
Número de Páginas177
Número de Arquivos3
Tamanho91226 KiB
Área de contextualização
AutorCueva, Ricardo Yvan de La Cruz
GrupoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaMuralikrishna, Polinaya (presidente)
Paula, Eurico Rodrigues de (orientador)
Kantor, Ivan Jelinek (orientador)
Costa, Emanoel Paiva de Oliveira (orientador)
Alarcon, Alícia Luiza Clúa de Gonzalez
Muella, Marcio Tadeu Assis Honorato
Valladares, Cesar E.
Endereço de e-Mailrica_yvan@dae.inpe.br
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2012-06-01 19:14:50 :: rica_yvan@dae.inpe.br -> administrator ::
2012-12-19 14:18:57 :: administrator -> rica_yvan@dae.inpe.br ::
2013-03-26 20:21:21 :: rica_yvan@dae.inpe.br -> yolanda ::
2013-05-14 11:49:33 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-05-16 14:09:05 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-05-28 12:13:36 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2013
2013-05-28 13:11:17 :: tereza@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com :: 2013
2013-05-28 13:17:04 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br :: 2013
2013-05-28 13:21:39 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2013-07-24 13:19:35 :: administrator -> banon :: 2013
2013-07-24 13:20:10 :: banon -> administrator :: 2013
2018-06-04 03:55:41 :: administrator -> :: 2013
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveionosfera, eletrodinâmica, radar VHF, spread F, ionosphere, electrodynamics, VHF radar, spread F.
ResumoO spread F equatorial (ESF) é consequência do desenvolvimento da instabilidade Rayleigh- Taylor (RT) na base da camada F no equador magnético e esta cresce de forma não linear até o topo da camada. O pico pré-reversão (PRE) do plasma noturno é responsável por criar as condições para a geração da instabilidade RT devido ao incremento de ambos termos gravitacional e eletrodinâmico da taxa de crescimento. Foi estabelecido que o PRE após o pôr-do-Sol é o parâmetro mais importante no controle da geração do spread F, mas não é o único. Uma perturbação inicial é requisito necessário para o início da instabilidade RT. A propagação de ondas de gravidade na termosfera equatorial tem um papel importante como geradores da perturbação inicial na baixa ionosfera, que é requisito para o crescimento da instabilidade GRT e consequentemente a formação do ESF. No presente estudo a estatística de vários aspectos da ocorrência do spread F são apresentados usando radar HF/VHF e radar de espalhamento incoerente localizados em três estações equatoriais: Christmas Island, São Luís and Jicamarca. Os parâmetros do spread F obtidos dos radares apresentados aqui são altura inicial e tempo inicial do bottom-type e da pluma, e a altura pico da pluma de radar os quais estão associ-ados com as características da ocorrência do spread F. O estudo revela resultados originais, como a dependência da ocorrência do spread F com a sazonalidade e fluxo solar sobre Christmas Island/São Luís, e dependência longitudinal das características da ocorrência do spread F destas três estações baseada nesses parâmetros. Desenvolveu-se um modelo empírico gerado a partir da análise estatística das estações equatoriais e separadas longitudinalmente. Este tipo de estudo é importante para entender os mecanismos de geração de irregularidades para programas como previsão em tempo real do clima espacial, e o melhoramento de modelos de alerta de cintilações. Foi realizada uma análise quantitativa do papel do PRE como um mecanismo pré-condicionador que através do processo de instabilidade RT leva ao desenvolvimento de bolhas de plasma sobre a América do Sul. Para alcançar este objetivo as detecções de depleções nos valores de TEC foi usado um algoritmo de detecção de bolhas de plasma. O algoritmo de detecção de bolhas na ionosfera, e os parâmetros da digissonda nos fornecem informações sobre as condições do ambiente ionosférico, e ambos estão relacionados à geração e evolução das bolhas de plasma. Encontrou-se que em condições de mínimo solar, a camada F está relativamente em baixa altitude, as perturbações tipo onda verticalmente propagantes, que podem alcançar a parte baixa da região F e contribuem para a geração da instabilidade RT e seus processos de cascata. Estas perturbações podem ser originadas por ondas de gravidade, e servindo como mecanismo gerador /precursor do spread F equatorial. As ondas de rádio são afetadas por fenômenos de reflexão, refração, difração, absorção, despolarização e espalhamento. Este sinal de rádio é afetado pelas mudanças do perfil vertical da temperatura e do vapor de água na troposfera e densidade de ionização na ionosfera. Como fatores que influenciam a propagação de sinais de rádio na ionosfera temos a camada E esporádica, espalhamento F equatorial, estruturas alongadas (bolhas de plasma) na camada ionosférica, explosões solares, tempestades geomagné-ticas,e outros eventos solares. A turbulência do plasma associada a bolhas de plasma equatorial é geralmente a mais intensa encontrada no globo e sua ocorrência está associada à sazonalidade, longitude, ciclo solar, atividade magnética, exibindo um grande grau de variabilidade dia a dia. O Modelo de Irregularidades para a Predição de Cintilação usado como base desta tese é descrito nos artigos COSTA e BASU (2002), COSTA et al, (2011), valendo-se da técnica extquotedblleft{multiple phase screen} extquotedblright (técnica numérica eficiente para simular a propagação de ondas de rádio através de um meio aleatório, gerando flutuações na fase e na amplitude do sinal para acumulá-los dentro do meio) para modelar o índice de cintilação 54 no solo. Encontrou-se que os parâmetro instrumentais do radar de São Luís assim como os parâmetros espectrais das irregularidades ionosféricas são determinantes e ao mesmo ponto críticos para a melhor predição do índice de cintilação no solo. ABSTRACT: ESF is formed by the Rayleigh- Taylor instability in the bottomside F layer above the geomagnetic equator and it grows non-linearly to the topside. The evening plasma prereversal enhancement is responsible to create conditions for the initiation of the Rayleigh- Taylor instability by increasing both the gravitational and electrodynamics terms of the growth rate. It has been established that the height of the post-sunset F layer is the most important parameter controlling the generation of equatorial spread F, but is not the only one. A seed perturbation is a necessary requirement for the initiation of the Gravitational Rayleigh Taylor (GRT) instability. Atmospheric gravity waves generated at tropospheric altitudes and propagating upward to ionospheric altitudes are a potential source for the initial seeding, which is necessary for the growth of GRT and ESF formation. In the present study, statistics of various aspects of spread F occurrence are presented from HF/VHF radars and incoherent scatter radars located at three equatorial stations: Christmas Island, São Luís and Jicamarca. The spread F parameters obtained from radars presented here are the onset altitude and onset time of the bottom-type and plume, and the peak altitude of the plume which are known to be associated with the spread F occurrence characteristics. The study reveals novel features namely, seasonal and solar fiux dependence of spread F occurrence over Christmas Island/São Luís, and longitudinal dependence of spread F occurrence characteristics from these three stations based on the chosen parameters. It was generated a radar parameter empirical model developed combining statistical analysis of three equatorial and longitudinally separated stations, which is important to study the irregularity generation mechanisms, for space weather forecasting and nowcasting programs, and to improve scintillation warning models. It was made a quantitatively analysis of the role of the PRE as a preconditioning mechanism through the Rayleigh- Taylor instability process leading to the development of ionospheric plasma bubbles over SA. To reach this objective the depletions detection was made with TEC values using bubble detection algorithm. The bubble detection algorithm in the ionosphere, and the digisonde parameters give information about the ionosphere background conditions, and both are related to the generation and evolution of plasma bubbles, Due to the fact that during solar minimum conditions, the F-layer is relatively at low-height, the upward propagating wave-like perturbations that can reach the lower part of the F layer can contribute to the RT instability and its cascading processes. These perturbations could be originated by Gravity Wave, serving as seeding/precursor mechanisms for equatorial spread-F. The radio waves are afected by refiection, refraction, difraction, absortion, unpolarization and spreading phenomenon. The radio wave is affected by changings in the temperature vertical profile and tropospheric water vapor and ionization density in the ionosphere. As factors infiuencing the propagation of radio signals in the ionosphere there are the sporadic E layer, equatorial spread F, ionospheric layer elongated structures (plasma bubbles), solar fiares, geomagnetic storms, and other solar events. The plasma turbulence associated to equatorial plasma bubbles are generally the higher found at the globe and their occurrence is associated to season, longitude, latitude, solar cycle, magnetic activity, showing a high variable degree from day to day. The irregularity model to scintillation prediction used as base of one chapter of this thesis is described in the papers COSTA e BASU (2002), COSTA et al. (2011), using the multiple phase screen tecnique (efficient numerical technique to simulate radio waves propagation trough the random medium, generating fiuctuations in the signal phase and amplitude to cumulate inside itself) to model S$_{4}$, the scintillation index at the ground. We found out that the São Luís radar instrumentation parameters and the ionospheric irregularities spectral parameters are crucial and at the same time criticai for a better prediction of scintillation index at the ground.
AreaCEA
Arranjo 1INPE > Produção > GES > Eletrodinâmica das irregularidades...
Arranjo 2INPE > Produção > GESAST > Eletrodinâmica das irregularidades...
Conteúdo da Pasta source
ARQUIVOS.zip 16/05/2013 10:54 81.9 MiB
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 16/05/2013 10:19 777.6 KiB 
Originais/aprovacao.pdf 03/05/2013 16:12 173.3 KiB 
Originais/TESE_Ricardo_03Maio_2013.pdf 15/05/2013 14:56 10.0 MiB
publicacao.pdf 16/05/2013 10:28 3.2 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 18/05/2012 13:55 1.9 KiB 
autorizacao.pdf 16/05/2013 11:07 3.1 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP8W/3BTG5KH
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP8W/3BTG5KH
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
banon
lmanacero@yahoo.com
rica_yvan@dae.inpe.br
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
lmanacero@yahoo.com
rica_yvan@dae.inpe.br
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Licença de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.20.35
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m18@80/2008/03.17.15.17.24
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2PBEE
8JMKD3MGPCW/3F2PF8L
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m18@80/2008/03.17.15.17
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype creatorhistory descriptionlevel doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3DHJF42
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.13.21.09
Última Atualização2013:05.16.13.13.38 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.13.21.09.09
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.13.57 administrator
Chave SecundáriaINPE-17182-TDI/2028
Chave de CitaçãoJonah:2013:AnToEl
TítuloAnalysis of Total Electron Content (TEC) variations obtained from GPS data over South America
Título AlternativoAnálise de Conteúdo Eletrônico Total (CET) obtidos a partir do Sistema de Posicionamento Global (GPS) dados sobre o sul da América
CursoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2013
Data2013-02-27
Data de Acesso02 mar. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Geofísica Espacial)
Número de Páginas145
Número de Arquivos1
Tamanho3326 KiB
Área de contextualização
AutorJonah, Olusegun Folarin
GrupoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaBatista, Inez Staciarini (presidente)
Paula, Eurico Rodrigues de (orientador)
Dutra, Severino Luiz Guimarães (orientador)
Kantor, Ivan Jelinek
Souza, Jonas Rodrigues de
Muella, Marcio Tadeu Assis Honorato
Aguiar, Claudinei Rodrigues
Endereço de e-Mailfolarin.jay@dae.inpe.br
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2013-02-13 21:09:09 :: folarin.jay@dae.inpe.br -> yolanda ::
2013-03-07 12:18:15 :: yolanda -> folarin.jay@dae.inpe.br ::
2013-03-13 17:02:40 :: folarin.jay@dae.inpe.br -> yolanda ::
2013-03-13 17:03:55 :: yolanda -> folarin.jay@dae.inpe.br ::
2013-04-30 16:57:12 :: folarin.jay@dae.inpe.br -> yolanda ::
2013-05-13 19:57:24 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-05-14 12:24:46 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-05-16 12:44:33 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2013
2013-05-16 13:05:24 :: tereza@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com :: 2013
2013-05-16 13:13:48 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br :: 2013
2013-05-16 13:22:51 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2018-06-05 04:13:57 :: administrator -> :: 2013
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chavefluxo solar, perturbação, aquecimento estratosférico súbito, conteúdo eletrônico total, anomalia equatorial de ionização, solar flux, perturbation, Sudden Stratospheric Warming (SSW), Total Electron Content (TEC), Equatorial Ionization Anomaly (EIA).
ResumoUsando receptores GPS de dupla frequência do sector da América do Sul, a medição do Conteúdo Eletrônico Total (TEC) absoluto foi estimada aplicando o modelo ionosférico Nagoya para 2009 e 2001, representando baixas e altas atividades solares respectivamente. As variações diurnas, dia-a-dia, mensal, sazonal, e de latitude e longitude do TEC foi estudado para regiões equatoriais e de baixas latitudes da América do Sul. A intensidade e as características da Anomalia da Ionização Equatorial (EIA) foram igualmente analisadas. Também foram investigadas as diferenças do TEC entre equinócios de março e setembro, tanto para o mínimo solar quanto para o máximo solar. O efeito do aquecimento estratosférico súbito na ionosfera polar durante os períodos de 2007/2008 e 2008/2009 são igualmente analisados. A Física baseada O modelo SAMI2 baseado em princípios físicos foi também usado para fornecer os possíveis mecanismos responsáveis pelas variações no TEC. A assimetria equinocial na ionosfera mostra que o TEC é maior nos meses de março do que nos meses de setembro e que este fenômeno ocorre em regiões de latitudes baixas e equatoriais, em ambas as fases do ciclo solar. As análises revelam também a bem conhecida variação diurna, sazonal e semi-diurna, bem como a variabilidade noturna, durante baixa e alta atividades solares. Wavelet análise dos espectros de potência foi empregada para verificar as periodicidades dos dados do TEC, F10.7 e velocidades do vento zonal e meridional medidos pelo rada meteórico, a uma altitude de 100 km. Muitos períodos considerados dominantes na velocidade do vento zonal e meridional correspondente com os das periodicidades do TEC foram observados. Acreditamos que esta poderia ser uma evidência de ondas planetárias que poderiam causar modulação do campo eléctrico E região durante o dia e, consequentemente, causar algum aumento na ionização da ionosfera. Por fim, apresentamos a evidência da resposta ionosférica aos eventos de Aquecimento Estratosférico Súbito (SSW) de 2008 e 2009 durante condições de mínima atividade solar. A resposta é caracterizada pela perturbação semidiurna de grande amplitude e persistência, por cerca de 3 semanas após o pico de temperatura da estratosfera. Evidências de nosso estudo mostram que o EIA foi mais intenso durante a manhã, suprimido durante as horas da tarde e um aumento secundário também foi notado após o pôr do sol. A mudança temporal progressiva do EIA ocorre em uma taxa diferente para os diferentes eventos SSW. Ao todo, um total de cinco eventos SSW foram analisados. ABSTRACT: Using dual frequency GPS receivers in the South American sector, the measurement of absolute ionospheric Total Electron Content (TEC) has been estimated applying the Nagoya ionospheric model for both 2009 and 2001, which represent low and high solar activities respectively. The diurnal, day-to-day, monthly, seasonal, latitudinal and longitudinal variations of TEC was studied for equatorial and low latitude region of South America. The strength and characteristics of the EIA were equally analyzed. We also investigated the TEC differences between the March and September equinoxes of both solar minimum and solar maximum and the effect of Sudden Stratospheric Warming on the ionosphere during the period of 2007/2008 and 2008/2009. The Physics based SAMI2 model was also used to provide possible TEC variations mechanisms. The equinoctial asymmetry in the ionosphere shows that TEC is larger in March month than in September month and that this phenomenon occurs at both equatorial and low latitude regions of both solar phases. The analyses also reveal the well know diurnal, seasonal and semidiurnal variation as well as the nighttime variability during the low and high solar activities. Wavelet power spectra analysis was employed to check the periodicities of the TEC data, F10.7 and zonal and meridional wind velocities measured by Metor radar at an 100 km altitude. Many periods were found to be dominant in the zonal and meridional wind velocity corresponding with that of TEC periodicities. We believe this could be an evidence of planetary waves which could result in the modulation of the E region electric field during the day and consequently cause some enhancement in the ionosphere ionization. Finally, we present, evidence of the ionospheric response to Sudden Stratospheric Warming (SSW) of 2008 and 2009 events during solar minimum conditions. The response is characterized by semidiurnal, large amplitude and persistence perturbation for about 3 weeks after the peak of the stratospheric temperatures. Evidences from our study show that the EIA was enhanced during the morning hours, suppressed during afternoon hours and a secondary enhancement was also noticed after sunset. The progressive shift of EIA occurs at a different rate for different SSW events. In all, a total of five SSW events have been analyzed.
AreaCEA
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas-15.pdf 07/05/2013 11:41 776.8 KiB 
Originais/aprovacao.pdf 02/05/2013 08:21 187.8 KiB 
Originais/Dissertation_Jonah.pdf 30/04/2013 12:50 3.7 MiB
publicacao.pdf 14/05/2013 09:00 2.8 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 13/02/2013 19:09 1.7 KiB 
autorizacao.pdf 14/05/2013 09:23 1.8 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3DHJF42
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3DHJF42
Idiomaen
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
folarin.jay@dae.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
folarin.jay@dae.inpe.br
murali@dae.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Licença de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.20.35
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2PBEE
8JMKD3MGPCW/3F2PF8L
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype creatorhistory descriptionlevel doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3E6BTML
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2013/05.21.19.24
Última Atualização2013:08.06.19.55.34 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2013/05.21.19.24.34
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.14.08 administrator
Chave SecundáriaINPE-17240-TDI/2072
Chave de CitaçãoNogueira:2013:EsCaPa
TítuloEstudos das características do padrão de onda número 4 e variabilidades do TEC sobre a América do Sul
Título AlternativoA study of the characteristics of the wave number 4 pattern and TEC variability over South America
CursoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2013
Data2013-05-29
Data de Acesso02 mar. 2021
Tipo da TeseTese (Doutorado em Geofísica Espacial/Ciências do Ambiente Solar-Terrestre)
Número de Páginas231
Número de Arquivos1
Tamanho5607 KiB
Área de contextualização
AutorNogueira, Paulo Alexandre Bronzato
GrupoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
AfiliaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
BancaDutra, Severino Luiz Guimarães (presidente)
Souza, Jonas Rodrigues de (orientador)
Abdu, Mangalathayil Ali (orientador)
Kherani, Esfhan Alam
Camargo, Paulo de Oliveira
Muella, Marcio Tadeu Assis Honorato
Endereço de e-Mailpaulo@dae.inpe.br
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2013-05-21 19:26:03 :: paulo@dae.inpe.br -> administrator ::
2013-07-19 01:42:21 :: administrator -> paulo@dae.inpe.br ::
2013-07-24 18:10:54 :: paulo@dae.inpe.br -> yolanda ::
2013-07-26 20:27:09 :: yolanda -> paulo@dae.inpe.br ::
2013-07-26 21:09:54 :: paulo@dae.inpe.br -> administrator ::
2013-07-30 14:42:46 :: administrator -> yolanda ::
2013-08-05 18:54:06 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-08-06 19:56:03 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-08-13 17:31:42 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2013
2013-08-13 17:53:09 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2018-06-05 04:14:08 :: administrator -> :: 2013
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveionosfera, modelo ionosférico, campos elétricos e ventos neutros, marés não migrantes, anomalia equatorial, ionosphere, ionospheric model, electric field and thermospheric winds, non migrating tides, equatorial anomaly.
ResumoObservações do perfil de densidade eletrônica ionosférica tem revelado uma estrutura longitudinal na intensidade da Anomalia de Ionização Equatorial (EIA), a qual é caracterizada por apresentar um padrão de onda número quatro (WN4) quando ilustrada em um sistema de hora local constante para todos os setores longitudinais. Tem sido proposto que as marés não migrantes são as responsáveis por essa caraterística, pois elas modulariam os ventos neutros, geradores dos campos elétricos do dínamo da região E. No presente trabalho as medidas de satélites do extit{Defense Meteorological Satellite Program} (DMSP) foram utilizadas para investigar a estrutura de quatro picos (WN4) na densidade iônica (Ni) na parte superior da ionosfera de baixas latitudes. Investigou-se também a dependência longitudinal do Conteúdo Eletrônico Total (TEC), relacionada ao WN4, sobre a América do Sul. As estações receptoras de GPS foram Arequipa (16.5$°$S, 288.5$º$E, declination = 0.5$º$) no Peru e Salta (- 24,78$°$S; 294,6$°$E) na Argentina para representar a costa oeste da América do Sul, e São Luís (2.33$°$ S, 315.8$°$E, declination = -19$º$) e São José dos Campos (-23,17$°$S; 314,11$°$E) para representar a costa leste da América do Sul. A climatologia do TEC para três níveis de atividade solar (alta, moderada e baixa) mostram que os valores do TEC sobre São Luís são maiores do que sobre Arequipa independente da sazonalidade, hora local e atividade solar. A velocidade de deriva vertical diurna sobre essas estações foi calculada a partir de dados de magnetômetros e complementada por dados de digissondas no período do pôr-do-sol. As velocidades de deriva vertical calculadas e os ventos termosféricos modificados para incluir os efeitos latitude / longitude, são usados como entradas no extit{Sheffield University Plasmasphere Ionosphere Model} (SUPIM) para explicar as principais características do TEC, e da Ni da ionosfera superior, como oriundas do padrão de onda número quatro. Em suma, analisou-se a resposta da ionosfera equatorial para efeitos combinados de campo elétrico zonal e ventos neutros termosféricos, explicando a dependência longitudinal do TEC e da Ni observado no setor longitudinal da América do Sul. A variabilidade dia-dia da ionosfera equatorial, que pode ser associada aos efeitos de ondas planetárias, marés lunares semidiurnas e os efeitos de tempestades geomagnéticas também foi analisada. ABSTRACT: Recent observations of the low-latitude ionospheric electron density have revealed a longitudinal structure in the Equatorial Ionization Anomaly (EIA) intensity, which is characterized by a wave number-four (WN4) pattern when plotted at a constant-local-time frame. It has been proposed that neutral wind driven dynamo electric fields from the E-region due to non-migrating tidal modes are responsible for this pattern. In the present work we have used measurements from the Defense Meteorological Satellite Program (DMSP) satellite DMSP-F13 to investigate the four-peak structure in the topside ion density (Ni) of the low latitude ionosphere. We also investigate the WN4 related longitudinal dependence in Total Electron Content (TEC) over South American sector as observed by GPS receivers at two equatorial sites in South America, São Luís (2.33$°$ S, 315.8$°$E, declination = -19$°$) in Brazil and Arequipa (16.5$°$S, 288.5$°$E, declination = 0.5$°$) in Peru, as well as two low latitude stations São José dos Campos (-23,17$°$S; 314,11$°$E) and Salta (-24,78$°$S; 294,6$°$E). The TEC climatology for three solar activity levels (high, moderate and low) shows that the TEC values over São Luís are larger than that ones over Arequipa independent of the season, local time and solar cycle conditions. The daytime vertical plasma drifts over these stations calculated from magnetometer data were complemented by vertical drift from digisonde data during evening hours. The drifts that present longitudinal variation, and the thermospheric winds modified for longitude/latitude effects, are input to the Sheffield University Plasmasphere Ionosphere Model (SUPIM) to explain the main differences in the TEC and topside Ni over these stations as arising from the WN4 pattern. Overall, we analyze the equatorial ionospheric response to combined effects of zonal electric field and thermospheric neutral winds to explain the longitudinal dependence of the TEC and Ni observed in the South American longitude sector. The TEC daily variability associated to planetary wave effects, semidiurnal lunar tides and geomagnetic effects were also analyzed.
AreaCEA
ArranjoINPE > Produção > GESAST > Estudos das características...
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas-1.pdf 06/08/2013 16:11 777.1 KiB 
Originais/aprovacao.pdf 01/08/2013 10:47 165.1 KiB 
Originais/tese_texto_jrs-versao2-maa(1).docx 27/07/2013 09:42 68.3 MiB
Originais/tese_texto_jrs-versao2-maa.pdf 27/07/2013 09:42 8.3 MiB
publicacao.pdf 06/08/2013 16:37 5.5 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 21/05/2013 16:24 1.7 KiB 
autorizacao.pdf 06/08/2013 16:55 1.5 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3E6BTML
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3E6BTML
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
lmanacero@yahoo.com
paulo@dae.inpe.br
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
lmanacero@yahoo.com
paulo@dae.inpe.br
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Licença de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.10
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2PF8L
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment archivingpolicy archivist callnumber contenttype creatorhistory descriptionlevel doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3DJMQKS
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.20.19.07
Última Atualização2013:05.14.13.16.31 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.20.19.07.53
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.13.58 administrator
Chave SecundáriaINPE-17154-TDI/2004
Chave de CitaçãoOjedaGonzález:2013:IdChIn
TítuloIdentification and characterization of interplanetary magnetic clouds
Título AlternativoIdentificação e caracterização de nuvens magnéticas interplanetárias
CursoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2013
Data2013-02-27
Data de Acesso02 mar. 2021
Tipo da TeseTese (Doutorado em Geofísica Espacial)
Número de Páginas330
Número de Arquivos1
Tamanho29263 KiB
Área de contextualização
AutorOjeda González, Arian
GrupoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaLago, Alisson Dal (presidente)
Domingues, Margarete Oliveira (orientador)
Júnior, Odim Mendes (orientador)
Nardin, Clezio Marcos de
Kaibara, Magda Kimico
Serbeto, Antonio de Paula Brito
Endereço de e-Mailarian@dge.inpe.br, aojeda78@gmail.com
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2013-02-20 19:09:32 :: arian@dge.inpe.br -> yolanda ::
2013-03-06 14:12:42 :: yolanda -> arian@dge.inpe.br ::
2013-03-26 23:16:34 :: arian@dge.inpe.br -> yolanda ::
2013-03-28 18:06:16 :: yolanda -> administrator ::
2013-03-28 18:12:45 :: administrator -> arian@dge.inpe.br ::
2013-03-28 18:14:46 :: arian@dge.inpe.br -> yolanda ::
2013-03-28 18:18:09 :: yolanda -> jefferson ::
2013-03-28 18:21:55 :: jefferson -> arian@dge.inpe.br ::
2013-03-28 18:22:25 :: arian@dge.inpe.br -> yolanda ::
2013-03-28 18:22:52 :: yolanda -> arian@dge.inpe.br ::
2013-04-19 17:01:10 :: arian@dge.inpe.br -> administrator ::
2013-04-20 13:03:39 :: administrator -> yolanda ::
2013-05-03 17:58:25 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-05-07 13:11:21 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-05-07 13:35:23 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2013
2013-05-07 17:48:44 :: tereza@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com :: 2013
2013-05-08 11:58:12 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br :: 2013
2013-05-08 12:33:23 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2013-05-14 13:04:57 :: administrator -> lmanacero@yahoo.com :: 2013
2013-05-14 13:19:18 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br :: 2013
2013-05-15 12:49:56 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2018-06-05 04:13:58 :: administrator -> :: 2013
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveICMEs, magnetic cloud, entropy, space plasmas, IMF, space electrodynamics (ICMEs, nuvens magnéticas, plasmas espaciais, IMF, eletrodinâmica espacial.
ResumoNas Ejeções de Massa Coronal Interplanetária (ICMEs), há um subconjunto específico, onde o plasma possui um campo magnético bem estruturado em forma de corda de fluxo chamado de nuvem magnética (MC). As características principais são: o aumento da intensidade do campo magnético em relação ao valor médio no vento solar circundante, a rotação suave do vetor campo magnético, com duração na ordem de um dia e, a baixa densidade de prótons. Em consequência do rápido movimento das MCs em relação ao vento solar circundante, o plasma e as linhas de campo magnético se acumulam na frente da nuvem numa região chamada de bainha magnética. As MCs são importantes devido ao efeito sobre a atividade geomagnética. Dependendo das características, o plasma no interior da nuvem tem um acoplamento eletrodinâmico com a magnetosfera da Terra. O objetivo desta tese foi desenvolver uma metodologia para identificar e, posteriormente, caracterizar a dinâmica das MCs no meio interplanetário a partir de sinais recebidos pelos satélites. Nem sempre é possível usar os dados de plasma no vento solar (SW) devido à in-disponibilidade para fazer esta identificação. Neste trabalho as ferramentas usadas foram: entropia espaço temporal, expoentes de persistência, transformada wavelet discreta e o método de mínima variãncia. Para isso, utilizou-se os dados do satélite ACE, localizado no ponto de Lagrange LI à 1.5 milhões de km da Terra. Dos dez instrumentos abordo do ACE, foram utilizados dois deles, o SWEPAM e o MAG que medem dados de plasma e campo magnético, respectivamente. Utilizou-se os sistemas de coordenadas GSE e GSM, com resolução temporal de 16 s, porém alguns resultados foram gerados com dados em outras resoluções temporais. As ferramentas físico-matemáticas citados foram testados, em 41 MCs identificadas anteriormente por outros autores, na região da bainha de plasma, da nuvem, e na região após nuvem visando validar a metodologia. A base física para a utilização das técnicas foi a existência de características relacionado com as ocorrências de MC, pois verificamos que as MCs tem um campo magnético ordenado, auto correlacionado, com poucas flutuações e com aumento da memoria na serie temporal. Das ferramentas utilizadas foi desenvolvido um grupo de índices relacionadas com a entropia (IE), o comportamento e as características de persistência, e os coeficientes wavelet. Os índices são calculados continuamente em janelas de 11.11 h em vários intervalos de vento solar. Eles auxiliam numa rápida identificação dos candidatos à MCs no vento solar. Foi utilizado a técnica de Análise de Mínima Variãncia (MVA) para determinar a direção de rotação do campo magnético dentro das MCs e a orientação do eixo das mesmas. Assim, as fronteiras da região da MC ficaram bem delimitadas. Nos casos utilizados para teste a metodologia mostrou-se útil. Comprovou-se a eficiência das ferramentas utilizadas, pois foi possível identificar novas MCs. Também foi estudado dois casos onde duas MCs interagem. Para isso, foi necessário gerar mapas bidimensionais para visualizar as linhas de campo magnético, isto foi feito com uma técnica de reconstrução utilizando a equação diferencial de Grad-Shafranov (GS). No primeiro caso, onde duas MCs interagem, observa-se reconexão magnética, além de encontrar lâminas de correntes nessa região. A técnica dos coeficientes wavelet auxiliou na identificação do ponto X de reconexão. No segundo caso estudado, o ponto X de reconexão não é observado. Esses resultados concordam com a física do problema, das possíveis combinações de tipos de cordas de fluxos interagindo só vão se reconectar aqueles onde os campos magnéticos entre eles tenham sentidos opostos. A contribuição desta tese é a criação de uma nova metodologia para identificação e caracterização das MCs, utilizando novas ferramentas, até então não experimentadas, com as outras já existentes. A metodologia pode ser ajustada, em num curto prazo de tempo, como um produto eficiente para estudar variabilidade do Clima Espacial. ABSTRACT: A subset of lnterplanetary Coronal Mass Ejections (ICMEs) has sim ple fiux rope-like magnetic fields, named magnetic clouds (MCs). MCs present the characteristics of magnetic field strength higher than the average in the solar wind (SW), their magnetic field direction rotates smoothly through a large angle, and low-temperature protons. Plasmas and magnetic field typically accumulate in the sheath region ahead of MCs driving interplanetary shocks. The MCs have a significant importance due to effects on the geomagnetic activity. Depending on their characteristics, MCs can produce intense electrodynamic couplings with the Earth's magnetosphere. The aim of this work is to create a methodology to identify and subsequently characterize the dynamics of MCs from interplanetary magnetic field (IMF) signals received by satellites. Often, plasma data of SW are not available for this identification. A set of physical-mathematical techniques was analyzed and selected to study MC events. The spatio-temporal entropy, persistence exponents, discrete wavelet transform, and minimum variance analysis are the techniques applied. Datasets from ACE spacecraft localized at LI Lagrangian point about 1.5 million km from Earth are used. MAG and SWEPAM are only used among a total of ten instruments onboard ACE. The SWEPAM measures the solar wind plasma and the MAG measures interplanetary magnetic field. Magnetic field vectors are given in the GSE and GSM coordinate systems with different time resolution available. This work deals with the 16 s time resolution most of the time. A total of 41 MCs identified by other authors were used, which allows dealing with the plasma sheath region, the MC and a pos-MC region. The physical basis for using these techniques were due to the existing characteristics related to the MC occurrences. As results, the time series analysis of the magnetic field inside the MCs regions shows that their fields are autocorrelated and structured. With few fiuctuations and long memory in time series. From the above techniques, a set of indices were derived and related to the interplanetary entropy (IE), the persistence behavior and the wavelet coefticient identified features. The indices have been calculated continuously from 11.11 h (2500 records) windows using a proper SW time step. The use of these indices builds a useful tool to allow practical identification of MC candidates in the SW. We use the local Minimum Variance Analysis (MVA) to determine the direction of rotation of the magnetic field inside the MCs and the orientation of the MC axis, and identified their boundaries. The methodology was demonstrated to be useful with test cases. The tool was able to find MCs not previously identified. A case of double fiux rope magnetic cloud presenting magnetic reconnection was studied from them. The reconstruction of two-dimensional maps of the magnetic configuration was also studied by using the Grad-Shafranov equation. In this case, we detect current sheet in this region, where two MCs are interacting, and the magnetic reconnection is observed. The wavelet coefticients technique becomes a tool for finding reconnection signatures or X-type neutral point in interaction regions between flux-ropes. A second case of double flux rope magnetic cloud was studied, where X-type neutral point in the interaction region was not observed, because the magnetic fields were parallel among them (inside the interaction region). The major contribution of this work is the implementation of a methodology for the identification and characterization of MOs, adding new resources to the earlier tools. In a general sense, the proposed methodology can constitute an easy and automatic computational procedure for preliminary survey on MO occurrences for scientific goals, or even a convenient MO warning for the space weather purposes.
AreaCEA
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas-1.pdf 14/05/2013 09:48 777.3 KiB 
Originais/folha de aprovacao.pdf 25/04/2013 11:55 165.9 KiB 
Originais/Tesis_Arian.pdf 22/04/2013 13:57 31.9 MiB
publicacao.pdf 14/05/2013 10:14 28.6 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 20/02/2013 16:07 1.7 KiB 
autorizacao.pdf 07/05/2013 10:04 2.9 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3DJMQKS
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3DJMQKS
Idiomaen
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
arian@dge.inpe.br
jefferson
lmanacero@yahoo.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
yolanda.souza@mcti.gov.br@sid.inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
arian@dge.inpe.br
murali@dae.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Licença de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.20.35
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2PF8L
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype creatorhistory descriptionlevel doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3DHS92S
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.15.15.40
Última Atualização2013:04.25.19.18.05 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.15.15.40.59
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.13.57 administrator
Chave SecundáriaINPE-17165-TDI/2011
Chave de CitaçãoRibeiro:2013:EsReMa
TítuloEstudo de reconexão magnética na magnetopausa terrestre utilizando dados do satélite polar
Título AlternativoStudy on Magnetic Reconnection at Earth's magnetopause using Polar Satellite
CursoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2013
Data2013-02-19
Data de Acesso02 mar. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Geofísica Espacial/Ciências do Ambiente Solar-Terrestre)
Número de Páginas81
Número de Arquivos1
Tamanho1922 KiB
Área de contextualização
AutorRibeiro, Bárbara Abigail Ferreira
GrupoSER-SRE-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaEcher, Ezequiel (presidente)
Koga, Daiki (orientador)
Alarcon, Walter Demetrio Gonzalez (orientador)
Cardoso, Flávia Reis
Simões Jr., Fernando
Endereço de e-Mailbarbara.abigail.87@gmail.com
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2013-02-15 15:40:59 :: barbara.abigail.87@gmail.com -> administrator ::
2013-02-28 13:25:24 :: administrator -> yolanda@sid.inpe.br ::
2013-02-28 16:46:00 :: yolanda@sid.inpe.br -> barbara.abigail.87@gmail.com ::
2013-04-15 17:16:04 :: barbara.abigail.87@gmail.com -> yolanda ::
2013-04-22 12:43:00 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-04-24 13:57:47 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-04-24 14:03:34 :: tereza@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-04-24 15:56:35 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-04-25 19:15:45 :: tereza@sid.inpe.br -> lmanacero@yahoo.com :: -> 2013
2013-04-25 19:18:46 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br :: 2013
2013-04-25 19:39:34 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2013-07-19 12:40:14 :: administrator -> banon :: 2013
2013-07-19 12:54:48 :: banon -> administrator :: 2013
2013-07-24 13:14:49 :: administrator -> banon :: 2013
2013-07-24 13:17:09 :: banon -> administrator :: 2013
2014-02-11 15:10:40 :: administrator -> tereza@sid.inpe.br :: 2013
2014-02-11 16:07:06 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2018-06-05 04:13:57 :: administrator -> :: 2013
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chavereconexão magnética, magnetopausa, taxa de reconexão, magnetic reconnection, magnetopause, reconnection rate.
ResumoA reconexão magnética é uma das formas mais importante de conversão de energia magnética em calor e energia cinética das partículas para sistemas de plasma. Tal fenômeno ocorre por meio do encontro de dois sistemas de plasma diferentes com campos magnéticos em direções opostas, deste encontro surge uma mudança da topologia das linhas de campo. Por exemplo, é por meio da reconexão magnética que o vento solar e a magnetosfera terrestre trocam massa, energia e momento. Este trabalho visa analizar alguns parâmetros importantes da reconexão magnética na magnetopausa terrestre, obtidos por meio de dados do Satélite Polar. Entre os parâmetros que serão analisados estão a direção da linha-X, a taxa de reconexão, o campo elétrico na direção da linha-X e a velocidade de Alfven para os eventos de reconexão selecionados. ABSTRACT: Magnetic reconnection is one of the most important energy conversion processes from magnetic energy into heat and kinetic energy in plasmas. Such a phenomenon occurs when two different plasma systems with oppositely directed magnetic fields encounter each other and change the topology of the magnetic field lines. For example, the solar wind and the Earth´s magnetosphere can exchange mass, energy and momentum mainly due to this processo This work aims to evaluate and analyze some key parameters associated with magnetic reconnection at the Earth´s magnetopause using data observed by the Polar satellite, i.e., direction of the modeled X-line, reconnection rate, electric field parallel to the X-line, and reconnection outflow (Alfvén) velocity for the selected reconnection events.
AreaFISPLASMA
Conteúdo da Pasta source
Disserta‡Æo de mestrado (ap¢s corre‡Æo do Daiki).zip 24/04/2013 10:54 8.8 MiB
Originais/@4primeirasPaginas (1).pdf 18/04/2013 14:27 778.9 KiB 
Originais/folha de aprovacao.pdf 16/04/2013 08:04 147.5 KiB 
Originais/publicacao.pdf 15/04/2013 14:13 1.6 MiB
publicacao.pdf 24/04/2013 10:40 1.2 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
autorizacao.pdf 24/04/2013 12:55 1.4 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3DHS92S
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3DHS92S
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
banon
barbara.abigail.87@gmail.com
lmanacero@yahoo.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
barbara.abigail.87@gmail.com
lmanacero@yahoo.com
murali@dae.inpe.br
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Licença de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.20.35
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2PF8L
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype creatorhistory descriptionlevel doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3DUU2GE
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2013/04.24.17.08
Última Atualização2013:08.06.17.38.13 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2013/04.24.17.08.10
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.14.05 administrator
Chave SecundáriaINPE-17233-TDI/2065
Chave de CitaçãoSantos:2013:ObSi
TítuloEstudo da geração das bolhas de plasma sob diferentes condições meteorológicas e ionosféricas: observações e simulação
Título AlternativoStudy of generation of the plasma bubbles under different meteorological and ionospheric conditions: obsevations and simulation
CursoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2013
Data2013-05-23
Data de Acesso02 mar. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Geofísica Espacial/Ciências do Ambiente Solar-Terrestre)
Número de Páginas146
Número de Arquivos1
Tamanho4125 KiB
Área de contextualização
AutorSantos, Jonas de Sousa dos
GrupoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
AfiliaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
BancaLago, Alisson Dal (presidente)
Sobral, José Humberto Andrade (orientador)
Kherani, Esfhan Alam (orientador)
Abdu, Mangalathayil Ali
Costa, Emanoel Paiva de Oliveira
Endereço de e-Mailjonas.sousa@dae.inpe.br
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2013-05-14 13:59:45 :: jonas.sousa@dae.inpe.br -> yolanda ::
2013-05-20 19:22:00 :: yolanda -> jonas.sousa@dae.inpe.br ::
2013-07-17 12:51:27 :: jonas.sousa@dae.inpe.br -> administrator ::
2013-07-19 01:42:19 :: administrator -> yolanda ::
2013-08-05 19:42:23 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-08-06 17:39:35 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-08-08 12:48:06 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2013
2013-08-08 13:06:36 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2018-06-05 04:14:05 :: administrator -> :: 2013
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-ChaveIonosfera, bolhas de plasma, deriva vertical, simulação, ionosphere, plasma bubbles, vertical drift, simulation.
ResumoEsta dissertação de mestrado tem por objetivo estudar a dinâmica das bolhas de plasma em diferentes condições meteorológicas, e ionosféricas. Foram utilizados dados de imageador CCD All-Sky (São João do Cariri) e digissonda (São Luís) para verificar as condições ionosféricas nos meses estudo (Setembro e Outubro de 2009), e para verificar as condições meteorológicas foram utilizados dados de ocorrência de raios da World Wide Lightning Location Network (WWLLN). As observações mostram a importância da deriva vertical de pré-reversão (PRVD) e também das ondas de gravidade acústicas (AGW´s) no desenvolvimento da instabilidade colisional (CII) e subsequente desenvolvimento das bolhas de plasma. Através da utilização de um modelo matemático computacional desenvolvido pelo autor desta dissertação também foi verificado que, sob certas condições, o gradiente longitudinal do PRVD pode atuar como perturbação inicial, sem a necessidade de quaisquer outras fontes de perturbação, e assim propiciar o desenvolvimento da CII (Collisional Interchange Instability) e a geração de bolhas de plasma. Também foram investigadas as características das bolhas de plasma (sintéticas, geradas pelo código computacional) quando utilizados parâmetros extraídos diretamente dos dados observacionais e os resultados desta investigação explicam os resultados obtidos com os dados observacionais. ABSTRACT: The focus of the present Dissertation is the study of the dynamics of plasma bubbles under different meteorological and ionospheric conditions. We used data from CCD All-Sky imager (São João do Cariri) and Digisonde (São Luís) in order to verify the ionospheric conditions in the months of study (September and October of 2009). As for the verification of the meteorological conditions we used data of lightnings occurence from the World Wide Lightning Location Network (WWLLN). The observations suggest the importance of the prereversal vertical drift (PRVD) and also of the acoustic gravity waves (AGW´s) in the generation/development of the collisional interchange instability (CII) and subsequent plasma bubble development. Through the use of a computational mathematical model, developed by this author, it is shown that under certain conditions, the longitudinal gradient of PRVD can act as the seed perturbation for the CII, in the absence of any other initial perturbation. The characteristics of plasma bubbles are also investigated using the parameters extracted directly from the observational data. The results provided explanations for the observations.
AreaCEA
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 06/08/2013 14:24 776.8 KiB 
Originais/aprovacao.pdf 01/08/2013 11:26 146.1 KiB 
Originais/Disserta‡Æo_Jonas_Ok.docx 16/07/2013 12:16 11.0 MiB
Originais/Disserta‡Æo_Jonas_Ok.pdf 16/07/2013 12:17 9.5 MiB
publicacao.pdf 06/08/2013 14:25 4.0 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 24/04/2013 14:08 1.7 KiB 
autorizacao.pdf 06/08/2013 14:38 2.7 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3DUU2GE
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3DUU2GE
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
jonas.sousa@dae.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
jonas.sousa@dae.inpe.br
lmanacero@yahoo.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Licença de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.10
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2PF8L
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment archivingpolicy archivist callnumber contenttype creatorhistory descriptionlevel doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3DHNE3S
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.14.18.49
Última Atualização2013:05.21.11.29.46 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2013/02.14.18.49.23
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.04.13.57 administrator
Chave SecundáriaINPE-17177-TDI/2023
Chave de CitaçãoSilva:2013:CoMe
TítuloEfeitos de eventos HILDCAA na ionosfera equatorial sobre a região brasileira: comparação de metodologias
Título AlternativoEffects of HILDCAA events on the equatorial ionosphere over the Brazilian region: a comparison between two methodologies for data analysis
CursoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2013
Data2013-02-26
Data de Acesso02 mar. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Geofísica Espacial/Ciências do Ambiente Solar-Terrestre)
Número de Páginas112
Número de Arquivos1
Tamanho15598 KiB
Área de contextualização
AutorSilva, Régia Pereira da
GrupoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
AfiliaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
BancaLago, Alisson Dal (presidente)
Koga, Daiki (orientador)
Sobral, José Humberto Andrade (orientador)
Kantor, Ivan Jelinek
Borba, Gilvan Luiz
Endereço de e-Mailregiapereira@gmail.com
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2013-03-25 13:10:42 :: regiapereira@gmail.com -> yolanda ::
2013-03-25 14:40:26 :: yolanda -> regiapereira@gmail.com ::
2013-03-25 16:38:04 :: regiapereira@gmail.com -> yolanda ::
2013-03-25 16:41:53 :: yolanda -> regiapereira@gmail.com ::
2013-04-09 16:56:02 :: regiapereira@gmail.com -> yolanda ::
2013-05-13 19:17:59 :: yolanda -> lmanacero@yahoo.com ::
2013-05-17 14:19:51 :: lmanacero@yahoo.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2013-05-20 14:48:14 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2013
2013-05-21 14:10:02 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2018-06-05 04:13:57 :: administrator -> :: 2013
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveionosfera equatorial, HILDCAA, CIRs, penetração direta de campo elétrico, digissonda, equatorial ionosphere, HILDCAA, CIRs, prompt penetration electric field, digisonde.
ResumoHá muitos estudos sobre os efeitos das tempestades magnéticas na ionosfera equatorial, mas pouco se sabe sobre os efeitos de eventos HILDCAA (High Intensity, Long Duration, Continuous AE Activity) na região. É um fenômeno geomagnético durante o qual o índice AE apresenta atividade intensa e contínua e pode ocorrer tanto durante períodos geomagneticamente calmos quanto durante a fase de recuperação de uma tempestade magnética. Esta dissertação compara dois métodos de cálculo dos efeitos da penetração do campo elétrico interplanetário para a ionosfera equatorial durante o evento HILDCAA. Examina-se aqui como a ionosfera equatorial no setor brasileiro se comportou em termos da altura do pico da camada F2 (hmF2) durante a ocorrência de uma série de eventos HILDCAA. Para este propósito foram utilizadas duas metodologias, uma delas apresentada por Koga et al. (2011) e a outra por Kelley e Dao (2009). Foram usados dados de digissonda observados em São Luís, Maranhão, em períodos em que houve HILDCAA no ano de 2006 e também índices geomagnéticos e parâmetros do meio interplanetário têm sido utilizados na presente análise dos efeitos HILDCAA na equatorial ionosfera sobre São Luís. A primeira metodologia por Koga et al. (2011), que consiste de uma análise de correlação entre o componente Ey do campo elétrico interplanetário e variações de altura de pico região F, mostrou que, para todos os três eventos ocorreu penetração do campo elétrico do tipo overshielding e a segunda metodologia, por Kelley e Dao (2009), que consistiu em filtrar e processar os dados de uma forma diferente, concluímos que a penetração do campo elétrico está dependente do hora local, mas não foi possível encontrar um padrão de penetração tal como o overshielding ou undershielding. ABSTRACT: There are many studies about the effects of magnetic storms on the equatorial ionosphere, but little is known about the effects of the HILCAA (High Intensity, Long Duration, Continuous AE Activity) events in that region. It is a geomagnetic phenomenon, during which the AE index displays intense and continuous amplitude and may occur either during geomagnetic quiet time or during the recovery phase of a magnetic storm. This dissertation compares two methods of calculating the effects of penetration of interplanetary electric field to the equatorial ionosphere during the HILDCAA event. We have examined here how the equatorial ionosphere over the Brazilian region behaved in terms of the peak height of the F2 layer (hmF2) during the occurrence of a series of events HILDCAA. For this purpose, we have used two methodologies one of them presented by Koga et al. (2011) and another one by Kelley and Dao (2009). Digisonde data from the equatorial stations São Luís observed during the occurrence of the three distinct periods of HILDCAA events in the year of 2006 and also geomagnetic indices and parameters of the interplanetary medium, have been used in the present analysis of the HILDCAA effects on the equatorial ionosphere over São Luís. The first methodology by Koga et al. (2011), which consists of a correlation analysis between the Ey component of the interplanetary electromagnetic field and F- region peak height variations, showed that for all three events occurred penetration of electric field of the type of overshielding and the second methodology, by Kelley and Dao (2009), that consisted on filtering and processing the data in a different way we conclude that the penetration of electric field is dependent on the local time, but it was not possible to find a pattern of penetration such as the overshielding or undershielding.
AreaCEA
Conteúdo da Pasta source
Originais/@4primeirasPaginas.pdf 03/05/2013 10:50 778.5 KiB 
Originais/aprovacao.pdf 02/05/2013 08:19 150.4 KiB 
Originais/capa_texto_disserta‡Æo.pdf 29/04/2013 07:55 14.4 MiB
Originais/Disserta‡Æo_26_04.docx 29/04/2013 07:56 6.8 MiB
publicacao.pdf 17/05/2013 11:02 15.3 MiB
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 14/02/2013 16:49 1.7 KiB 
autorizacao.pdf 17/05/2013 11:19 2.6 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3DHNE3S
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3DHNE3S
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
lmanacero@yahoo.com
regiapereira@gmail.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
lmanacero@yahoo.com
murali@dae.inpe.br
regiapereira@gmail.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Licença de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.20.35
Detentor da CópiaSID/SCD
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2PF8L
DivulgaçãoBNDEPOSITOLEGAL
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment archivingpolicy archivist callnumber contenttype creatorhistory descriptionlevel doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de identificação
Tipo de ReferênciaThesis
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP7W/3EP8985
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m19/2013/09.02.12.50
Última Atualização2014:01.10.16.09.43 administrator
Metadadossid.inpe.br/mtc-m19/2013/09.02.12.50.42
Última Atualização dos Metadados2020:04.29.12.37.26 administrator
Chave SecundáriaINPE-17285-TDI/2106
Chave de CitaçãoStekel:2013:EsFlIn
TítuloEstudo de flutuações de intensidade em estruturas coronais através de imagens solares no extremo ultra violeta para aplicações em clima espacial
Título AlternativoStudy of intensity fluctuation in coronal structures using solar extreme ultraviolet images for space weather applications
CursoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
Ano2013
Data2013-09-02
Data de Acesso02 mar. 2021
Tipo da TeseDissertação (Mestrado em Geofísica Espacial/Ciências do Ambiente Solar-Terrestre)
Número de Páginas97
Número de Arquivos1
Tamanho4541 KiB
Área de contextualização
AutorStekel, Tardelli Ronan Coelho
GrupoGESAST-CEA-SPG-INPE-MCTI-GOV-BR
BancaEcher, Ezequiel (presidente)
Dal Lago, Alisson (orientador)
Stenborg, Guillermo Adrian (orientador)
Schuch, Nelson Jorge (orientador)
Takahashi, Hisao
Valio, Adriana Benetti Marques
Silva, Marlos Rockenbach da
Endereço de e-Mailtardellirs@gmail.com
UniversidadeInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
CidadeSão José dos Campos
Tipo SecundárioTDI
Histórico2013-09-02 12:51:26 :: tardellirs@gmail.com -> yolanda ::
2013-10-02 12:07:27 :: yolanda -> administrator ::
2013-10-12 21:08:05 :: administrator -> tardellirs@gmail.com ::
2013-10-31 13:07:01 :: tardellirs@gmail.com -> yolanda ::
2013-11-01 12:01:52 :: yolanda -> tardellirs@gmail.com ::
2013-11-03 03:20:39 :: tardellirs@gmail.com -> yolanda ::
2013-11-06 11:32:11 :: yolanda -> luis.cpv@hotmail.com ::
2013-12-03 17:13:06 :: luis.cpv@hotmail.com -> administrator ::
2014-01-01 05:42:06 :: administrator -> luis.cpv@hotmail.com ::
2014-01-10 14:04:05 :: luis.cpv@hotmail.com -> tereza@sid.inpe.br ::
2014-01-10 16:00:24 :: tereza@sid.inpe.br :: -> 2013
2014-01-10 16:15:53 :: tereza@sid.inpe.br -> administrator :: 2013
2020-04-29 12:37:26 :: administrator -> simone :: 2013
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Conteúdoconcluido
Transferível1
Palavras-Chaveclima espacial, física solar, coroa solar, oscilações, processamento de imagens solares, solar physics, solar corona, oscillation, solar image processing.
ResumoAs observações de flutuações de intensidade ao longo de estruturas da coroa solar só foram possíveis através de imagens de alta resolução, tais como as disponibilizadas pelas missões SOHO, HINODE, STEREO e SDO. A interpretação física dessas flutuações ainda é bastante controversa. Sendo assim, mais ferramentas de análise são necessárias desenvolver para uma compreensão sobre a natureza deste fenômeno. Neste contexto e como um primeiro passo neste caminho, desenvolveu-se neste trabalho uma técnica, a ser incorporada no SolarSoft, para criar mapas do tipo altura-tempo ao longo de caminhos arbitrários a ser utilizada em dados obtidos de diferentes instrumentos, tais como EUVI/STEREO e AIA/SDO, em todos os canais de forma simultânea, bem como a obtenção de parâmetros cinemáticos e periodicidade dessas flutuações. Como forma de aplicação da técnica desenvolvida, analisou-se uma oscilação, do tipo frente de onda semicircular, observada nos dados do AIA/SDO. A análise possibilitou verificar uma velocidade de fase de aproximadamente 50 km/s nos canais 131 Å, 171 Å, 193 Å, 211 Å, 304 Å e 335 Å e periodicidade de 3 min em todos os casos. A origem dessa oscilação pode ser rastreada ao observar uma oscilação em uma pequena região dentro da região da umbra da mancha solar, observada nos canais de 1600 Å e 1700 Å, que correspondem a região de transição. Como forma de utilização da técnica desenvolvida para aplicação direta ao Clima Espacial, foi desenvolvida uma ferramenta que permite a análise da propagação de ejeções de massa coronais (CMEs) através de dados do coronógrafo COR2/STEREO, que permite a obtenção de diversos parâmetros de CMEs de forma simplificada e o desenvolvimento de catálogos de CMEs. ABSTRACT: The observations of intensity fluctuations along solar coronal structures were only possible through high-resolution images, such as provided by SOHO, HINODE, STEREO and SDO missions. The physical interpretation of these fluctuations is still very controversial. Thus, more analysis tools are needed for better understanding of the nature of this phenomenon. In this context, as a first step towards this goal, we developed a technique to be incorporated soon into Solarsoft, to create height-time intensity maps along arbitrary paths on data provided from different instruments such as STEREO/EUVI and SDO/AIA in all channels simultaneously, as well as obtaining kinematic parameters and periodicity of these fluctuations. In order to apply the developed technique, we analyzed an oscillation, a semi-circular wave front observed in AIA data. The analysis shows evidence of a phase velocity of ~50 km / s, in the 131 Å, 171 Å, 193 Å, 211 Å, 304 Å e 335 Å channels, exhibiting a ~3 min periodicity in all cases. Its origin could be tracked to a small region inside the sunspot umbra observed in the 1600 Å to 1700 Å channels, which corresponds to the transition region. Thus using the developed technique for a direct application to the Space Weather, it was developed a tool that allows the analysis of coronal mass ejection (CME) propagation on COR2/STEREO coronagraph data, which allows us to obtain various CME parameters and the development of CME catalogs.
AreaCEA
Conteúdo da Pasta source
originais/@4primeirasPaginas-5.pdf 13/11/2013 11:26 803.6 KiB 
originais/Banca Examinadora do aluno - Tardelli Ronan Coelho Stekel.pdf 07/11/2013 08:50 465.9 KiB 
originais/Dissertao final correcao - Tardelli Ronan Coelho Stekel.pdf 06/11/2013 09:39 5.8 MiB
originais/~$ssertação final correcao - Tardelli Ronan Coelho Stekel.docx 10/01/2014 11:21 0.2 KiB 
Conteúdo da Pasta agreement
autorizacao.pdf 10/01/2014 12:00 1.2 MiB
Área de condições de acesso e uso
URL dos dadoshttp://urlib.net/rep/8JMKD3MGP7W/3EP8985
URL dos dados zipadoshttp://urlib.net/zip/8JMKD3MGP7W/3EP8985
Idiomapt
Arquivo Alvopublicacao.pdf
Grupo de Usuáriosadministrator
pubtc@inpe.br
tardellirs@gmail.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Grupo de Leitoresadministrator
pubtc@inpe.br
tardellirs@gmail.com
tereza@sid.inpe.br
yolanda.souza@mcti.gov.br
Visibilidadeshown
Licença de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.10
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Permissão de Atualizaçãonão transferida
Área de fontes relacionadas
Repositório Espelhosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02.53
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F2PBEE
8JMKD3MGPCW/3F2PF8L
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Área de notas
Campos Vaziosacademicdepartment affiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readpermission resumeid secondarydate secondarymark session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype
Área de controle da descrição
e-Mail (login)simone
atualizar