Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <secondaryty cn and ref conference and firstg CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR and y 2014 and not is * and not booktitle, Resumos and not booktitle, Abstracts>.
12 referências foram encontradas buscando em 15 dentre 15 sites
(este total pode incluir algumas duplicadas - para ver a conta certa clique no botão Mostrar Todas).
As 10 mais recentes estão listadas abaixo.
Data e hora local de busca: 23/10/2020 03:57.

Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GUMN9P
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.03.12.17
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.03.12.17.22
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoSantosRodr:2014:VaClCa
Autor1 Santos, Renata Auxiliadora dos
2 Rodriguez, Daniel Andrés
Grupo1
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 FATEC
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 renata.santos@inpe.br
2 daniel.andres@inpe.br
TítuloVariabilidade climática dos campos de umidade da América do Sul
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaveclima, Modelo Simples de Água no Solo (MSAS).
ResumoNo INPE vem sendo utilizado em forma operacional um Modelo Simples de Água no Solo (MSAS) que determina o campo de umidade para todo o Brasil. O mesmo utiliza as informações disponíveis de precipitação e de evapotranspiração potencial, calculada a partir de variáveis meteorológicas e uma classificação e parametrização do solo desenvolvida com base em informações de perfis de solos sobre toda a América do Sul. Nesse contexto, o objetivo do trabalho é descrever a variabilidade climática e espacial da umidade do solo simulada sobre a América do Sul e apresentar informações de umidade do solo factíveis de serem utilizadas em modelos atmosféricos como condições iniciais. Primeiramente foi realizado um levantamento das informações hidrometeorológicas disponíveis no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, no Instituto Nacional de Meteorologia - INMET e na Agência Nacional de Águas - ANA, que permitam a estimativa da evaporação potencial. A partir das informações obtidas foram calculados os campos interpolados para a América do Sul para as variáveis: precipitação e evapotranspiração diária. Logo, realizou-se um controle de qualidade das variáveis de referência através da análise estatística dos campos interpolados diários, acumulados mensal e anual. Esta metodologia permite identificar regiões que apresentam desvios elevados, podendo concentrar o esforço nas mesmas a fim de reconhecer as estações de observação que são fontes de erro. As climatologias de umidade do solo obtidas para as diferentes regiões brasileiras são consistentes com as características hidroclimáticas.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCST
Tamanho181 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoSantos_variabilidade.pdf
Última Atualização2020:07.06.21.01.37 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.21.01.38 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 03/09/2014 09:17 1.0 KiB 
Histórico2014-09-03 12:17:22 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:11 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GTNLHP
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.28.13.47
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.28.13.47.17
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoRezendeRodr:2014:ExCuEu
Autor1 Rezende, Fernanda Silva de
2 Rodriguez, Daniel Andrés
Grupo1
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 UFF
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 fernandarezende@id.uff.br
2 daniel.andres@inpe.br
TítuloA expansão da cultura de eucalipto na região do Vale do Paraíba e sua relação com as características hidrológicas da bacia
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaveeucalipto, Vale do Paraíba.
ResumoO presente trabalho tem por objetivo analisar a dinâmica da cultura de eucalipto e a sua expansão sobre a região do Vale do Paraíba Paulista. Através do SPRING Sistema de Informação Geográfica desenvolvido pelo INPE Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais -, foi realizado o processamento e classificação de imagens do satélite Landsat 5 utilizando o NDVI Índice de Vegetação Normalizado pela Diferença que permitiu a divisão da vegetação em classes de Floresta, Não Floresta e Transição. Após este processo, foi utilizado um classificador automático para a classificação da região nas várias classes de interesses de estudo. A pesquisa realizada consiste em uma análise multitemporal da região no período entre 1986 e 2010, com recortes de cinco anos, concluída no último ano com as classificações de 2000 e 2005, completando o ciclo de estudo proposto. Com os dados de classificação realizados, foram relacionados os dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para todo o período possibilitando a avaliação econômica da área. Verifica-se que entre 2000 e 2005 houve uma diminuição da área de lavoura temporária de 34.639ha para 31.680ha e nota-se uma dependência do setor em relação às indústrias de papel e celulose. As características geomorfológicas da bacia foram extraídas a partir do Modelo Digital de Elevação obtido por meio do SRTM (Shuttle Radar Topography Mision), utilizando o SIG Terra/Hidro. O Algoritmo HAND (Height Above the Nearest Drainage) possibilitou a divisão do terreno em diferentes ambientes hidromorfológicos. Este procedimento permitiu identificar os ambientes onde há predominância da cultura de eucaliptos, relacionando-os com a rede de drenagem. Com os últimos anos adicionados, foi observado um crescimento de áreas de silvicultura e sua predominância em áreas de vertentes e o resultados para os anos de 2000 e 2005 foram os seguintes, respectivamente: em áreas de vertentes um total de 54% e 47%; em topos de morro 26% e 27% e em baixio 20% e 26%.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCST
Tamanho262 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoRezende_expansao.pdf
Última Atualização2020:07.06.20.53.32 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.20.53.33 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 28/08/2014 10:47 1.0 KiB 
Histórico2014-08-28 13:47:17 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:50 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GUMU3B
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.03.13.27
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.03.13.27.31
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoOliveiraRodr:2014:EsEfMu
Autor1 Oliveira, Stéfano Flávio de
2 Rodriguez, Daniel Andrés
Grupo1
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 FATEC
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 stefano.oliveira@inpe.br
2 daniel.andres@cptec.inpe.br
TítuloEstudo dos efeitos das mudanças globais na bacia do Rio Tapajós
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chavemudanças globais, Rio Tapajós.
ResumoAs mudanças globais ocorrem provocadas por fenômenos naturais ou por ações dos seres humanos. No intuito de analisar os efeitos dessas mudanças globais na bacia do Rio Tapajós, este trabalho mensura os efeitos das mudanças climáticas e de uso e cobertura da terra na resposta hidrológica da bacia. O Modelo Hidrológico Distribuído do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (MHD-INPE), previamente calibrado e validado com os dados observados da Agência Nacional de Águas (ANA), foi utilizado para obter as projeções. O MHD foi alimentado com projeções de mudanças no clima do modelo atmosférico ETA-INPE e também com projeções dos modelos globais utilizados pelo CMIP5: IPSL e HadGEM2. As projeções de mudanças de uso do solo e cobertura vegetal foram obtidas através do projeto LuccME/Amazônia.Os impactos foram avaliados através da comparação das curvas de duração de descargas das diferentes simulações nos períodos futuros 2011-2040, 2041-2070 e 2071-2100. Essa metodologia permite estudar as alterações em termos de produção hídrica, sazonalidade e eventos extremos entre experimentos que consideram apenas as mudanças climáticas e experimentos que consideram ambas as mudanças, climáticas e de uso do solo. Os resultados obtidos com mudanças climáticas e mudanças climáticas mais uso do solo demonstram um decremento nas descargas simuladas na maioria dos modelos em estudos exceto o cenário IPSL que possui um aumento de precipitação na época úmida. Os períodos de cheias não sofreram mudanças na localização de máximos, porém, os mínimos na época seca, em alguns casos, atrasou um mês se comparado às vazões do período histórico. Os resultados das simulações mostram que os efeitos do desflorestamento na bacia podem, em parte, compensar os efeitos das mudanças climáticas nas vazões.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCST
Tamanho1963 KiB
Número de Arquivos2
Arquivo AlvoStéfano Flávio de Oliveira.pdf
Última Atualização2020:07.06.20.00.58 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.20.00.59 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 03/09/2014 10:27 1.0 KiB 
Histórico2014-09-03 13:27:31 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:11 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GTPJNP
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.28.18.53
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.28.18.53.08
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoFraulobSaba:2014:RaAsSu
Autor1 Fraulob, Halph Macedo
2 Saba, Marcelo Magalhães Fares
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHP6
Grupo1
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de São Paulo (USP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 halph.fraulob@usp.br
2 marcelo.saba@inpe.br
TítuloRaios ascendentes e sua detecção por sistemas de localização de descargas
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaveraios ascendentes, descargas, São Paulo.
ResumoProjeto de iniciação científica pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais que visa monitorar raios ascendentes na cidade de São Paulo, SP. Utilizam-se três sensores capacitivos com sistemas de filtragem e de amostragem capazes de medir valores de campo elétrico gerados por descargas atmosféricas além de captação do evento em vídeo para posterior estudo do fenômeno físico do raio.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCST
Tamanho194 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoFraulob_raios.pdf
Última Atualização2020:07.06.19.33.35 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.19.33.36 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 28/08/2014 15:53 1.0 KiB 
Histórico2014-08-28 18:53:08 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:50 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GUDA36
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.01.14.03.49
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.01.14.03.50
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoFlorianoRodrRand:2014:MoImMu
Autor1 Floriano, Luis Eduardo de Oliveira
2 Rodriguez, Daniel Andrés
3 von Randow, Rita de Cássia Silva
Grupo1
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
3 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 FATEC
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 eduardo.floriano@inpe.br
2 daniel.andres@inpe.br
3 rita.vonrandow@inpe.br
TítuloModelagem dos impactos das mudanças climáticas na operação dos reservatórios das bacias dos rios Madeira e Tocantins
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chavemudanças climáticas, reservatórios, rio Madeira, rio Tocantins.
ResumoA construção de barragens e reservatórios têm o intuito de sanar a falta de recursos naturais de uma região, além de incentivar o desenvolvimento e suprir as necessidades da população, gerando dessa forma, empregos, aproveitando o potencial hidroelétrico dos rios, diminuindo os impactos de eventos extremos como secas e enchentes, entre outros. Contudo, as mudanças climáticas globais podem alterar a disponibilidade hídrica dos rios que alimentam esses reservatórios e barragens, afetando seus níveis e consequentemente sua capacidade de gerar energia elétrica. Por isso, analisar os impactos das mudanças climáticas globais na produção de água é de extrema importância para prever se o potencial de energia hidroelétrica previsto para a usina será mantido. O objetivo deste trabalho é avaliar os impactos das mudanças climáticas nas bacias dos Rios Madeira e Tocantins, estimando a dimensão das variações nas vazões, temperatura e precipitação, além do impacto das vazões perante o potencial energético. Os resultados foram gerados através de simulações hidrológicas com o Modelo Hidrológico Distribuído (MHD-INPE) desenvolvido pelo INPE, que passou por diversos ajustes em seus parâmetros, afim de tornar aceitável a correlação entre as vazões simuladas pelo modelo com as vazões observadas, fornecidas pela Agência Nacional de Águas (ANA). Para realizar as projeções, foram utilizados cenários de mudanças climáticas do modelo Eta, para o período histórico (1970-1990) e futuro (2011-2070), período que inclui a vida útil dos reservatórios. Os cenários climáticos fornecem forçantes de precipitação, velocidade do vento, radiação, ponto de orvalho, temperatura e pressão, sendo que cada cenário apresenta níveis de sensibilidades climáticas diferentes. Com estes resultados, foi possível avaliar os impactos potenciais das mudanças climáticas no regime de vazões. O cálculo da produção de energia foi aplicado para os reservatórios Estreito do Tocantins e São Salvador na bacia do rio Tocantins e Lajeado e Santo Antônio na bacia do rio Madeira, todos eles sendo reservatórios de fio dágua. Os resultados apresentam uma importante dispersão na magnitude dos potenciais impactos na produção de energia.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCST
Tamanho195 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoFloriano_modelagem.pdf
Última Atualização2020:07.06.19.26.30 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.19.26.31 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 01/09/2014 11:03 1.0 KiB 
Histórico2014-09-01 14:03:50 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:10 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GUDMUM
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.01.16.28.58
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.01.16.28.59
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoCarvalhoPineRodr:2014:MoHiMa
Autor1 Carvalho, Luiz Valerio de Castro
2 Pineda, Luz Adriana Cuartas
3 Rodriguez, Daniel Andres
Grupo1
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
3 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 UNITAU
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 luizvalerio@mailcity.com
2 adriana.cuartas@inpe.br
TítuloModelagem hidrológica de macro-escala para estudo de impacto de mudanças climáticas na bacia do rio Juruá
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chavemodelagem hidrológica, bacia hidrográfica, mudanças climáticas.
ResumoA modelagem hidrológica procura representar o comportamento de uma bacia hidrográfica a partir do conceito de sistema, pois contém entradas e saídas mensuráveis como a precipitação e a vazão. Sua aplicação abrange de micro a macro bacias, possibilitando a previsão da vazão diária de um rio ou a ocorrência de eventos extremos como cheias e estiagens, entre outros. O objetivo geral deste projeto de Iniciação Científica, iniciado em Agosto de 2013, foi a calibração do Modelo Hidrológico Distribuído (MHD-INPE) para a bacia do rio Juruá, sub-bacia do rio Amazonas, com 163.589 km2 de área de drenagem e localizada entre os estados do Acre e Amazonas. Após a calibração do modelo com dados de vazão observados provenientes da Agencia Nacional de Águas (ANA), foram usadas as saídas do Modelo Climático Regional Eta-CPTEC/INPE como dado de entrada (precipitação e variáveis climáticas) para o MHD-INPE, a fim de se prever a vazão mensal do rio Juruá para os períodos futuros de 2011-2040, 2041-2070 e 2071-2099. Simularam-se quatro cenários de concentração de gases do efeito estufa: o não perturbado padrão definido como controle, e os de baixa, média e alta perturbação. Utilizou-se o Modelo Numérico do Terreno (MNT) SRTM 90m do CGIAR-CSI na alta (re-amostrado para 100 m) e baixa (10 km) resoluções, as bases de dados com 1 km de resolução do SOTERLAC para os mapas de solos e PROVEG para o mapa de vegetação, e mapas de uso do solo de 1982 a 1990 de banco de dados da Universidade Federal de Viçosa. Na calibração observou-se uma variação de 1,6% entre a vazão observada e a simulada no cenário de controle, de 4.712 para 4.785 m3/s. A menor vazão média simulada foi de 2.767 m3/s no período 2071-2099 para o cenário de média perturbação. Para o mesmo período, a maior vazão média estimada foi de 3.952 m3/s para o cenário de baixa perturbação. Estimou-se uma redução média de 3,2% da precipitação no período 2011-2099. Concluiu-se que a vazão do Rio Juruá diminuirá gradualmente para qualquer cenário de concentração de gases do efeito estufa.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCST
Tamanho199 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoCarvalho-modelagem.pdf
Última Atualização2020:07.06.19.05.24 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.19.05.25 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 01/09/2014 13:28 1.0 KiB 
Histórico2014-09-01 16:28:59 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:10 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GUDQST
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.01.17.04.37
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.01.17.04.38
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoCarvalhoCardOliv:2014:EsFlVe
Autor1 Carvalho, Marcos Felipe Oliveira de
2 Cardoso, Manoel Ferreira
3 Oliveira, Rodrigo de Matos
Grupo1
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
3 LAS-CTE-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 FATEA
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 marcos.carvalho@inpe.br
2 manoel.cardoso@inpe.br
3 rodmatos@las.inpe.br
TítuloEstimativas de flamabilidade da vegetação
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaveflamabilidade, fogo, vegetação.
ResumoA ocorrência de fogo em superfícies vegetadas pode ter importantes impactos ambientais, sociais e econômicos. O grau de flamabilidade da vegetação é uma variável importante para estudos e descrições dos biomas continentais, sobretudo em áreas de preservação ambiental. Assim, o desenvolvimento de métodos capazes de estimar o grau de flamabilidade tem amplo interesse em pesquisas sobre a dinâmica da vegetação e conservação de recursos naturais. Este projeto dá continuidade às atividades desenvolvidas em 2012-2013, onde apresentamos um método que relaciona a flamabilidade da vegetação a temperatura e umidade atmosférica através de medidas indiretas da umidade da vegetação, sem a destruição do tecido vegetal, e em ambiente de laboratório. Neste método assumimos que a vegetação mais úmida e, portanto, menos inflamável, tem maior impacto sobre a umidade da atmosfera. Na etapa atual, o método foi revisto para também considerar o impacto da umidade do solo sobre as plantas. Para isto, foi criado um microambiente dentro de uma câmara climática, onde foram amostradas a umidade relativa (UR) e a temperatura (T) do ar, sem e com a presença de plantas sob três condições de umidade do solo: saturado, seco e com 50% de saturação. Para as medições, foram utilizados sensores comerciais e sensores desenvolvidos pelo Laboratório Associado de Sensores e Materiais (LAS/INPE). Os resultados desta nova etapa confirmam a utilidade do método para a realização de estimativas da flamabilidade da vegetação, e adicionam detalhes quantitativos ao entendimento dos valores amostrados. As novas medições confirmam o efeito das plantas em aumentar a UR no interior da câmara, e mostram também que este efeito é mais intenso em condições de maior umidade do solo. Por exemplo, na presença das plantas, a diferença na UR no interior da câmara climática após 1hr das condições iniciais de 30% (UR), 35°C (T) e solo saturado, foi de 52,07%. Para condições iniciais de menor umidade do solo, o impacto da presença das plantas foi menor. Durante as medições, não houve exposição ou impacto direto do solo sobre o ambiente da câmara e atribuímos, portanto, as diferenças nos valores medidos apenas a presença das plantas. No futuro, pretendemos obter modelos matemáticos simples que relacionem a dinâmica de condições ambientais e as condições de susceptibilidade da vegetação à ocorrência de fogo.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCST
Tamanho193 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoCarvalho_estimativas.pdf
Última Atualização2020:07.06.19.04.49 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.19.04.50 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ESR3H2
8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 01/09/2014 14:04 1.0 KiB 
Histórico2014-09-01 17:04:38 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:10 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GTPCDL
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.28.17.36
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.28.17.36.26
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoBeneditoSaba:2014:EsRaAs
Autor1 Benedito, Gleidson Sávio de Carvalho
2 Saba, Marcelo Magalhães Fares
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHP6
Grupo1
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 gle_carvalho@yahoo.com.br
2 marcelo.saba@inpe.br
TítuloEstudo dos raios ascendentes através de câmeras de vídeo e campo elétrico
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaveraios, campo elétrico.
ResumoNa iniciação cientifica pelo PIBIC, que está sendo desenvolvido no DGE/INPE entre os anos de 2013 e o ano vigente, destacam-se entre as tarefas efetuadas, as coletas de dados de tempestades registrados por radares meteorológicos e imagens de satélite, e a análise de vídeos gravados a partir de câmeras de alta resolução, onde é possível identificar as características de um relâmpago. Através desses vídeos é possível observar de forma mais detalhada os raios ascendentes, que são um tipo do fenômeno atmosférico o qual o grupo de pesquisa, em que é realizado a IC, tem pesquisado.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCST
Tamanho907 KiB
Número de Arquivos2
Arquivo AlvoGleidson Sávio de Carvalho Benedito.pdf
Última Atualização2020:07.06.18.56.57 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.18.56.58 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 28/08/2014 14:36 1.0 KiB 
Histórico2014-08-28 17:36:26 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:50 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GUNERL
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.03.16.15
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.03.16.15.37
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoAndradeFort:2014:EsÍoMa
Autor1 Andrade, Welison Michael Guimarães
2 Forti, Maria Cristina
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHR6
Grupo1
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Paulista (UNIP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 welison_mga@yahoo.com.br
2 cristina.forti@inpe.br
TítuloEstudo de íons maiores no extrato aquoso de particulado atmosférico em São José dos Campos
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaveíons, particulado atmosférico.
ResumoPara compreender os processos de emissão, transformação e contaminação da atmosfera urbana por poluentes é muito importante observar diferentes parâmetros de qualidade para identificar e quantificar espécies químicas, principalmente em áreas com forte influência antropogênicas, pois a atividade industrial e a frota de veículos automotores são os principais responsáveis pela emissão de gases e particulados na atmosfera. Em meio a outros poluentes atmosféricos, o material particulado inalável em suspensão (com diâmetro aerodinâmico menor que 10 μm) tem grande importância devido à sua composição química complexa, suas propriedades físicas e os impactos nocivos na saúde humana. Neste estudo de caso, a composição química do material particulado inalável (MP10) foi determinada dosando-se os ânions (cloreto, nitrato e sulfato) e os cátions (sódio, amônio, potássio, cálcio e magnésio) maiores no extrato aquoso. Os protocolos analíticos para a dosagem dos diferentes íons já foram implementados e descritos no relatório anterior com a apresentação dos estudos estatísticos relativos à determinação da precisão e exatidão dos protocolos juntamente com a comparação entre os resultados da estação chuvosa com a seca. A atividade realizada até o presente é a elaboração de um protocolo para o uso da técnica de análise por injeção em fluxo (FIA) para a determinação de amônio em águas doces e em efluentes para ser utilizado no Laboratório de Aerossóis, Soluções Aquosas e Tecnologias e que foi de forma eficiente aplicado ao estudo da composição química das espécies solúveis de nitrogênio reativo presentes no material particulado inalável.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCST
Tamanho736 KiB
Número de Arquivos2
Arquivo AlvoAndrade_estudo.pdf
Última Atualização2020:07.06.18.42.30 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.18.43.41 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 03/09/2014 13:15 1.0 KiB 
Histórico2014-09-03 16:15:37 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:12 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W/3HG7GH4
Repositóriosid.inpe.br/plutao/2014/12.01.12.54.56
Metadadossid.inpe.br/plutao/2014/12.01.12.54.57
Siteplutao.sid.inpe.br
Rótulolattes: 0712815075280657 1 BustamanteBecerraSilv:2014:SAVECL
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoBustamante-BecerraSilv:2014:SaVeCl
Autor1 Bustamante-Becerra, Jorge Alberto
2 Silva, Renata Galvão Neves da
Grupo1 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
2 CST-CST-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 re-bio@hotmail.com
2 jorge.bustamante@inpe.br
TítuloSazonalidade da vegetação em classes climatológicas de precipitação no bioma caatinga a partir de índice de vegetação melhorado
Nome do EventoGeonordeste, 7.
Ano2014
Título do LivroAnais
Data2014
Localização do EventoAracaju
Palavras-Chavesazonalidade, precipitação, EVI.
ResumoO objetivo do trabalho foi analisar o comportamento sazonal fenológico da vegetação no bioma Caatinga por meio do índice EVI em regiões com diferentes padrões de precipitação. A área estudada corresponde a três transectos paralelos entre si cortando longitudinalmente o bioma, o qual foi dividido em duas classes climatológicas de precipitação, C1 (622,63mm) e C2 (928,39mm). Para as análises da vegetação foram utilizadas as métricas de sazonalidade: início, fim, comprimento, amplitude e integral-L (efeito acumulativo do EVI por ciclo de crescimento); a partir de séries temporais de EVI do período 2000 a 2012. Foram identificados 12 ciclos de crescimento da vegetação em ambas as classes, as médias para o período analisado indicam que o início dos ciclos foi em 17 de novembro (21,97) e 16 de outubro (19,73); o fim em 28 de julho (37,10) e 12 de julho (36,14); o comprimento da estação foi de 225 dias (15,13) e 241 dias (16,40); a amplitude EVI de 0,38 (dp: 0,23) e 0,34 (dp: 0,10); e a integral-L de 6,64 e 7,95, para as classes C1 e C2, respectivamente. A vegetação demonstrou comportamentos diferenciados, sendo que C1 teve maior sazonalidade e menor cobertura vegetal (integral-L) do que C2 que teve menor sazonalidade e maior cobertura, evidenciando assim que em regiões semiáridas a fenologia das espécies é bastante influenciada pela condição hídrica.
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
Tipo TerciárioArtigo
AreaCST
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho362 KiB
Número de Arquivos1
Última Atualização2015:02.11.18.46.02 dpi.inpe.br/plutao@80/2008/08.19.15.01 administrator
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.23.39.40 dpi.inpe.br/plutao@80/2008/08.19.15.01 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)marcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Usuárioslattes
marcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirodpi.inpe.br/plutao@80/2008/08.19.15.01
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Tipo de Versãopublisher
Permissão de Leituraallow from all
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2014-12-01 12:54:57 :: lattes -> administrator ::
2018-06-04 23:39:40 :: administrator -> marcelo.pazos@inpe.br :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn lineage mark nextedition notes numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress resumeid rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject targetfile type url volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares