Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <secondaryty cn and ref conference and firstg DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR and y 2016 and not is * and not booktitle, Resumos and not booktitle, Abstracts>.
10 referências encontradas buscando em 15 dentre 15 sites.
Data e hora local de busca: 19/10/2020 13:14.
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3N5J365
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.04.15.32
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.04.15.32.38
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoAntunesRicc:2016:EsSoDi
Autor1 Antunes, Leonardo de Faria
2 Ricci, Mário César
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHS5
Grupo1
2 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 leonardofariaantunes@hotmail.com
2 mario.ricci@inpe.br
TítuloEstudos sobre a dinâmica e controle de espaçonaves propulsadas por velas solares, aplicado ao problema de desvio de rota de colisão de asteróides com a terra
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2016
Data25-26 jul.
Localização do EventoSão José dos Campos, SP
ResumoO objetivo deste trabalho o qual tem prazo para finalização em agosto de 2017 é aplicar a teoria clássica de controle no projeto de sistemas de controle de atitude de satélites propulsados por velas solares. Pretende-se com este trabalho apresentar os procedimentos de projeto de um sistema de controle de atitude de uma nave a vela que será utilizada para mudar a orbita de objetos em rota de colisão com a Terra. A utilização de velas solares para viagens interplanetárias é uma opção bastante interessante, pois esse tipo de propulsão não utiliza propelentes para locomoção das naves no espaço. O propelente é radiação solar fornecida pelo Sol, que, ao ser refletida, sobre a superfície da vela gera um empuxo, fazendo com que a nave acelere e ganhe velocidade com o passar do tempo. Embora essa força seja menor se comparada com um foguete convencional, que utiliza propelentes químicos para ganhar aceleração, é constante e é fornecida pelo próprio Sol, ao contrario do foguete que depende totalmente do combustível, que dura pouco tempo e ao findar mantém a velocidade constante. Diferentemente de naves com velas, que sempre aceleram. Para realizar tal missão de desviar a orbita de objetos em rota de colisão com a Terra, utilizar-se-á o conceito de Trator de Gravidade, TG, que utiliza a força gravitacional mutua entre uma nave espacial propulsada por vela solar e o asteroide, como um cabo de reboque. A nave pode pairar sobre o asteroide alvo, a uma altura fixa. Para economizar combustível é possível colocar a nave uma orbita deslocada, não-Kepleriana, em torno do asteroide, ao invés de uma orbita estática. Esta sonda intercepta a orbita do asteroide alvo e ancora neste objeto. Ao entrar em uma orbita próxima a do objeto a nave o atrai ligeiramente que, com o passar do tempo terá sua orbita modificada por tal ação. Essa nave deverá ficar inclinada de aproximadamente 20º em relação à orbita do asteroide para produzir uma força necessária para rebocá-lo. O objetivo agora é obter as equações linearizadas necessárias para interceptar a orbita do asteroide alvo, a orbita para a deflexão do objeto e o controle necessário para realizar a missão.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaETES
Tamanho185 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoAntunes_estudos.pdf
Última Atualização2020:06.22.18.40.19 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:06.22.18.40.20 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 04/01/2017 13:32 1.0 KiB 
Histórico2017-01-20 18:01:40 :: simone -> administrator :: 2016
2018-06-04 02:41:49 :: administrator -> simone :: 2016
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/42N9E5E
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2020/06.22.18.47
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2020/06.22.18.47.32
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoBriedisRicc:2016:EsSoAp
Autor1 Briedis, Luiz Felipe de Carvalho
2 Ricci, Mário César
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHS5
Grupo1
2 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 FATESF
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 lfbriedis86@gmail.com
2 mario.ricci@inpe.br
TítuloEstudo sobre a aplicação de giros como atuadores para sistemas de controle de atitude de satélites ágeis
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2016
Data25-26 jul.
Localização do EventoSão José dos Campos, SP
ResumoO objetivo deste trabalho, o qual tem prazo para finalização em julho de 2017, é desenvolver estudos sobre aplicação de giros como atuadores em sistemas de controle de atitude para satélites. Em geral, giros são utilizados como sensores de velocidade. Os giros para controle de momento angular são denominados na literatura por (CMGs Control Moment Gyros). Os satélites de imageamento num futuro próximo terão como requisito agilidade rotacional, bem como precisão de apontamento em regime para captação de imagens de alta resolução. Ao invés de mover o sistema imageador dentro do satélite, é este último que vai girar rapidamente. O apontamento do satélite como um todo, em que o sistema de imageamento está fixo no corpo, permite alcançar uma definição mais elevada, melhorando a resolução das imagens. O desenvolvimento de um sistema ágil de controle de atitude emprega CMGs que possibilita rápido posicionamento, uma vez que o custo global e a eficiência dos satélites de imageamento ágeis são bastante afetados pelo tempo médio de redirecionamento. Um CMG é um poderoso atuador amplificador de torque; no entanto, os sistemas redundantes CMGs têm um problema inerente de singularidade geométrica. Pretende-se com este projeto estudar vários aspectos da aplicação de CMGs, incluindo um tratamento abrangente do problema da singularidade dos CMGs. Foram feitos estudos introdutórios referentes aos CMGs e suas aplicações na atualidade, abordando sistemas CMG de 1 grau de liberdade, montagem em arranjo piramidal, análise de singularidades do conjunto com dois ou três CMGs paralelos e a definição de movimentos nulos dos CMGs. Os próximos passos para atingir o objetivo proposto serão: estudar as singularidades superficiais e as lógicas de controle robustas à singularidades; explorar o tema da aquisição multiobjetivo e o controle de apontamento de satélites ágeis; simular equações obtidas utilizando o software MATLABTM e, por fim, obter os resultados e conclusões referentes ao tema.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaETES
Tamanho260 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoBriedis_estudos.pdf
Última Atualização2020:06.22.18.47.32 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:06.22.18.47.32 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 22/06/2020 15:47 1.0 KiB 
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readergroup readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3MD52DP
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2016/09.06.19.29
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2016/09.06.19.29.59
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoCarvalhoMoraPrad:2016:PeOrSo
Autor1 Carvalho, Jean Paulo dos S.
2 Moraes, Rodolpho Vilhena de
3 Prado, Antonio Fernando Bertachini de Almeida
Identificador de Curriculo1
2
3 8JMKD3MGP5W/3C9JGJA
Grupo1
2
3 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1
2 Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1
2
3 antonio.prado@inpe.br
TítuloPerturbações orbitais sobre uma vela solar
Nome do EventoCongresso Nacional de Matemática Aplicada e Computacional, 36 (CNMAC)
Ano2016
Data5-9 set.
Localização do EventoGramado, RS
Tipo SecundárioPRE CN
AreaETES
Tamanho1230 KiB
Número de Arquivos2
Última Atualização2018:08.27.18.27.31 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2018:08.27.18.27.32 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhourlib.net/www/2011/03.29.20.55
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Tipo de Versãopublisher
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 06/09/2016 16:29 1.0 KiB 
Histórico2016-09-06 19:30:21 :: simone -> administrator :: 2016
2018-06-04 02:41:07 :: administrator -> simone :: 2016
Campos Vaziosabstract accessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label language lineage mark nextedition nexthigherunit notes numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject targetfile tertiarymark tertiarytype type url volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3N5NEHH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.05.15.43
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.05.15.43.59
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoCostaPradMora:2016:CáVaEl
Autor1 Costa, Maria Lívia Galhego Thibes Xavier da
2 Prado, Antonio Fernando Bertachini de Almeida
3 Moraes, Rodolpho Vilhena
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JGJA
Grupo1
2 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Endereço de e-Mail do Autor1 livia.thibes@gmail.com
2 antonio.prado@inpe.br
3 vilhena.moraes@unifesp.br
TítuloCálculo da variação dos elementos orbitais de satélites lunares devido à distribuição não uniforme de massa da lua
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2016
Data25-26 jul.
Cidade da EditoraSão José dos Campos, SP
Editora (Publisher)Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Localização do EventoSão José dos Campos, SP
ResumoSe ignorarmos a existência de perturbações, um veículo espacial, sujeito exclusivamente à atração gravitacional de um corpo primário, desenvolve uma trajetória cônica fixa em um plano fixo. Em outras palavras, sua órbita possui elementos keplerianos constantes. Em aplicações reais, quando forças perturbativas são levadas em conta, estes parâmetros não são mais constantes e variam com o tempo. Considerando forças de origem gravitacional, especificamente, perturbações geradas pela distribuição não-uniforme de massa do corpo central, são determinadas as variações temporais dos elementos orbitais de satélites artificiais lunares através da expansão do potencial gravitacional, em termos dos Polinômios de Legendre, e das Equações Planetárias de Lagrange. A aplicação dos métodos de Krylov-Bogolyubov de média no sistema de equações diferenciais permite a análise isolada dos efeitos de determinados termos no movimento orbital de tais satélites. Utilizando os métodos de Runge-Kutta de ordem 4, a integração numérica do sistema é feita para algumas condições iniciais.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaETES
Tamanho184 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoCosta_calculo.pdf
Última Atualização2020:06.22.18.59.25 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:06.22.18.59.26 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 05/01/2017 13:43 1.0 KiB 
Histórico2017-01-20 17:37:30 :: simone -> administrator :: 2016
2018-06-04 02:41:49 :: administrator -> simone :: 2016
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3N5J3AH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.04.15.34
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.04.15.34.43
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoFerreiraPardKuga:2016:ÓrQuPa
Autor1 Ferreira, Leonardo de Oliveira
2 Pardal, Paula Cristiane Pinto Mesquita
3 Kuga, Helio Koiti
Identificador de Curriculo1
2
3 8JMKD3MGP5W/3C9JHC9
Grupo1
2
3 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de São Paulo (USP)
2 Universidade de São Paulo (USP)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 leonardoolifer@outlook.com
2 paulapardal@usp.br
3 helio.kuga@inpe.br
TítuloÓrbitas quase parabólicas e a equação de kepler
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2016
Data25-26 jul.
Localização do EventoSão José dos Campos, SP
ResumoEste trabalho tem como objetivo estudar métodos utilizados para resolver a equação de Kepler, uma equação transcendental que motivou diversos desenvolvimentos matemáticos. Para o caso das órbitas quase parabólicas, considerando a equação de Kepler nas formas elíptica e hiperbólica (o que significa excentricidade tendendo a um pela direita (caso hiperbólico) e pela esquerda (caso elíptico)), foram avaliados dois métodos: o Método das Aproximações Sucessivas, que utiliza uma expansão em série envolvendo um pequeno parâmetro; e o Método de Newton-Raphson, cuja solução foi tomada como referência. Na bibliografia adotada para o desenvolvimento deste trabalho, a solução em série para o Método das Aproximações Sucessivas considera somente órbitas quase parabólicas com excentricidade pouco menor que a unidade (órbitas elípticas) e apresenta os quatro primeiros termos da série. Aqui, a expansão em série foi estendida até o oitavo termo e foi feita uma adaptação para órbitas quase parabólicas com excentricidade pouco maior que a unidade (órbitas hiperbólicas). Os dois métodos foram implementados em linguagem de programação MATLAB. Foram realizados testes, comparações e análises nos resultados obtidos para diferentes valores de entrada da excentricidade (e) e da anomalia média (M), no caso de órbitas elípticas; e diferentes valores de excentricidade (e) e do análogo à anomalia média para órbitas hiperbólicas (N). Os resultados obtidos nos dois métodos, anomalia excêntrica (E) para órbitas elípticas e seu equivalente para órbitas hiperbólicas (H), foram comparados por meio do erro relativo. Os métodos também foram comparados pelo tempo de execução de seus algoritmos.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaETES
Tamanho186 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoFerreira_orbitas.pdf
Última Atualização2020:06.22.19.16.33 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:06.22.19.16.33 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 04/01/2017 13:34 1.0 KiB 
Histórico2017-01-20 17:24:23 :: simone -> administrator :: 2016
2018-06-04 02:41:49 :: administrator -> simone :: 2016
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3N4ELKE
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2016/12.28.17.35
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2016/12.28.17.35.23
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoMantovaniCoSlFaDuSc:2016:OpReAe
Autor1 Mantovani, Lorenzzo
2 Couto, Alan Pitthan
3 Slongo, Artur Gustavo
4 Farias, Tiago Travi
5 Durão, Otávio Santos Cupertino
6 Schuch, Nelson Jorge
Identificador de Curriculo1
2
3
4
5 8JMKD3MGP5W/3C9JJ2L
6 8JMKD3MGP5W/3C9JHUD
Grupo1
2
3
4
5 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
6 CRS-CCR-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1
2
3
4
5 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
6 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 lorenzzo.mantovani@gmail.com
2
3
4
5 otavio.durao@inpe.br
6 nelson.schuch@inpe.br
TítuloOptimizing Resources in Aerospace Missions – An application to the NANOSATC-BR2 Mission
Nome do EventoJornada Acadêmica Integrada, 31 (JAI)
Ano2016
Data17-21 out.
Localização do EventoSanta Maria, RS
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaCEA
Edição Posteriorsid.inpe.br/mtc-m21b/2016/12.28.17.36
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.02.41.44 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUFCFP
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 28/12/2016 15:35 1.0 KiB 
Histórico2016-12-28 17:36:20 :: simone -> administrator :: 2016
2018-06-04 02:41:44 :: administrator -> simone :: 2016
Campos Vaziosabstract accessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label lineage mark notes numberoffiles numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle size sponsor subject targetfile tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3N5NH9S
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.05.16.16
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.05.16.16.22
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoMiraJúniorFormPrad:2016:CaOrNu
Autor1 Mira Júnior, Rafael da Silva
2 Formiga, Jorge K. S.
3 Prado, Antônio Fernando Bertachini de Almeida
Identificador de Curriculo1
2
3 8JMKD3MGP5W/3C9JGJA
Grupo1
2
3 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1
2
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1
2
3 antonio.prado@inpe.br
TítuloCaracterística orbital de uma nuvem de partículas considerando manobras assistidas por gravidade
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2016
Data25-26 jul.
Localização do EventoSão José dos Campos, SP
ResumoO foco deste trabalho foi estudar o problema de uma manobra assistida por gravidade (swing-by), de uma nuvem de partículas e um planeta onde foi considerado o arrasto atmosférico. Este tipo de pesquisa tem grande importância, porque é possível obter o tamanho e densidade de uma nuvem de partículas após uma passagem próxima, em um tempo qualquer. Com essas informações os veículos espaciais podem planejar as manobras orbitais com antecedência e com um melhor conhecimento sobre a densidade e tamanho da nuvem. Contudo a redução dos riscos e do consumo de combustível pode ser planejada em uma missão. O sistema estudado é constituído pelo Sol, o planeta em órbita circular e uma sonda que explode durante a passagem próxima ao planeta, tornando-se uma nuvem de partículas. O movimento do sistema abordado é planar, de modo que a equação de movimento é dada pelo problema plano restrito de três corpos, com a inclusão da resistência atmosférica. Inicialmente o planeta Júpiter será considerado para estudo durante a passagem. A posição e as velocidade iniciail de cada partículas, bem como o da sonda, são especificadas no periapse, devido à explosão que será assumida. Depois da explosão ocorre uma mudança na órbita da nuvem de partículas criada, após a passagem próxima com o planeta, essas mudanças são mapeadas, em particular os parâmetros orbitais. Os efeitos resultantes são comparados com manobras semelhantes, porém, sem a presença da atmosfera do planeta. Estudos semelhantes a esses podem ser vistos em Gomes (2013), onde o objetivo foi estudar passagens próximas entre um planeta e uma nuvem de partículas, o modelo matemático incluiu a presença da atmosfera do planeta.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaETES
Tamanho247 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoMira Junior_caracteristica.pdf
Última Atualização2020:06.24.19.22.32 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:06.24.19.22.32 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 05/01/2017 14:16 1.0 KiB 
Histórico2017-01-20 16:13:51 :: simone -> administrator :: 2016
2018-06-04 02:41:50 :: administrator -> simone :: 2016
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3N5HUHS
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.04.15.13
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.04.15.13.44
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoOliveiraKugaGarc:2016:EsEfMé
Autor1 Oliveira, João Francisco Nunes de
2 Kuga, Helio Koiti
3 Garcia, Roberta Veloso
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHC9
Grupo1
2 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de São Paulo (USP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Universidade de São Paulo (USP)
Endereço de e-Mail do Autor1
2 hkk@dem.inpe.br
TítuloEstudo da eficiência dos métodos regula-falsi e fourierbessel na solução da equação de kepler
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2016
Data25-26 jul.
Localização do EventoSão José dos Campos, SP
ResumoO presente trabalho de Iniciação Científica, iniciado em agosto de 2015, teve como principal objetivo estudar e analisar a eficiência de diferentes métodos de solução da equação de Kepler. A Equação de Kepler é de grande relevância na mecânica celeste, pois é a chave para calcular a posição de um satélite em sua órbita. No entanto a Equação de Kepler é uma equação transcendental na anomalia excêntrica (E), ou seja, ela não possui uma solução exata que possa ser expressa através de funções conhecidas. Para solucionar tal equação é necessário recorrer ao cálculo numérico para obter uma solução que esteja dentro da precisão estipulada no problema. Neste trabalho considerou-se como valor de referência a solução obtida pelo método de NewtonRaphson, visto que tal método foi amplamente estudado por outros autores mostrandose eficiente para este tipo de aplicação quando as órbitas são excêntricas (0 ≤ e < 1), além do método Regula-falsi, método de Fourier-Bessel e método de Halley. O método de Halley foi acrescentado ao estudo com o intuito de buscar uma generalização para o método de Newton-Raphson. O estudo aborda também a influência do valor inicial da anomalia excêntrica (E0) aplicado aos métodos iterativos. Existem diversas formas de se calcular o valor de E0, no entanto neste trabalho optou-se por considerar as seguintes formas: E0 na forma simples e E0 na forma interpolada. As implementações foram realizadas em MATLAB com precisão dupla e precisão simples considerando um conjunto de valores para excentricidade (e) e anomalia média (M) varrendo diversos tipos de geometria de órbitas: e ∈ [0, 1) e M ∈ [0, π]. Os resultados foram avaliados segundo o número de iterações necessárias para chegar a precisão definida, número de FLOPs que cada método faz uso, além de analises estatísticas.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaETES
Tamanho192 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoOliveira_estudo.pdf
Última Atualização2020:06.24.19.32.17 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:06.24.19.32.18 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 04/01/2017 13:13 1.0 KiB 
Histórico2017-01-20 16:05:26 :: simone -> administrator :: 2016
2018-06-04 02:41:48 :: administrator -> simone :: 2016
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3N5S5DE
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.06.11.44
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.06.11.44.59
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoSouzaRicc:2016:EsSoDi
Autor1 Souza, Thauany Christiny Ferreira de
2 Ricci, Mário César
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHS5
Grupo1
2 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 tcfdesouza@hotmail.com
2 mario.ricci@inpe.br
TítuloEstudos sobre dinâmica e controle de espaçonaves propulsadas por velas solares
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2016
Data25-26 jul.
Localização do EventoSão José dos Campos, SP
ResumoO objetivo deste trabalho o qual tem prazo para finalização em julho de 2017 - é apresentar um tratamento abrangente sobre modelagem dinâmica e problemas de controle de naves espaciais propulsadas por velas solares. Também serão abordados a análise e o projeto de sistemas de controle de atitude de missões interplanetárias, propulsadas por velas solares. Dentre outros, o trabalho propõe estudar problemas dinâmicos que deverão ser enfrentados num futuro próximo, incluindo a descrição de uma missão de validação de voo à vela numa órbita Sol-síncrona proposta na literatura. Velas solares são refletores grandes e leves movidos por luz solar. Os fótons de luz solar chocando em grandes painéis geram propulsão sem utilizar propelentes. Uma vez que praticamente é uma energia inesgotável, às vezes com intensidade maior ou menor, é possível percorrer grandes distâncias (Parsecs) e atingir velocidades muito maiores que uma nave atingiria se utilizasse propelentes. São apresentados o modelo e as expressões matemáticas para a pressão de radiação solar, que é a força perturbadora nos sistemas de controle de atitude das naves. Até o presente momento foi obtida toda a base teórica necessária para o desenvolvimento do projeto. Através de estudos preliminares foram vistos os fundamentos da dinâmica orbital, dentre eles o problema dos dois corpos (incluindo equação do movimento relativo, conservação de energia, conservação do momento angular, equação das órbitas e a primeira lei de Kepler) e a geometria das seções cônicas. Os próximos passos do trabalho envolvem as descrições de missões com velas solares que estão sendo cogitadas para um futuro próximo, assim como dos requisitos do controle de atitude para estas missões; descrição da colocação da nave numa órbita circular síncrona com o Sol, da abertura das velas e da reorientação da nave; formulação do modelo dinâmico; determinação da dinâmica da vela na órbita e o projeto preliminar do sistema de controle, que envolve a movimentação de massas que agem como lastros.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaETES
Tamanho185 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoSouza_estudos sobre dinamica.pdf
Última Atualização2020:06.24.20.55.24 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:06.24.20.55.25 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Tipo de Versãopublisher
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 06/01/2017 09:44 1.0 KiB 
Histórico2017-01-20 14:51:51 :: simone -> administrator :: 2016
2018-06-04 02:41:51 :: administrator -> simone :: 2016
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3N5DQHE
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.03.16.32
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2017/01.03.16.32.14
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoTsujiGomePrad:2016:ReDeEs
Autor1 Tsuji, André Martins
2 Gomes, Vivian Martins
3 Prado, Antônio Fernando Bertachini de Almeida
Identificador de Curriculo1
2
3 8JMKD3MGP5W/3C9JGJA
Grupo1 DMC-ETE-INPE-MCTI-GOV-BR
2
3 SPG-GB-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Universidade Estadual Paulista (UNESP)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1
2
3 antonio.prado@inpe.br
TítuloRemoção de detritos espaciais com uso de disparos de laser
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2016
Data25-26 jul.
Localização do EventoSão José dos Campos, SP
ResumoNeste trabalho estuda-se a possibilidade da remoção de detritos espaciais presentes em órbitas terrestres, diminuindo assim o risco de eventuais acidentes com satélites em atividade. A trajetória desse detrito foi, inicialmente, prevista seguindo as três leis de Kepler em um problema de dois corpos, para depois inserir a perturbação gerada pelo efeito gravitacional da Lua em um problema de três corpos. Posteriormente, os efeitos gravitacionais do Sol também foram inseridos na simulação. Os efeitos gravitacionais da Lua e do Sol foram aplicados sobre o detrito e sobre a Terra, com a finalidade de aumentar a fidelidade da simulação comparada com os efeitos reais. O segundo tipo de perturbação adicionada à simulação foi a deformação geopotencial do campo gravitacional da Terra. Utilizando o coeficiente de achatamento da Terra J2 foi possível aproximar mais a simulação dos efeitos reais. Em etapas posteriores desse trabalho pretende-se utilizar um número maior de termos para o potencial da Terra, visando uma melhoria de precisão nas integrações numéricas. A participação do arrasto atmosférico é fundamental na remoção do detrito, e foi modelado de uma forma bastante simplificada. Assume-se que quando o veículo atinge a altitude de 200 km em relação a superfície da Terra a reentrada ocorrerá e o detrito será destruído. Sendo assim, não é feita uma integração numérica levando em conta a densidade da atmosfera. Essa etapa será a próxima a ser efetuada na continuação dessa pesquisa. A forma de derrubar o detrito será a aplicação de um impulso vindo de um canhão laser. Esse impulso será aplicado pelo canhão, que estará localizado na superfície terrestre. A direção do impulso será a mesma que o canhão aponta para o detrito. Para isso é necessário considerar a localização do canhão em determinado instante, levando em conta a rotação da Terra e verificando se o detrito está visível para o canhão nesse instante. Havendo visibilidade, é elaborado um algoritmo que varia a magnitude do impulso a partir do zero, com o objetivo de encontrar qual o menor valor de impulso que consegue fazer com que o detrito tenha uma órbita cujo perigeu esteja abaixo de 200 km, indicando assim que haverá a reentrada atmosférica e o detrito será destruído. Assume-se que o menor valor de impulso represente uma situação aonde haja economia de energia no disparo do canhão. Como muitos disparos serão efetuados, essa economia é relevante durante o processo. Para cada instante simulado, é obtida a direção que o canhão deve apontar, junto com o menor impulso necessário para alterar a velocidade do detrito o suficiente para que mude sua trajetória, entre na atmosfera e sofra combustão. Visando minimizar o gasto de energia para a remoção do detrito, para cada instante simulado, são desconsideradas as situações aonde são necessárias um impulso igual ou maior que o dobro do módulo da velocidade que o detrito possuía antes da aplicação do impulso.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaETES
Tamanho185 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoTsuji_remocao.pdf
Última Atualização2020:06.24.21.04.54 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:06.24.21.04.55 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2016}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Tipo de Versãopublisher
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 03/01/2017 14:32 1.0 KiB 
Histórico2017-01-20 14:50:42 :: simone -> administrator :: 2016
2018-06-04 02:41:46 :: administrator -> simone :: 2016
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn keywords label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readpermission rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url volume
Data de Acesso19 out. 2020
atualizar 
similares