Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <secondaryty cn and ref conference and firstg DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR and y 2014 and not is * and not booktitle, Resumos and not booktitle, Abstracts>.
9 referências encontradas buscando em 15 dentre 15 sites.
Data e hora local de busca: 23/10/2020 03:58.
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/42QGRF2
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2020/07.06.18.36
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2020/07.06.18.36.54
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoAlonsoCebaMace:2014:AqNoMo
Autor1 Alonso, Thales Fernando Ferreira
2 Ceballos, Juan Carlos
3 Macedo, Leandro de Oliveira
Grupo1
2 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
3 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Faculdade Tecnológica (FATEC)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 thales.alonso@cptec.inpe.br
2 jcc.1943@gmail.com
3 macedo.leandro86@gmail.com
TítuloDesenvolvimento do sistema de processamento de dados de radiação solar (SPDRAD): aquisição, normalização e monitoramento dos dados de produtos de radiação solar e terrestre
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
ResumoO modelo GL é um modelo físico que gera estimativas de radiação solar a partir de imagens do canal visível do satélite GOES, numa resolução espacial de 4 Km (0.04º por pixel) totalizando 1800 x 1800 pixels em grade regular, focalizando a América do Sul. Está operacional na DSA/CPTEC desde 2002, e atualmente encontra-se na versão 1.2. O SPDRAD está sendo desenvolvido com o propósito de facilitar a recuperação das coleções de dados GL, seja para estudos diversos ou para agilizar o fornecimento desses dados a usuários. Seu funcionamento consiste em: 1)aquisição de dados; 2) padronização dos dados para armazenamento; 3) fornecimento de informação de radiação solar. Atualmente o SPDRAD inclui valores diários do GL e dados de radiação medidos em estações de superfície. O gerenciador de banco de dados do SPDRAD é o PostgreSQL.O PostgreSQL talvez seja o sistema de gerenciamento de banco de dados que, entre todos, suporta a maior quantidade de arquiteturas de hardware e software do mercado. O principal objetivo do presente estudo é desenvolver funcionalidades do SPDRAD que permitam a incorporação de ciclos diários dos produtos operacionais de radiação solar. Foi desenvolvido um novo esquema de banco de dados, capaz de armazenar ciclos diários de radiação solar (média horária) por satélite e medidas de estações de superfície. As freqüências de dados no intervalo de uma hora são variadas, dependendo do satélite e da rede de superfície. Assim, foi desenvolvido um conjunto de programas para: 1) a extração de dados pontuais (valores de pixels na grade lat/lon) dos arquivos binários do modelo; 2) a normalização dos dados GL e de estações em valores médios horários; 3) incorporação dos dados no novo esquema do SPDRAD; e 4) extração de planilhas de dados de ciclos diários de radiação solar do modelo e/ou estação, através do novo protótipo. Foram realizadas algumas comparações de ciclos diários estimados e medidos. Verifica-se que o SPDRAD cumpre bem o papel de fornecer estimativas organizadas em termos de ciclo diário, porém mais testes são necessários a fim de avaliar de modo mais refinado a correção dos cálculos condizentes à normalização de dados de diversas origens e frequências de amostragem. Além desta análise refinada, o projeto prevê o desenvolvimento de uma interface com o usuário que possibilite ao mesmo realizar consultas individuais dos dados armazenados no sistema.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaMET
Tamanho200 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoAlonso_desenvolvimento.pdf
Última Atualização2020:07.06.18.36.54 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.18.36.54 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 06/07/2020 15:36 1.0 KiB 
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn keywords label lineage mark nextedition numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GTTNEB
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.29.17.30
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/08.29.17.30.03
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoBrittoSilv:2014:DeApPl
Autor1 Britto, José Marcio da Silva
2 Silva, Luiz Tadeu da
Grupo1
2 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 FATEC Cruzeiro
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 marcio.britto@cptec.inpe.br
2 luiz.tadeu@cptec.inpe.br
TítuloDesenvolvimento e aperfeiçoamento de plataformas de treinamento à distância e suas aplicações
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chavetreinamento à distância, Moodle.
ResumoEste trabalho, iniciado em março de 2014, tem como objetivo principal desenvolver metodologias e aperfeiçoar ferramentas destinadas ao treinamento do Centro de Excelência do INPE. Este projeto visa aperfeiçoar a comunicação entre os instrutores da DSA e os usuários do Laboratório Virtual. O trabalho atual trata do domínio da ferramenta Moodle, criação de estruturas do curso, fóruns e criação de pesquisas de opinião, entre outras pequenas melhorias. O presente estudo ainda colabora com o projeto de pesquisa que vem sendo realizado na DSA sobre os índices de radiação ultravioleta. Neste contexto duas atividades estão sendo realizadas: i) analise de dados faltantes utilizando linguagem de programação Fortran, e ii) medições de IUV.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaMET
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho1102 KiB
Número de Arquivos2
Última Atualização2020:07.06.19.02.21 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.19.02.21 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
self-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 29/08/2014 14:30 1.0 KiB 
Histórico2014-08-29 17:30:03 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:50 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject targetfile tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3HLPDUS
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/12.29.18.22
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/12.29.18.22.38
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoCalheirosMach:2014:PrMaMi
Autor1 Calheiros, Alan James Peixoto
2 Machado, Luiz Augusto Toledo
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHMS
Grupo1 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
2 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 alan.calheiros@cptec.inpe.br
TítuloPropriedades Macrofísicas e Microfísicas de Nuvens e Precipitação observadas durante o Experimento CHUVA
Nome do EventoCongresso Brasileiro de Meteorologia, 18 (CBMET).
Ano2014
Data3-6 nov., 2014
Localização do EventoRecife, PE
Palavras-ChaveCHUVA, precipitação, microfísica de nuvens.
ResumoDurante o período de 2010 a 2014 o projeto CHUVA coletou informações sobre as nuvens e a precipitação nos diferentes regimes de precipitação do Brasil. Até março de 2014 já haviam sido realizados sete experimentos de campo, localizados no Norte, Nordeste, Sudeste e Sul do Brasil, cobrindo as regiões do semiárido, da Amazônia e intertropicais. Um dos propósitos deste estudo é apresentar uma estatística relacionada aos perfis de diferentes tipos de nuvens e precipitação em diversas localidades brasileiras. Instrumentos como radiômetros em micro-onda, LIDAR, radar e disdrômetros foram utilizados neste estudo. A sinergia entre esses equipamentos permitiu determinar as características dos processos de nuvens e classificar os eventos chuvosos de maneira objetiva. As propriedades macrofísicas (conteúdo integrado de água líquida - ILWR) e microfísica (Distribuição do Tamanho de Gostas - DSD) da precipitação foram determinadas a partir de radares meteorológicos, como o banda-X polarimétrico (XPOL) e o Micro Rain Radar (MRR) e disdrômetros de superfície. As características macrofísicas de nuvens, como os conteúdos integrados de água líquida e vapor dágua (ILWC e IWV) de nuvens não precipitantes foram determinadas pelo MP3000A (radiômetro em micro-onda de superfície), radiossondagens locais e pelo GPS, sendo que, este último, apenas para o vapor dágua. O IWV e o ILWC apresentaram valores maiores para os sítios mais próximos à costa, principalmente na região Nordeste. Já os eventos chuvosos mostraram características distintas relacionadas principalmente à frequência de determinados tipos de eventos. Diversas análises adicionais foram realizadas de modo a descrever os processos de nuvens e sua regionalidade.
Tipo SecundárioPRE CN
AreaMET
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho655 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoCalheiros_Propriedades.pdf
Última Atualização2014:12.29.18.22.38 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.03.04.42 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)valdirene
Grupo de Usuáriosvaldirene
Grupo de Leitoresadministrator
valdirene
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Permissão de Leituraallow from all
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 29/12/2014 16:22 1.0 KiB 
Histórico2014-12-29 18:22:38 :: valdirene -> administrator ::
2018-06-04 03:04:42 :: administrator -> valdirene :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn label language lineage mark nextedition nexthigherunit notes numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GG3KB2
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/06.17.13.48
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/06.17.13.48.43
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoCeballosMace:2014:BaDaRa
Autor1 Ceballos, Juan Carlos
2 Macedo, Leandro de Oliveira
Grupo1 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
2 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 jcc.1943@gmail.com
2 leandro.macedo@cptec.inpe.br
TítuloUma base de dados de radiação solar na america do sul, estimada por satélite (MODELO GL1.2/CPTEC)
Nome do EventoCongresso Brasileiro de Energia Solar, 5.
Ano2014
Título do LivroAnais
Data31 março - 03 abril
Localização do EventoRecife
Palavras-ChaveRadiação solar, satélite GOES, América do Sul, modelo GL, séries temporais.
ResumoDescrevem-se os fundamentos do modelo GL versão 1.2 e os resultados de sua aplicação a imagens GOES VIS de alta resolução para estimar radiação solar na superfície na América do Sul. Foi gerada uma base de dados que inclui arquivos binários de médias mensais e desvio padrão em alta resolução espacial (0,04º´0,04º) para o período 2000-2013, e uma matriz com resolução espacial de 0,4º´0,4º e série temporal de médias pentadais no período 1996- 2012. Os dois tipos de arquivo estão acessíveis diretamente na página web de Radiação Solar e Terrestre da Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais (DSA/CPTEC/INPE), http://satelite.cptec.inpe.br/radiacao/. A base de dados tem grande utilidade potencial para estudos climáticos e do potencial energético solar.
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaMET
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho175 KiB
Número de Arquivos1
Última Atualização2014:06.17.13.50.16 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.03.04.19 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
e-Mail (login)marcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Usuáriosself-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
valdirene
Grupo de Leitoresadministrator
valdirene
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 17/06/2014 10:48 1.0 KiB 
Histórico2014-06-17 13:48:43 :: valdirene -> administrator ::
2018-06-04 03:04:19 :: administrator -> marcelo.pazos@inpe.br :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition nexthigherunit notes numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject targetfile tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3HG7G65
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/12.01.12.50
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/12.01.12.50.16
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoLimaSRVFBFF:2014:ChSI
Autor1 Lima, Wagner Flauber Araujo
2 Silva, Luiz Tadeu da
3 Rosa, Marcelo Barbio
4 Vila, Daniel Alejandro
5 Figueiredo Neto, Mário Lemes de
6 Braga, Ricardo Alex Barros
7 Freitas, Cintia Pereira de
8 Ferreira, Nelson Jesuz
Identificador de Curriculo1
2
3 8JMKD3MGP5W/3C9JHNT
Grupo1 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
2 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
3 DOP-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
4 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
5 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
6 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
7 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
8 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
4 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
5 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
6 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
7 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
8 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 wagner.flauber@cptec.inpe.br
2 luiz.tadeu@cptec.inpe.br
3 marcelo.barbio@cptec.inpe.br
4 daniel.vila@cptec.inpe.br
5 mario.figueiredo@cptec.inpe.br
6 ricardo.braga@cptec.inpe.br
7 cintia.freitas@cptec.inpe.br
8 nelson.ferreira@cptec.inpe.br
TítuloSistema de informações geográficas aplicadas ao meio ambiente - Chuva (SIGMA-CHUVA)
Nome do EventoCongresso Brasileiro de Meteorologia, 18.
Ano2014
Título do LivroAnais
Data3-6 nov., 2014.
Localização do EventoRecife, PE
Palavras-Chavehidroestimador, estimativas de precipitação, sistema de informações geográficas.
ResumoO Projeto Sistema de Informações Geográficas Aplicadas ao Meio Ambiente - Chuva (SIGMA-CHUVA) foi desenvolvido principalmente para apoiar de forma geral os Gestores Públicos das esferas Federal, Estadual e Municipal sobre as precipitações de chuvas ocorridas em todos os Municípios do Brasil, desde o ano de 2004, com a possibilidade de no futuro estender para os demais Países da América do Sul. A chuva tem papel importante no ciclo hidrológico e é fundamental em diversos aspectos socioeconômicos, pois suas águas abastecem rios, lagos, barragens e reservatórios, o que permite diversos benefícios à sociedade. Assim, para que o poder público tenha conhecimento da situação hidrológica das diversas regiões do País, precisará conhecer também o histórico de precipitação de chuvas dessas regiões. O SIGMA-CHUVA utilizará dados de precipitação estimados a partir de Satélite Meteorológicos. O modelo utilizado para estimar a precipitação é o Hidroestimador, desenvolvido originalmente por Vicente et al. (1998), é um modelo que produz estimativas instantâneas de precipitação de modo operacional a cada 15/30 minutos, fazendo o uso de imagens infravermelhas (10.8 µm) do satélite GOES. As estimativas instantâneas produzidas pelo Hidroestimador são integradas a cada 24 horas para o cálculo da precipitação acumulada diária. Tecnicamente os dados estimados de precipitação de chuvas serão processados em plataforma específica para os 5.565 Municípios Brasileiros e armazenados em banco de dados. Diversas consultas sobre a precipitação para um determinado Município Brasileiro poderão ser feitas por todos os usuários interessados, nas modalidades diária, mensal, anual e/ou por um determinado período escolhido conforme a demanda. Para facilitar, as saídas com os resultados das consultas feitas pelos usuários serão disponibilizadas nos formatos de planilhas e/ou gráficos.
Tipo SecundárioPRE CN
AreaMET
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho2626 KiB
Número de Arquivos2
Última Atualização2014:12.01.13.01.57 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.03.04.39 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
e-Mail (login)marcelo.pazos@inpe.br
Grupo de Usuáriosself-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
valdirene
Grupo de Leitoresadministrator
valdirene
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Permissão de Leituraallow from all
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 01/12/2014 10:50 1.0 KiB 
Histórico2014-12-01 12:50:16 :: valdirene -> administrator ::
2018-06-04 03:04:39 :: administrator -> marcelo.pazos@inpe.br :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn label language lineage mark nextedition nexthigherunit notes numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject targetfile tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3HM3T5L
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/12.31.11.18
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/12.31.11.18.38
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoNegriMach:2014:ApPrCu
Autor1 Negri, Renato Galante
2 Machado, Luiz Augusto Toledo
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHMS
Grupo1 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
2 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
TítuloAprimoramento da previsão de curtíssimo prazo do ciclo de vida de sistema convectivos de mesoescala pelo algorítimo ForTraCC
Nome do EventoCongresso Brasileiro de Meteorologia, 18 (CBMET).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data3-6 nov., 2014
Localização do EventoRecife, PE
Palavras-Chavevento, satélites, Fortracc, sistema convectivo de mesoescala.
ResumoO vento estimado a partir de uma sequência de imagens sucessivas de satélites geoestacionários tem sido utilizado amplamente na previsão numérica de tempo (PNT) nas últimas décadas. Este dado é conhecido por muitos nomes, sendo um dos mais comuns Atmospheric Motion Vectors (AMV). Geralmente, os AMV são utilizados para descrever o escoamento na escala sinótica nos esquemas de assimilação de dados. Nos últimos anos, os modelos regionais de PNT têm sido configurados em altas resoluções (10 a 1 km), o que torna necessário obter AMV com maior resolução espacial. Recentemente, uma nova técnica para estimativa do vento foi desenvolvida no CPTEC/INPE, visando extrair campos de vento em alta resolução em regiões de convecção profunda. Esta técnica é baseada no uso de combinações de canais do infravermelho térmico para identificação de diferentes estruturas de nuvens (Cirrus de diferentes espessuras, zona de overshooting, etc). Uma vez identificadas, tais regiões são rastreadas. Através desse método, é possível separar as componentes do vento devido à divergência dos fluxos ascendentes no topo dos sistemas de convecção profunda do escoamento sinótico em que tal sistema está inserido. Utilizando estes AMVs de alta resolução espacial (Negri et al., 2014) é possível identificar áreas de um complexo convectivo que irão se intensificar ou dissipar. Isso pode ser realizado utilizando a divergência do vento calculada a partir destes AMVs de alta resolução. Um algorítimo para o rastreamento e previsão da evolução das características radiativas e morfológicas dos sistemas convectivos de mesoescala, chamado ForTraCC (Villa et al., 2008), foi desenvolvido no CPTEC/INPE e é mantido operacional desde 2004. Este algorítimo pode ser utilizado para extrair informações a respeito do ciclo de vida, utilizando radiâncias de canais em 11 µm de satélites geoestacionários além da sua função original que é previsão de curtíssimo prazo. Este trabalho avalia a utilização dos BTD-AMV desenvolvidos no CPTEC/INPE para melhorar a previsão da evolução dos sistemas convectivos de mesoescala realizadas pelo ForTraCC para fins de previsão de curtíssimo prazo./ Winds estimated from an successive satellite image sequence has been widely used in numerical weather prediction models in the last decades. This wind data is known by many names, being Atmospheric Motion Vectors (AMV) a common one. The AMV are used, generally, to describe the large scale flows in data assimilation schemes for numerical prediction models (NWP). In the last years, with the regional NWP being configured at higher scales (10 to 1 km), AMV at higher spatial resolution will be probably necessary. Recently, an new wind estimative technique has been developed at CPTEC/INPE, aiming to extract high resolution wind fields at deep convective cloud tops. This technique is based in the use of infrared channel combinations to identify different cloud structures (like thin cirrus, overshooting zones, etc) to be isolated and tracked. By this approach, the wind at the convective cells scale can be extracted from the large scale flow where the mesoscale convective cluster is inserted. Using these high resolution AMV estimated from brightness temperature differences (Negri et al., 2014) is possible identify areas of a deep convective cluster which will intensify or dissipate. This can be done using the wind divergence calculated from these high resolution AMVs. An algorithm for tracking and forecasting radiative and morphological characteristics of mesoscale convective systems through their entire life cycles using geostationary satellite thermal channel information (11 µm), called ForTraCC, was developed at CPTEC/INPE and is keep operationally since early 2000's. The ForTraCC can be used as a scientific tool, to extract many informations about the life cycle of the convective systems as well as a nowcasting tool. This work evaluates the use of the BTD-AMV developed at CPTEC/INPE to improve the forecast of the mesoscale convective systems life cycle done by ForTraCC for nowcasting purposes.
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaMET
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho1632 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoNegri_Aprimoramento.pdf
Última Atualização2014:12.31.11.19.10 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.03.04.43 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)valdirene
Grupo de Usuáriosvaldirene
Grupo de Leitoresadministrator
valdirene
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Permissão de Leituraallow from all
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 31/12/2014 09:18 1.0 KiB 
Histórico2014-12-31 11:18:38 :: valdirene -> administrator ::
2018-06-04 03:04:43 :: administrator -> valdirene :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark nextedition nexthigherunit notes numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GUJ9SM
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.02.17.22.31
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.02.17.22.32
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoPereiraVila:2014:EsSoPr
Autor1 Pereira, Rebeca Fonseca de Oliveira
2 Vila, Daniel Alejandro
Grupo1
2 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 rebfonpereira@gmail.com
2 daniel.vila@cptec.inpe.br
TítuloEstudo sobre a propagação dos sistemas convectivos de mesoescala sobre o sudeste do Brasil
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-ChaveSistemas Convectivos de Mesoescala (SCM), campos de nebulosidade.
ResumoEste trabalho teve como objetivo estudar a propagação dos Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM) sobre a região Sudeste do Brasil, descrever as direções predominantes e regiões de ocorrência desses sistemas sobre a região de estudo, tal análise é baseada na caracterização da variação temporal e espacial dos campos de nebulosidade via satélite. Além disso, foram estudadas as características radiativas dos sistemas observados e, por fim, realizada a análises descritivas de sistemas que propiciam eventos de chuva extrema. A caracterização e monitoramento dos sistemas foram realizadas com o auxílio do algoritmo ForTraCC (Forecasting and Tracking of the evolution of the Cloud Clusters), o qual utiliza como dados de entrada imagens do satélite GOES no canal 4 (infravermelho), disponibilizadas pela Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais (DSA) a cada trinta minutos. O período de análise foi relacionado aos verões de 2011 a 2013. Observou-se que os sistemas que apresentaram um maior tempo de duração, também apresentaram maior tamanho, sendo que os maiores valores se deram durante os meses de dezembro. Para a variável de temperatura de brilho mínima, os sistemas com maior tempo de duração apresentaram uma menor temperatura mínima. Os meses de novembro foram os que registraram os sistemas mais frios, isto é, aqueles com menores valores de temperatura de brilho mínima, associados a topos mais altos. A relação entre duração e distância percorrida mostrou que os sistemas com maior tempo de duração percorreram as maiores distâncias. Para a relação entre classes e número médio de células convectivas, foi observado que os eventos com menor duração apresentaram os maiores números de células convectivas. Por fim, também foi analisada a tendência do crescimento e desenvolvimento dos SCMs, por meio das curvas de expansão/dissipação da área dos sistemas, em função de seu ciclo de vida, que mostrou que existe uma necessidade de adaptações do modulo de previsão do ForTraCC a variações sazonais. O Número de sistemas convectivos tem diminuído ao longo dos anos e sua posição preferencial é sobre o centro de Minas Gerais, com direção predominante para leste de sua origem.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaMET
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho270 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoPereira_estudo.pdf
Última Atualização2020:07.06.20.09.24 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.20.09.25 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
self-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 02/09/2014 14:22 1.0 KiB 
Histórico2014-09-02 17:22:32 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:11 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP5W34M/3GUJ5BB
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.02.16.27
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/09.02.16.27.59
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoPradoCost:2014:EsReQu
Autor1 Prado, Nathália Velloso
2 Costa, Simone Sievert da
Grupo1
2 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Estadual Paulista (UNESP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 nathalia.prado@cptec.inpe.br
2 simone.sievert@cptec.inpe.br
TítuloEstudo da relação entre queimadas, aerossóis atmosféricos e precipitação
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica do INPE (SICINPE).
Ano2014
Título do LivroAnais
Data30-31 jul., 2014
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)INPE
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chavequeimadas, aerossóis atmosféricos, precipitação.
ResumoEste projeto visa estudar a relação entre queimadas, aerossóis atmosféricos e precipitação sobre algumas regiões do Brasil, principalmente na região centro-oeste e na região amazônica, explorando dados de satélite via sensoriamento remoto. O presente estudo é uma extensão da pesquisa realizada em 2013. Espera-se também compreender como os efeitos da emissão de queimadas na Amazônia podem afetar a composição da atmosfera e o processo de formação de nuvens. Utilizou-se do sensor MODIS/TERRA-AQUA para obtenção de dados da espessura óptica do aerossol (AOD), para a precipitação, dados do satélite TRMM, e, para as queimadas, dados produzidos pelo CPTEC/INPE, no período de 2000 a 2012. No trabalho anterior, resultados mais relevantes indicaram os meses de Agosto, Setembro e Outubro como pico na intensificação de queimadas sendo que o AOD é mais intenso em Setembro. Observou-se uma correlação significativamente negativa na anomalia de precipitação na região estudada. Estes resultados indicam que parte da anomalia de precipitação pode ser explicada pelo efeito indireto do aerossol na formação de nuvens. Verificou-se que em anos de El Niño a profundidade óptica do aerossol é mais elevada se comparada a outros anos. Baseando-se num mapa do Brasil a respeito da Climatologia de precipitação acumulada no ano (em mm) realizada durante o período de 1961 a 1990, segundo dados do INMET Instituto Nacional de Meteorologia foram estudadas mais detalhadamente para a região Norte, os três centros de precipitação abundante: o primeiro centro, localizado no noroeste da Amazônia, o segundo, na parte central da Amazônia e o terceiro, na parte leste da base da Amazônia, próximo a Belém. Também foi analisada a região Nordeste, devido a sua grande variabilidade climática, podendo-se conferir desde o clima semiárido até o clima chuvoso. Como resultados preliminares, podemos verificar uma possível influência da ZCIT (Zona de Convergência Intertropical) e do fenômeno climático El Niño na região noroeste da Amazônia, devido a uma anomalia positiva considerável para o ano de 2006, alcançando maiores picos de AOD nos meses compreendidos de março a setembro. Para a parte central da Amazônia, no ano de 2007, verificou-se um pico extremamente baixo para a anomalia de AOD durante o mês de Setembro, com uma anomalia de precipitação não atingindo 0,1 na escala. Para a parte VI leste da Amazônia, o ano de 2011, marcado pelo fenômeno climático La Niña, destaca-se pela baixa anomalia de precipitação (-0.1 na escala). Ainda está sendo estudada a possível alteração química dos aerossóis, devido aos diferentes tipos de vegetação e o processo de desmatamento e queima que se, realizado de diferentes formas, pode alterar a composição química do aerossol emitido para a atmosfera, alterando consequentemente, a espessura óptica dos aerossóis.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
Idiomapt
Tipo SecundárioPRE CN
AreaMET
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho737 KiB
Número de Arquivos2
Última Atualização2020:07.06.20.13.31 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone
Última Atualização dos Metadados2020:07.06.20.13.32 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 simone {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhoiconet.com.br/banon/2006/11.26.21.31
Endereço de e-Mailmarcelo.pazos@inpe.br
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosmarcelo.pazos@inpe.br
self-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
Grupo de Leitoresadministrator
marcelo.pazos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Estágio do Documentonot transferred
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 02/09/2014 13:27 1.0 KiB 
Histórico2014-09-02 16:27:59 :: marcelo.pazos@sid.inpe.br -> administrator ::
2020-04-29 13:33:11 :: administrator -> simone :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi edition editor format isbn issn label lineage mark nextedition nexthigherunit numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject targetfile tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGP3W34P/3HLPDDB
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21b/2014/12.29.18.15
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21b/2014/12.29.18.15.04
Sitemtc-m21b.sid.inpe.br
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoSismanogluSetz:2014:AvReMo
Autor1 Sismanoglu, Raffi Agop
2 Setzer, Alberto Waingort
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JGGG
Grupo1 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
2 DSA-CPT-INPE-MCTI-GOV-BR
Afiliação1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 raffi.agop@cptec.inpe.br
2 alberto.setzer@cptec.inpe.br
TítuloAvaliação regional do modelo de alta resolução do risco de fogo da vegetação desenvolvido pelo INPE
Nome do EventoCongresso Brasileiro de Meteorologia, 18 (CBMET).
Ano2014
Data3-6 nov., 2014
Localização do EventoRecife, PE
Palavras-Chaverisco de fogo, focos de calor.
ResumoO objetivo deste estudo é avaliar o novo modelo de risco de fogo (RF) do INPE. Ao longo dos anos varias versões foram criadas acompanhando a evolução do Sistema de Detecção. O RF possui 5 níveis de perigo de incêndio (baixo a critico). Foram estudados os riscos diários de 2012 e 2014 correspondendo a versão atual com 1 km de grade, com as respectivas ocorrências dos focos com os 22 diferentes satélites disponíveis. Nesta metodologia foram avaliadas as ocorrências de focos com o nível de risco estimado, ou sejam, a porcentagem do total de focos por níveis de risco médio, alto e critico. Para todo o pais o desempenho regional do RF foi muito satisfatório especialmente nos períodos de maior ocorrência e considerando a maior resolução da grade em comparação com as versões anteriores.Centro-Oeste: nos períodos das máximas ocorrências (junho a outubro) o desempenho variou entre 80 e 99.5% de acertos em áreas de risco maior do que médio, correspondendo a 95 % de acertos no nível critico e 4.5% nos níveis alto e médio no mês de agosto de 2012 e 2013. Nos meses seguintes, no inicio do período chuvoso no MT, o desempenho no RF médio oscilou entre 75% e 30% em função das poucas ocorrências. Região Sul: possui uma dinâmica diferente do uso do fogo e o desempenho do RF ao longo do ano foi razoável e similar nos meses. Apesar das poucas ocorrências registradas na Região em relação as demais áreas do pais, no ápice das queimas o nível de acertos em áreas de risco critico variou entre 65% e 70%;entre 10% e 15% no nível alto e entre 10% a 15% no nível médio. O desempenho do RF nos demais períodos de mínimas ocorrências foi pouco alterado oscilando entre 40% e 60% para o nível critico. Região Sudeste: no período de janeiro a junho o nível critico do RF oscilou entre 50% a 70% de acertos dos focos; entre 20% a 25% nos níveis mínimo e entre 75% a 95% nos meses de maiores ocorrências para o nível critico. Região Nordeste: obteve o melhor desempenho em todo o pais. No período das máximas ocorrências o nível critico de acertos variou entre 90% e 99.6% e entre 55% a 79% nos períodos das mínimas. No ano, o nível critico correspondeu a 80% das ocorrências; a 13% do nível médio e 7% do nível mínimo. A Região Norte apresentou o pior desempenho do RF considerando o numero elevado de focos de calor. Nos meses das máximas ocorrências, o nível critico do RF correspondeu entre 60% a 83% das ocorrências do período. Nos meses de poucas ocorrências, o nível critico variou entre 5% a 60% das ocorrências destacando-se o fraco desempenho nos meses do ano de 2012, influenciado em parte pela baixa densidade de dados de precipitação, temperatura e umidade do ar na região. Nos anos seguintes nas baixas temporadas de focos, o desempenho foi melhor, variado entre 37 % a 60% de acertos no nível critico. Palavras Chave: Risco de Fogo, Focos de Calor.
Tipo SecundárioPRE CN
AreaMET
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho911 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoSismanoglu_Avaliação.pdf
Última Atualização2014:12.29.18.15.04 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator
Última Atualização dos Metadados2018:06.04.03.04.42 sid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20 administrator {D 2014}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Espelhosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.22
e-Mail (login)valdirene
Grupo de Usuáriosvaldirene
Grupo de Leitoresadministrator
valdirene
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m21b/2013/09.26.14.25.20
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Permissão de Leituraallow from all
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 29/12/2014 16:15 1.0 KiB 
Histórico2014-12-29 18:15:04 :: valdirene -> administrator ::
2018-06-04 03:04:42 :: administrator -> valdirene :: 2014
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor format isbn issn label language lineage mark nextedition nexthigherunit notes numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarytype type url versiontype volume
Data de Acesso23 out. 2020
atualizar