Resultado da Pesquisa
A expressão de busca foi <{ref journal or ref conference or ref book} and not {conferencen WORCAP 19 or conferencen WETE 10 or conferencen SBSR 19 or conferencen GEOINFO 20} and y 2019 and not secondaryt NTC and not secondaryt PUD and not secondaryt MAN and not secondaryt TAE and not {lab scopus or lab isi} and not lab self-archiving-INPE-MCTIC-GOV-BR and not lab lattes and firstg *COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR>.
91 referências foram encontradas buscando em 14 dentre 14 sites
(este total pode incluir algumas duplicadas - para ver a conta certa clique no botão Mostrar Todas).
As 10 mais recentes estão listadas abaixo.
Data e hora local de busca: 31/10/2020 17:29.

Tipo da ReferênciaJournal Article
Identificador8JMKD3MGP3W34R/3TLQ26S
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2019/07.17.15.31   (acesso restrito)
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2019/07.17.15.31.55
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
DOI10.1038/s41598-019-46122-x
ISSN2045-2322
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoSchumannSaWaFeHeThOr:2019:TrMeUp
Autor1 Schumann, Carina
2 Saba, Marcelo Magalhães Fares
3 Warner, Tom A.
4 Ferro, Marco A. S.
5 Helsdon Junior, John H.
6 Thomas, Ron
7 Orville, Richard E.
Identificador de Curriculo1
2 8JMKD3MGP5W/3C9JHP6
Grupo1
2 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação1 University of the Witwatersrand Johannesburg
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 South Dakota School of Mines and Technology
4 Instituto de Aeronúatica e Espaço (IAE)
5 South Dakota School of Mines and Technology
6 New Mexico Tech
7 Texas A&M University
Endereço de e-Mail do Autor1 carina.schumann@gmail.com
2 marcelo.saba@inpe.br
TítuloOn the triggering mechanisms of upward lightning
RevistaScientific Reports
Ano2019
Volume9
MêsJuly
ResumoUpward lightning studies took place in Rapid City, South Dakota, USA and S. Paulo, Brazil during the summer thunderstorm seasons from 2011 to 2016. One of the main objectives of these campaigns was to evaluate and characterize the triggering of upward positive leaders from tall objects due to preceding nearby flash activity. 110 upward flashes were observed with a combination of high-and standard-speed video and digital still cameras, electric field meters, fast electric-field antenna systems, and for two seasons, a Lightning Mapping Array. These data were analyzed, along with correlated lightning location system data, to determine the triggering flash type responsible for the initiation of upward leaders from towers. In this paper, we describe the various processes during flash activity that can trigger upward leaders from tall objects in the USA and in Brazil. We conclude that the most effective triggering component is the propagation of the in-cloud negative leader during the continuing current that follows a positive return stroke.
Páginase9576
Idiomaen
Tipo de Trabalhojournal article
Tipo SecundárioPRE PI
DivulgaçãoWEBSCI; PORTALCAPES; SCOPUS.
AreaCST
Nota SecundáriaB2_BIODIVERSIDADE B3_ODONTOLOGIA B3_LETRAS_/_LINGUÍSTICA C_CIÊNCIAS_BIOLÓGICAS_III C_BIOTECNOLOGIA C_ASTRONOMIA_/_FÍSICA
Nota Terciária8JMKD3MGP3W34P/3LKP8ML
Tamanho1942 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvo2019 B - Nature Scientific Reports Upward Triggering Mechanisms Schumann et al.pdf
Última Atualização2020:09.08.22.24.03 urlib.net/www/2017/11.22.19.04 simone
Última Atualização dos Metadados2020:09.08.22.24.04 urlib.net/www/2017/11.22.19.04 simone {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosself-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
simone
Grupo de Leitoresadministrator
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Tipo de Versãopublisher
Permissão de Leituradeny from all and allow from 150.163
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 17/07/2019 12:31 1.0 KiB 
Histórico2019-07-17 15:33:28 :: simone -> administrator :: 2019
2020-01-06 11:42:16 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosalternatejournal archivingpolicy archivist callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel e-mailaddress format isbn keywords label lineage mark mirrorrepository nextedition notes number orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project rightsholder secondarydate secondarykey session shorttitle sponsor subject tertiarytype url
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaJournal Article
Identificador8JMKD3MGP3W34R/3THMBFE
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m21c/2019/06.28.14.08
Metadadossid.inpe.br/mtc-m21c/2019/06.28.14.08.21
Sitemtc-m21c.sid.inpe.br
DOI10.1029/2019GL083237
ISSN0094-8276
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoDiasJúniorDSSATDSVSPMSMJAOFCM:2019:ThClIn
Autor 1 Dias Júnior, Cléo Quaresma
 2 Dias, Nelson Luís
 3 Santos, Rosa Maria N. dos
 4 Sörgel, Matthias
 5 Araújo, Alessandro
 6 Tsokankunku, Anywhere
 7 Ditas, Florian
 8 Santana, Raoni Aquino de
 9 Von Randow, Celso
10 Sá, Marta
11 Pöhlker, Christopher
12 Machado, Luiz Augusto Toledo
13 Sá, Leonardo Deane de
14 Moran-Zuloaga, Daniel
15 Janssen, Ruud
16 Acevedo, Otávio
17 Oliveira, Pablo
18 Fisch, Gilberto
19 Chor, Tomas
20 Manzi, Antônio Ocimar
Identificador de Curriculo 1
 2
 3
 4
 5
 6
 7
 8
 9
10
11
12 8JMKD3MGP5W/3C9JHMS
ORCID 1 0000-0003-4783-4689
 2 0000-0002-9770-8595
 3
 4
 5
 6
 7 0000-0003-3824-9373
 8
 9 0000-0003-1045-4316
10
11
12 0000-0002-8243-1706
13
14
15 0000-0001-5129-7535
16 0000-0003-2606-4726
17
18
19 0000-0003-0854-3803
Grupo 1
 2
 3
 4
 5
 6
 7
 8
 9 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
10
11
12 DIDSA-CGCPT-INPE-MCTIC-GOV-BR
13
14
15
16
17
18
19
20 CGCPT-CGCPT-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação 1 Instituto Federal do Pará (IFPA)
 2 Universidade Federal do Paraná (UFPR)
 3 Universidade Estadual do Amazonas (UEA)
 4 Max Planck Institute for Chemistry
 5 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
 6 Max Planck Institute for Chemistry
 7 Max Planck Institute for Chemistry
 8 Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA)
 9 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
10 Large ScaleBiosphere-Atmosphere Experiment in Amazonia (LBA)
11 Max Planck Institute for Chemistry
12 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
13 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
14 Max Planck Institute for Chemistry
15 Max Planck Institute for Chemistry
16 Instituto Federal do Pará (IFPA)
17 Instituto Federal do Pará (IFPA)
18 Instituto Federal do Pará (IFPA)
19 Instituto Federal do Pará (IFPA)
20 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor 1
 2
 3
 4
 5
 6
 7
 8
 9 celso.vonrandow@inpe.br
10
11
12 luiz.machado@inpe.br
13
14
15
16
17
18
19
20 antonio.manzi@inpe.br
TítuloIs there a classical inertial sublayer over the Amazon Forest?
RevistaGeophysical Research Letters
Ano2019
Volume46
Número10
MêsMay
ResumoOn the basis of measurements over different surfaces, an inertial sublayer (ISL), where Monin-Obukhov Similarity Theory applies, exists above z = 3h, where h is canopy height. The roughness sublayer is within h < z < 3h. Most studies of the surface layer above forests, however, are able to probe only a narrow region above h. Therefore, direct verification of an ISL above tall forests is difficult. In this study we conducted a systematic analysis of unstable turbulence characteristics at heights from 40 to 325 m, measured at an 80m, and the recently built 325-m Amazon Tall Tower Observatory towers over the Amazon forest. Our analyses have revealed no indication of the existence of an ISL; instead, the roughness sublayer directly merges with the convective mixed layer above. Implications for estimates of momentum and scalar fluxes in numerical models and observational studies can be significant. Plain Language Summary The Amazon forest interacts with the atmosphere by emitting and absorbing many substances, such as carbon dioxide, methane, ozone, and organic compounds, produced by the vegetation. These substances are very influential in both the regional and global climates, and until now, the estimates of their emission and absorption rates are based on classical theories developed originally over relatively short vegetation and valid for a region above the ground called the "inertial sublayer." In this work we present evidence, obtained with the help of measurements from a very tall tower (325 m), that a classical inertial sublayer does not exist over the Amazon forest. New methods to quantify the emission and absorption rates, therefore, will be needed to improve their estimates.
Páginas5614-5622
Idiomaen
Tipo de Trabalhojournal article
Tipo SecundárioPRE PI
DivulgaçãoWEBSCI; PORTALCAPES; AGU; COMPENDEX; SCOPUS.
AreaCST
Nota SecundáriaA1_INTERDISCIPLINAR A1_GEOGRAFIA A1_GEOCIÊNCIAS A1_ENGENHARIAS_III A1_ENGENHARIAS_I A1_CIÊNCIAS_AMBIENTAIS A1_CIÊNCIAS_AGRÁRIAS_I A1_BIODIVERSIDADE A2_QUÍMICA A2_ENGENHARIAS_IV A2_ENGENHARIAS_II A2_CIÊNCIAS_BIOLÓGICAS_I B1_ASTRONOMIA_/_FÍSICA B2_ENSINO
Tamanho1156 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo AlvoDias-J-nior_et_al-2019-Geophysical_Research_Letters.pdf
Última Atualização2019:06.28.14.08.21 urlib.net/www/2017/11.22.19.04 administrator
Última Atualização dos Metadados2020:06.03.18.28.04 urlib.net/www/2017/11.22.19.04 administrator {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirourlib.net/www/2017/11.22.19.04
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Estágio do Documentonot transferred
Tipo de Versãopublisher
Política de Arquivamentodenypublisher6 allowfinaldraft
Permissão de Leituraallow from all
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3EUPEJL
8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreement
agreement.html 28/06/2019 11:08 1.0 KiB 
Histórico2019-06-28 14:08:21 :: simone -> administrator ::
2019-06-28 14:08:22 :: administrator -> simone :: 2019
2019-06-28 14:50:57 :: simone -> administrator :: 2019
2019-07-02 14:04:09 :: administrator -> simone :: 2019
2019-12-06 17:42:13 :: simone -> administrator :: 2019
2020-06-03 18:28:04 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosalternatejournal archivist callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel e-mailaddress format isbn keywords label lineage mark mirrorrepository nextedition notes parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readergroup rightsholder secondarydate secondarykey session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGPDW34R/3U4CGCP
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.20.16.38
Metadadossid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.20.16.38.52
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoMirandaAlve:2019:VaClRe
Autor1 Miranda, Bruno Guerreiro
2 Alves, Lincoln Muniz
Grupo1
2 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Estadual Paulista (UNESP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 brunogmiranda10@gmail.com
2 licoln.alves@inpe.br
TítuloVariabilidade climática e recursos hídricos na bacia do Paraíba do Sul
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2019
EditorSantos, Rafael Duarte Coelho Dos
Mattos, Ariane Frassoni Dos Santos De
Mello, Carina Barros
Queiroz, Gilberto Ribeiro De
Vasconcelos, Leandro Guarino De
Vieira, Luis Eduardo Antunes
Forti, Maria Cristina
Gatto, Rubens Cruz
Título do LivroAnais
Data12-13 ago. 2019
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chavevariabilidade climática.
ResumoEste projeto de iniciação científica é uma extensão do estudo realizado por Marengo e Alves (2005) sobre a variabilidade climática na bacia do Paraíba do Sul. O presente estudo vai além, realizando análises de extremos climáticos e projeções futuras de precipitação e temperatura, baseadas no Modelo Climático Regional RegCM4 forçado com modelos globais do CMIP5 e RCP8.5. As análises são feitas a partir dos dados fluviométricos e pluviométricos da Agência Nacional de Águas (ANA) no período de 1930 a 2017, cujo objetivo foi analisar a variabilidade climática em diferentes escalas temporais (mensal, sazonal e anual) da precipitação e sua relação com as cotas/vazões do rio Paraíba do Sul. Os resultados obtidos revelam o padrão de um ciclo anual bem definido: verão chuvoso e inverno seco, impactando diretamente nos picos de vazões. Por meio do teste não paramétrico de Mann-Kendall foi possível identificar que as estações apresentam tendências positivas e negativas de precipitação, porém, as negativas demonstram ser mais significativas, sendo elas nos postos de Carmo, Resende e Caçapava na escala anual; no verão, nos postos de Carmo, Barra do Piraí, Resende, Cachoeira Paulista, Guaratinguetá, Caçapava e Guararema; e no inverno, nos postos de Carmo, Guaratinguetá e Caçapava. No período de 1930 a 2017 foi identificada uma grande variabilidade mensal de eventos extremos, sendo um total de 180 eventos de precipitação acima e 135 abaixo de dois desvios padrão. Em relação as projeções futuras, para a escala anual, os resultados para a precipitação revelam redução da precipitação em até 10% dos totais anuais até 2100 em relação ao período base; no verão, projeta-se uma redução até meados de 2040, todavia para o final do século os modelos projetam aumento de até 20%, revelando dessa forma as incertezas nas projeções. Em relação as projeções de temperatura, os resultados indicam um aumento gradativo ao longo do século XXI com aumento de até 4°C no final do século. Os resultados têm potencial de auxiliar os gestores no planejamento dos recursos hídricos da bacia considerando as observações recentes e os diferentes cenários de mudanças climáticas.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
OrganizaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Idiomapt
TipoCST
Tipo SecundárioPRE CN
FormatoOn-line
AreaCST
Tamanho86 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvo2019 BRUNO MIRANDA.pdf
Última Atualização2019:09.20.16.38.52 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone
Última Atualização dos Metadados2020:05.13.20.30.05 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
rafael.santos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.19
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2019-09-20 16:39:31 :: simone -> administrator :: 2019
2020-01-06 12:48:41 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition isbn issn label lineage mark mirrorrepository nextedition numberofvolumes orcid pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid secondarydate secondarykey secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype volume
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGPDW34R/3U5UTQB
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.30.14.03
Metadadossid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.30.14.03.32
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoMedeirosAndrLemo:2019:ReFlCo
Autor1 Medeiros, Mariana Nepomuceno de
2 Andrade Neto, Pedro Ribeiro de
3 Lemos, Cássia Maria Gama
Grupo1
2 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
3 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação1 Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 ndm.mariana@gmail.com
2 pedro.andrade@inpe.br
3 cassia.lemos@inpe.br
TítuloRegeneração florestal e as condições socioeconômicas dos municípios da Mata Atlântica paulista
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2019
EditorSantos, Rafael Duarte Coelho Dos
Mattos, Ariane Frassoni Dos Santos De
Mello, Carina Barros
Queiroz, Gilberto Ribeiro De
Vasconcelos, Leandro Guarino De
Vieira, Luis Eduardo Antunes
Forti, Maria Cristina
Gatto, Rubens Cruz
Título do LivroAnais
Data12-13 ago. 2019
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaveregeneração florestal.
ResumoEsta pesquisa tem como objetivo principal identificar correlações entre condições socioeconômicas e dinâmicas do uso da terra em municípios da mata atlântica paulista. Para tal objetivo, foi fundamental a construção de um banco de dados espaço-temporal através de informações disponíveis no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e Levantamento Censitário das Unidades de Produção Agropecuária do Estado de São Paulo. No decorrer do projeto, foram necessários alguns ajustes na proposta inicial para que a pesquisa pudesse ter continuidade devido à indisponibilidade de dados. Os ajustes foram na escala espaço-temporal, a nova escala são os 33 municípios do Vale do Paraíba Paulista (VPP), integrantes do Bioma Mata Atlântica, no período de 1996 a 2008. Com os resultados obtidos no primeiro período do projeto, foram observados uma diminuição das áreas de reflorestamento em oito municípios do VPP de 1996 para 2008, e apenas um município apresentou aumento de população rural. Dentre os 21 municípios que apresentaram aumento de áreas de reflorestamento, apenas 14 tiveram decrescimento de população rural. Deste modo, para compreender os resultados obtidos e dar continuidade ao projeto de pesquisa, foi necessária a releitura de referências bibliográficas para compreender melhor a área de estudo e as influências das condições socioeconômicas na dinâmica da paisagem. Após esta releitura, as condições socioeconômicas e dinâmicas do uso da terra estão sendo analisadas pelo Índice de Moran Global e pelo Índice de Moran Local para identificar padrões entre as condições socioeconômicas e dinâmicas da paisagem. Os resultados desta análise serão apresentados no relatório final deste projeto.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
OrganizaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Idiomapt
TipoCST
Tipo SecundárioPRE CN
FormatoOn-line
AreaCST
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho61 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvo2019 MARIANA MEDEIROS.pdf
Última Atualização2019:09.30.14.03.32 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone
Última Atualização dos Metadados2020:05.13.20.28.19 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosself-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
simone
Grupo de Leitoresadministrator
rafael.santos@inpe.br
self-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.19
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2019-09-30 14:04:10 :: simone -> administrator :: 2019
2019-10-02 19:07:41 :: administrator -> simone :: 2019
2019-12-06 18:32:42 :: simone -> administrator :: 2019
2020-01-06 12:48:42 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition isbn issn label lineage mark mirrorrepository nextedition numberofvolumes orcid pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid secondarydate secondarykey secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarytype url versiontype volume
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGPDW34R/3U4CGH8
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.20.16.40
Metadadossid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.20.16.40.58
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoLourençoOmetNola:2019:AdMeBr
Autor1 Lourenço, Bruno Uemura da Silva
2 Ometto, Jean Pierre Henry Balbaud
3 Nolasco, Camille Lanzarotti
Grupo1
2 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
3 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Estadual Paulista (UNESP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1
2 jean.ometto@inpe.br
3 camille.noasco@inpe.br
TítuloConsumo de energia nos sistemas residenciais e de transporte para cálculo da pegada ecológica de nitrogênio: adaptação de metodologia para o Brasil
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2019
EditorSantos, Rafael Duarte Coelho Dos
Mattos, Ariane Frassoni Dos Santos De
Mello, Carina Barros
Queiroz, Gilberto Ribeiro De
Vasconcelos, Leandro Guarino De
Vieira, Luis Eduardo Antunes
Forti, Maria Cristina
Gatto, Rubens Cruz
Título do LivroAnais
Data12-13 ago. 2019
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaveconsumo de energia, nitrogênio, pegada ecológica.
ResumoO Nitrogênio (N) é um nutriente essencial para a vida na Terra, porém processos antropogênicos de produção de energia e alimentos podem resultar em excesso de N reativo que podem causar impactos negativos no ambiente, na saúde humana, e para a economia. Este projeto de Iniciação Científica iniciou em agosto de 2018 com o objetivo de auxiliar no desenvolvimento da adaptação de metodologia para a construção de uma versão brasileira do modelo que calcula a Pegada Ecológica de Nitrogênio (NFootprint), desenvolvido por Leach et al. (2012) e faz parte do projeto INMS ( Sistema de Manejo Internacional do Nitrogênio, em português). O INMS envolve vários países, e tem como objetivo envolver a comunidade cientifica e os diversos setores da sociedade para sintetizarem juntos evidências que gerem o desenvolvimento de políticas internacionais visando melhorar a gestão global do nitrogênio (N). Durante os meses de trabalho deste estágio de iniciação científica, foram feitos extensos levantamentos bibliográficos a fim de se obter dados para estimar a emissão do N reativo (Nr) relacionado ao consumo doméstico nos setores de transporte e energia por habitante (per capta), segundo às emissões nestes setores no Brasil. Foram consultados relatórios disponibilizados por diversos órgãos de pesquisa, a fim de se obter o conjunto de dados necessário. Contudo, vários dados utilizados no modelo desenvolvido por Leach et al. (2012) não se encontram disponíveis para o Brasil. Desta forma, mais levantamentos bibliográficos foram necessários para a obtenção de outros dados secundários que auxiliassem na estimativa, e adaptações na metodologia foram necessárias. Os dados foram então organizados em planilhas virtuais. Para o cálculo do fator médio de emissão de Nr no uso de energia doméstica pela população brasileira, seguiu-se a linha metodológica bottom-up do N-Footprint (Leach et al., 2012). Os resultados dos cálculos para números de moradores por domicílio, consumo médio por domicílio e fator de emissão foram cruzados obtendo-se um valor de aproximadamente 2,52 kg NOx/ano per capta. Posteriormente, calculou-se o mesmo fator em relação ao transporte da população, segregado por dois tipos de veículos utilizados (motocicletas e carros). Foram utilizados dados de quantidade de veículos por habitante, distância média percorrida por pessoa anualmente e fator de emissão do veículo segundo seu motor. Obteve-se os valores aproximados de 0,32 kg NOx/ano da população brasileira para usuários de automóvel e 0,81 kg NOx/ano da população brasileira para usuários de motocicleta. Estão em andamento as coletas de informações necessárias para a complementação do cálculo da pegada ecológica no setor de transporte, relativas a usuários de transporte aéreo, transporte coletivo e transporte hidroviário.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
OrganizaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Idiomapt
TipoCST
Tipo SecundárioPRE CN
FormatoOn-line
AreaCST
Tamanho85 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvo2019 BRUNO UEMURA.pdf
Última Atualização2019:09.20.16.40.58 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone
Última Atualização dos Metadados2020:05.13.20.22.08 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
rafael.santos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.19
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2019-09-20 16:41:56 :: simone -> administrator :: 2019
2020-01-06 12:48:41 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition isbn issn label lineage mark mirrorrepository nextedition numberofvolumes orcid pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid secondarydate secondarykey secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype volume
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGPDW34R/3U4CFUL
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.20.16.33
Metadadossid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.20.16.33.02
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoLoureiroAndrNasc:2019:CaReSó
Autor1 Loureiro, Anna Isabel Silva
2 Andrade Neto, Pedro Ribeiro de
3 Nascimento, Victor Fernandez
Grupo1
2 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
3 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Estadual Paulista (UNESP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 annaisabel@outlook.com
2 pedro.andrade@inpe.br
3 victor.nascimento@inpe.br
TítuloCaracterização de resíduos sólidos urbanos dos municípios paulistas por setor censitário
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2019
EditorSantos, Rafael Duarte Coelho Dos
Mattos, Ariane Frassoni Dos Santos De
Mello, Carina Barros
Queiroz, Gilberto Ribeiro De
Vasconcelos, Leandro Guarino De
Vieira, Luis Eduardo Antunes
Forti, Maria Cristina
Gatto, Rubens Cruz
Título do LivroAnais
Data12-13 ago. 2019
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaveresíduos sólidos urbanos.
ResumoO crescimento populacional acelerado e as mudanças no estilo de vida são os principais fatores que contribuíram para o rápido crescimento da geração de resíduos sólidos urbanos (RSU). Aterros sanitários são uma opção segura para a destinação final desses RSU, por serem áreas especialmente preparadas com o objetivo de minimizar impactos ambientais, além de evitar danos à saúde pública. A identificação apropriada da localização dos aterros sanitários pode evitar efeitos indesejáveis a longo prazo. Porém, encontrar novas áreas para a implantação de aterros sanitários está se tornando cada vez mais difícil devido à crescente conscientização ambiental, legislações rigorosas e oposição política e social. Sabe-se que adotar fatores ambientais restritivos é importante para evitar a contaminação dos recursos naturais, assim como adotar fatores socioeconômicos é necessário para reduzir os custos financeiros e a oposição pública. Na primeira parte deste estudo, identificou-se a necessidade de se analisar os critérios restritivos que interferem na localização e construção de áreas para aterros sanitários no Brasil e no mundo. Para isso, foi realizada uma revisão bibliográfica sistemática dessas restrições e suas classificações dentro das vertentes ambiental, social e econômica. Posteriormente, na segunda parte deste estudo, foram elaborados cenários de restrições para os estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, considerando as legislações dos Estados Unidos (US), Europa (EU), Brasil (BR) e World Bank (WB). Observou-se, dentre as quatro legislações analisadas para o estado de São Paulo, que as leis do WB, US, EU e BR estão ordenadas da maior para a de menor restrições, e se adotadas restringem aproximadamente 90%, 77%, 76% e 50% do território paulista. Se considerarmos a legislação brasileira, que é a menos restritiva em comparação com as outras restrições, os critérios adotados mais severos são a distância de aeroportos, distância de centros urbanos e a distância de recursos hídricos que se somados restringem mais da metade de todo o estado de São Paulo. Este tipo de análise espacial permitiu comparar quais legislações internacionais ou nacionais são mais ou menos rigorosas para a implantação de aterros sanitários, bem como qual a porcentagem do território de cada um dos estados analisados onde a construção dos aterros é proibida. Estas informações serão de extrema importância para a próxima etapa do trabalho, que será mapear as áreas restritivas para localizações de aterros sanitário em uma escala mais abrangente, tendo como área de estudo todo o território brasileiro.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
OrganizaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Idiomapt
TipoCST
Tipo SecundárioPRE CN
FormatoOn-line
AreaCST
Nota TerciáriaTrabalho não Vinculado à Tese/Dissertação
Tamanho74 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvo2019 ANNA ISABEL.pdf
Última Atualização2019:09.20.16.33.02 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone
Última Atualização dos Metadados2020:05.13.20.21.20 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriosself-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
simone
Grupo de Leitoresadministrator
rafael.santos@inpe.br
self-uploading-INPE-MCTI-GOV-BR
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.19
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2019-09-20 16:34:13 :: simone -> administrator :: 2019
2020-01-06 12:48:41 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition isbn issn label lineage mark mirrorrepository nextedition numberofvolumes orcid pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid secondarydate secondarykey secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarytype url versiontype volume
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGPDW34R/3U5USSS
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.30.13.52
Metadadossid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.30.13.52.11
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoGriloSilv:2019:VuMa
Autor1 Grilo, Luan Moreira
2 Silva, Luiz Tadeu da
Grupo1
2 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de São Paulo (USP)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 luan.grilo@inpe.br
2 luiz.tadeu@inpe.br
TítuloA vulnerabilidade à malária
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2019
EditorSantos, Rafael Duarte Coelho Dos
Mattos, Ariane Frassoni Dos Santos De
Mello, Carina Barros
Queiroz, Gilberto Ribeiro De
Vasconcelos, Leandro Guarino De
Vieira, Luis Eduardo Antunes
Forti, Maria Cristina
Gatto, Rubens Cruz
Título do LivroAnais
Data12-13 ago. 2019
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chavemalária.
ResumoA malária é uma doença parasitária epidêmica, que atinge principalmente populações de regiões tropicais e subtropicais do planeta com baixo desenvolvimento socioeconômico. Este projeto de Iniciação Científica tem como principal objetivo realizar uma análise espaço-temporal sobre a evolução do número de casos de malária no Brasil, suas regiões, estados e munícipios, entre os anos de 2003 e 2017. Inicialmente foi feita a compilação dos dados referentes ao número de pessoas infectadas diariamente por malária, segundo seus municípios de residências do país, entre 01/01/2003 e 31/12/2017, fornecidos pelo Sistema de Informações de Vigilância Epidemiológica - SIVEP MALÁRIA do Ministério da Saúde, por meio do Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC). As informações coletadas foram organizadas em um banco de dados, que posteriormente contou com a inclusão das coordenadas geográficas dos municípios que tiveram a ocorrência dos casos da doença. Desse modo foi possível realizar a espacialização dos dados para a produção de mapas; a seleção de variáveis de consulta ao banco de dados espacial e síntese em tabelas para análises. Em 2017 foram registrados 189.191 casos de malária no Brasil, um aumento de aproximadamente 34% em relação ao ano anterior, sendo que 99,51% desses casos ocorreram em municípios localizados na região Norte. Dentre os estados desta região, o Amazonas teve a maior ocorrência da doença, com 82.723 casos registrados no ano. Considerando a Incidência Parasitária Anual (IPA), o estado mais atingido pela doença foi o Acre (43,4 casos/1.000 hab.), seguido por Roraima (21,4 casos/1.000 hab.) e Amazonas (20,4 casos/1.000 hab.). Dos munícipios do estado do Acre em 2017, a maior parte exibe baixo risco ou não transmissão da doença, e apenas três cidades têm alto risco de malária, sendo elas Mâncio Lima (521,6 casos/1.000 hab.), Rodrigues Alves (757,6 casos/1.000 hab.) e Cruzeiro do Sul (252,9 casos/1.000 hab.). Desde o início do período de estudo, esses três municípios são responsáveis por mais de 50% de todos os casos de malária ocorridos no Acre e em 2017 o valor mais alto da série foi registrado, com 97,09% das infecções do estado ocorrendo nessas cidades. Alguns estudos apontam que o impacto ambiental das atividades de piscicultura, além de fatores como a falta de integração das esferas governamentais, baixo investimento em políticas de saúde pública e nível educacional da população, tem grande influência na alta incidência da malária nesses três municípios. Portanto, avaliou-se que, em 2017, a região Norte do Brasil foi a mais vulnerável à malária. Dos estados desta área, o Acre apresentou a maior incidência, 43,4 casos/1.000 hab. Apenas três municípios acreanos apresentam alto risco infecção, Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Cruzeiro do Sul, que no último ano do período foram responsáveis por 97,09% dos casos no estado. Desse modo, fica evidenciada a necessidade de mais estudos com foco nesses municípios, cuja dinâmica da malária contrasta grandemente com os demais do estado do Acre.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
OrganizaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Idiomapt
TipoCST
Tipo SecundárioPRE CN
FormatoOn-line
AreaCST
Tamanho63 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvo2019 LUAN MOREIRA.pdf
Última Atualização2019:09.30.13.52.11 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone
Última Atualização dos Metadados2020:05.13.20.08.45 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
rafael.santos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.19
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2019-09-30 13:53:48 :: simone -> administrator :: 2019
2020-01-06 12:48:42 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition isbn issn label lineage mark mirrorrepository nextedition numberofvolumes orcid pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid secondarydate secondarykey secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype volume
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGPDW34R/3U5FTPH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.27.14.58
Metadadossid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.27.14.58.07
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoGodoiNacc:2019:AvDeRe
Autor1 Godoi, Igor Augutso de Carvalho
2 Naccarato, Kleber Pinheiro
Grupo1
2 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação1 Universidade de Taubaté (UNITAU)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 igorc.godoi@hotmail.com
2 kleber.naccarato@inpe.br
TítuloAvaliação de desempenho regional da Rede Brasileira de Detecção de Descargas Atmosféricas (BRASILDAT) utilizando câmeras de alta velocidade
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2019
EditorSantos, Rafael Duarte Coelho Dos
Mattos, Ariane Frassoni Dos Santos De
Mello, Carina Barros
Queiroz, Gilberto Ribeiro De
Vasconcelos, Leandro Guarino De
Vieira, Luis Eduardo Antunes
Forti, Maria Cristina
Gatto, Rubens Cruz
Título do LivroAnais
Data12-13 ago. 2019
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chavedescargas atmosféricas, BRASILDAT.
ResumoO presente trabalho versa sobre o resultado do Projeto: Avaliação de desempenho regional da Rede Brasileira de Detecção de Descargas Atmosféricas (BrasilDAT) utilizando imagens de câmeras de alta velocidade. Essa pesquisa consistiu em analisar e tabelar descargas registradas por câmeras de alta velocidade ocorridas na região de Pirituba, bairro da cidade de São Paulo no período de 2011 à 2019. Após a análise dos vídeos, os resultados foram comparados com as informações fornecidas pela Rede Brasileira de Detecção de Descargas Atmosféricas (BrasilDAT) para verificar qual a porcentagem de descargas registradas pela rede. Caso a descarga não fosse detectada pela Rede BrasilDAT, recorríamos a análise da variação do Campo Elétrico da região observada, afim de encontrar possíveis defasagens no tempo. As análises contabilizaram, até o momento, 412 descargas, sendo 121 Nuvem-Solo (relâmpagos que vem das nuvens e tocam o solo), 233 Intra-Nuvem (relâmpagos que ocorrem no interior das nuvens e suas extremidades), 7 Solo-Nuvem (relâmpagos que vão do solo até alguma nuvem) e 51 descargas classificadas como Componente-M e LC. Os resultados preliminares mostraram que a rede BrasilDAT detectou 61 descargas Nuvem-Solo e 28 Intra-Nuvem, caracterizando uma eficiência de aproximadamente 50% de detecção das descargas Nuvem-Solo e cerca de 10% de relâmpagos Intra- Nuvem. Espera-se que até o final da análise em Julho de 2019 esses valores sofram variações.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
OrganizaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Idiomapt
TipoCST
Tipo SecundárioPRE CN
FormatoOn-line
AreaCST
Tamanho73 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvo2019 IGOR GODOI.pdf
Última Atualização2019:09.27.14.58.07 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone
Última Atualização dos Metadados2020:05.13.20.05.10 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
rafael.santos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.19
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2019-09-27 14:59:09 :: simone -> administrator :: 2019
2020-01-06 12:48:41 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition isbn issn label lineage mark mirrorrepository nextedition numberofvolumes orcid pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid secondarydate secondarykey secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype volume
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGPDW34R/3U5UUS8
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.30.14.16
Metadadossid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.30.14.16.16
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoCostaOmetNasc:2019:RoVeCo
Autor1 Costa, Natan Ruan Machado da
2 Ometto, Jean Pierre Henry Balbaud
3 Nascimento, Victor Fernandes
Grupo1
2 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Endereço de e-Mail do Autor1 natan.ruan@ufrgs.br
2 jean.ometto@inpe.br
3 victor.nascimento@inpe.br
TítuloRoteirização dos veículos de coleta de resíduos sólidos urbanos utilizando SIG
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2019
EditorSantos, Rafael Duarte Coelho Dos
Mattos, Ariane Frassoni Dos Santos De
Mello, Carina Barros
Queiroz, Gilberto Ribeiro De
Vasconcelos, Leandro Guarino De
Vieira, Luis Eduardo Antunes
Forti, Maria Cristina
Gatto, Rubens Cruz
Título do LivroAnais
Data12-13 ago. 2019
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chavecoleta de resíduos sólidos, SIG.
ResumoA elevação do número da população mundial, nas últimas décadas, vem acarretando um aumento exorbitante na produção de resíduos sólidos urbanos (RSU). Em consequência, o processo de gerenciamento dos RSUs (serviços de coleta, transporte e destinação), que visa minimizar os impactos gerados no ambiente, tem gerado grandes custos aos cofres públicos. O objetivo desse trabalho é explorar o Network Analyst, uma das principais ferramentas dentro do Sistema de Informação Geográfico (SIG), usado para realizar a otimização de rotas e propor novas alternativas de percurso para os veículos coletores de RSU do município de Barra do Ribeiro, localizado no estado do Rio Grande do Sul. Os resultados esperados são tanto reduzir os impactos causados no ambiente quanto minimizar os custos do transporte dos RSU. O óleo diesel, usado nos caminhões de coleta, é o combustível que mais tem colaborado para as emissões de gases do efeito estufa no Brasil, principalmente o dióxido de carbono. Além de ter um grande potencial poluente, o diesel tem encarecido bastante nos últimos anos, elevando os custos das prefeituras. Barra do Ribeiro, por exemplo, não recebe um orçamento suficiente para atender a demanda de serviços de limpeza urbana. Nesse contexto, a utilização dos SIGs na resolução de problemas de transporte de veículos tem se tornado cada vez mais importante. A roteirização, por exemplo, é um processo de definição de roteiros e itinerários marcados pela agilidade, eficiência e otimização a serem cumpridos por veículos de uma frota, objetivando visitar um conjunto de pontos geograficamente dispersos. Neste trabalho, foi utilizado o software ArcGIS para realizar a roteirização. O estudo baseou-se em determinar rotas ótimas para o veículo coletor de RSU do município de Barra do Ribeiro, através da ferramenta Vehicle Routing Problem (VRP). O passo inicial foi encontrar e baixar o shapefile da malha viária de Barra do Ribeiro (o download foi feito no banco de dados do site Open Street Maps dados de 2010 a 2019) e, em seguida, foram corrigidos os erros topológicos através do processo de vetorização para, posteriormente, poder executar a ferramenta VRP. A partir da criação do arquivo Network dataset, foram distribuídos pontos de visita ao longo das ruas e definido o local de partida e chegada dos caminhões para então calcular a melhor rota para a realização da coleta. A análise foi feita a partir da comparação de dois cenários com número distinto de pontos distribuídos (50 pontos e 100 pontos respectivamente). Para o primeiro cenário, o caminho percorrido foi de 71,9 km durante o tempo de 1h39min, enquanto que no segundo cenário o trajeto foi de 83,7 km e teve uma duração de 1h51min. Em relação ao custo em cada uma das situações supostas, considerando que o valor do litro do diesel é R$3,60, que um caminhão usual coletor de RSU consome 1 litro de combustível a cada 2,5 km percorridos e que para o município de estudo a coleta é feita três dias por semana, o valor total mensal no cenário 1 foi de R$ 1.449,98 e no cenário 2 de R$ 1.687,42. A principal diferença entre os dois cenários foi a cobertura das ruas: enquanto na primeira análise muitas ruas sequer foram visitadas na segunda houve a visita em praticamente todas as ruas do município, ou seja, quanto maior o número de pontos distribuídos maior é a cobertura das ruas. Em contrapartida, os custos com o combustível não aumentam, consideravelmente, com o número de pontos distribuídos, logo podem-se distribuir quantos pontos se achar necessário até que se obtenha a passagem do caminhão em todas as ruas desejadas. Assim, este estudo se mostrou eficiente e pronto para ser apresentado à prefeitura de Barra do Ribeiro como sugestão de melhora e aperfeiçoamento no recolhimento de RSU do município e, consequentemente, poderá diminuir tantos os custos econômicos quanto os impactos ambientais se adotado.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
OrganizaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Idiomapt
TipoCST
Tipo SecundárioPRE CN
FormatoOn-line
AreaCST
Tamanho113 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvo2019 NATAN COSTA.pdf
Última Atualização2019:09.30.14.16.16 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone
Última Atualização dos Metadados2020:05.13.19.58.17 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
rafael.santos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.19
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2019-09-30 15:00:12 :: simone -> administrator :: 2019
2020-01-06 12:48:42 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition isbn issn label lineage mark mirrorrepository nextedition numberofvolumes orcid pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid secondarydate secondarykey secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype volume
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
similares 
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Identificador8JMKD3MGPDW34R/3U6266P
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.30.15.08
Metadadossid.inpe.br/mtc-m16d/2019/09.30.15.08.34
Sitemtc-m16d.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoAluveiLemoAndr:2019:MoRePa
Autor1 Aluvei, Rafael Andrade
2 Lemos, Cássia Maria Gama
3 Andrade Neto, Pedro Ribeiro de
Grupo1
2 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
3 COCST-COCST-INPE-MCTIC-GOV-BR
Afiliação1 Faculdade Tecnológica de Jacareí (FATEC)
2 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Endereço de e-Mail do Autor1 alewei@gmail.com
2 cassia.lemos@inpe.br
3 pedro.andrade@inpe.br
TítuloModelagem da restauração da paisagem do Vale do Paraíba paulista considerando restrições legais
Nome do EventoSeminário de Iniciação Científica e Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SICINPE)
Ano2019
EditorSantos, Rafael Duarte Coelho Dos
Mattos, Ariane Frassoni Dos Santos De
Mello, Carina Barros
Queiroz, Gilberto Ribeiro De
Vasconcelos, Leandro Guarino De
Vieira, Luis Eduardo Antunes
Forti, Maria Cristina
Gatto, Rubens Cruz
Título do LivroAnais
Data12-13 ago. 2019
Cidade da EditoraSão José dos Campos
Editora (Publisher)Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Localização do EventoSão José dos Campos
Palavras-Chaverestauração da paisagem, Vale do Paraíba.
ResumoEste trabalho tem como objetivo entender a importância das restrições legais para a restauração de paisagens florestais em 34 municípios do Vale do Paraíba Paulista que integram o bioma Mata Atlântica. Para as análises espaciais, foram usados dados da Fundação Brasileira de Desenvolvimento Sustentável, Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola e do Sistema do Cadastro Ambiental Rural, além das informações constante na Lei 12.651/2012. Para compreender a região de estudo, em um primeiro momento foi realizada uma revisão bibliográfica, e posteriormente foi construído um banco de dados para manipulação dos déficits em áreas de preservação permanente, bem como tamanho das propriedades e limite administrativo dos 34 municípios pertencentes ao Vale do Paraíba Paulista. Devido ao grande volume de dados, foi necessário adotar a metodologia de trabalho na escala municipal. A primeira cidade escolhida foi Canas. A manipulação e análise de dados foram realizadas no software ARCMAP e a vetorização da malha hidrográfica do município no software QGIS Desktop. Os primeiros resultados indicavam um grande déficit de florestas, em sua grande maioria nas propriedades médias, seguido em menor quantidade por propriedades pequenas e grandes. Porém ao inferir uma segunda análise sobre os dados, foram identificadas áreas que não foram contempladas na vetorização. Sendo assim, foi necessária uma mudança na metodologia para que nenhum ponto importante fosse perdido. A solução encontrada foi a criação de uma grade celular com resolução de 1,5km com atributos de 0 e 1 (1 quadrante concluído e 0 quadrante não concluído) para auxiliar na vetorização da malha hidrográfica. Durante a análise, observou que a grade celular otimizou o tempo de manipulação dos dados. Como resultado foi gerado um produto evidenciando a redução e/ou deslocamento da malha hidrográfica e de suas nascentes. Estes resultados serão apresentados no relatório final deste projeto.
NotasBolsa PIBIC/INPE/CNPq
OrganizaçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Idiomapt
TipoCST
Tipo SecundárioPRE CN
FormatoOn-line
AreaCST
Tamanho65 KiB
Número de Arquivos1
Arquivo Alvo2019 Rafael Andrade.pdf
Última Atualização2019:09.30.15.08.34 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone
Última Atualização dos Metadados2020:05.12.14.33.50 sid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02 simone {D 2019}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)simone
Grupo de Usuáriossimone
Grupo de Leitoresadministrator
rafael.santos@inpe.br
simone
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m19@80/2009/08.21.17.02
Estágio do Documentonot transferred
Repositório de Direitos Autoraisurlib.net/www/2012/11.12.15.19
Detentor dos Direitosoriginalauthor yes
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3F3T29H
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2019-09-30 15:09:23 :: simone -> administrator :: 2019
2020-01-06 12:48:42 :: administrator -> simone :: 2019
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyholder creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition isbn issn label lineage mark mirrorrepository nextedition numberofvolumes orcid pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project readpermission resumeid secondarydate secondarykey secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype url versiontype volume
Data de Acesso31 out. 2020
atualizar 
similares